1. Spirit Fanfics >
  2. A aposta >
  3. Prólogo

História A aposta - Capítulo 1


Escrita por: GalaxyBabaca

Notas do Autor


Boa noite

Capítulo 1 - Prólogo


Deuses, seres não surpreendentemente divinos, óbvio. Deuses podem ter muitas formas, muitas ideias, muitos gostos diferentes, porém, até aquele momento apenas existiam dois deuses, dois deuses de visões opostas, Yfrit e Triyand, A Deusa da Eterna Juventude e O Deus da Morte Passageira.

Entre tais deuses, havia uma discordância, Yfrit desejava que os humanos fossem imortais e permanecessem jovens, criando segundo seus pensamentos, tempo suficiente para os humanos atingirem o divino por intermédio da Ergyz, com um tempo infinito, todo e qualquer humano por pior que fosse, poderia enxergar os limites entre o Reino Divino e o mundo mundano. Doutro lado, Triyand acreditava que o método perfeito para isso era fazer os humanos morrerem, era infeliz para ele pensar que todos tinham uma oportunidade infinita, sem tempo para se preocupar em seguir trilhando o caminho do divino, ele desejava uma data limite para os humanos temerem os tempos curtos, e assim, seguirem o caminho divino. Ele desejava fazer humanos morrerem para gerar esse senso de urgência em todos e também, reencarnar os mortos, para tentarem novamente sem memórias de duas vidas passadas.

Yfrit o via como alguém insensível, desejando o sofrimento desnecessário dos humanos, ela gostaria mais de ver todos chegando na ideia de buscar a existência do divino na base do tédio após viver períodos longos. Triyand acreditava que essa maneira era passiva demais, humanos imortais criariam algum complexo de superioridade ao ver o mundo definhar ao seu redor e se manterem perfeitamente vivos, então para ele, a forma ideial era fazê-los morrer incontáveis vezes até algum humano decifrar o divino na base do medo, desespero e angústia.

Eles não brigavam entre si por suas ideias, eles se viam como amigos e rivais, não queriam tentar matar um ao outro, pois ficariam solitários no Reino Divino, apenas observando a humanidade. Uma ideia de oposição para eles era saudável e justa, algo necessário mesmo que não gostassem das ideias um do outro, este era seu princípio que compartilhavam, uma realidade sem opostos era imperfeita.

Em dado momento, uma aposta aconteceu, para decidir o rumo da humanidade, o mundo foi dividido em dois, Ifrit ficou com a parte esquerda, o ocidente e Triyand como a direita, o oriente.

— Olá, podemos começar agora! — Ifrit sorria graciosamente.

— Tudo bem, nossos joguinhos, estão se iniciando, boa sorte... — Triyand falava de olhos fechados, de forma calma.

Existiam 4 regras básicas nessa aposta. A primeira: Cada um deles, deveria escolher 5 coisas, quaisquer coisas e transformar em um semideus que tomaria uma forma humana mesclada a sua origem; A segunda: Poderá ser feito o que bem entender com o seu pedaço do mundo, com excessão da extinção total; A terceira: Haverá guerra, os semideuses vão se enfrentar em algum momento, essa luta vai decidir qual método seria escolhido para lidar com a humanidade; A quarta: 1 dos 5 semideuses de cada lado, será colocado diretamente no território inimigo.

Era de comum acordo, toda destruição que poderia ser causada é apenas um efeito colateral de suas apostas.

— Que se iniciem, nossas escolhas! — Yfrit tocou a ponta do nariz com seu dedo indicador.


Notas Finais


Preciso de um xarope.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...