1. Spirit Fanfics >
  2. A aposta - Josh Beauchamp >
  3. Aquele quando o Matt é um idiota

História A aposta - Josh Beauchamp - Capítulo 31


Escrita por:


Notas do Autor


Me desculpem a demora pra atualizar 💕

Aviso: nesse capítulo o Matt vai falar palavras idiotas e vai ser preconceituoso.

Boa leitura 📚

Capítulo 31 - Aquele quando o Matt é um idiota


Fanfic / Fanfiction A aposta - Josh Beauchamp - Capítulo 31 - Aquele quando o Matt é um idiota

Canadá, segunda-feira, 07:20AM

*P.O.V Josh*

— Um café — uma das atendentes pergunta se é pra viagem e eu concordo com a cabeça. Assim que eu olho para o meu lado eu vejo o Richard com os braços apoiados no balcão da cafeteria.

— Então, é aqui nessa cidade que o seu pai ta se escondendo? — ele pergunta então eu respiro fundo. Richard trabalha na polícia e está tentando encontrar provas pra incriminar o meu pai de tráfico de drogas mas nós três sabemos que ele quer incriminá-lo por algo mais pessoal: ele acha que meu pai matou o Frank, o amigo dele. Meu pai matou mesmo mas ele teve os motivos dele.

— Eu não sou a melhor pessoa pra falar sobre o David pra você — rolo os olhos e ele ri.

— Claro que não é, até porquê você também faz as mesmas coisas podres que o seu pai faz— respiro fundo e viro meu rosto pra ele já perdendo a paciência. — Mas se me ajudar com alguma informações talvez eu possa apenas colocar ele atrás das grades e te deixar livre

— Você é patético, Richard — rio sem vontade balançando a cabeça negativamente e meu café chega então eu entrego o dinheiro pra mulher e volto a falar com o Richard. — Pelo visto não consegue fazer a porra do seu trabalho sozinho. Ainda precisa da ajuda de outra pessoa pra resolver. — passo por ele e saio da cafeteria. Coloco meu óculos e vou até minha moto.

Dou partida e enquanto eu piloto, eu penso se devo contar para o meu pai sobre o Richard. Acelero porque eu provavelmente vou chegar atrasado no colégio.

[...]

Chego no colégio e o porteiro me deixa entrar sem contestar, acho que talvez eu não esteja tão atrasado assim. Tiro meu óculos do rosto e coloco na gola da minha camisa enquanto ando pelo longo corredor sem nenhuma pressa. Assim que eu passo por um dos pátios eu vejo o Matt batendo no Harry então junto as sobrancelhas e chego perto deles.

Jogo a mochila do café no chão e me viro para o Matt dando um soco forte em seu nariz. Harry segura meu braço então eu me solto indo até o Matt e dando um soco em seu olho, ele se defende e acaba me acertando no olho também.

— Porra — reclamo e não demoro pra me defender. Empurro o Matt na parede e ele acaba caindo então eu seguro a gola da sua camisa e bato várias vezes em seu rosto, por um momento eu vejo o Brian no lugar do Matt. Brian era o cara que era meu padrasto, ele me batia quando eu era criança. Travo meu maxilar e bato mais no Matt mas paro quando o Harry puxa meu ombro me fazendo sair de cima do idiota.

— Ele também é sua putinha, Harry? — viro meu rosto para o Harry e faço uma cara confusa quando vejo o Louis atrás dele.

— De que merda esse babaca ta falando? — pergunto para o Harry e escuto o Matt rir.

— Você não sabe? — Olho para o Matt com vontade de bater nele de novo. — O Harry é uma bichinha. Eu vi ele e esse nerd se pegando.

— Se falar isso outra vez, eu vou te bater — Harry fala indo pra cima do Matt mas o Louis segura sua camisa.

— Deixa esse homofóbico pra lá, Harry — Louis diz. Vejo o Matt se levantando então cerro os olhos.

— Vocês me dão nojo e eu quero ver o que o pessoal do colégio vai falar de você, Harry. Agora virou o pegador de bichonas — Matt zomba dando as costas e vai embora rindo.

— Josh, eu não quero que as pessoas fiquem sabendo dessa merda — Harry diz desesperado. — Meu pai vai me matar.

— Harry, não precisa ter medo. Eu vou estar aqui pra você e você gosta de mim então por que ficar apavorado? — Louis toca no braço do Harry mas o Styles empurra o mesmo.

— Não vem com isso de gostar de você, Louis? — Harry diz se alterando — Isso não é o suficiente pra acalmar meu pai ou os problemas, escutou? Não é.

— Para com essa merda, Harry — rolo os olhos. — Nós não vamos brigar com você por causa de quem você gosta e se o seu pai ficar com raiva, que se foda — dou de ombros — Não deveria ficar se escondendo por causa do medo.

Passo por eles e o Louis vai embora também, acho que ele ficou irritado com o Harry. Matt é um babaca, ainda vou matar esse idiota.

Entro na sala de teatro e tá acontecendo uma palestra então eu sento em uma das cadeiras do fundo. Cruzo os braços e assim que eu viro meu rosto para o lado eu vejo a Sun rindo com as amigas dela, cerro os olhos e ela passa uma paz que eu nunca senti antes, mesmo de longe ela causa isso em mim. Ela acaba me encarando então eu desvio o olhar e fico olhando pra palestra.

Sinto os olhos da Sun em mim então viro meu rosto e encaro ela, sorrio de lado porque ela está me olhando como quem diz "ganhei" e volta a falar com as amigas dela. Alguém senta do meu lado e eu vejo que é a Carla, respiro fundo.

— Eu vou dá uma festa amanhã e você tá convidado — Ela fala baixo perto do meu ouvido e eu concordo sem dar muita atenção para o que ela diz. A palestra acaba então eu me levanto e vou até a Sun.

— Vamos ter que ensaiar agora — aviso porque a noite eu vou ficar ocupado já que vou ter que ir no jantar da Susan. Fico em sua frente impedindo ela de andar.

— Agora? — ela pergunta e eu não respondo — Tudo bem, tudo bem. Acho que podemos ir naquele pátio atrás do colégio porque quase ninguém vai lá.

Dou as costas pra ela e vou andando na frente já que a mesma foi falar com as amigas. Chego no pátio e sento embaixo de uma árvore, acendo um cigarro enquanto espero a Sun.


Notas Finais


Matt é realmente um babaca.

Estão gostando da fanfic? não se esqueça de comentar e favoritar. ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...