História 50 tons de Vitti - Capítulo 202


Escrita por:

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Tags Santovitti
Visualizações 20
Palavras 322
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 202 - Capítulo 202


— Eu não sou um conhecedor, Isabella, eu só sei do que eu gosto.
— Seus olhos cinza brilharam, quase prata e ele me fez corar. — Um pouco
mais? — Ele perguntou, se referindo ao champanhe.
— Por favor.
Rafael levantou graciosamente e pegou a garrafa. Ele encheu a
minha xícara. Ele estava me deixando alegre? Eu olhei para ele
suspeitosamente.
— Este lugar parece bonito nu, você está pronta para se mudar?
— Mais ou menos.
— Você estará trabalhando amanhã?
— Sim, é meu último dia no Clayton.
— Eu ajudaria você a se mudar, mas eu prometi encontrar minha
irmã no aeroporto.
Oh… isto é novidade.
— Bianca chega de Paris muito cedo no sábado de manhã. Eu sou voltar
para Seattle amanhã, mas eu ouvi que Elliot está dando a vocês duas uma
mão.
— Sim, Bruna está muito excitada sobre isto.
Rafael fez uma careta.
— Sim, Bruna e Guilherme, quem teria pensado? — Ele murmurou e com
um pouco de razão, ele não parecia contente.
— Então o que você está fazendo sobre o trabalho em Seattle?
Quando nós vamos conversar sobre os limites? Qual é o seu jogo?
— Eu tenho algumas entrevistas marcadas.
— Você ia me dizer isto quando? — Ele arqueou uma sobrancelha.
— Err… eu estou dizendo a você agora.
Ele estreitou os seus olhos.
— Onde?
Por um pouco de razão, possivelmente porque ele poderia usar sua
influência, eu não queria dizer a ele.
— Um par de editoras.
— É isso que você quer fazer, algo em publicação?
Eu cautelosamente movi a cabeça.
— Bem? — Ele olhou para mim pacientemente querendo mais
informações.
— Bem o que?
— Não seja obtusa, Isabella, quais editoras? — Ele ralhou.
— Apenas umas pequenas, — eu murmurei.
—Por que você não quer que eu saiba?
— Influência imprópria.
Ele ficou carrancudo.
— Oh, agora você está sendo obtuso.
Ele riu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...