História A Aposta (Yoonmin) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Comedia, Homossexualidade, Romance, Taekook, Yoonmin
Visualizações 115
Palavras 2.144
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Era pra sair amanhã mas tá aqui o terceiro fucking capítulo dessa porra e o nome do cap é meio que uma pegadinha ksks, não me matem.
Ah e eu decidi um horário pra postar os capítulos, horário não, dia, talvez eu poste um capítulo por dia ou um a cada dois dias mas prometo que disso não passa.
Um beijo na bunda de vocês e uma boa leitura.

Capítulo 3 - "Sabores Proibidos"


- Que porra estamos fazendo aqui Yoongi? - perguntei assim que entramos na biblioteca da escola.

- Sei lá, conversar, não tem ninguém aqui mesmo. - disse sorrindo e me olhando, parecia um grude.

- Conversar sobre?

- Qualquer coisa.

- Tipo?

- Sei lá Jimin! Só quero ser seu amigo.

- Depois de anos de pura inimizade, você quer ser meu amigo? Vai catar coquinho Yoongi. - ri.

- Por quê você é assim comigo Jimin? - perguntou com uma voz triste me fazendo ficar triste também, pior que gripe.

- Não sei, será que é porque você vive enchendo a porra do meu saco desde do primeiro segundo que eu enfiei meu pé nessa porra de escola! Não tem motivo, né? - o encarei e ele me olhava com um misto de raiva e tristeza, eu sou lerdo e não entendi merda nenhuma de cara.

- Eu faço isso pra ver se eu chamo a sua atenção Jimin e de fato eu consigo - dar um riso mais falso do que comida de propraganda - Parece que só assim você percebe que eu existo!

- Que merda é essa agora Yoongi?! Não tou entendendo porra nenhuma, e por quê tá dizendo isso? Você me odeia. - quase gritei.

- Eu não te odeio Jimin, eu nunca te odiei e nunca vou, até porque é ímpossivel eu te odiar. - falou com um sorrisinho bonito me olhando nos olhos e..

Meus amiguxos, que porra tá acontecendo na minha vida? e que macumba saravá jogaram em mim?

- Se antes eu não tava entendendo nada, agora mesmo é que eu não tou.

- Jimin, você vicia. - disse com malícia e minha lerdeza não me deixou entender o que estava acontecendo.

- Hã? - o encaro não entendendo merda nenhuma até que ele me dar um selinho.

A minha reação mais normal seria o empurrar mas eu não sou santo, eu também queria beijá-lo.

Entendam que ninguém de ferro, muito menos eu que pareço ser feito de areia.

E também quem resistiria a isso? Nem sendo hetéro isso seria possível minha filha.

- Que merda Yoongi! - falei assim que separei nossos lábios e o Yoongi me abraça.

- Você é a melhor droga que existe, tô viciado e não existe nem cura e nem tratamento. - sussurou no meu ouvido enquanto me apertava, eu fiquei totalmente imóvel, eu fiquei tão imóvel mas tão imóvel que fiquei igual a uma árvore.

Convenhamos que eu estava chocado com isso que estava acontecendo e o meu corpo ficou mais estático que não sei o quê, mas uma coisa eu admito...

O Yoongi é cheirosinho e tem uma pele mais macia que algodão.

Oh merda!

Quando menos percebo, já estou retribuindo o caralho do abraço e cheirando o pescoço do Yoongi - cheirinho do paraíso. 

Que sensações mais estranhas, que coisas mais borbulhantes, meu coração tá batendo tão forte que só falta eu ter um ataque cardíaco, é inevitável me sentir assim perto do Yoongi.

Porra meu.

- Yoongi, o que você quer dizer com isso? - eita porra.

- Isso.

Separa o abraço e cola nossas bocas, ele segurou nos lados do meu rosto e me beijou, a sua língua explorava cada canto da minha boca e a minha fazia o mesmo com a sua, quando menos percebo, nossas línguas já estão dançando valsa uma na boca do outro de um jeito todo errado.

Até me imagino dançando valsa, do jeito que sou louco eu correria risco até de sair funk no lugar de valsa.

O beijo foi interrompido por um demônio que abriu a porta da biblioteca.

- MEU CU! JIMINZINHO, TÔ CHOCADO!!

Adivinha quem invadiu a biblioteca?

Não foi o Taehyung, foi o Seokjin.

Eu olhei pra ele com os olhos do tamanho de um ovo de avestruz totalmente assustado enquanto o Yoongi não tava nem aí, entendi foi nada.

- Ô radio corredor do inferno, não fala nada pra ninguém senão conto que você é a fim do Namjoon. - disse Yoongi e...

- É O QUÊ? QUEM TÁ CHOCADO AGORA É EU, EXPLICA ISSO SEOKJIN. - coitadinho, o Namjoon apareceu atrás dele e vamos que é bomba atrás de bomba.

- Eh.. eu.. Yoongi, eu vou te matar! - disse Seokjin quase berrando.

- Ninguém mandou se meter aonde não devia!

- Eu vou é meter um dildo no cu de vocês!

- Que confusão é essa aqui, querida? - perguntou Taehyung aparecendo do nada com o Jungkook.

- Nada demais, apenas eu que peguei o Jimin e o Yoongi se beijando. - disse Seokjin sem dar muito interesse e puto da vida com o Yoongi, a essa altura, eu estou do lado do Namjoon que estar meio aéreo e meio "foda-se essa situação".

- O plano deu certo, EU JÁ SABIA! - gritou Taehyung pro Yoongi e eu os encarei estranho.

- Que plano?

- Não interessa porra.

- TAE! - deu de ouvir esse grito do Jungkook chamando o Taehyung do lado de fora da biblioteca.

- Deixa eu controlar o canil primeiro, JÁ VOU!

- Canil é o cacete. - falei entediado.

- Vamos sair daqui por favor? - peço.

- Vambora, o sinal tá pra tocar mermo. - disse Taehyung rindo travesso nos puxando pra fora da biblioteca.

//

Isso vai cair. - Jungkook alertou a Taehyung que tava tentando equilibrar várias bolas de sorvete em uma casquinha, ele tá competindo contra o Seokjin.

Acontece que saimos da escola e fomos pra uma sorveteria.

- Teu pau que vai cair. - retrucou e Jungkook desistiu de dar avisos.

- Consegui equilibrar 10! - exclama Seokjin animado.

- Essa merda vai cair. - Jungkook alertou de novo mas ninguém ligou.

- Se cair, tu limpa. - retrucou Taehyung.

- MERDA! - berrou Seokjin, as bolinhas de sorvete dele caíram e o Taehyung começou a rir.

- Não disse. - disse Jungkook mas essa parte a gente ignora.

- Se fodeu haha, tomou no cú otário! - disse Seokjin todo sorridente até que as bolas de sorvete dele também caem. - Porra.

- Isso que dar falar mal de mim, se lascou. Bate aqui otário. - Seokjin e Taehyung batem um hi-5.

Eu fiquei tomando sorvete de pistache, eu discuti foi certo com o Yoongi por causa disso, porque, de acordo com ele, de tantos sabores de frutas, eu fui escolher justo o de pistache. Pistache é meu sabor favorito porra!

Ele pediu um sorvete de uva verde - sabor que eu não sabia nem que existia, tinha vários sabores de sorvetes estranhos naquele lugar, tinha sorvete de carambola, de acerola verde, de manga rosa, de mamão com açúcar (esse daqui me deixou realmente confuso), de abacate sem caroço (tou tentando descobrir a necessidade desse nome), tem sorvete até de hortelã  (esse é pros vegetarianos) e outras ervas (só faltou eu encontrar sorvete de maconha) tem de chocolate amargo, de frutas vermelhas (morango, maçã), tinha até um sabor super estranho de nome "Fogo Do Inferno", o que é? Um sorvete de pimenta malagueta com habanero (duas das pimentas mais ardosas do mundo), mas o pior ainda está por vir, depois de muito explorar os sabores, eu achei um sorvete cujo sabor é de peixe cru.

Essa sorveteria só pode ser do Japão mesmo (mas não), cada sabor de sorvete esquisito e estranho, será que fazem sucesso? Sei lá.

- Vou comprar mais um, moço, me dê um sorvete de carne seca. - pediu o Yoongi e..

- Mas que doença tem nessa sorveteria? Isso daqui é uma sorveteria de sorvetes exóticos, só pode.

- E é. - disse Namjoon. - O nome da loja é "Sorveteria Sabores Proibidos".

- Deveriam mesmo ser proibidos por uma lei universal. - falei cruzando os braços enquanto encarava os inúmeros sabores nada legais de sorvete. - Sorvete de água de coco? Cara, pra quê isso? - falei olhando o nome do sabor.

- Controla teu macho. - disse Taehyung rindo e eu quase o mato com o olhar.

- Me dê um sorvete de casca de limão. - pediu Yoongi pro sorveteiro que entrega pra ele e QUE PORRA TEM NESSA SORVETERIA?

Decidi ignorar ele e observar ao meu redor.

- JEON!! COMO É QUE TU GASTOU MAIS DE 300 DOLÁRES EM SORVETES EM APENAS VINTE MINUTOS? - berrou Taehyung puto da vida com Jungkook que deve estar no seu quinquagésimo sorvete.

- Eu tava com fome e essa cidade parece o inferno, ah e pode tratando de ir pagando essa porra pra mim! - vish.

- Tá certo.

- Pra cortar a tensão, vamos brincar de empilhar bolas de sorvete, quem empilhar mais, paga a conta, que tal? - sugere Seokjin e, Taehyung e Jungkook dão um sorrisão.

- Tá certo. - dizem os dois ao mesmo tempo.

- Vai dar merda. - diz Yoongi se manifestando pela primeira vez em cem anos.

- Que comecem os jogos. - diz Seokjin.

- Não usa a frase de Jogos Vorazes porque tu tá é envergonhando o nome da franquia com esse jogo ridículo que vai acabar dando em merda. - falei.

- Isso vai dar merda. - avisei.

- Calem a boca meninos. - manda Seokjin.

//

- AÍ. MEU. DEUS. - falei chocado com o tanto de bola de sorvete que tem na casquinha do Taehyung.

- Cala a boca Jimin.

- Vai cair. Vai. - avisou Jungkook segurando o riso.

- Concentração, calem a boca. - manda Taehyung.

- Caiu. - falei rindo porque o sorvete do Seokjin caiu, o Taehyung deu uma risada ensurdecedora, o Seokjin deu uma gargalhada que quase fez meu ouvido sangrar, o Jungkook riu  baixo e o Yoongi riu fazendo escândalo. 

- Piriquito que pariu! - exclama Seokjin irritado mas acabando por voltar a rir também.

- Eu falei que isso ía dar merda. - falei.

- Mas é claro que ía dar merda, a gente faz isso é pra dar merda Jimin. - diz Taehyung, o dono do razão.

- Podemos ir embora? - perguntou o Yoongi pra mim e eu fiquei muito confuso mas como eu queria ir me bora dali...

- Vamos embora vou com o Yoongi.

- Pois a gente vai com você, vamos. - mandou Taehyung.

- Vamos sair logo daqui e me lembrem de nunca mais passar perto daqui, NUNCA MAIS VENHO AQUI!. - gritei na última parte e vamos todos para minha casa.

Esses caralhos não prestam. 

//

Chegamos na minha casa e não havia ninguém em casa, isso foi o suficiente para eles tentarem destruir minha casa.

O Taehyung e o Jungkook ficaram se agarrando no meu sofá.

O Namjoon tentou assistir televisão, bom, tentou, mas não conseguiu pois o barulho dos beijos do Taehyung com o Jungkook tava de ouvir até lá de Saturno.

O Seokjin ficou jogando jokenpô sozinho, acho que ele é doido, só pode.

O Yoongi ficou fazendo algumas merdas na cozinha e eu fiquei zanzando pela casa.

- Eh gente, venham aqui em cima rápido. - disse Namjoon quase sussurrando do meio da escada.

- O que foi?

- Sem perguntas, caralho, venham logo, rápido. - falou afobado.

Como somos muitos curiosos e não tínhamos nada pra fazer, nós fomos atrás do retardado do Namjoon até a porta do quarto que divido com o Hoseok (meu irmão) e...

O QUE É ISSO?! NÃO ACREDITO NISSO!!

- Caralho, tão transando aí dentro. - disse Taehyung fazendo gestos obscenos com os dedos pro Jungkook.

- Quem? - perguntou Seokjin todo inocente.

- O Hoseok e o namorado dele. - respondi o óbvio, eu fiquei no chão com esses gemidos altos e arrastados, Zeus! O incrível é que ele não ouviu a gente chegando, surdo. - Cadê meu telefone? - perguntei pra mim mesmo tateeando a minha mão pela minha roupa. - Achei. - sorri maliciosamente.

- O que tu vai fazer? - perguntou Taehyung.

- Gravar o barulho da transa dos outros, simples assim.

Dei de ombros, desbloquiei meu celular, fui até o gravador e pus pra gravar.

- Passa pra mim que isso daí será meu despertador. - disse Namjoon assustando a todos.

- Aí meu amor, que gostoso... hummm, ahhh, que gostoso, goza em mim vai! - escutei através da porta com eu e todos os meus amigos com a boca em formato de O.

- Esse teu irmão é um viado bem safadinho. - disse Jungkook rindo baixo.

- Eu tou chocado com tudo que estou ouvindo através dessa porta. - falei assustado.

- Goza vai, vai e... ahhhh!- meu Deus..

- Gente, que porra é essa? - pergunta Yoongi percenbendo tudo que tá acontecendo agora.

- O irmão do Jimin fodendo é certo e acabando de ter um orgasmo bemmm intenso e gostoso. - respondeu Taehyung naturalmente.

- Por Deus! Tou chocado! Transando com um monte de pirralho em casa. - disse Seokjin.

- O QUÊ QUE VOCÊS ESTÃO FAZENDO AQUI?! - berrou Hoseok só de cueca e só agora que a gente percebeu que ele acabara de abrir a porra da porta.

- A gente tá ouvindo você.. foder. - respondeu Taehyung.

- EU VOU MATAR VOCÊS!! - exclamou possesso de raiva pelo demônio.

- CORRE CAMBADA!!

Por um momento achei que o Taehyung ou o Seokjin tivessem dito isso mas foi o Yoongi e, bom, a gente correu.

Essa foi a coisa menos inusitada desse dia, o mais inusitado foi o Yoongi me beijando e dizendo que nunca irá me odiar.

E novamente eu me peguei pensando nesse maldito, até em um caso de vida ou morte eu penso nessa peste.

É muita macumba mesmo.


Notas Finais


Como estamos amores?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...