1. Spirit Fanfics >
  2. A Ascensão das Vieiras >
  3. Cap 5 - A Ascensão das Vieiras

História A Ascensão das Vieiras - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Cap 5 - A Ascensão das Vieiras


Fanfic / Fanfiction A Ascensão das Vieiras - Capítulo 5 - Cap 5 - A Ascensão das Vieiras

Ao amanhecer, todo o corpo já havia sido decomposto, ela era capaz de acelerar a decomposição dos seres vivos e absorver suas memórias. E com isso, ela entendeu mais sobre a necromancia.

“Esses humanos tolos, eles sequer entendem o que estão fazendo. Eles acreditam que a necromancia controla apenas a morte, mas na verdade, ela controla também a vida.”

Ela se levantou, e começou a caminhar floresta a dentro. Após algum tempo, ela chegou a um longo local repleto de Lírios da Neve, era um local simplesmente deslumbrante. Depois de adentrar nos Lírios, ela calmamente colocou um corpo no solo, como se estivesse deitada nos Lírios.

“Eu tenho uma missão, e não posso deixar a floresta de mãos atadas, o seu dever é protege-la, mas sempre sendo justo, como toda vida deve ser.”

Após recitar essas palavras, vinhas saíram de seus dedos e penetraram o corpo, fazendo com que ele se decomposse rapidamente, porém, aglomerando todo os seus nutrientes em um só lugar, onde devia ser o coração da criatura. Ela só era capaz de concentrar aqueles nutrientes por conta de seu conhecimento da Necromancia.

Quanto todos os nutrientes acabaram, havia algo físico ali, mas não era um coração, era uma semente. Ela era grande, quase não cabia na palma da mão. Ela aproximou sua mão de seu “coração” e os galhos e folhas que a compõem se abriram, ela retirou a semente e a encarou por um tempo.

“Seu nome é Liro, será linda. Tão linda que encantará os homens com meros olhares, assim como a mãe, mas não deve ter todos esses sentimentos ruins, deve apenas proteger a floresta viu?”

Calmamente ela se abaixou e enterrou a semente em meio aos Lírios, era uma cama perfeita para a sua criança. Ela se virou, e começou a caminhar em direção a antiga clareira, porém, suas folhas começaram a cair... suas vinhas começaram a secar...

“Então os homens são repletos de desejos pela carne e pelo corpo não é? Que tipinho mais fútil, será fácil encanta-los, eu só preciso fazer umas pequenas... mudanças.”

Após algum tempo, quase todo seu corpo havia mudado, ela não possuía mais vinhas, sua pele era suave e coberta por folhas, que formavam um vestido. Em sua cabeça, folhas rosa-claro surgiam, e seu rosto... ele era belo. Seus olhos agora possuíam pupila e, eram verdes como sua pele, ela era uma criatura formidável, sua beleza era incomparável.

“Humanos são tão mesquinhos, eu destruirei essa magia maldita, mas farei deles sofrerem de sua própria maldição.”

Chegando na antiga clareira, que agora estava morta e amaldiçoada, ela se ajoelhou em meio aos lírios negros e começou a fazer gestos estranhos, e além disso, começou a pronunciar palavras.

"A vida não se deve corromper, a morte não se deve profanar, a maldição será a sua própria destruição. Espíritos, venham a mim."

Ela utilizou a magia "Convocar Familiar".

Em suas mãos, ela pode ver magia se concentrar e se materializar, até formar uma criatura, porém sua forma não era certa ainda.

"Você será uma Cobra Venenosa"

Com as palavras, a criatura tomou a forma desejada, e ainda a encarava, como se aguardasse novas ordens.

"Você não será uma corruptora como os corvos, você será algo muito mais majestoso... será uma fada."

Cobras não possuem expressões, mas a criatura conseguiu sentir algo vindo de seu novo familiar, era como se ela tivesse gostado do fato de ser uma fada, será que os familiares são obrigados a obedecerem seus mestres? Será que os corvos eram corruptores contra a sua vontade? isso é tenebroso.

Agora, elas não precisavam mais de palavras, rapidamente a cobra se esgueirou por seu braço e se escondeu eu seu vestido de folhas, sendo incapaz de vê-la. A criatura se levantou, e começou a caminhar em direção a cidade mais próxima, de onde os Noxianos vieram.

Caminhando calmamente, estava Amary, com memórias confusas, memórias que não eram dela, porém... com um objetivo claro.

A extinção da Necromancia.


Notas Finais


Se você leu até aqui, comenta ai! vou ficar muito feliz kkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...