História A arte de perder o controle. - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias SNUPER
Personagens Sebin, Suhyun, Taewoong
Visualizações 3
Palavras 599
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - A Surpresa.



Dormi no sofá e acordei lá para as três da manhã. Sentei e fiquei olhando para a tv que estava passando o terceiro filme. Desliguei e preparei um banho quente que logo me relaxou por completo. Amanhã, na verdade, hoje, é sábado, acho que vou sair e comprar alguma roupa, talvez depois ir para o cinema. Terminei o banho e bebi um energético para terminar meus filmes. Logo meu celular começou a tocar, era ele. Me assustei com essa surpresa inesperada.

- Alô...


- Sebin?... Ainda está acordada? - Disse ele com uma fala meio nasal.


- É...


- Posso ir para sua casa?


- Não. - Tentei ser mais fria o possível.


- Por favor... Eu estou mal...


- ... Tá... Vem.


Ele desligou e eu sorri, mas fiquei preocupada, o que ele queria à essa hora? 

Dez minutos depois ele chegou com uma garrafa de vinho pela metade, ele estava bêbado.

- Você é idiota? Tava bebendo e dirigindo? - Gritei colocando ele para dentro de casa.

- Ah, Sebin... Você brava é tão linda... - Ele disse com a fala embolada.

- Não. Não sou linda, e você é louco. Perdeu o juízo? Se você causasse um acidente e morresse, eu... Eu não sei o que faria... - Disse eu cabisbaixo.

Ele parou de andar espantado, olhou para mim e deu um gole no seu vinho. Sorriu.

- A Sebin ainda me ama? Porque eu acho que sim, ela é muito fofa, né? Eu espero que ela me ame ainda, eu espero muito. - Ele disse se jogando no meu sofá e logo tomando outro gole.

- Não, a Sebin não te ama mais... - Disse eu indo até ele.

Tomei a garrafa da sua mão e o encarei, ele me olhava diferente...

- Você não ama a Sebin, você tem namorada, esqueceu? - Disse eu querendo chorar. - Você não me ama, você ama Suhyun. - Disse eu baixando a cabeça.

- Suhyun é chata. - Ele sorriu. - Mas, sim. Eu amo Suhyun. Porém, outra coisa que você não sabe... Eu também amo Sebin, eu amo você, pequena. - Ele disse vindo em minha direção. 

Recuei e fui para trás o encarando, o mesmo vinha em minha direção. Até que cheguei na parede e ele logo me alcançou. Botou uma mão na parede e me olhava. Baixei a cabeça tentando não encará-lo. 

- Ei, linda... Sabe que eu penso em você toda hora? - Ele disse baixinho, logo deu um beijo em minha cabeça. - Eu não tiro você da minha mente, desde a primeira vez que eu te vi, eu já senti algo... 

- É... - Me irritei. - Eu também senti algo por você, ainda sinto, na verdade, mas sabe... Você namora e sua namorada te ama, com certeza ela foi dormir pensando em você, e vocês tem um futuro pela frente, ela é linda, inteligente, e eu? Ah, eu sou bonitinha, mas não vou te dar nada de futuro, eu... Eu não sirvo pra você... Eu não sirvo pra ninguém, sou uma boba! E você talvez nem liga para o que eu sinto, não sabe o quanto me dói quando você me manda aquelas mensagens lindas e eu fico feliz por um instante, mas depois lembro que você não é meu. - Disse eu não conseguindo segurar o choro.

- Ô, linda... Não chora... Ei, ei... Não chora. Eu ligo sim para o que você sente, e eu te amo. - Ele disse pegando em meus cabelos.

Não me contive e o abracei. Minha cabeça batia em seu peito. Abracei forte e chorei forte também. Tae retribuiu meu abraço e ficamos ali por uns minutos até que eu me acalmasse.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...