História 7 Firts Kiss - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias B.A.P, Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, Mamamoo, Neo Culture Technology (NCT), SHINee, WINNER
Personagens Bang Yongguk, Jaehyun, Kim Seokjin (Jin), Minho Choi, Seungyoon, Solar, Suho, Yugyeom
Visualizações 10
Palavras 1.543
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Esse é meu primeiro capítulo, espero de coração que gostem

Capítulo 1 - Seu Presente


Fanfic / Fanfiction 7 Firts Kiss - Capítulo 1 - Seu Presente

SEU PRESENTE

                      

Hoje é meu aniversario de 25 anos, mas eu não tenho um namorado para comemorar esse ano. Eu não tive com quem comemorar ano passado e nem no ano anterior, eu nunca namorei alguém na minha vida antes, solteira desde que nasci.

- S/N, preste atenção tem um cliente vindo - a unni fala apontando coma cabeça para um homem muito bonito por sinal que vem em nossa direção.

- Com licença – Que voz mais melodiosa de se ouvir e sorriso mais lindo de se ver -  Pode me dizer onde fica a lata de lixo? –  O quê? Lata de lixo?

- O quê?

- A lata de lixo, onde fica? Quero jogar isso aqui fora – Ele balança um copo plástico de café na auturta dos meus olhos. A claro NE S/N até parece que ele chegaria aqui pedindo pra sair com você isso seria um grande milagre se acontecessa, como eu sou iludida...

- Ah... Pode deixar que eu jogo pra você – tão troxa, coitada de mim, foco um sorriso amigável para ele,  não posso simplismente agir como se não tivesse gotado do que ele disse, eu ainda estou no trabalho.

- Ah, muito obrigado. –  Ele abre um grande e lindo sorriso em minha direção e não tem como não sorrir junto com ele.

- Querido!! – Ouço uma voz feminina exclamar e logo uma mulher de longos cabelos escuros o abraça pelo pescoço. É claro ele tem alguém.

- Terminou suas comprar Jagiya? – ele sorri para ela e acaricia seu rosto, como eu queria um namorado para fazer isso em mim.

- Terminei sim oppa! Eles saem ainda conversando sobre o que ela comprou.

Serio que meu presente de aniversario será um copo plástico de café, era só o que me faltava.

 

 

- S/N! – ouço alguém gritar meu nome e só pela voz eu seu que é o gerente e pelo seu tom ele não parece nada feliz, será que vou ser demitida logo no meu aniversario? Isso era tudo o que eu queria. – Anda logo menina, venha rápido! – ele exclama amais uma vez e sai e sai andando e eu claro saio correndo atrás dele.

 

Se tem uma coisa pior do que ficar em um balcão passando informação o dia todo é ter que carregar caixas cheias de mercadoria pelo  Lotte Duty Free, mas fazer o que? Eu não posso perder esse emprego q     eu tanto custei em achar. Passamos por vários lugares desse grande shopping e o ultimo era um dos meu lugares favoritos, o corredor onde tem as fotos dos modelos da Lotto, uma mais bonito que o outro, mas é claro o que esperar de Idols, eles são perfeitos na maior parte das coisas que fazem e em uma coisa que eles são perfeitos é na beleza, ainda me pergunto como pode alguém ser tão lindo como eles?

- Garota o que ta fazendo parada ai, as caixas não se colocar no lugar sozinha, anda logo você tem que voltar ao balcão ainda!

- Estou indo – grito tentando correr com aquele enorme caixa na mão.

Solteira desde que nasci 25 anos e nunca fui beijada e nem tive um namorado, espero ter um bom namorado antes de morrer.

                                                                      ...............

 

 

 De volta ao balcão, até que aqui é um bom lugar para trabalhar, às vezes tem muito movimento, às vezes na, daqui eu consigo ver quem chega e quem sai e às vezes até mesmo vejo alguns idols perambulando por aqui. Estava tudo muito calmo até uma mulher alta, de cabelos longos e com um belo sorriso no rosto se aproximou do balcão, ela trazia um copo de café na mão, gente será que ninguém sabe onde fica a lixeira nesse lugar?

- Ah... A lixeira está...

- Pode me informa onde fica a joalheria? – ela me cortou no meio da frase, mesmo parecendo rude o que ela fez ela soou tão educada

- Claro, se a senhora descer um andar a joalheria fica atrás da escada rolante. Esta procurando por alguma marca especifica?

- Não, obrigada eu vou encontrar sozinha. – ela diz sorrindo mais ainda

- Tudo bem então, tenha um bom dia. - Como essa mulher era elegante e educada, mas rude de um modo sutil.

Volto minha atenção para o balcão e percebo que além dela deixar o copo vazia de café (o que não me deixa surpresa), ela esqueceu o que parece ser um passaporte ou algo parecido. Claro que como uma ótima me funcionaria fui atrás da mulher para poder entregar a ela e aproveitei para jogar o copo no lixo.

Agora o negocio é, como eu vou encontrar essa mulher nesse shopping enorme, mesmo ela indo ao andar das joalherias é um dos maiores andares e que contem mais lojas, minha única opção é sair perguntando para todo mundo.

- Minhee unni, você viu uma mulher bem alta, de cabelos longos e bem bonitos por aqui? – pergunta a uma das minhas únicas amigas nesse lugar.

- Desculpa S/A, ninguém assim passou por aqui – ela diz, eu fico cada vez mais desanimada, Minhee é a quarta pessoa que eu pergunto –

- Obrigada unni – a agradeço fazendo uma breve reverencia

- S/N, tem planos para essa noite do seu aniversario?

- Provavelmente vou me entupir de frango frito e sujo- ela da uma risada e volta sua atenção para um cliente que chega a loja.

Eu não posso ficar tanto tempo assim fora do balcão, as unni’s que ficam la comigo vão me matar, imagina se o gerente ver, eu to muito ferrada e tudo culpam dessa mulher. Volto correndo para o balcão na esperança de estar tudo sobre controle e para o meu alivio não tinha acontecido nada.

- Unni, unni. – chamo as duas fofoqueiras de plantão que quase me mataram quando me vêem

- Qual o seu problema? Você não pode simplesmente sair e ficar tanto tempo fora. - uma delas quase pula em cima de mim

- Desculpa, mas por acaso alguém veio aqui no balcão procurando alguma coisa? 

- Não, ninguém veio agora fica aqui, que por sua causa eu não pude ir ao banheiro, yá vamos logo. – ela sai puxando a outra maluca junto com ela para ir ao banheiro.  Porque elas sempre vão ao banheiro juntas, parece até que nasceram grudadas.

Fico com o passaporte, ou seja, lá o que isso for à mão, esperando a mulher aparecer, como eu sou bem curiosa decide abrir para ver quem é a moça...

_ Com licença, por a caso eu... – a mesma moça que eu estava procurando apareceu no balcão

- Ah! Eu estava te procurando, isso é seu - estendo o passaporte para ela

- Muito, Muito obrigada mesmo! Achei que tinha perdido, obrigada de novo, como posso te recompensar? – me dando um namorado

- Esta tudo bem, estou apenas fazendo meu trabalho

-Não, eu quero mesmo te recompensar, sem isso aqui eu não conseguiria ir embora, por isso quero te recompensar- que mulher mais insistente

- Aonde você esta indo? - quanta curiosidade em S/N – é que bem... Isso não se parece um passaporte - eu ri falei meio sem graça

- Eu quero te recompensar – essa mulher é surda ou se faz? – Por favor, me faça um pedido

- Um pedido? É serio esta tudo bem mesmo – eu repito a mesma coisa

- Eu realmente quero te recompensar, vai me faz um pedido – Tudo bem já que ela insiste tanto nisso, deixe- me pensar, o que eu posso pedir, poderia ser meu primeiro beijo ou até um namorado... – Você acabou de desejar uma coisa nunca foi beijada, um namorado – Meu santo Deus quem é essa mulher e como ela pode saber que eu pensei isso

- Como... Como você sabe? – ela abre um grande sorriso

- Já sei qual é o seu desejo – é cada um que me aparece nessa bênção de shopping, ela continua sorrindo para mim e aponta para parte interna do balcão perto do computador, lá tinha 6 cards. – Você irá conhecer um cara incrível em 10 minutos- ela diz indo em direção a saída me deixando com cara de bunda olhando dela para os cards e dos cards para ela.

- 10 minutos para acabar o expediente – as duas unnis fofoqueiras chegam falando, no momento em que a mulher passa pela porta do shopping o tempo parece parar, não consigo ouvir nem mesmo as duas fofoqueiras ao meu lado.             

                                   .........................................

- 10 minutos para o fim do expediente - as duas unnis fofoqueiras chegam falando, até parece que iram fazer alguma coisa quando sair daqui. – Ei temos 10 minutos ainda então presta atenção – a unni fala comigo e aponta pra frente, vou ignorar que é melhor.

Volto minha atenção para frente e meus olhos se focam no homem, alto de cabelos pretos e com um lindo sorriso que se aproxima do balcão parando bem na minha frente.

- Soube que daqui 10 minutos você esta saindo do trabalho, vou te esperar lá na frente. – Ele ta falando comigo? Ele ta mesmo falando comigo?

- Eu?

- Você – ele aponta pra mim e sorri - estou te esperado lá fora. – diz se virando e indo em direção a entrada.

Mas que bruxaria maravilhosa aquela mulher fez, pra logo ele estar querendo sair comigo?

 

 

 


Notas Finais


Não esqueçam de favoritar e comentar é muito importante para mim!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...