1. Spirit Fanfics >
  2. A Arma e o Alvo (Jikook) (abo) >
  3. Sim, acho que te amo...

História A Arma e o Alvo (Jikook) (abo) - Capítulo 15


Escrita por:


Capítulo 15 - Sim, acho que te amo...


Estava indo para o entervalo, Jin estava do meu lado, passavamos por um corredor que no momento estava cheio, e como sempre, o que não era novidade avia uma briga, não conseguia ver de quem é, já que a multidão estava fazendo uma roda, Jin logo se animou e eu fiquei me questionando por que a briga? De quem é? Não posso negar que fiquei bastante curioso, comecei a empurrar um pouco as pessoas para ver quem estava brigando , vejo professores correrem empurrando os alunos para apartar a briga, me aproximando mais sinto o cheiro muito forte, de raiva, e sabia de quem era.

- JUNGKOOK!!!

Finalmente consigo chegar perto o suficiente de ve-lo, 3 professores o seguravam, seus olhos mostravam odio, olhei para a pessoa que ele tinha brigado, aparentemente parecia ser um aluno, Jungkook tentava se soltar, mais os 3 professores o seguravam firmemente para qur ele não se solta-se, e pediam para que ele tivesse calma, enquanto o "aluno" ainda estava desnorteado, provavelmente pela briga.

- NÃO SE APROXIME DELE, ENTEDEU? - Jungkook gritou com a sua voz de alfa fazendo os ômegas derrubarem lágrimas sem nem perceber. - EU DEVIA TE MATAR! - Meus ouvidos doeiam, coloquei minha mão nos ouvidos, já chorando, Jin estava a alguns centimetros de mim, estava assustado.

Cai de joelhos, quando Jungkook por poucos segundos pareceu se acalmar finalmente notou minha presença, olhando para mim, que estava com os olhos provavelmente vermelhos pelas lágrimas, fiz uma negação com a cabeça, ele pareceu se acalmar de verdade, seus olhos não estavam mais tão vermelhos como antes, ele parecia preocupado, por 4 segundos, o silêncio tomou conta do lugar, antes alguns minutos atrás estava a gritaria para ver quem venceria.

Jungkook foi guiado para fora da roda pelos professores, que perceberam que ele avia se acalmado, e o aluno também foi retirado do local.

- Vão para o pátio, a festa acabou. - Um professor ômega que parecia está muito assustado ainda como todos os outros, pelos gritos de Jungkook, Jin me ajudou a levatar finalmente, que ainda sentia uma angustia, não pelos gritos mais por ver Jungkook brigando, por que eu sinto que essa não vai ser a última que vou ver esse tipo de cena? 

- Está bem Jimin? - Jin me perguntou e neguei com a cabeça, já em pé ele me olhou triste. - Está com alguma dor? - me perguntou e eu afirmei.

- Mas ira passar, não se preocupe, vamos para o patio.






Voltei para a sala, era para ser uma aula do Jungkook, mais ele não chegou, entrou um professor que ainda não tinha visto, ele sorria, mais sentia que ele estava tenso, mais ainda assim, sorria, seu sorriso iluminava a sala que estava escura pelo clima tenso da briga.

- Olá alunos, meu nome é Hoseok, irei dar essa aula a vocês, tudo bem? - Ele perguntou e todos os alunos afirmaram com a cabeça.

- Podem me falar onde o professor de vocês pararam o assunto? - Perguntou e eu o entreguei meu caderno que já estava aberto.

- Obrigado... - deixou vago para que eu falasse. 

- Park Jimin, meu nome é Park Jimin. 







As aulas já tinham terminado, saí da sala com Jin, que se dirigiu logo para o portão, já que o seu namorado estava o esperado, fiquei sozinho, para ir embora, estava saindo quando fui puxado para dentro de uma sala, a porta foi fechada.

- Jimin, me desculpa. - Jungkook falou, seus olhos mostravam tristeza, ele ainda segurava meu pulso, sem nenhuma agressividade.

- Por que está se desculpando? -  O perguntei, mesmo sabendo o por que delas.

- Sei que te machuquei Jimin, desculpa não era minha intenção...

- Devia pedir Jungkook, desculpa a todos os ômegas que estavam ali, e afinal por que brigou? - Falei tirando meu pulso de sua mao, ele me olhou ainda mais triste, vi seus olhos se encherem de lágrimas.

- Briguei para te defender Jimin. - Falou olhando para baixo, desde quando Jungkook é assim, tão submisso, ainda mais na frente de um ômega?

- Como Jungkook? - Não pude falar mais nada,  Jungkook juntou nossas bocas de um jeito rapido mais delicado, senti sua lágrima tocar minha buchecha, o beijo trazia amor, tristeza junto, me senti leve mesmo assim. Jungkook se separou de mim e me abraçou fugando.

- Jimin, acho que eu te amo. - Sussurou no meu ouvido.

- Acha? - Perguntei com a respiração ofegante pela surpresa do beijo.

- Não acho, eu te amo. Você, é a primeira pessoa que eu amo, desculpa Jimin, é confuso.






Continua




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...