História 72 Edição dos Jogos Vorazes: Charlotte Sanyo - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jogos Vorazes (The Hunger Games)
Tags Jogos Vorazes, The Hunger Games
Visualizações 12
Palavras 832
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Mistério, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Outro atraso, mas aqui está!!

Boa leitura, Tributo!!!

Capítulo 3 - A Colheita.


Acordo ganhando um beijo na testa e carinho, olho para Edward e fico feliz, mas por hora. Já era 09:30.

- Levanta, temos que nos arrumar para a Colheita, começa as 10:00. Digo levantando e indo tomar banho.

- Eu vou pra casa e te encontro em 25 minutos. Diz Edward me puxando e me abraçando e beijando antes de partir.

Confesso que estou muito mais feliz agora que Edward é meu namorado. Após meu banho, vesti minhas roupas próprias para a Colheita, um vestido de minha mãe, azul com bordas detalhadas como se fossem flores, um laço azul para prender meus cabelos, e os sapatos que meu pai mandou entregarem a mim. Eu e Edward não seremos selecionados para os jogos como sempre, a chance é muito pouca, eu espero aproveitar muito tempo com ele até o fim de minha vida.

- Charlotte, vamos. Edward disse batendo na porta da minha casa.

Desci as escadas, corri até a porta e abracei ele novamente, eu realmente gosto de abraçar ele. Enquanto nos dirigíamos até a praça principal do Distrito, Edward já planejava tudo para fazermos no resto do ano após a colheita, me deixando mais animada pra terminar tudo aquilo rápido e voltar com a minha vida normal. Não demorou muito para chegarmos a praça, onde estavam fazendo o mesmo procedimento de sempre. Coletando sangue de cada criança ou adolescente "voluntario" e colocando em locais diferentes, meninas de um lado e meninos de outro.

- Vai dar certo. Disse Edward indo para o outro lado e soltando minha mão, foi nesse instante que tudo começou a dar errado.

- Bom dia crianças, eu sou o Acompanhante Voltaire Arouet, e hoje, é um dia muito preocupante para vocês. Diz o homem que sempre vem fazer o sorteio das crianças, sim, é tudo na base de um sorteio. Ele colocou um filme que diz sobre os dias sombrios para a capital, a rebelião, as mortes, e por fim a paz em Panem, como surgiu os jogos e mostrando o nosso Presidente Giovanny Masckle. Mas dessa vez ele está mais discreto que o costume. Usando um terno todo branco, e com um chapéu simples, penso que talvez deva ser a nova moda da Capital. - Começaremos com as damas. Diz ele enfiando a mão em um globo cheio de papéis. Depois dele mexer bastante e puxar apenas um só papel, ele disse o que matou a mim e Edward. - E o tributo feminino é... Charlotte Sanyo. 

Meu corpo congela, o medo inunda meu peito, eu começo a tremer toda, meu psicológico entra em desespero total. Foi nesse momento que o meu coração parou de bater, eu olhei desesperada pra Edward, mas ele também estava assustado com isso. Logo 2 pacificadores vieram me buscar, enquanto todos do distrito me olhavam, mas não incrédulos, mas sim com determinação. Todo me aplaudiam, e gritavam " Mostre aos seus pais que irá vencer " e coisas do tipo. 

- E por fim, o nosso tributo masculino é... Jordan Scarlatti. E todos batem palmas para ele também. - E esses são os Tributos do DISTRITO 4. E assim, o público aplaudiram mais e mais, até que os pacificadores pedem para entrarmos no edifício da prefeitura do. Um estabelecimento grande, aconchegante, e rígido. Com pilares negros, paredes cor carmesim, teto de cor esmeralda, e chão xadrez preto e branco. Lustres grandes, mesas de orvalho, e portas rústicas de orvalho também. Eles nos colocam em salas separadas, Jordan na direita, e eu na esquerda, passa 2 minutos Edward e o seu pai.

- Edward. Abraço ele assim que ele entra na sala junto com Max.

- Ei, relaxa, não chore, você é forte, consegue vencer os jogos, eu não vou te trocar por ninguém, eu irei te esperar todos os dias. Disse ele me abraçando e tentando me confortar, mas as lagrimas e a vontade de fugir com ele era maior.

- Lembre-se do que eu ensinei a você Charlotte, você é muito habilidosa. Eu serei o mentor de você do Ivan. Mas cuidado, os jogos sera difícil esse ano, O presidente Giovanny disse para os Mentores e Idealizadores serem muito mais rígidos esse ano. - Temos que ir Charlotte. Diz Max.

- Eu te amo, volta pra mim okay? Irei me casar com você se voltar. Diz ele me beijando e me abraçando até os pacificadores entrarem na sala.

Fomos todos para a estação, onde entrei no trem, e não consegui olhar muito tempo para Edward, e ele já partiu em direção a Capital. Droga, eu preciso vencer, não posso fraquejar diante dos outros 11 distritos, minha felicidade está em jogo agora, a minha vida também. Fui para o meu quarto, deitei e chorei até cair no sono, nem almocei, acordei no horário da janta. Desanimada de mais para qualquer coisa, eu queria ficar com Edward, é muita coisa pra um dia só. Vou até o banheiro, lavo o meu rosto e descido ir jantar com o Jordan e Max.


Notas Finais


Obrigado pela leitura, acabei me enrolando segunda feira, mas como eu disse, Segunda, Quarta ou Sexta feira sai um capítulo novo, e hoje é dia desse capítulo!!! Mas como me enrolei todo no horário segunda feira, amanhã a noite ou Sexta feira terá um capítulo a mais... Não garanto que eu consiga colocar os dois, mas um deles é certeza!!!

Até breve, tributo!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...