História A Arma de Amar.-(Imagine Jungkook Hot) - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Arma De Amar, Hot, Imagine Jungkook
Visualizações 1.278
Palavras 1.800
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaa🌚🍷
Hehehe
*Moon face*
Boa leitura! 🌚🍷

Capítulo 23 - Gukkie Mal.


Fanfic / Fanfiction A Arma de Amar.-(Imagine Jungkook Hot) - Capítulo 23 - Gukkie Mal.

Meu deus. Ele disse isso mesmo? E quem foi que te ligou???—Pergunto vendo Jungkook sentar ao meu lado.

—Jimin. Ele disse que está assustado e com medo, pela primeira vez na vida dele. O que vamos fazer?—Fico pensativa e logo me dá vontade de chorar. Se Namjoon descobrisse que Minie nos ajudou, ele.... O mataria? Deixo uma lágrima escapar sem querer e Gukkie nota.—Não chore, vamos dar um jeito..

—E se ele descobrir sobre o Jimin? Não quero que nada de mal aconteça com o Minie... Namjoon não presta mesmo. Ai que saco!!

—Mas e agora, o que fazemos?? Tenho medo pelos meus Hyungs.

—Temos que ajudar o Jimin


Namjoon on.


Depois que descobri que aquele panaca do Jungkook fugiu com a vagabunda, tomei medidas drásticas. Precisava descobrir com a ajuda de quem eles haviam fugido e para onde. Agora, nossa gangue diminuiu mais, e quem me traiu, nem considero mais da gangue. Somos em 5 agora.


Eu estava pensando quando escuto meu celular tocar, era um número desconhecido mas atendo.

Ligação on


Alô ?—Pergunto sem interessem

xxxAlô. Namjoon? Da GBG?

Quem é você e como tem meu número?

Sou o Kris Talle, sou dos Estados Unidos. Fiquei sabendo de sua gangue, e me interessei muito por vocês.. Também tenho uma gangue. Kyllers.

Hum... Entendo. No que posso ajudá-lo?


KrisPode me ajudar se aliando a mim. Vindo para os EUA.

O Quê? Mas isso Está fora de cogitação. E além disso, um traidor fugiu de minha gangue e eu tenho que encontrá-lo aqui na Coréia.

KrisHum... Vamos ver o que podemos fazer... Mas acho que iremos para seu país, para nos encontrarmos. Minha equipe cuidará do nosso local de encontro, horário e para que seja sigiloso. Até.

Aguardo seu retorno, até.—Ele desliga o celular e eu fico pensativo.

Ligação off.


Seria muito bom ter uma gangue maior e mais preparada conosco, e com isso conseguiríamos pegar o Jungkook e principalmente a garota. Se não fosse pelo maldito chip, já teríamos nos livrado dela.


S/N on.


Depois do que Jungkook disse fiquei com muito medo. Jimin foi quem nos ajudou, e ele corria perigo. Risco de vida até, ninguém sabe do que Namjoon é capaz.

Tratei de ir para meu quarto enquanto Jungkook foi Até um escritório que eu nem sabia que existia.

Peguei meu celular, confusa se eu poderia mandar uma mensagem para Jimin, queria saber se ele poderia conversar agora. Mas vai que ele é pego??

Aish.

Retiro minhas roupas e vou para o banheiro. Tomo um banho gelado e logo saio enrolada na toalha. Coloco um conjunto branco de lingerie, uma saia cintura alta roxa, e coloco uma blusinha rosa que vai até a minha cintura com um unicórnio.

Saio assim mesmo e vou atrás de Kook.


Não que eu tenha segundas intenções, se é que me entendem *moon face*.

Chego no dito escritório e ele está com a porta aberta e releva um  Kookie  concentrado e estressado. Ele via algo no notebook que o fazia bagunçar os cabelos. Ele mordia os lábios continuamente o que ficava me atiçando, de certa forma.


Aquela boca vermelhinha, aquela pintinha dele abaixo dos lábios, aqueles olhos negros, os cabelos... Vejo seus ombros marcados pela roupa que ele usa e mordo meus lábios, imaginando eu em cima dele marcando todo aquele ombro e aquela clavícula semi exposta.

Me encosto no batente da porta mordendo os lábios.

Jungkook logo se joga para trás na cadeira e bufa olhando para o chão.

Logo ele percebe minha presença e me olha, subindo aos poucos os olhos por meu corpo. Analisando cada centímetro do mesmo. Seu olhar para em meus seios e ele dá um longo suspiro e morde de leve os lábios.

Rio mordendo os meus também.

Me aproximo fechando a porta e ele sorri, já sabe o que vai acontecer.

Sento na cadeira a sua frente e ele se aproxima.

—Por que está estressado?—Pergunto fofa.


—Problemas... Depois preciso falar com você. Eu tenho que arranjar emprego, e vou ter que fazer uns ajustes em minha aparência e também na sua. —Fico com o cenho franzido.

—Ah, então, posso te fazer esquecer os problemas, oppa?—Umedeço meus lábios e sento de forma sedutora em sua mesa e espremo meus seios propositalmente.

Jungkook se levanta com as mãos no bolsos e vem até mim ficando de frente para mim. Ele me encarava fixamente com o famoso olhar molha calcinha. 


Me remexo um pouco ficando com as pernas abertas e ele se coloca no meio delas.

 Ele sem esperar me beija violentamente pegando em minha fazendo eu me arrepiar. A maneira com que ele segurava minha cintura me causava choques de arrepios que vinham com tudo, a pegada de Jungkook é com certeza a melhor coisa do mundo.

Ele me puxa pela minha cintura para mais perto dele e me faz sentir minha intimidade em contato com seu pau. Mas, ele parecia não usar cueca. Por até Jungkook anda por ai sem cueca? Não quero que ninguém mais veja o que é meu.

Ele arfa rouco e para o contato de nossas línguas e vai passando seus lábios delicadamente por meu rosto ate chegar em meu pescoço. Eu de forma automática levanto a cabeça pra dar a ele livre acesso à ele. Ele começa a chupar de forma violenta fazendo estalos e molhando minha pele com sua saliva. Aquele barulho me lembrava algo e eu sem perceber tendo fechar minhas pernas pelo intenso formigamento em certas regiões. Jungkook rapidamente cola mais nossos corpos abrindo minhas pernas.

Jungkook vai a a minha orelha e a morde devagar e sinto sua respiração nela.

Estou louco pra entrar em você.—Ele diz rouco e sexy me fazendo gemer só com essas palavras. —Quero sentir você me apertar e me melar com seu melzinho..—Ele da um tapa na minha coxa bem estalado.—...porra S/N... tão  deliciosa, tão minha...—Ele diz e retira minha roupa.

—Não seja mal Kookie, não deixe sua baby muito excitada.—Digo e ele morde minha clavícula.

—Não diga coisas, me deixa mais insano ainda.— ele retira meu sutiã e admira meus seios—Já perdi as contas de quantos sonhos eróticos eu tive com eles...—Sinto sua respiração bater no meu seio direito e fecho os olhos. Logo algo gelado rodeia meu bico e eu gemo imediatamente.

Jungkook começa a chupar meus seios como um bebê fazendo eu me remexer muito com seus toques, eu estava cada vez mais sensível e dependente de seus toques.

Jungkook para de investir ali e desce fazendo uma trilha de beijos por meu abdômen fazendo a questão de contornar minha cintura com suas mãos.

Ele levanta minha saia lhe dando visão de minha intimidade coberta pela calcinha, que estava toda molhada.

Ele passa os dedos por ela me fazendo ficar mais sedenta e manhosa.

—Já esta tão molhadinha, molhadinha só para mim.—Ele retira minha calcinha e a coloca na sua mesa. Ele passa sua língua por minha intimidade e eu me vejo em um desespero pra sentí-lo dentro de mim, indo com força e fundo me satisfazendo e fazendo esse incômodo gostoso acabar. —O que posso fazer com você baby girl?—Pergunta me olhando sacana.

A vista estava incrível, Jungkook levemente suado e com os cabelos desajeitados ajoelhado em minha frente, para me satisfazer.

—Aaaww... O Daddy...—Digo e sinto ele chupar meu clitóris fazendo eu me contorcer por ele ter sugado meu botão.

—Diga Baby. Quem você quer e o quer.

—Eu...HM... quero o Jungkook oppa... me chupando...—Eu digo e ele sorri.—E engolindo todo meu melzinho.—Digo e ele finalmente se dá por contente e ataca minha intimidade.

Seus movimentos eram precisos e certeiros, ele penetrava sua língua em minha amiga lentamente e seu polegar mexia com uma velocidade insana em meu clitóris, me fazendo me contorcer e pegar nos cabelos de Jungkook e os puxar. Eu estava em puro êxtase e gemia muito alto, e Jungkook vendo isso começa a me chupar mais rápido e pentera dois dedos e se levanta até mim.

Ele chega em minha orelha sem parar os movimentos.

—Você esta proibida de derramar seu melzinho. Quero que goze em mim.—Ele diz e com isso eu me vejo quase chegando em meu ápice mas como eu poderia evitá-lo? Meu deus Jungkook é muito mal.

—Aaw... Gukkie.. Ma-al.... —Digo fechando as pernas e ele ri.

—Não sou mal, estou guardando o melhor para o final.—Ele retira sua calça e seu membro pula para fora. Ele estava sem cueca.

—Por que anda sem cueca Jungkook?

Pra eu poder foder você mais facilmente.—Disse safado fazendo minha intimidade pulsar. Mordo os lábios e ele vem segurando seu falo movendo sua mão. Ele coloca sua Cabeça entre minha entrada e ameaça entrar. Ele brinca mais um pouco e me penetra sem aviso, me fazendo dar um pequeno gritinho. Ele vai até o fundo devagar e volta saindo quase todo. Eu levo minha cintura mais para frente e me apoio com meus braços na mesa e Jungkook pega rapidamente em minha cintura e começa a estocar rapidamente.

O choque de nossos corpos era tão bom e o barulho melhor ainda. Os estalos me faziam fechar os olhos. Senti ainda mais ele dentro de mim com ele rebolando deliciosamente , me provocando.

—Aa-ah, que apertada... Caralho... Amo sua bocetinha... Me deixou viciado...—Ele diz de olhos fechados e começa a estocar lenta e profundamente e de repente toca em meu ponto me fazendo abrir os olhos e gemer alto.—Achei você...—Ele sorri e vai mais rápido. Eu olhava muito para Kookie que estava com os olhos quase fechados e com o cabelo grudado no rosto, nos olhamos safados, aproveitando aquele prazer errado. Jungkook fazia algo comigo que eu não sabia explicar, me deixava sensível  e me fazia perder a cabeça com um olhar. 


—Isso... Me fode gosto Daddy!—Digo e ele geme alto. Sinto-me apertar o pau de Jungkook e ele sorri. Eu começo a me arrepiar toda e Jungkook toca mais  em meu ponto me fazendo gemer picado, as Estocadas cortavam minha voz, que saía com dificuldade pelo impacto.

—Quase... lá..—Ele geme rouco e o sinto pulsar.


Logo chegam os queridos espasmos e meu amado orgasmo, sorrio enquanto derramo meu líquido em Jungkook, que logo derrama o dele em mim. Ele sai ofegante de dentro de mim e senta na sua cadeira, jogando a cabeça para trás e sorrindo. E eu em cima da mesa, muito ofegante.

Meu deus que bom.

Jungkook é bom em tudo que faz.
 Ele se ajeita e coloca a calça e me ajuda a colocar minha roupa e me dá um selinho.

—Você me deixa louco, não Sabe o quanto. Eu te amo muito, meu deus.—Ele diz e sorri envergonhado. Pego em seu rosto e sorriso.

—Também te amo, e você também me deixa louca, muito louca.—Digo fazendo beijinho de esquimó.

—Vou tomar um banho, quer vir?—Ele pergunta e eu concordo.

—Vamos!


Notas Finais


Eae safadengas? Oq acharam? 🌚🍷
Desculpem qualquer erro e até o próximo capítulo!
Obrigada por lerem ate aqui!?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...