História 7 é o melhor número-interativa - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Cores Do Arco-iris, Muito Nescau, Pecados Capitais, Suco de Maracujá, Um Fudanshi Hétero
Visualizações 70
Palavras 3.159
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Magia, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


CAP ATUALIZADOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO


ATUALIZEM SUAS FICHAS CARAMBA!!!! quase todo mundo atualizou só faltou alguns....

Capítulo 9 - Em briga de Lillian e Miguel só se mete Raphael! - VAGAS A -


Fanfic / Fanfiction 7 é o melhor número-interativa - Capítulo 9 - Em briga de Lillian e Miguel só se mete Raphael! - VAGAS A -

P.O.V Rebecca on

 

Se preparem que vai ser mais difícil do que vocês acham – Lillian se levantou fez uma cara diabólica como se tivesse o plano de nossa morte em sua cabeça – Eita lembrei que vou me ferrar também agora estou na bad – ela sentou novamente na cadeira com uma cara tristonha -

 

*Congela cena*

 

Ai, ai o que será que Lillian está planejando? Antes das crises de loucura dessa criatura temos que saber: o que aconteceu com aquela mega briga daqueles dois barraqueiros?

É isso que vamos descobrir! Na real, eu já sei tudo que rolou então eu vou tomar suco de maracujá, não gosto de figurinha repetida  

 

*Volta as cenas*

 

Quarta - 03 de setembro - 14:54

 

Nova York – Estados Unidos

 

Agora já deu! Cai dentro pulga de cachorro sarnento!!! – Miguel estava tão irritado que podia-se ver uma veia em sua testa, nunca vi ele chegar a esse nível de raiva, só podia ser Lillian mesmo... –

 

Você não aguenta um segundo de porrada comigo seu rato de esgoto brasileiro!!! – Miguel não ficou para trás, pelo estado de Lillian ela também estava P da vida... –

 

Epa, epa, epa!!! Nada de brigar dentro da minha casa! Não quero que o teto caia por causa de vocês dois – Me meto no meio antes que um voe para cima do outro, Raphael está só olhando, acredito que esteja um pouco desconfortável com a situação –

 

Não se preocupe a gente pode muito bem resolver isso lá fora – Lillian estrala os dedos com um olhar sombrio direcionado para Miguel, eles parecem estar trocando xingamentos através de olhares e o pior que eu não duvido nada disso –

 

Parem de fazer cena na frente da visita! E além disso os vizinhos vão novamente chamar a polícia, dessa vez vocês podem ser presos por perturbar a paz do povo e quase se matarem – Tentei mais uma vez fazer esses loucos desistirem dessas ideias de retardado, até eu que sou meio doida (pelo convívio excessivo com Lillian) não tenho umas ideias dessas! Imagina o que Raphael está pensando de nós! Deve nos achar um bando de lunáticos (nem sei se ainda falam isso...) –

 

Quem tiver incomodado vira a cara! – Miguel foi simplesmente curto e grosso, esse negócio está começando a piorar, a situação não está das melhores com esses dois envolvidos num clima estranho e meramente perigoso enquanto parecem se preparar para a guerra – Até porque macumba é o que não falta para esse tatu enfezado

 

Realmente, e merda para falar é o que não falta para esse Papangu de quaresma – Lillian determinou de estralar os dedos e foi em direção a porta da frente – Você vem Cururu de goteira?

 

Mais é claro Carniça – E lá se vão os dois com sorrisos psicopatas no rosto e um olhar assassino, não sei e nem quero saber o que pode acontecer assim que eles passarem por essa porta e.…eles já passaram! –

 

Raphael bora atrás deles! – Puxei ele do sofá/camarote e arrastei ele até a saída, a porta estava aberta, nem para fechar uma porta esses inúteis servem? –

 

Encontrei ambos no jardim de trás, Lillian pegou sua varinha e eu (ainda arrastando Raphael) corri até eles, mas antes deu fazer qualquer coisa Lillian disse “Text magnitudine pauci numero” e tanto eu como Raphael, Lillian e Miguel fomos pegos pelo jutsu quer dizer feitiço, quando me dei conta estava um matagal ao meu redor, será que ela nos enviou para algum lugar? Não pode ser isso afinal me contaram que ela não sabe nem um feitiço de locomoção e nos últimos dias nós estivemos sempre juntas então ela também não podia ter aprendido um novo feitiço.

 

Olhando melhor ao meu redor descobri o que aconteceu, aquela flor gigante ali indica que diminuímos, realmente um bom plano afinal ninguém tem coragem de pisar na minha bela grama.

 

Rebecca, ainda bem que te achei rapidamente, eles estão se preparando para lutar – Raphael apareceu preocupado entre a grama mais que alta (lembrar de contratar um jardineiro para aparar a grama), tenho que correr! – Vamos

 

Segui ele até uma parte onde a grama estava bem mais baixa dando para ver tudo perfeitamente, parece que aqueles dois cortaram para montar seu próprio campo de batalha, talvez essa luta não seja tão ruim assim... não isso é ruim, muito ruim!

 

Ei vocês dois, eu já disse parem de brigar na minha propriedade e ainda na frente da visita! – Peguei nas orelhas deles para ver se essas antas me escutam –

 

Não se mete Rebecca! – Lillian e Miguel me empurraram tão forte que eu quase caia em Raphael, droga eles estão falando sério mesmo, se não fosse isso eles nunca me empurrariam tão forte... –

 

Vamos logo com isso – Miguel tirou do bolso uma perola azulada, jogou para cima e ela virou uma espada, todo mundo tem uma arma portátil agora? Estou me sentindo excluída, mas o que importa aqui é que isso está ficando perigoso demais para eu intervir –

 

Lillian levitou a flor de antes e a jogou em Miguel, ele cortou a planta ao meio, mas quando olhou para frente Lilli tinha sumido, ele olhou em todas as direções e rapidamente deu um salto para frente impedindo de uma explosão acerta-lo, Miguel girou a espada a transformando em um arco e flecha (oi? Todo mundo armado até os dentes e eu e Raphael aqui totalmente isolados) ele atirou rapidamente três flechas em direção a uma grama alta, mas Lilli que está escondida lá criou uma barreira a impedindo de ser acertada, com um sorrisinho ele atirou muitas mais flechas na barreira, ela começou a rachar até o momento que se desfez, assim que sua barreira foi destruída ela refez o feitiço tendo uma nova barreira ao seu redor e também um belo de um soco em suas costas fazendo ela perder o ar e ser jogada, felizmente ela conseguiu ficar de pé depois de ser jogada, mas sua barreira que estava abrigando não só ela como também Miguel que tinha entrado dentro antes dela ser feita foi totalmente desfeita, Lilli acariciou de leve suas costas (e por isso que ela devia aprender feitiços de cura...).

 

É assim que você quer brincar? Então está bem – Lillian tirou um pouco de pó da roupa e partiu para cima de Miguel –

 

Ela foi com tudo para cima dele, ela fez uma explosão gigante, mas ele conseguiu desviar e receber três raios coloridos vindo de cima, era tarde demais para desviar, um acertou o braço esquerdo, outro a bochecha e o último a mão direita, ficou uma queimadura bem feia e uma cachoeira de sangue nos lugares acertados, esse negócio está ficando mais que perigoso isso são os jogos vorazes ou o que?!?!

 

Assim que foi acertado Miguel transformou o arco e flecha em um machado e aproveitou que Lillian ainda estava a cima dele e acertou o machado na coxa dela fazendo um corte médio, tudo isso foi bem rápido e quando eles voltaram para o chão a bochecha, o braço esquerdo e a mão direita de Miguel estavam sangrando e com um leve cheiro de carne queimada, já Lillian tinha um belo de um corte jorrando sangue em sua coxa direita, se as coisas continuarem assim eles vão realmente se matar! Eu não sou Lillian, mas PUTA MERDA!!!!

 

Raphael você tem poderes né? Por favor para eles! – Recorri à última coisa que poderia para-los já que está bem na cara que se eu tentar me meter eu vou ganhar uma bela de uma voadora –

 

Eu vou para-los não se preocupe – Ele me deu um sorriso gentil talvez para me acalmar, ele está de parabéns porque já me sinto mais calma quer dizer não completamente já que parece que a terceira guerra mundial ira reiniciar assim que eles pegarem folego –

 

Lillian parece ter percebido a perigosa aproximação de Raphael e tratou logo de erguer uma imensa barreira para mantê-lo longe da luta, mas ele não se deixou abater e logo lançou uma rajada de fogo que derreteu a barreira, mas tinha outra barreira que ele também derreteu, mas tinha mais outra! Isso é uma boneca russa por acaso?!?! Derreteu de novo e adivinha? Antes de se formar mais outra Raphael usou de grande velocidade para entrar e por sorte os dois parecem não ter percebido o invasor (ou só estão foda-se para ele), antes que Miguel acerta-se adagas em Lillian Raphael apareceu e pegou ela pelo braço a puxando e evitando das adagas perfurarem a morena, ele a jogou em cima de Miguel, os dois foram ao chão na hora e antes deles se levantarem e meterem a porrada para cima de Raphael ele aparece atrás dos dois e dá um soco em cada fazendo ambos desmaiarem com o soco e o impacto que sofreram ao irem novamente de encontro ao chão, certo essa foi a primeira luta épica ao vivo e a cores que eu vi! E com certeza, totalmente e absolutamente eu N-U-N-C-A mais quero ver isso de novo! Realmente o que dois otakus não fazem quando tem seu orgulho ferido?

 

Com Lillian desacordada o efeito do feitiço acabou e todos nós voltamos ao nosso tamanho original, antes que os vizinhos vissem o estado dos dois e ligassem para a bendita polícia eu e Raphael levamos eles para dentro (eu levei Lillian e Raphael levou Miguel afinal convenhamos Miguel pesa mais que um trator!), agora nós temos que cuidar desses ferimentos, O resultado final dos machucados foram:

 

Lillian – Um corte em sua coxa direita ainda saindo um pouco de sangue, um roxo nas costas onde levou um soco, um corte na testa, e mais alguns roxos pelo corpo resultado de outros socos (os últimos itens acontecerão enquanto eu narrava as ações de Raphael ou conversava com ele)

 

Miguel – Um corte/queimadura no braço esquerdo, na mão direita e na bochecha, umas queimaduras mais feias nos antebraços resultado de explosões, e roxo no estomago vindo de um chute/vingança de Lillian (os últimos itens acontecerão enquanto eu narrava as ações de Raphael ou conversava com ele)

 

Quarta - 03 de setembro - 16:31

 

Já se passou um bom tempo com eles desacordados, nesse meio tempo eu e Raphael ficamos numa correria só para fazer os curativos, estocar o sangue, costurar os cortes e etc. não podíamos leva-los em um hospital até porque o médico ia olhar na nossa cara e dizer “que merda aconteceu com eles? ” E a gente ia dizer o que?!?! Caíram da escada? Tenho certeza que no fim íamos acabar sendo interrogados em uma delegacia! Mais sinceramente eu nunca vou ser medica, nem por todo dinheiro do mundo, isso não vale a pena, é muito agonizante! A sorte daqueles dois briguentos é que minha mãe tinha umas anestesias no laboratório dela se não acho que eles teriam acordado xingando todos os nomes ofensivos existentes nessa dimensão.

 

Pelo menos eu e Raphael conseguimos conversar bem muito enquanto tentávamos mantê-los vivos, acho que podemos nos tornar ótimos amigos! Mas com certeza eu nunca em hipótese alguma chamaria ele para me ajudar a cozinhar pelo menos não depois de hoje, eu inventei de pedir a ajuda dele na cozinha, mas…. Ele quase explodiu toda a cozinha (e quem sabe a casa) e o cheiro da comida estava tão ruim que os dois seres que sofrem da falta de um cérebro acordaram no susto, Lillian até foi desesperada no banheiro vomitar e Miguel foi mais forte e apenas abriu a janela e quase se engasgou com a própria saliva de tanto que tossiu, Raphael coitado ficou muito sem graça, mas me ajudou a limpar a cozinha e a dar um fim naquele pedaço do inferno que ele criou.

 

 

Meia hora depois....

 

 

Caralho que coisa boa!!! PUCHA KE PAKIU!!! - Depois de arrumar a cozinha resolvi fazer dupla com outra pessoa, EU E DEUS!!!!! Agora já recuperada Lillian esta enfiando tudo que pode dentro da boca, não sei como ainda não morreu engasgada, é como dizem vaso ruim não quebra! Que ela não me ouça... -

 

Macumbeira preciso falar sério agora - Miguel parou de engolir e com um olhar sério se dirigiu para ela, eles não se falaram desde que acordaram estou com medo da briga se reiniciar, mas eles também podem ter uma conversa e se acertarem, tudo que resta é torcer para última opção ser a certa - Você tem duas solitárias ai dentro?!?!?! Isso não é um estômago é saco sem fundo!!!!!!!

 

VAY TONA NU FU!!!! - Lillian foi consciente e engoliu a comida antes de começar a rir e a trocar soquinhos com Miguel, é ótimo que eles tenham se acertado, mas…QUANTA CARA DE PAU ELES PODEM TER?!?!?!?! FINGIRAM QUE NADA ACONTECEU!!!! -

 

Antes que você me dê um tiro com esses olhos assassinos não esqueça daquilo que estávamos conversando, acho que é uma ótima hora para comunicarmos Miguel de nossa decisão, VAY ENFENQ - Ela voltou a se entupir de comida claramente escapando de ter que falar, mas realmente pelo menos uma vez na vida ela reconheceu um bom momento, será que deveria louvar a deus agora? -

 

Então tá, lá vai a bomba, eu e Lillian vamos deixar o colégio até essa história se resolver e não adianta me olhar assim o problema é seu se você vai ter que ir lá todo dia e nós não! E sim estaremos preparadas para sua prova de recuperação de matéria que vem diretamente do seu escritório no andar de baixo mais conhecido como inferno - Continuei comendo minha comida normalmente esperando uma reação que logo veio em menos de cinco segundos depois da minha fala, mas não foi de Miguel -

 

Fechem a boca meus queridos se não entra mosca! Isso é o que chamam de ligação entre almas gêmeas! Ela previu tudo que ele iria dizer mais se amam mesmo! Se conhecem tão bem! Vou chorar, minha pequena ruiva enfezada está crescendo - Lillian terminou a comida e fingiu uma emoção dramática e exagerada tudo isso enquanto levava o prato para a pia, que absurdo! Eu só conheço ele um pouquinho, só um pouquinho... -  agora o próximo assunto é: Contratar um jardineiro, a casa não é minha, mas a mídia não pode me ver numa desgraça como essa! - Novamente o drama exagerado e sem escrúpulos de Lillian Wendy, deveria ter um Oscar de pessoa mais exagerada, mas ai seria imoral para os outros participantes afinal Lillian é uma profissional de primeira! –

Eu posso fazer isso, sabe gosto de jardinagem... - Raphael se ofereceu, pronto mais um problema resolvido! -

 

Está vendo! Está vendo! Bonito, útil e eficiente!!! Já pode casar! Loirinho é bom você rezar para sua futura esposa saber cozinhar porque senão vocês tão lascado, muito lascados!!!! Me desculpa, mas a sua comida nem cachorro de rua come, é mais fácil usarem ela como ingrediente de oferenda para satanás do que comerem – Lillian é inacreditável! Qual o problema dela?!?! –

 

Lillian!!!!!!! – Reprendi essa criatura! Como ela passa de ano?!?!?! Essa criatura é muito tapada mesmo –

 

Foi mal Raphael... – Ela mexeu nas bochechas envergonhada –

 

Não tudo bem e me desculpem mais uma vez pela comida…mas não entendi bem o que Miguel tem a ver com a saída de vocês do colégio – Ele levou mais uma garfada a boca, a proposito estamos comendo miojo…estou brincando, estamos comendo comida comestível! No caso panquecas de frango, foi a primeira coisa que pensei sem contar que Lillian tinha a receita então... –

 

É verdade não contamos a ele, eu sou o vice-diretor do colégio que elas estudam e a mãe da matraca aí é a diretora – Miguel tomou um gole do suco de M-A-R-A-C-U-J-Á meu suco favorito!!!! Como eu estou amando esta refeição!!! Lillian foi a única que terminou de comer isso porque ela está com duas solitárias no estomago –

 

Se você é o vice-diretor você não deveria estar trabalhando quando eu cheguei? – Raphael levantou essa questão e eu e Lillian paramos para pensar, é verdade ele chegou mais cedo hoje sera que ele... –

 

Eu fingi estar doente, foi bem fácil eu só tive que usar as coisas do meu quite de doença instantânea, primeiro eu passei um pó lá para deixar minha pele mais pálida, depois fingi estar tonto e danei a cara no chão algumas vezes e por fim usei um sangue falso para uma tosse e então todo mundo acho que eu estava doente e me mandaram para casa – Miguel deu um sorrisinho sacana, até que ele serve para alguma coisa embora seja algo tão inútil do que pedir comida para Lillian quando ela está com fome, mas até que é uma boa dica para quem sabe onde arranjar sangue falso –

 

Você não exagerou um pouquinho? – Eu podia claramente ver uma gota na cabeça de Raphael e ele naqueles estilos chibis, acho que tenho que parar de ver tanto anime daqui a pouco vou ser uma otaku fedida (sem ofensas) que nem aqueles dois que quase se mataram na base da porrada –

 

Não, não exagerei eu já fiz coisa pior para escapar do trabalho, mas sei que como a mãe de Lillian também conhecida como reencarnação do capeta está fora aquele colégio vai entrar em um caos total sem mim, aí como é difícil ser um ser divino e celestial – Alguém mais viu uma luz descer do céu e umas assas e uma aureola aparecerem nele, vídeos do YouTube também estão me fazendo mal... –

 

Reencarnação do capeta? Lillian é sua mãe não vai falar nada? – Agora deu, estou enxergando ele em chibi não consigo mais olha-lo normal, serio ele na minha visão está um bonequinho chibi de anime, socorro deus se tudo voltar ao normal na minha visão eu deixo de assistir anime por um mês e paro de falar mal de Boruto embora Boruto seja uma merda (sem ofensas) !!!!!! –

 

Na verdade, eu até negaria isso e daria um murro bem dado na cara desse infeliz da molesta do cachorro doido, mas as vezes eu realmente acho que ela é a reencarnação do capeta, não existe ateu quando minha mãe pega o chinelo e PUTA QUE PARIU LEMBREI DE UM NEGOCIO!!!! – Lillian bate na mesa tão repentinamente que todos sem exceção se assustaram, QUAL O PROBLEMA DELA?!?! –

 

PUTA QUE PARIU DIGO EU!!! QUE ME MATAR DESGRAÇA?!?!?! – Perguntei pondo a mão no meu coração já sentindo os batimentos acelerados, quase derrubei a comida e Raphael o suco, já Miguel quase que cai da cadeira, se ele tivesse caído eu teria rido pacas –

 

Adoraria, mas não é isso, lembrei dos feitiços, amanhã mesmo nos começamos a procurar! Se preparem que vai ser mais difícil do que vocês acham – Lillian se levantou fez uma cara diabólica como se tivesse o plano de nossa morte em sua cabeça – Eita lembrei que vou me ferrar também agora estou na bad – ela sentou novamente na cadeira com uma cara tristonha, nem preciso de um médico para saber que ela tem bipolaridade, embora os médicos continuem confirmando que ela é normal eu digo que eles tão doidos, olha só para a cara dessa menina!!!!

   


Notas Finais


ATUALIZEM AS FICHAS QUEM NÃO ATUALIZOU!!!!! falta poucos....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...