1. Spirit Fanfics >
  2. A ajudante >
  3. A piscopata ataca novamente

História A ajudante - Capítulo 22


Escrita por:


Notas do Autor


NeSse capítulo o mais lindo do mundo, Kim Taehyung. Vai sofre um cadinho nas mãos da S/n.

Espero que gostem.

Capítulo 22 - A piscopata ataca novamente


Fanfic / Fanfiction A ajudante - Capítulo 22 - A piscopata ataca novamente

A piscopata ataca novamente

Chegamos no banheiro entramos no box.

_ A temperatura que eu tomo banho e a mínima, eu amo água gelada. Ligo o chuveiro e tiro meu vestido ficando apenas com minha lagerie preta de renda, e vou para debaixo do chuveiro.

Tae_ T-ta bom...

_ Você não vem?

Tae_ Vou. Ele tira suas roupas ficando apenas com uma box preta.

_ Uau Tae... Que corpão. O mesmo cora. E entra debaixo do chuveiro

Tae_ Tá muito fria S/n.

_ kkkk. Fico ali rindo da cara dele. E acabo escorregando e caindo de bunda.

Tae_ S/n? Você tá bem?

_ kkkk... Tô bem kkk... Tento me levantar mais não consigo. _ Tae? Acho que torci o tornozelo. Olho pra ele e faço cara de chacorro abandonado.

Ele vem até mim, pega em meus braços e me faz ficar em pé, me colocando no seu peito.

Tae_ Você é desastrada em? Vem vamos sair e colocar gelo nesse tornozelo. Consegue andar?

_ Claro que sim. Tento andar mais caio de novo.

Tae_ Que bebê mais linda. Pega na minha bochecha.

_ Para Tae.

Tae_ Para você de tentar ser forte toda hora, todo mundo precisa de ajuda de vez em quando S/n. Agora vem vou te levar. O mesmo me pega colocando no seu ombro.

Saímos do banheiro e vimos que os meninos já estavam dormindo.

_ É melhor a gente ir para a sala. Aí não tem mais espaço.

O mesmo assente com a cabeça e vai até a escada e desce comigo ainda no seu ombro.

_ Para de olhar para minha bunda Kim Taehyung.

Tae_ Eu não tô olhando.

_ Finjo que acredito.

Chegamos na sala e ele me põe no sofá.

Tae_ Fica aí que eu vou pegar gelo.

_ Como se eu pudesse sair daqui.

Depois de um tempo ele chega com gelo e com chocolate quente.

Tae_ Aqui bebê, trouxe chocolate quente pra ti. Me entrega o copo.

_ e não queimou nada kkkk?

Tae_ Engraçadinha. Fala sentado no chão e colocando meu pé no seu colo.

_ Obrigada Tae.

Tae_ eu não tô fazendo nem metade do que você faz pra gente bebê. Já tá sóbria? Fala colocando o gelo no meu pé.

_ Tô quase. Espera um minuto Tae. Levanto do sofá e vou igaul ao saci até a cozinha, deixo o copo com o chocolate quente lá e pego uma garrafa de soju que tinha na geladeira. E volto para o sofá.

Tae_ o que você vai fazer?

_ Acho que tá na cara o que vou fazer. Arqueio uma sobrancelha e abro a garrafa.

Tae_ Mais não vai mesmo. Pega a garrafa da minha mão e fica em pé na minha frente.

_ Me da Tae. Olho pra ele com um olhar mortal, o olhar que faço antes de matar ou machucar alguém kkk.

Tae_ Vem pegar. Fala arribando o garrafa.

Vou até ele, mais não alcanço a garrafa.

_ Aísh Tae. faço bico.

Tae_ Nem adianta fazer cara de bebê chorão, eu não vou te dar.

Chego mais perto dele encostado nossos corpos ainda molhando e só com roupas íntimas. Ele se afasta mais eu o sigo até encostar ele na parede

_ Você vai me dá? Faço cara de choro.

Tae_ Não. Ele ainda tava com a garrafa erguida.

_ Tá bom. Faço cara de piscopata e sorriu nasalado.

Tae_ O que você vai fazer bebezão?

Pego a sua mão que estava desocupada e a coloco na minha cintura e fico a segurando com uma das minhas mãos, ele apenas me olha sem entender nada. Como ele era mais alto que eu, fico nas pontas dos pés e vou chegando perto do seu rosto. O mesmo tenta recuar a cabeça, mais sem resultado pois estava encostado na parede. Com a minha mão que estava desocupada levo até seu rosto e fico o acareciando e olho fixo pra ele. E consigo senti que ele já estava existado.

_ Já tá ficando duro Tae? Olho pra baixo vendo sua ereção

Tae_ S/n o que você tá faz... O interrompo com um beijo, mais um beijo rápido, queria deixar ele numa situação difícil se é que me entende.

Tae_ Para S/n.

_ Por que eu devo te obedecer? Você não me deu a garrafa.

Tae_ Você quer a garrafa? Eu te dou. Fala me entregando eu pago e dou apenas dois goles e coloco ela no chão, e volto minha atenção no Tae.

Fico nas pontas dos pés novamente e falo no seu ouvido

_ Eu quero é você Tae. Dou beijos no seu pescoço.

O mesmo pega na minha cintura e me leva até o sofá ficando em cima de mim e começa a mim beijar violentamente. Eu percebi que ele já estava dominado pela excitação. A gente se separa do beijo por falta de ar. E eu me encontro novamente dando beijos e mordidas no seu pescoço. Ele me coloca sentada no seu colo e começa a beijar meu pescoço e com uma mão ele agarra minha cintura me trazendo cada vez mais pra perto dele, e com a outra ele estava abaixando devagar a alça do meu sutiã. Já dava pra sentir seu membro pulsando. Eu apenas comecei a arranhar suac costas para ele lembrar depois que ele mexeu com a pessoa errada. Kkjkk acho que eu sou louca. Então quando ele já estava quase tirando todo o meu sutiã eu atacei.

_ Aí, Tae.

Tae_ O que foi? Me olha assutado.

_ Meu tornozelo tá doendo muito. Ainda no colo dele jogo minhas costas no sofá e coloco uma almofada no meu rosto e começo a gritar abafado de "dor". Ele apenas me tirou do seu colo e foi até meu pé e colocou o gelo.

_ Obrigada Tae. Falo tirando a almofada do rosto.

Tae_ Vou vestir uma roupa. Levanta e aínda dava pra vê bastante a sua ereção.

_ Aproveita, vai no meu armário e pega um short pra mim. Sorriu pra ele e o mesmo apenas me dá as costas e sobe.

Quando ele saiu aproveitei pra rir da cara dele.

_ Kkkk... Eu sou de mais kkk. Levanto e pego a garrafa de soju que estava no chão e começo a beber e ainda rir da cara dele, mais logo paro quando ouço uns passos descendo as escadas.

Tae_ Aquir. Joga o short na minha cara.

_ Você me ajuda a levantar? Olho pra ele, e vejo que ele ainda estava irritado.

Ele vem até mim, pega minhas mãos me colocando de pé. Eu tento vestir meu short mais "Não consigo". É claro que eu cinseguia vestir, mais eu queria que ele fizesse isso. Jogo o short no chão já irritada só que não kkk, e me encosto no ombro dele e começo a fazer um drama.

_ Eu não consigo nem vestir um short? Eu não sirvo pra nada. Como que eu vou trabalhar agora? Falo chorando ainda no ombro do garoto.

Sou uma Atriz de primeira kkk. Ele desencosta minha cabeça só seu combro e se agaixa e pega o short e vesti ele em mim. Sempre consigo o que eu quero kkk.

_ Desculpa Tae. Falo ainda "chorando".

E ele que ainda estava com a cara emburrada vai até mim e  abre um sorriso e me abraça.

Tae_ vem. Puxa no meu braço, deita no sofá e me faz deitar entre suas pernas. E assim dormimos. 

Ai você me chama de mau por fazer isso tudo com ele só por causa de uma garrafa de soju? Mais isso pode se considerar também minha vingança pelo vandalismo da caneta. E para eles saberem de um por um que não pode mexer com a S/n kkk.


Notas Finais


Foi isso.
Desculpa qualquer erro.
Será que S/n pegou pesado?
Será que ela vai conseguir se vingar de todos os meninos que rabiscaram ela e o Jeikei?

Vejam nós próximos caps kkk.
(Sou muito retardada vey kkk...)


Eu achei que a punição que S/n deu no Tae foi fraca, e vcs?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...