1. Spirit Fanfics >
  2. A aposta >
  3. Único

História A aposta - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá amorinhas doces 💜

O Namjoon e menor e mais novo que Taehyung e Seokjin.

Taejin irmãos

Boa leitura 💛🧡

Capítulo 1 - Único


Fanfic / Fanfiction A aposta - Capítulo 1 - Único

O relacionamento de Namjoon com os irmãos Kim no começo fora complicado. Namorar duas pessoas ainda mais irmãos já não era bem visto pela sociedade, sendo estes também empresários famosos muitos acusaram Namjoon de estar interessado no dinheiro dos mais velhos.

Mesmo com toda todo o falatório encima do trisal a relação se manteve firme. E hoje estão completando três anos de namoro, para comemorar eles fizeram uma aposta, caso Namjoon ganha se pode pedir o que quisesse do mais velhos, e se perdece teria que aceitar ser fudido pelos irmãos ao mesmo tempo desejo este antigo dos maiores. O desafio consistia em Namjoon aguentar ser estimulado por dois vibradores sem gozar ou gemer.

- Ah senhores mais devagar - Namjoon pede sôfrego, os três se encontram na residência de Taehyung, mais especificamente no quarto reservado para o de fios roxos.

- Acho que deixamos claros que não queríamos ouvir sua voz. - A voz naturalmente rouca fala sem emoção, apertando um botão fazendo o vibrador posicionado na glande aumentar a velocidade.

- Você está um menino tão rebelde Namjoon. Será que teremos te ensinar a comportar de novo? - O mais velho descruza as pernas evidenciando a ereção, por baixo das calça social.

- Não senhor, eu vou me comportar. - O arroxeado está de joelho sobre a grande cama, de frente para os outros dois sentados em poltronas de couro, esses o analisam tremer com as vibrações.

Os dois irmãos tem controles em mãos, estes ditam a rapidez dos brinquedos presos a Namjoon, Seokjin o mais velho tem em posse um aparelho em formato oval de cor rosa que comanda um grande vibrador rosa posto sobre próstata do menor, já Taehyung controla um pequeno atado a cabecinha do falo.

Os olhos marejados e rosto corado anunciam, que Namjoon está prestes a ceder, assim perdedo a aposta com os namorados, ele morde o lábio inferior abafando um gemido, quando o vibrador bate forte em seu ponto mágico. Subindo seu olhar ele vislumbra os sorrisos cínicos dos irmãos.

- Só mais cinco minutos e você

ganha a aposta. - Taehyung anuncia olhando o relógio em seu pulso, um resmungo ressoa pelo quarto.

Namjoon sente espasmos pelo corpo, sua mente tenta se concentrar em algo que não sejam na sua vontade de gozar. Falhando miseravelmente ao ver Taehyung retirar seu pau duro da calça começando a se tocar em sua frente, a imagem do pênis grande de veias saltadas encharcado de pré gozo, junto às estocadas do vibrador em sua próstata fazem o vir sujando o tecido a baixo de si.

- O que pena você perdeu bebê. - Sorri grande o Kim mais velho, desligando o aparelho.

- Isso não valia, ninguém me falou que vocês poderiam se tocar - Seus lábios formam um biquinho fofo, enquanto ele se senta na cama de braços cruzados. - Eu não vou dar pra vocês, seus ladrões. - Ele fala manhosamente.

- Olha valia tudo pra vencer - Dita Seokjin se levantando.

- Não é culpa nossa se você não pode ver um pau, que já goza. - O esverdeado segue o irmão, aproximando da cama. - Agora você é todo nosso. - As roupas dos mais velhos são retiradas deixando os belos corpos a mostra.

- Por onde deveríamos começar? - Seokjin pergunta olhando de cima pra Namjoon.

- Acho que deveríamos ir logo ao que interessa

[...]

O Kim mais novo está de quatro na cama sendo preparado pelos irmãos, sua entradinha abriga os dedos longos de Taehyung que faz movimentos de tesoura o alargando.

- Hum... eu já es-tou pron...to - Um carinho e feito em seu cabelo.

- Se você não quiser pode falar que paramos - O de fios negros fala depositando um selar no menor.

- Eu quero - A voz e confiante, os irmãos trocam um manejar de cabeça em uma conversa silenciosa.

Taehyung senta com as costas rentes a cabicera. Ele bate na própria coxa em um pedido mudo para que Namjoon se sentasse sobre ela, gesto logo feito quando o menor engatinha até o Kim.

- Se for desconfortável a posição avisa - Acaricia a cintura fina, ao tempo que o penetra vagarosamente.

Namjoon acena positivo, se movendo de forma calma, Taehyung é grande tornando o início um pouco dolorido. Atrás se si ele escuta o som molhado do lubrificante em contato com o falo de Jin, o lembrando que teria os dois em seu interior.

- Posso entrar? - A pergunta vem seguida de beijos em seu ombros e pescoço, relaxando os músculos tensos do mais novo, que se empina em direção ao pênis do moreno.

Seokjin se encaixa na cavidade já preenchida se empurrando para dentro. A cada centímetro tomado Namjoon sente que rasgara ao meio, nunca imaginara que doeria tanto, lágrimas grossos rolam por sua bochecha, sendo limpas pelos selares do Kim do meio no seu rosto.

- D-doe muito... - A voz chorosa preocupa os irmãos que pensam em desitir, ao verem seu menino soltando arfares sôfregos.

- Você acha melhor para, bebê? - As costas de Namjoon e afagada delicadamente enquanto Taehyung fala, ele pensa em dizer que sim parar com tudo, mas em seu íntimo ele também deseja continuar. - Podemos fazer com sempre.

- Não, eu não quero parar. - A voz trêmula denúncia uma talvez mentira. - Só me deixem ir no meu ritmo. - O arroxeado sobe e desce de forma desajeitada, se fodendo nos caralhos dos namorados causando gemidos em ambos.

- Nosso bebê está sendo muito bom pra nós, não é Tae? - As mãos de dedos tortos sobe até segurarem os biquinhos marrons de Namjoon os prendendo entre eles.

- Sim tão bom, abrigando nos dois nesse cuzinho guloso. - Segura forte a cintura alheia o ajudando com os movimentos.

- Awn... merda! vocês estão indo tão fundo. - Geme tendo a dor inicial transformada em prazer. - Ah! ah me comam, eu quero is senhores indo forte em mim.

Sorrisos são trocado entre os irmãos, que passam a comandar os movimentos. O suor forma um fina camada sobre o corpo dos envolvidos, o cheiro de sexo impregna o cômodo, enquanto a cama rege pelas estocadas duras.

- Hum assim, mais por fa-vor mais awn. - Namjoon fala coisas desconexas agarrado o ombro largo do esverdeado.

As paredes apertadas de Namjoon esmaga os membros alheios que ele é saem de forma desordenadas. A próstata e achada, o de fios roxos tomba a cabeça podoa sobre o peito de Jin, sua boca abre em em um gemido mudo, quando ambos passam a estocar apenas ali.

Seu falo se esfrega entre seu abdômen e o de Taehyung criando um atrito gostoso, as veias saltadas e o formigamento anunciam que ele vira em breve, mais algumas estocadas brutas junto ao Kim do meio mamando em seu peito e Namjoon goza, espremendo os paus em seu interior que o seguem derramando os seus leitinhos dentro do menor. O de cabelo roxo cai cansado sobre Taehyung.

Os irmãos saem tiram se do interior quente vendo suas porras misturadas escorrendo da entradinha judiada. Eles se levantam podo o menor delicadamente na cama, seguindo pro banheiro onde se limpam, novamente no quarto Seokjin limpa um Namjoon cansadinho, enquanto Taehyung arruma a cama.

- Feliz aniversário de namoro. - Namjoon tem a voz sonolenta, ele está deitado no meio tendo os cabeça no peito de do mais velho do três e as pernas emboladas com Taehyung. - Eu amo muito vocês.

- Nós também de amamos - O carrinho feito por Seokjin em seu cabelo faz o mais novo quase ronronar.

- É sempre vamos de amar. - O esverdeado se aproxima abraçando Namjoon pela cintura. - Você é nossa felicidade.

- É vocês a minha, e não me imagino minha vida sem vocês. - Ele deixa um selar em cada um antes de finalmente cair no sono, sabendo que é a pessoa mais amada no mundo.


Notas Finais


Tive essa ideia enquanto via ursos sem curso com meu sobrinho.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...