História 50 tons de Vitti - Capítulo 200


Escrita por:

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Tags Santovitti
Visualizações 47
Palavras 416
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Último de hoje meus amores, vou tentar maratonar no final de semana 😘😘❤❤❤

Capítulo 200 - Capítulo 200


— Você vê, isto é o que eu estava conversando sobre, você me
desafiando. Eu quero que você os tenha e isto é o fim da discussão. É muito
simples. Você não tem que pensar sobre isto. Como uma submissa você só
seria agradecida por eles. Você só aceita o que eu compro para você porque
me agrada fazer isso.
— Eu não era uma submissa quando você comprou-os para mim, —
eu sussurrei.
— Não… mas você concordou Isabella. — Seus olhos ficaram
cautelosos.
Eu suspirei. Eu não vou ganhar isto, então vamos ao plano B.
— Então eles são meus para fazer o que eu quiser?
Ele me olhou suspeitosamente, mas concedeu.
— Sim.
— Nesse caso, eu gostaria de dar eles para a caridade, uma que
trabalhe em Darfur desde que parece ser perto de seu coração. Eles podem
leiloa-los.
— Se é isso que você quer fazer. — Sua boca fixou em uma linha
dura. Ele estava desapontado.
Eu ruborizada.
— Eu pensarei sobre isto, — eu murmurei, eu não queria desapontá-
lo e suas palavras voltaram para mim. Eu quero que você me queira, por
favor.
— Não pense Isabella. Não sobre isto. — Seu tom está suave e
sério.
Como eu não posso pensar? Você pode fingir ser um carro, como
suas outras possessões, meu subconsciente faz um mal recebido retorno
cáustico. Eu o ignoro. Oh, nós não podemos rebobinar? A atmosfera entre
nós é agora tensa. Eu não sei o que fazer. Eu olho fixamente para baixo,
para os meus dedos.
Como eu recupero esta situação?
Ele põe a garrafa de champanhe na mesa e na minha frente. Pondo
sua mão debaixo de meu queixo, ele levanta minha cabeça. Ele olha para
mim, com uma expressão grave.
— Eu comprarei muitas coisas para você, Isabella. Se acostume
com isto. Eu disponho. Eu sou um homem muito rico. — Ele se abaixou e
plantou um beijo rápido, puro em meus lábios. — Por favor. — Ele me libera.
Oh' minhas bocas subconscientes dizem para mim.
— Faz-me sentir barata, — eu murmuro.
Rafael correu a mão por seu cabelo, exasperado.
— Não devia. Você está fazendo tempestade em um copo de água,
Isabella. Não faça um julgamento moral de você mesma, baseado no que
os outros poderiam pensar. Não desperdice sua energia. Você tem receios sobre nosso acordo, isto é perfeitamente natural. Você não sabe no que você
está se metendo.
Eu franzi a testa, tentando processar as suas palavras 


Notas Finais


Boa noite e fiquem com Deus 🙏❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...