História A albina da neve - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Arthur Pendragon, Ban, Belial, Cain, Diane, Dreyfus, Elaine, Elizabeth Liones, Escanor, Gelda, Gilthunder, Gowther, Griamor, Guila, Gustav, Hauser, Hawk, Helbram, Hendriksen, Jericho, Kaide, King, Liz, Margaret, Meliodas, Merlin, Sariel, Uriel, Veronica, Vivian, Zaratras, Zeldris
Tags Melizabeth
Visualizações 69
Palavras 525
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiii meus amores, eu demorei más estou aqui de volta com mais um capitulo
E fico feliz que estejam gostando da fanfic


Ficou curto más eu estou sem criatividade
Espero que gostem

Boa leitura

Capítulo 3 - Quem eu sou?


Fanfic / Fanfiction A albina da neve - Capítulo 3 - Quem eu sou?

Já se passaram quatro dias depois de tudo isso que me ouve, não me encontrei mais com a Elizabeth a bela prateada que caminha sem rumo nesse inverno frio e congelante, depois daquele dia que eu vi pela última vez a Elizabeth eu piorei, e agora estou aqui no hospital deitado com vários soros em meus braços, tenho dificuldades de respirar, minha pele está mais pálida do que antes, quase toda hora tusso sangue, e meu corpo ficou fraco com hematomas avermelhados, as coisas pioraram muito para mim, meus irmãos vem me visitar todos os dias para ver se eu melhorava mas isso não acontece, eu só pioro quando penso nas palavras da prateada fico perdido em meus pensamentos, essa é a tal maldição que ela me falou, então o que só me resta é minha morte? Porque?



Narradora On

Os flocos de neve estão caindo novamente sobre a angelical albina, seus passos lentos se afundavam na neve fofa, sua expressão triste era nítido em seu rosto, seus olhos azuis estavam com lágrimas se formando, sabendo do mal que fez ao loiro a maldição que caiu sobre ele, a única coisa que a albina pensava era “a culpa é minha” nisso ela só piorava se sentia culpada por tudo, a raposa avermelhada estava ao seu lado a observando com uma expressão neutra

-Porque se preocupa tanto como esse humano, Elizabeth?

A mesma olhou a raposa confusa com a pergunta

-Porque?

Ela olhou para o animal por alguns minutos pensando, e então em um flashback rápido veio a sua mente

Um garotinho loiro segurava a mão da albina, ela não conseguia ver o rosto do loiro, só seu belo cabelo loiro que estavam com alguns flocos de neve sobre ele, o mesmo  passava uma sensação boa e confortante para ela, logo a albina acorda do curto flashback que veio a sua mente, a raposa a olhava confuso com ela, Elizabeth suspirou cansada não entendendo o que acabou de acontecer

-O que ouve Elizabeth?

-Eu tive uma pequena lembrança eu acho

-Lembrança?

-Sim, eu estava com um garoto loiro que segurava minha mão, ele me passava uma sensação tão boa e confortante, mas infelizmente não conseguia ver o seu rosto

-Então você está se lembrando…

A Raposa falou com uma voz baixa, mas a prateada ouviu e perguntou

-Como assim estou me lembrando?

Sem respostas Elizabeth se irritou com o animal

-BAN PORQUE ESCONDE AS COISAS SOBRE MIM?!!

Ela gritou más nada, ele ainda nada respondeu

-Elizabeth você sabe o que você é? Ou o porque é assim?

O silêncio perturbador ficou, a albina o encarava confusa e ao mesmo tempo perdida em seus pensamentos sobre essas tais perguntas que já estavam a perturbando

-Quem eu sou? Porque eu sou assim?

Ela falava cada palavra calmamente más no fundo perturbada, como tais perguntas tão simples podem fazer com que uma pessoa mude ou fique pertubada

A Raposa a olhou suspirou arrependido do que disse

-Ban porque tudo isso aconteceu comigo? Como tudo isso começou? E porque não tenho lembranças da minha infância com Liz? E minha família? BAN QUEM SOU EU?!! O QUE ESTÁ ACONTECENDO EM MINHA VIDA?!

-ELIZABETH!!

-Como ainda estou viva, depois de tudo que aconteceu em minha vida?




Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...