1. Spirit Fanfics >
  2. A Artista >
  3. A pequena pintora

História A Artista - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Aqui estou eu resurgindo da terra quente que é o Nordeste

Trago uma história "nova"
Já tinha ela em mente por um tempo mas não sabia qual papel designar a alguns personagens kdjdk

De qualquer forma espero que gostem e que continuem a me apoiar em minhas histórias kk

Boa leitura
&
Não se esqueça de beber água, sereias

Capítulo 1 - A pequena pintora


Fanfic / Fanfiction A Artista - Capítulo 1 - A pequena pintora

                       # Aya P.O.V #       


    Estava no jardim de casa dando as últimas pinceladas em minha tela enquanto olhava para a enorme árvore de cerejeira no jardim. 


- Certo, está pronto mamãe ... 

- Senhorita ? O senhor está lhe esperando 

- Já disse que não há necessidade de me chamar mais assim Mizuki. 

- Sinto muito é o costume ... Está mesmo indo embora dessa casa ? 

- Sim, desde de que mamãe e vovô morreram não tenho mais motivos para estar aqui ... Mas antes de ir eu te fiz um presente

 - Senhora essa pintura ... 

- É um agradecimento por ter cuidado de mim todo esse tempo -olhando fixamente para os olhos acobreados de Mizuki o mesmo começa a chorar e isso só aumenta com forme ele olhava para o quadro. Sem saber o que falar apenas o abraço e dou-lhe uns tapinhas nas costas- Viva bem, Mizuki -ele lentamente separa o abraço e segurando o quadro observa a árvore enquanto eu sigo em direção a porta de entrada onde o carro com aquele homem me esperava- 

- Foi uma despedida bem dolorosa imagino 

- Mizuki praticamente me criou, foi meu irmão, melhor amigo, empregado, pai. Claro que seria algo doloroso 

- Ah essa última palavra não precisava 

- ... Se não se importar pode me pegar aquela mala ? Preciso terminar o trabalho 

- Aqui -ela tira da enorme mala um caderno de desenhos e um lápis de dentro do bolso da jaqueta começando a desenhar. Sua concentração e olhar eram incríveis, me deixava admirado e hipnotizado por ser tão nova e já ter tanto talento mas tal ação foi interrompida com o som do rasgo e amaço da folha- 

- Não é isso ... Ah não consigo pensar 

- Não se preocupe querida, a inspiração vai chegar quando estivermos na mansão

- Espero, tenho que enviar esse rascunho até o fim do mês 

- Tenho certeza que seus irmãos darão primos modelos 

- ... Irmãos eh .... 


 # Memórias / Aya 5 anos # 


- Você é nojenta, né Laito, Kanato

- Tem razão Ayato-kun 

- Teddy quem em sã consciência brincaria com uma garota assim ? 


- Saia de perto ! Você atrapalha meus estudos é irritante ! 


- Aya, não chore mais 

- Sua cara fica feia chorando 


   # Memórias Off # 


- Me pergunto como eles estão ... Shuu-nii, Subaru-nii


# Sakamaki Reiji P.O.V # 


Como de costume passei o dia inteiro em meu laboratório terminando e realizando esperimentos quando sinto um aroma diferente. Doce, mas ao mesmo tempo cítrico esse aroma me intrigou suficientemente ao ponto de sair de meus aposentos seguindo-o. Acabo por parar na entrada, onde uma menina de cabelos pretos compridos e olhos amarelos encantadores observava o vaso de flores sorrindo, era uma imagem tão pura e serena que me admirei saindo de cena ao escultar sua voz 


- ... Boa tarde ? 

- ... Ah *rumrum* ... Você ... Quem é você ? Como entrou aqui ? 

- Essa voz ... Reiji ? É o Reiji né ? Você realmente não mudou nada desde de aquele tempo. Ainda bem 

- Desculpa mas, novamente quem é você ? Como me conhece ? 

- Eh sério ? Você não lembra mesmo de mim ? ... Sou a Aya, lembra ?

- ... Aya ? ... A filha daquela humana ... Pensei que nunca mais a veria de novo, por que voltou ? 

- Karlzen me obrigou a ficar aqui 

- Francamente aquele homem ... Se você está aqui imagino que sua mãe também veio junto, onde ela está ? 

- ... Infelizmente ela faleceu a alguns meses

- Isso explica o por que dele te trazer pra cá ... *suspiro* Quanta dor de cabeça, então onde o pai está ? 

- Ele foi chamado para uma reunião de emergência e disse que voltaria para o jantar. Então se me dá licença vou para meu quarto 

- Não seja tão arrogante humana *falo apertando seu braço* Você pode pensar que vai ser bem tratada aqui por que é a filha que Karlzen tanto queria, mas a verdade é totalmente dife-

- Desculpa mas poderia me soltar Reiji-san ... -lentamente ele solta meu pulso com cara de raiva- Eu sei disso, vocês me desprezaram quando eu era pequena por que seria diferente agora ? Apenas disse que iria me instalar por que disse que isso era a dor de cabeça e não queria ser um incomodo, estou ciente da minha posição e não pretendo correr atrás de uma privilegiada como você pareceu dizer ... Se pareci mal educada minhas desculpas, e obrigada por me deixar ficar aqui. Por favor cuide de mim durante minha estádia, com licença -pego minhas malas e com dificuldade subo com elas pela enorme escadaria, até chegar ao meu quarto- 

- ... Uma simples humana ... -com raiva me dirijo aos meus aposentos e continuo minhas experiências- Droga ! Não consigo me concentrar ... Por que aqueles olhos ficaram grudados em minha mente ?... Ela é apenas uma humana que se acha superior ... 


# Memórias / Reiji 8 anos # 


- Ei você viu ? A nova dama da casa ? 

- Eu vi, ela é tão gentil e linda, o completo oposto das outras esposas do senhor 

- Sim, mas por que o senhor trouxe mais uma pra cá ? Três mulheres já deveria ser o suficiente 

- Pelos boatos. O senhor queria ter uma menina, mas nem uma das madames conseguiram realizar esse desejo apenas a senhora Ana 

- Mas a Aya-sama já tem três anos ela é mesmo filha do nosso senhor ? 

- Sim, a senhora Ana não queria que sua filha fosse arrasta para toda essa confusão de vampiros e corrida pelo trono. E além do mais da pra ver que a senhorita Aya e o senhor Reiji se parecem muito, definitivamente são irmãos 

- Agora que você mencinou, é verdade a única diferença é a cor dos olhos. Tenho certeza que os dois vão se muito próximos quando estiverem maior 

- ... *Quem vai ser próximo de uma humana como ela ?* 


# Memórias Off # 


- *suspiro* É por isso que eu odeio humanos ... Minha nossa, já está tão tarde assim ? É melhor eu ir preparar o jantar -saio de meus aposentos indo em direção a cozinha mas acabo por escultar risadas e vozes vindas dos trigêmeos do quarto dela- ... Acho que ela precisa de uma lição, me aguarde, lhe educarei de uma forma que nunca vai esquecer princesa ... 





" Continua ? " 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...