História A adaga mágica - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Inuyasha, Kagome Higurashi, Kohaku, Miroku, Personagens Originais, Rin, Sesshoumaru, Shippou
Tags Inuyasha, Kohaku, Rin, Sesshoumaru
Visualizações 10
Palavras 1.466
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Mutilação, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem pela demora
Aqui está mais um capítulo, espero que gostem :)

Capítulo 16 - Conversas ao pé da fogueira


Fanfic / Fanfiction A adaga mágica - Capítulo 16 - Conversas ao pé da fogueira

O casal hospedou Kohaku em sua cabana; depois de conversarem um pouco sobre a vida, o visitante resolveu tirar um cochilo para descansar da viagem. Tinham combinado que partiriam para a missão ao amanhecer do dia seguinte. Mas antes disso, não poderiam perder a oportunidade de se reunirem ao entardecer.

Na hora combinada, que foi lá pelas 18h, o sexteto de amigos se juntaram em volta de uma fogueira.

Shippo: Kohaku! Como é bom revê-lo

O youkai raposa pula para abrasar o seu amigo.

Kohaku: Shippo! Estava com saudades de você também... Onde você estava que eu não te vi?

Shippo: Eu estava em mais um dia de treinamento, para me tornar um grande youkai raposa, assim como era o meu pai...

O pequeno se lembrou do seu falecido pai, enquanto olhava para o céu...

Shippo: Saudades...

Rin: Você não é o único que anda ocupado por aí, Kohaku...O Shippo anda treinando muito.

Shippo: Sim, estou muito mais forte, não vejo a hora de termos uma próxima aventura... Mostrarei minhas habilidades

Kohaku: Shippo, espero que sempre se comporte bem.

Shippo: Porque diz isso, Kohaku?

 Kohaku: Se você está mais forte, espero que nunca me contratem para extermina-lo...

Brincou o jovem humano, todos riram.

 

Inuyasha: Há! Esse Shippo é só conversa, continua o mesmo fracote que antes...

Shippo: Cala boca, Inuyasha, ou você verá a ira de um verdadeiro youkai

Inuyasha: Há, Há, estou morrendo de medo. Há unica coisa que eu vou ver é o "verdadeiro youkai" sair voando sobre nossas cabeças, igual uma bola peluda

Shippo: Olha ele Agome

Agome: Inuyasha...

Inuyasha: Bah! Só falei verdades... Aposto que quando chegar a hora de lutar, o Shippo vai tremer de medo... 

Provocou o Hanyou.

Shippo: Mentira! E quando foi que eu tremi de medo?

Mas Shippo se lembrava das vezes, onde realmente sentiu medo ao ponto de tremer... Mas sempre tentava disfarçar e parecer forte, tinha muito orgulho e vontade de ajudar seus amigos..

Agome: Ele está brincando Shippo, todos sabemos que você é muito corajoso, quando chegar uma aventura, com certeza poderemos contar com você.

O pequeno youkai, animado com a confiança e elogio depositados pela Agome, sorriu determinado e respondeu com um sonoro “Sim!”.

Agome: Mais fácil a gente contar com o Shippo do que com o Inuyasha, ele está preguiçoso ultimamente, tivemos que insistir para que ajudasse o Kohaku.

Inuyasha: Keh, é nada disso sua boba, acontece que só gosto de participar de aventuras emocionantes, que estão à altura de um guerreiro como eu

Kaede: Para de se achar Inuyasha

Agome: Mas de qualquer modo, você aceitou ajudar Kohaku, na missão de amanhã.

Inuyasha: Sim, mas não gosto de fazer favores pros outro, não sou nenhum vassalo!

A sacerdotisa relembrou que no passado, por várias vezes o fez se envolver em assuntos alheios.

Agome: Para com isso Inuyasha, todos sabemos que você é bonzinho e gosta de ajudar os outros...

O meio youkai ficou envergonhado, pois viveu grande parte da sua longa vida apenas se preocupando consigo mesmo, “ser gentil era sinal de fraqueza, eu sou um guerreiro”, mas a Agome realmente o fazia querer ajudar os outros... Foi graças a isso que conseguiu sair daquele mundo solitário e abrir as portas para um mundo repleto de calor humano.

Inuyasha: Ráh! Eu não sou bonzinho... Você que é... Você que é muito boba, Agome

A menina sorriu para o marido, e foi até ele e o abraçou por trás, esquentando o coração do meio youkai

Inuyasha: Agome...

Agome: É bonzinho sim...

Inuyasha: Grrr cala a boca Agome, agora todos vão achar que eu tenho um coração fraco como o de vocês humanos.

Mas todos responderam “Nós já sabemos”

O hanyou mostrou o punho e falou. 

Inuyasha: O quê? Seus malditos, Hun!

Rin: Hehehe, você é mesmo o irmão de Sesshoumaru, ele também é bonzinho, embora não goste de demostrar...

Inuyasha: Não gosto de ser comparado com aquele baka...

Rin: Ele não é um baka

Agome: Rin tem razão Inuyasha... Sesshoumaru ajudou muito a gente na batalha contra Naraku.

Inuyasha: Hun! Ajudou depois que quase nos matou

Apesar de falar isso, Inuyasha também sentia que seu irmão não era tão ruim...

Rin: Ele me salvou varias vezes, eu sei que ele é meio frio, mas se preocupava comigo de verdade...

Agome percebeu o carinho que Rin demostrava por Sesshoumaru,

Agome: Mas fazia tanto tempo que ele não aparece para vê-la...

Agome: Rin, você quer ir com a gente para a missão de kohaku, talvez você esteja com saudades de viajar.

Rin: Agradeço o convite, mas acho que não; vou ficar aqui ajudando a vovó Kaede em seus afazeres. Afinal, acho que não serei útil pra vocês nessa missão, o Kohaku me falou que ela é complicada...

Shippo: Se fosse com o Sesshoumaru, tenho certeza que ela iria.

Agome: Shippo!

Rin: Hi,hi não é nada disso, eu também gosto de vocês.

Inuyasha: Rah, se for isso Shippo, então a Rin nunca mais irá viajar, você acha que Sesshoumaru levará humanos para passear com ele?

Agome: Não diga isso Inuyasha, ele sempre levava a Rin consigo.

Inuyasha: Há, mas isso quando Rin ainda era criança, agora com ela crescida, ele não v...

Agome: Osuwari

Inuyasha: Aaai

A adolescente ficou muito triste ao ouvir o comentário de Inuyasha, será que é verdade? Se sim, então estava se iludindo, achando que viveria junto com Sesshoumaru novamente...

 Inuyasha percebeu o que sua fala causou na pobre garota, ficou com cara de tacho

Inuyasha: Ops, marquei bobeira...

Agome: Inuyasha idiota, viu o que você fez?

Shippo: Você é mesmo burro, Inuyasha, até eu que sou uma criança não fico marcando bobeira.

Kaede: Não liga para ele Rin, Inuyasha só fala asneiras.

Inuyasha: Como é?!

Rin: Não... Ele só falou verdades...

Kohaku: Droga Inuyasha. Dói-me o coração ver o rostinho da Rin desanimado...

Kohaku: Rin, não se preocupe, eu viajo bastante, qualquer dia desse eu posso encontrar com ele. Sesshoumaru é como Inuyasha, gosta de enfrentar grandes desafios, e na minha profissão ás vezes aparecem grandes desafios, quem sabe amanhã mesmo nós achamos ele, e quando acharmos ele, pode ter certeza que farei que ele venha até aqui, te visitar...

Dito isso, o jovem apresentou um brilho de confiança em seus olhos.

Rin: Kohaku...

 Olhando para os olhos brilhantes de Kohaku, Rin assentiu a cabeça positivamente e sorriu.

Rin: Muito obrigada...

Convencer Sesshoumaru a fazer algo que ele não quisesse, era praticamente impossível, mas o bom desejo de ajudar sua amiga, o fez acreditar que realmente conseguiria.

Inuyasha: Kohaku tem razão Rin, além disso, eu também vou amanhã para Odaíba, se Sesshoumaru estiver pelas redondezas, farejarei seu cheio, e farei que ele voe até aqui...

Rin estava com tanta saudade de Sesshoumaru, que ficaria feliz de poder vê-lo mais uma vez.  Até mesmo sem a vontade espontânea do mesmo

Conforme eles foram onversando e comendo, ás horas foram passando e a comida já estava acabando, tinha sobrado apenas um pedaço de carne. Inuyasha e Shippo que eram os mais gulosos, olharam para a carne e depois olharam um para o outro, eles sabiam que disputariam pela carne, assim como muitas vezes ocorria, embora Inuyasha sempre levasse a melhor

Shippo: Inuyasha seja bonzinho e me deixe ficar com o último pedaço, eu estou em fase de crescimento, preciso comer bastante

Inuyasha: Keh, desista Shippo, o último pedaço sempre será meu. Existe algo chamado hierarquia

Dito isso, o meio youkai pegou o último pedaço, levou até a boca, mas quando deu a primeira mordida, teve uma surpresa; a “carne” explodiu em sua boca. Todos se assustaram, menos Shippo que deu foi muita risada. o hanyou se engasgando com a fumaça, acabou expelindo um pedaço de folha ao invés da carne.

Inuyasha: Shippo seu maldito! Você usou um truque para me enganar!

Agora a pequena raposa youkai, pega outra folha e a transforma no verdadeiro pedaço de carne, aquilo foi um disfarce ilusório do kitsune.

Shippo: Ráh! Enganei o bobão, Há! Há!

Dito isso, o pequeno coloca em sua boca e come a derradeira comida do jantar.

Todos riram.

Kohaku: viu Inuyasha, o treinamento de Shippo está surtindo efeito

Inuyasha: Então é para isso que ele anda treinando, para enganar os outros? Volte aqui seu pilantra

O meio youkai vai atrás do pequeno shippo, mas este já saiu correndo.

Inuyasha: Volte aqui seu pilantra! Vou te ensinar a respeitar os mais velhos

Kaede: Respeitar os mais velhos? Você Inuyasha, que precisa aprender essa lição.

Inuyasha: Do que está falando, velha Kaede?  Esqueceu que eu sou mais velho que você?

Kaede: Há é...

Inuyasha: Não tenho culpa que vocês humanos envelhecem tão depressa...

Aproveitando que a comida tinha acabado, e do fora que Kaede acabara de tomar, se despediram e foram embora para suas respectivas cabanas.

Naquela noite, Rin foi dormir pensando em Sesshoumaru...

 


Notas Finais


Desculpem pessoal, eu tive que editar esse capítulo. Estava muito extenso e cansativo de ler. Resolvi dividi-lo em dois...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...