História A aprendiz - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 4
Palavras 1.291
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Magia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Três


Os dias se passaram...

A manhã chegou rápido, estava frio, e o sol parecia não querer nascer. Wanda veio ao quarto de Amy cedo. Ajudou ele a se se arrumar com um vestido de cor escura e mangas compridas, Uma capa vermelha e uma bota de cano longo. Os cabelos ficaram soltos. E uma luva ficava nas mãos. No corredor pode encontrar Rita. Também vestida da mesma forma.

Desceram para o salão de café, encontraram a mesa farta e todos na estavam reunidos. As meninas se sentaram na mesa, e um silêncio pairou.

- podem se servir!- falou Johnny

E todos começaram a comer. Sem nenhuma palavra. As aulas começariam hoje.

Pela primeira vez desde que chegamos aqui, saímos do casarão. As carruagens estavam esperando quando descemos as escadas. O cocheiro não demorou a se afastar depois que entramos. Meia hora mais tarde estávamos parando em frente à uma construção que parecia um antigo castelo. As torres atual continham sinos que estavam estalando. Havia muitas outras pessoas no gramado mas a atenção deles foi voltada a uma senhora de mais idade que se aproximou deles.

- vocês devem ser os alunos novos, não?! Me acompanhem.

Assim como a mulher falou a seguimos. Adentramos na grande construção. Tinha os tetos autos com formato de arcos e muitos quadros de pessoas importantes. Vez ou outra uma armadura que segurava espadas e machados, vasos de plantas estranhas, e portas que davam a salas de aula.

- hoje vocês vão ter que caçar os mascotes de vocês, cada mago tem o seu! Não são animais muito grandes, alguns tem largados, pássaros ou mamíferos de porte pequeno. Apesar de parecerem simples eles tem uma ligação especial com seus respectivos donos, e precisam de muito cuidado! - Continuamos andando por longos corredores até chegarmos a uma sala grande. Tinha muitas plantas de diferentes espécies. Parecia uma mata fechada, uma floresta. - aqui e a sala dos mascotes. Vocês vão ter que achar os seus animais, mais saibam que eles se escondem muito bem! Boa sorte, e venho buscá-lo daqui meia hora.

Amy andou pela pequena mata procurando algum bicho, mais na encontrou. No ato viu uma coruja branca voando para o seu lado, e pousou no seu ombro.

- oi corujinha, voce quer ser meu mascote é? - perguntou Amy acariciando as penas macias da coruja

"Eu adoraria" Respondeu uma voz na  mente da garota, fazendo-a  se assustar

- Você falou comigo?- Amy perguntou assustada

"Sim, com quem mais eu iria falar?" Respondeu o animal

- Então essa é a ligação que a mulher falou?

"Exatamente!"

- Como é o seu nome? Pela voz você é fêmea!

"Meu nome é Kallia, e acertou, eu sou fêmea e uma espécie rara de mascote! Você teve a honra de eu ter te escolhido!"

- Eu achava que nos tiramos que  procurar o mascote? Não o contrário.

"Vocês só nos acham se nós quisermos ser achados, se acharmos vocês dignos da nossa companhia!"

- Entendo!

A menina caminhou até onde começaram a procurar os mascotes e Dexter estava esperando com um largato em mãos. O pequeno animal tinha a cor vinho e algumas manchas mais roxas. Uma calda com espinhos e as cabeça com escamas e grandes olhos laranjas.

- ele falou comigo- disse o menino com a  voz rouca

- É, eu sei, a minha também fala- respondeu Amy.

Depois de alguns minutos se passando, os outros foram chegando e percebemos que  não éramos do nos cinco... mais de dez alunos. Todos seguravam animais pequenos. Alguns tinham pequenos cães de cores totalmente diferenciadas, ou gatinhos. Pássaros pousados nos ombros. Mas não havia nenhuma coruja. Rita se aproximou de sua amiga. Ela segurava um cãozinho branco malhado de azul. As pequenas orelhinhas estavam caídas deixando mais fofo do que já era.

- olha que fofura!- disse Rita ao se aproximar

- É sim! - falou Amy admirada com o pequeno animal - posso... fazer carinho?- perguntou ela resseosa

- Ele disse que adoraria!

- Ele? Então é macho! Qual é o nome?

- Snoffy! - respondei ela- E voce tem uma  coruja! Ela é  rara pelo que snaffy falou - em apetecia animada com a ave - posso? - perguntou a menina querendo acariciar a ave

"Nem pense nisso!" Respondeu Kallia 

- Ela autorizou!- respondeu Amy contrariando sua mascote 

A menina passou a mão pelas penas macias da ave 

- Qual é o nome dela? - perguntou Rita 

- Kallia.- respondeu Amy que couro a acariciar sua mascote

- Ela tem as penas macias!

- tem sim.

Três minutos se passaram e a mulher de antes apareceu  na porta 

- Então? Todos estão aqui?- A mulher contou mas logo chegaram três alunas com pequenas aves idênticas, as penas cinzas com o bico grande e pontudo, e outro com uma capivara pequena que tinha espinhos nas costas mas os pelos da cabeça pareciam macios e sedosos.- agora sim chegou todos. Vamos para a próxima fase. A mulher guiou eles por um longo corredor e parou perto de uma porta. Entrou sozinha e voltou com um carrinho com livros. Eram dois livros para cada aluno.depois disso eles foram para a uma sala.

- mestre Standerd! esses são os novos alunos do primeiro ano- a mulher falou

- ótimo, pensava que eu só teria esses daqui? - O professor deu uma risada - obrigado madame Nádia.

Entrando na sala, Amy pode visualizar melhor o professor. Ele não tinha mais de trinta e cinco anos, tinha uma barba espessa os cabelos castanhos e olhos verdes que combinava com sua tunica também verde. Percebendo agora ele tinha um camaleão. Ele estava camuflafo na tunica, mas os olhos brancos estavam denunciando a presença dele

- olá meninos- voltou ele a falar. - podem se sentar- Amy se sentou na  terceira carteira perto da parede e Rita atrás a frente. Os outros alunos se espalharam pela sala - Eu sou professor de história e física, e qualquer dúvida e só levantar a mão!- a voz do homem era rouca e ele sinceramente era muito bonito pelo olhar de Amy.

As aulas começaram, eles anotaram alguns conteúdos nos livros. Tudo parecia fácil, o professor explicava até a turma inteira ter entendido. 

As aulas passaram e logo o sino bateu e todos trocaram de sala. Ao entrar na próxima sala, puderam encontrar uma mulher. Ela tinha cerca de quarenta anos. Cabelos negros escorridos e olhos acastanhados, usava uma tunica azul.

- olá alunos! Nessa aula vocês aprenderam um pouco sobre os mascotes de vocês, alguns podem ter poderes secretos como inteligência que é a coruja, ou visão como a águia ou até olfato como algumas espécies de cães.

A aula foi interessante mas logo os nomes e matérias e professores foram se misturando ao passar da dia. Quando o sino do almoço tocou, eles caminharam ate um grande salao com longas mesas de madeira. O almoço eram um caldo com pequenos pedaços de pães e uma fruta, além de um suco. Amy localizou Rita e sentou~se ao lado dela. A menina conversava animadamente com outros alunos.

- oi! - falou Amy ao sentar no banco e colocará bandeja sob a mesa.

- oi!- responderam alguns. Algumas meninas se vestiam com um vestido pegando na metade da cocha com botas e meia calça além de uma capa. Amy logo se entrou quando a conversa tomou rumo interessante. Sua coruja vez ou outra dava um palpite mentalmente, depois de alguns minutos alunos mais velhos adentraram no salão. Pegaram dia refeição e sentada~se distantes um dos outros, ou em grupos pequenos.

O almoço foi rápido e depois os alunos foram pegar suas túnicas de aprendiz do primeiros ano. Elas eram brancas com pequenos detalhes em preta. E depois mais aulas se seguiram.

Quando os jovens chegaram em casa, já havia escurecido, eles estavam exaustos, então jantaram e foram dormir...





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...