História A Anja e o Demônio - Capítulo 16


Escrita por: e Revenger-Calter

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Anjos, Demonios, Originais, Romance
Visualizações 28
Palavras 1.513
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


A VOLTA CARAY

:3

Capítulo 16 - Um Ano Depois


Fanfic / Fanfiction A Anja e o Demônio - Capítulo 16 - Um Ano Depois

UM ANO DEPOIS

Um ano se passou desde a morte de Reven, para muitos anjos não foi nada, mas para Miguel, Gabriel e Ana pareceu que o tempo passou lentamente.

Kane ficou com o coração duro como uma pedra, ele não sentia mais emoções de amor e paixão, tudo por que ele perdeu o único ser que amou de verdade, ele se culpa ate hoje por sua morte, agora, ele é frio e cruel.

Os arcanjos foram chamados à sala de Deus com urgência.

Assim que chegam, o senhor deles estava com um sorriso resplandecente no rosto.

Deus – Finalmente chegou o dia... – O moreno e o loiro se entre olham sem entender.

Gabriel – Chegou o dia de que? – Ele os olha.

Deus – Ela voltara hoje, Reven renascera. – Os dois ficam paralisados sem acreditar.

Miguel – Reven... Ela realmente voltara... – Este e seu amigo estavam com vontade de chorar.

Deus – Quero que a recebam quando entrar no céu e avisem Kane disso, mas façam surpresa para ambos. – Os dois assentem e vão correndo para o portão divisor entre céu e Purgatório com lágrimas de alegria nos olhos.

Assim que os arcanjos chegam ao portão, eles prendem o fôlego e abrem, sendo recebidos por Reven que usava um vestido preto, que ficava um pouco acima do joelho, e tinha babados roxos escuros e uma pequena parte branca. Seu olhar era cansado e sem vida, mas assim que se encontrou com o dos amigos, o brilho voltou aos seus olhos e ela correu ate eles, abraçando-os com lágrimas nos olhos.

Reven – Eu estava com tanta saudade de vocês! – Os três choravam e se abraçavam.

Miguel – Você está bem? Não fizeram nada com você lá? – A garota fez negativo com a cabeça e os arcanjos sorriram.

Reven – Mas eu me sinto estranha... Sinto-me... Como se tivesse algo novo em mim... – Eles estranham.

Gabriel – Tente abrir suas asas, talvez seja por que você acabou de voltar. – Ela assente e abre as asas.

As asas da garota estavam diferentes, eram brancas como a neve e possuía alguns detalhes em dourado, os amigos dela olharam maravilhados.

Reven – Que foi? – O moreno aponta para as asas desta e ela olha e percebe que suas asas eram de arcanjo, ela virará um arcanjo. – E-eu sou um arcanjo... C-como isso é possível... – Esta então se lembra de o que Deus lhe disse um ano atrás, ela sofreria mudanças, mas não imaginava que seriam tão boas.

Gabriel – Isso é extraordinário! Agora será aceita pelos anjos! – Assim os três comemoram, mas os arcanjos lembram o que Deus lhe pediu, fazer o reencontro entre Reven e Kane.

Miguel – Bem... Reven, temos que leva-la para um lugar, para comemorarmos sua volta. – Ela sorri e assinta.

Os dois levam a amiga para um lugar chamado Floresta dos Desejos, aonde muitas pessoas vão para fazer desejos, é um lugar muito belo em que deixaram Reven ajoelhada em uma pequena clareira que possuía um brilho magico.

Miguel – Fique aqui, logo traremos os outros. – Ela sorri e assenti.

O moreno e o loiro correm para trás de uma casa, bem afastado da floresta, e fizeram contato com Esparda.

Gabriel – Esparda, a Reven voltou à vida! Temos que fazer ela e seu irmão se reencontrarem! Mas tem que ser surpresa. Aqui na Floresta dos Desejos.

Esparda – Eu não acredito! Que ótimo, irei dar informações falsas ao meu irmão para ele ir para a floresta, mas espero que ele ainda tenha sanidade mental para isso... – Com a morte de Reven, Kane mudou drasticamente, ele já não era mais o mesmo.

NO INFERNO

POV. KANE

Estava sentado em um moro que me dava possibilidade de vê todo o inferno. Passava meu polegar no colar que um dia foi de minha amada, ultimamente pensei em fazer o ritual de mortalidade e me matar... Já não aguento mais viver sem ela, cada dia é uma tortura pior que a outra.

Meu irmão chega perto de mim e senta ao meu lado.

Esparda – Tenho uma missão para você maninho, é de exploração, quero que vá. – Balancei a cabeça.

Kane – Obrigado, mas não, quero apenas ficar aqui, com a lembrança de minha Reven na cabeça... – Ele da um leve soco no meu braço.

Esparda – Vamos. Só essa missão e pronto, por favor. – Suspirei e levantei-me.

Kane – Ok, eu irei para a merda dessa missão, diga onde é. – Ele sorri e se levanta.

Esparda – Na Floresta dos Desejos, explore uma pequena clareira que tem lá e relate. Apenas isso.

Kane – Por que não manda demônios de exploração para isso? – Ele revira os olhos.

Esparda – Por que eu quero que você faça isso, anda logo. – Não questionei mais e fui embora.

Ao chegar a um local próximo da floresta, lembranças voltaram à tona. Isso me entristecia e causava-me dor.

Entrando na floresta, vejo que é um lugar extremamente belo, parece que nenhum humano tocou nessa mata.

Em meio os arbustos e arvores, escuto um cantarolar muito familiar, tão familiar que estava parecendo ser mentira.

Aproximei-me do local da cantoria, é na pequena clareira da floresta, no meio dela uma mulher estava sentada, na verdade, é um arcanjo, que tem uma aparência peculiar.

Observei-o bem, ate que pude vê seu rosto... É a Reven!

Sai de trás dos arbustos silenciosamente e fui aproximando-me dela... Não posso acreditar que é ela... Eu sentir tanta falta dela...

Ela ainda não me virá, e eu queria que ela continuasse sem me ver. As lágrimas escorriam pelo meu rosto incessantemente, pois ainda não conseguia acreditar no que meus olhos me mostravam.

Ajoelhei-me atrás dela, acabando fazendo barulho, assim ela se virá rapidamente e quando nossos olhos se encontram, ela começou a chorar, assim como eu, e estendeu a mão lentamente ate tocar em meu rosto, como se tentasse vê se era verdade nosso reencontro depois de um ano, um ano de dor e sofrimento para mim.

Kane – R-reven... É realmente você...? – Ela me abraçou antes de responder.

Reven – Claro que sou eu! – Sentia as lágrimas dela melando minha roupa, mas eu não me importava. – Não acredito que é você! Eu senti tanta sua falta!

Separei-nos do abraço e a fitei por longos segundos, ate que nos beijamos, um beijo cheio de desejo e desespero.

Reven – Como foi tudo depois de minha morte? Como ficaram todos? – Eu não queria responde-la, pois depois que ela se foi fiz milhares de coisas horríveis.

Kane – Bem... Meu irmão agora está namorando a Ana... E descobri que a Alice, Bia e Carla são As Três Anjas do Amor... E Alice agora está tendo um relacionamento com o Miguel. – A menor parecia surpresa com tudo.

Reven – E você? O que fez nesse tempo em que eu fui embora. – Desviei o olhar. – Kane?

Kane – Eu... Corrompi-me... Sem você fiquei perdido, uma parte de mim tinha morrido com você... Desculpa. – Ela passa a mão em meu rosto e dar-me um selinho e sorri.

Reven – Tudo bem... Não precisa se desculpar.

Kane – Você agora é um arcanjo? – A mesma olha para as próprias asas.

Reven – Sim... Quando voltei a vida virei arcanjo, bem que Deus disse que isso ocorreria...

Kane – Pelo menos agora não sofrerá mais nenhum preconceito, certo? – Ela assente e beija-me novamente.

Ela me derruba no chão e fica por cima de mim beijando-me. Mal voltou a vida e já quer brincar.

Quando íamos fazer algo, os arcanjos, meu irmão, Ana e as Três Anjas apareceram e olharam-nos rindo.

Alice – Vocês não conseguem se segurar, minha nossa. – Miguel vai para perto desta e lhe beija.

Carla – Que bom que a Reven voltou à vida, mas ela já sabe tudo que ocorreu?

Reven – Já sei de tudo, do Esparda e a Ana e do Miguel com a Alice. – Todos se entre olharam, não falei tudo.

Esparda – Você não disse Kane? Você não disse que ia se matar? – Reven me olhou de boca aberta.

Reven – V-você ia se matar?! – Não respondo.

Bia – Ele tentou se matar diversas vezes, você era como a alma dele, sem você ele não sabia viver. – Reven virou para mim e ficou batendo o pé querendo explicações.

POV. REVEN

Não acredito que Kane tentou se matar!

Kane – Desculpa Reven... Você estava me fazendo tanta falta... E queria ficar junto de ti... – Suspirei e os outros se entre olharam.

Ana – Nos já vamos embora para vocês conversarem... – Todos foram embora e me deixaram sozinha com Kane.

Reven – Seria idiotice se matar por causa de mim! – Ele abaixa a cabeça submisso.

Kane – Eu estava perdido naquele momento... Não pensava direito... – Suspirei e dei-lhe um beijo na testa.

Reven – Eu te amo... Você também me fez muita falta... – Ele sorri e me beija lentamente e sedutoramente.

Ele passa a mão dele para baixo de minha roupa, acariciando minha pele lentamente e dando algumas mordidas em meu lábio.

Kane – Quer fazer aqui ou em outro lugar? – Sorrio dando pequenos selinhos.

Reven – Em um lugar bem confortável para eu acabar com você... – Ele da uma leve risada e se levanta.

Ele me olhou com um sorriso malicioso desenhado no rosto.

Kane – Tem um Motel ótimo aqui perto, o que acha? – Dou uma pequena risada de confirmação.


Notas Finais


PRÓXIMO VAI SER HENTAIZÃO FRENÉTICO

Só isso por hj
UM BEIJO E UM QUEIJO DO MICK
E BJS DA REVENGER <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...