História 7 Seasons of life : Natsu - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Diabolik Lovers, Mirai Nikki, Vampire Knight
Visualizações 4
Palavras 1.526
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Violência
Avisos: Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Capítulo 6


Fanfic / Fanfiction 7 Seasons of life : Natsu - Capítulo 6 - Capítulo 6

         Uma semana depois....

Pov Laito

- Ninue-chan ! Chegamos ! Viemos cuidar de você enquanto seus pais estão fora !

Eu abri a porta com força .

- Hum...

- Parece que teve uma guerra

aqui !

Subaru disse passando na minha frente .

- Vamos revista tudo aqui !

Reiji tomou a frente. Eu e Subaru assentimos e começamos a procura-la.

- Ninue-chan !

Eu a procurei em todo lugar .

- Você acharam alguma coisa ?

Gritei do segundo andar.

- Nada , só corpos mortos .

Subaru disse chutando o chão .

- Reiji se ela estiver ...

Subaru trincou os dentes .

- Não de jeito nenhum Subaru ! Shu deve ter a levado consigo . E tenha esquecido de nós avisar ! Essa é a única explicação plausível ! Aquele idiota irresponsável.

Sua expressão mudou de calma para agitada . Era raro ver Reiji assim , de fato ela havia se apegado muito a garota .

- Se ele a tivesse levado não estariamos aqui ! Vamos ser realista ! Ela ...

Antes que Subaru terminasse pulei do segundo andar .

- Então a nossa mini bitch-chan pode ter sido sequestrada .

- Vamos descobrir antes que Shu e Yui cheguem !

Reiji foi em direção a porta

- Tome cuidado com o que fala na frente dele .

Sussurrei para Subaru . Ele deu uma leve bufada e foi caminhando em minha frente .

Olhei para cima vendo a lua cheia cobrir parte do céu , essa noite não se via nenhuma nuvem.

* * *

Dois anos depois...

Fazia dois anos que eu estava morando com a vovó tudo estavam bem . Eu comecei a fazer aulas de música e estuda um pouco mais do que o normal mas a vovó disse que é pro meu futuro e eu não podia a questionar .

Eu entrei no quarto onde a vovó costumava a ficar .

- Já acabou de ler o livro que mandei .

- Sim...

- Ótimo !

Seria hoje que esclareceria uma dúvida que martelava a minha cabeça desde que cheguei aqui .

- Porque o senhor James está morando conosco ?

James que estava segurando uma bandeja com um bule de chá me olhou surpreso com a pergunta .

- Porque ele é meu servo e ajudante .

Respondeu como se fosse óbvio .

- Mais por que não há outra pessoas que trabalhavam lá em casa morando aqui ?

Ela tomou mais um gole de seu chá antes de coloca -lo na bandeja.

- Ninue , sabe que não quero falar sobre isso . Então não insista no assunto .

Ela me olhou de uma forma ameaçadora, fazendo me recuar.

- Sim ... eu vou tocar piano...

- Isso vá fazer o que sabe fazer de melhor , ser a boa garotinha talentosa da vovó .

Ela bateu palmas e mexeu as mãos me mandando ir embora .

- Sim...

- Lembre se de ser sempre a melhor .

Esse assunto de ser a melhor de novo ! Porque eu sempre tenho que ser melhor que os outros ? Porque simplesmente só posso tentar o máximo e não ter consequências com meu erro ? Porque não posso errar ?

Ela me olhava como se esperasse a minha resposta .

- Eu sei vovó ...

Quando eu estava prestes a sair do quarto...

- Ninue mais uma coisa .

Eu me virei a olhando .

- Não me chame de vovó ou de vó ou algo do tipo . Foi clara ?

- Sim...

- Agora pode sair !

Eu sai do quarto a deixando sozinha .

Pov Beatrix

- Pelo que me lembro não foi esse tratamento que deu a Shu e a Reiji.

Olhei para o canto da sala e vi James .

- Eu pensei em mudar . Para fazer com que ela esteja em minhas mãos e me obedecer .

Peguei um copo de vinho .

- Entendo . Algum pedido em especial, Milady ?

- Sim ! Quero que você a coloque numa escola de vampiros , da mesma classe que ela , a melhor que tiver ! Não quero ela se inturmando com certos tipos de crianças . Não posso cometer os mesmos erros novamente .

- Sim Milady ...

Ele saiu do quarto me deixando sozinha . Eu caminhei até as cortinas fechadas e as abri um pouco .

- Seu erro Cordelia , foi não saber esperar ... Talvez esteja me ouvindo ou talvez não ...Não fasso idéia onde sua alma possa estar ...mas de uma coisa eu sei... que os mesmos erros que você comenteu eu não os repetirei ... dessa vez ...depois de tantos anos de espera e planos ...dessa vez... eu vou vencer ! E nada irá me impedir ...nada ...

Pude sentir uma gota de vinho escorrer lentamente pela minha bochecha . Dei um sorriso sádico . Eu irei vencer ! Eu !

* * *

Pov Ninue

40 anos depois...

- Senhorita ?

- Sim !

- Está pronta ?

Ela me olhou ajeitando o meu uniforme , era uma blusa meia mangá branca um um laço vermelho no pescoço e uma saia azul .

- Lembre se é uma escola de humanos , nada de matar ninguém .

Minha vó me alertou .

- Sei...

Ela olhou para mim e deu um sorriso de canto .

- Só lembre se de quando estiver com fome não deixar nenhuma pista .

- Claro !

- Boa garota .

Ela passou a mão em meus cabelos alisando uma das minhas mexas .

- Tão linda quanto eu ... Agora vá !

Eu sai de casa e entrei no carro que me aguardava do lado de fora.

Eu costumava a ir para a escola de limozine , porém na minha antiga escola era só pessoas ricas e era normal todos andares de limozine por lá . Depois de um tempo minha vó achou bom eu ir para uma escola de humanos , era a minha primeira vez , porém , já estava acostumada , viviamos sempre viajando ...

* * *

- Nossa que gata !

- É novata ...Uau !

- Quem ela pensa que é !

- Com certeza amiga !

Eu andava tranquilamente em direção ao pátio , para saber qual será o meu armário . As pessoas , não paravam de olhar para mim , graças a minha audição aguçada eu pude ouvir vários comentários, alguns de uns garotos e outros de algumas invejosas que não sabem cuidar da própria vida .

Eu finalmente cheguei ao pátio e havia várias pessoas , haviam uns alunos com crachás escrito ajudantes . Eu me aproximei de uma garota de cabelos roxos e olhos verdes .

- Com licença .

Eu toquei os ombros dela de leve e a mesma virou no mesmo instante.

- Sim !

- E que eu sou nova na escola e ainda não sei qual é o meu armário.

- A sim ...qual é seu nome ?

- Sakamaki Ninue.

Ela começou a procurar na lista .

- O seu armário é o 200.

- Obrigada . Mais onde fica , os armários ?

- Eu te levo até lá . Prazer meu nome é Mao !

Nós subimos as escadas até o 1 andar .

- Esse é o andar do primeiro , os armários ficam na esquerda . Na verdade todos os armários ficam na esquerda dos corredores . Só que no quarto andar ficam os clubes.

- Quais são os clubes que ficam lá em cima ?

- O de artes , o de música , o de cozinha e o de leitura . Os que ficam em baixo são o de basquete , o de jardinagem e o de atletismo.

- Pode escolher mais de um clube ?

- Eu acho que sim ...

O sinal tocou .

- Isso significa o início da aula. Qual é a a sua sala ?

Eu peguei um papel do meu bolso , lá estava escrito o número das minhas salas .

- O número da sala é 102.

- Que consciência é a mesma que a minha , vamos eu te levo lá .

Nós fomos andando até a sala .

Eu me sentei ao lado de Mao e ela puxou uma garota de cabelos marrons escuros curtos e olhos marrons claros .

- Muito prazer meu nome é Hinata!

- Ninue !

Ela se sentou ao meu lado .

- De onde você veio ?

- Eu acabei de chegar da Austrália.

- Você veio de outro país ! Que legal !

- Eu vivo viajando .

- Você já visitou o Japão alguma vez ?

- Eu morei aqui quando eu era pequena. Mas não me lembro de nada .

- Então...

Ela se levantou determinada.

- Vamos te levar para conhecer o parque municipal !

Eu dei um sorriso. Era a primeira vez que alguém agia assim comigo.

- Eu vou falar com o Yukiteru !

A professora entrou na sala de aula e a Hinata teve que se sentar antes que falasse com esse tal de Yukiteru.

* * *

No meio da aula um garoto de cabelos brancos e olhos rosas entrou na sala .

- Me desculpe pelo atraso professora.

- Presumo que você tenha uma boa desculpa Akise .

- Eu tenho um atestado da diretora.

Ele entregou um atestado a professora e foi se sentar.

Quando ele passou por mim nossos olhares se cruzaram .Eu comecei me senti nervosa , é uma sensação que nunca havia sentido antes .

Ele se sentou ao meu lado , perto da janela .

Eu tentei desviar o olhar mais eu queria olha-lo e parecia que ele estava me olhando também... A única coisa que posso fazer agora é esperar a aula acabar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...