1. Spirit Fanfics >
  2. A aposta -JIKOOK >
  3. Reencontro.....

História A aposta -JIKOOK - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Me desculpem pela demora,tava sem criatividade e preguiça.....

Espero que gostem...

Boa
Leitura....

Capítulo 4 - Reencontro.....


Fanfic / Fanfiction A aposta -JIKOOK - Capítulo 4 - Reencontro.....

Jimin on.

6:00 pm.


 acordo com o despertador tocando como todas as manhãs que tenho que ir ao inferno, as vezes quem me acorda  é o Jay mas hoje foi o despertador para o meu azar.

Me levantl da minha cama e vou para o banheiro fazser minhas higiênis pessoais, tomo um bom banho quente que ardeu um pouco por causa dos meus cortes, saiu do banheiro com uma toalha enrolada na cintura, vou para o meu quarto escolher uma roupa.

Roupa: cueca box preta, uma calça jeans também preta um pouco colada mais não muito, uma blusa branca simples, coloc uma faixa nós pulsos - para poder estancar o sangue se por acaso algum corte se abrir - e um casaco preto por cima, um tênis normal também preto.


Pego minha mochila coloco nas costas e tiro meu celular do carregador coloco no bolso da frente da minha calça, conecto com os fones que estão pindurados no meu casaco, fecho a porta do meu quarto e desço as escadas, coloco minha mochila encima do sofá, vou para a cozinha, quando chego lá vejo Jay de costa então vou por trás e abraço o mesmos, Desejo um bom dia e ele faz o mesmo.. Quando terminei de tomar café subo para o banheiro pra escovar meus dentes,coloco a minha máscara para ninguém me ver, Jay estava me esperando pra me levar a escola já que hoje ele acordou de bom humor.


— vamos jimin-ah 

— já tô indo hyung — grito da escada.

Pego minha mochila que estava encima do sofá coloco nas costas e ponho o capuz na cabeça para ninguém ver meu rosto. Entro no carro e o mais velho começa a dirigir.

— hoje eu não vou poder ir te buscar, tenho uma consulta marcada, então você vai pelo parque é mais perto e seguro para você. — fala fazendo uma curva na rua

— ok, mais tem muitas abelhas lá hyung

 — mais elas não vão te picar se você não mecher com elas

— ma-

—mais nada jiminnie, elas não vão te picar, ok?

— ok..

Demorou um tempo até nos chegarmos na escola, olho a hora e falta dez minutospara tocar o sinal

— bom está entregue

— tchau meu hyung preferido — falo dando um beijo na bochecha do mesmo, e saindo do carro 

— tchau meu dongsaeng preferido — fala acenando com a mão.

Me viro ficando de frente para o inferno, que vocês conhecem como escola, logo entro e já percebo um monte de olhares de nojo e várias fofocas sobre mim, mas não durou muito já que o sinal tocou e começo a procurar a minha sala.



[...]


Hoje eu tive duas aulas de matemática e uma de filosofia, passou o intervalo e como de costume eu apanhei de um dos grupos que fazem isso dês dos meus 14 anos de idade, tô pensando seriamente em me mudar de escola, odeio essa escola, depois do intervalo tive duas aulas de artes e uma de biologia.

Nesse exato momento estou no parque, só espero que não tenha nem uma abelha por aqui, viro a cabeça pro lado e vejo uns meninos cutucando um casulo de abelha e já prevejo que isso não vai dar certo, não falei o casulo caiu no chão e as abelhas vieram atrás de mim, por que eu meu deus? 

Agora tô correndo que nem um doido com abelhas atrás de mim, viro a cabeça pra trás pra ver como tá e parece que as abelhas se multiplicaram.

Na hora que eu virei pra frente acabei tropeçando e caindo encima de um menino muito bonito e famíliar pra mim

— me d-desculpa f-foi s-sem querer — falei tentando levantar de cima dele 

— não tem problema, você me parece famíliar — fala levantando

— você também.

— porquê estava correndo? Vocé tá todo suado 

— eu tava correndo de um monte de abelhas, umas praga quebrou o casulo e as abelhas vieram atrás de mim

— ah, prazer Kim Taehyung — estende a mão

Mais pera eu conheço ele,não pode ser, será? Meu taetae

— k-kim t-taehyung?

— sim porque?

Puxo ele pra um lugar mais reservado perto de uma árvore

— sou eu o jimin. — falo

 — não você não é, o Jimin que eu conheço é um menino muito sorridente e faz anos que ninguém tem notícias dele

Tiro a máscara e o capuz revelando o meu rosto, ele logo coloca a mão na boca como sinal de espanto

— sou eu taetae — uma lágrima cai no meu rosto, ele logo me abraça forte como se fosse a última vez.

— me d-desculpa, e-eu não te reconheci, mais o que aconteceu com você jiminnie? Todos pensam que você tá sumido, ninguém conhece seu rosto, você tá tão Bonito..

— vamos pra minha casa, aqui não é muito seguro pra falar disso, e também tem muitas abelhas.

Coloco minha máscara e meu capuz de novo.







continue?




Notas Finais


Bom desculpa pela demora, tá aí mais um capítulo.....

Bjs ......

Até o próximo capítulo......


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...