1. Spirit Fanfics >
  2. Sina, a babá - Noart >
  3. Não pode ser...

História Sina, a babá - Noart - Capítulo 31


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura ❤️

Capítulo emocionante

Capítulo 31 - Não pode ser...


Fanfic / Fanfiction Sina, a babá - Noart - Capítulo 31 - Não pode ser...

Pov's Sina

As garotas já foram embora, as meninas já almoçaram e agora estão indo dormir.

Saio do quarto delas e vou até o quarto do Noah. Sei lá, eu tava entediada, precisava conversar com alguém, e por mais que eu não suporte muito o Noah, gosto de conversar com ele.

Bato na porta e ele não responde, decido entrar, mas não vejo ninguém. Começo a chamar pelo mesmo.

- Noah? Vc está aqui? - olho para a porta do banheiro e Noah sai - ah, eu vou sair pra vc se trocar

Noah: vc sabe que eu não me importo de trocar de roupa na sua frente

- eu me incomodo, isso é estranho - faço uma careta e ele ri - quando terminar me chama

Saio do quarto e desço rapidinho para a sala, Gwen já estava de saída. Vou me despedir dela.

- já vai?

Gwen: já - sorri - tchau Sina

- Tchau Gwen, até amanhã - ela sai

Pensamentos tomam conta de mim, parece que eu tô vendo o resumo da minha vida, sei lá. Penso o quanto eu queria conhecer meu pai, penso também por que ele nos abandonou... Tantas preguntas.

Rápidamente meus pensamentos não são mais os mesmo, começo a pensar em todos os beijos que eu e Noah já demos, isso é estranho, por que eu tô pensando nele?

Noah: Terra chamando Sina Deinert - Noah balança a mão no meu rosto - sonhando acordada?

- an... Oi, desculpa. Já faz tempo que tá aqui

Noah: tô quase duas horas te chamando - fala com voz de ironia

- vamos sentar aqui e conversar - sorrio

Noah: vamos lá no meu quarto, é mais legal

- me diz o que tem de legal no seu quarto Noah?

Noah: tudo, mas o principal... Eu

- tanto faz - puxo Noah pelo braço até seu quarto

Noah: sabia que vc ia preferir aqui - sorri

- idiota - rio - vai, puxa assunto

Noah: an... Qual seu cantor preferido?

- Shawn Mendes - falo com brilho nos olhos - ele é maravilhoso, perfeito! Aaaah, eu amo ele - Noah faz uma cara como se estivesse assustado - bom, eu sempre sonhei em ir em um show dele, mas nunca tive dinheiro pra isso

Noah: Interessante - me encara - vc é fanática?

- eu não diria fanática, só gosto de acompanhar ele

Noah: quem sabe um dia vc não vai em um show dele?

- uma coisa um pouco impossível - rio - mas quem sabe?

Noah: sabe o que eu ainda não fiz hoje?

- o que? Transar com uma garota?

Noah: não, isso... - Noah me beija

Eu não sei explicar, mas quando o Noah me beija... Parece que ele tem um poder sobre mim que eu não consigo parar de beija-lo. Seu beijo é tão doce, nem parece que é um galinha.

Nos separamos por falta de ar, e acabamos rindo um do outro, seus lábios estavam mais vermelhos pela intensidade do beijo.

Noah: tá vendo, vc também não consegue resistir a mim

- convencido - rimos - gosto de estar com vc

Noah: é, eu também gosto de estar com vc. Só não gosto quando vc tá perto daquele Bryan

- aí meu Deus - bato de leve no meu rosto - não sei se eu pergunto se vc está com ciúmes ou por que vc odeia ele

Noah: não tenho ciúmes de vc, pra eu ter ciúmes de vc é preciso eu gostar muito de vc

- que bonitinho sendo sincero - falo irônica - eu vou estar lá na sala se precisar de mim

Noah: vc tá legal? - assinto - ah, Josh e os meninos estão vindo pra cá

- não precisa me informar sobre isso, são seus amigos, é sua casa - saio antes que ele possa responder algo.

De alguma forma aquelas palavras que o Noah disse; pra eu ter ciúmes de vc é preciso eu gostar muito de vc mexeu tanto comigo, não sei por que.

[...]

Os meninos já estão indo, conversamos bastante até as meninas acordarem.

- Bailey, antes de vc ir preciso falar com vc

Lamar: te esperamos lá fora cara - Bailey faz um joinha com as mãos

- tchau Lam - ele sorri e acena

Krystian: nos falamos por aí Sina Deinert

- sim Krys - rio - até mais - ele sai ficando só o Josh conversando com o Noah - então Bailey, minha mãe deixou a Joalin ir com vc, eu ainda nem contei isso pra ela

Bailey: é verdade?

- sim, mas com uma condição

Bailey: qualquer coisa

- Sabina e Mélanie tem que ir com ela

Bailey: sem problema, quando vc falar com a Joalin, diz pra ele me ligar

- claro, pode deixar. Não conta sobre isso, quero fazer uma surpresa pra ela. Ela vai surtar quando souber que a mamãe deixou ela ir

Bailey: vai mesmo - ri - tchau Sininho - me abraça

- tchau

Josh: bora Bailey?

Bailey: bora

Josh: tchau Sina - sorri

- tchau Joshua - sorrio de volta

Os meninos saem e fica só eu com o Noah, ficamos em silêncio por um bom tempo até que ele decide puxar assunto. As meninas estão conversando com a gente também.

Wendy chega e eu vou embora. A caminho da minha casa eu ia mexendo no celular, até que um senhor bem chique fala comigo.

Xxx: oi mocinha, vc sabe onde a Alex Deinert mora?

- oi senhor, ela mora logo ali - aponto pra minha casa - mas o que o senhor quer com a minha mãe? - o mesmo fica meio surpreso quando eu termino de falar

Xxx: a Alex é sua mãe? - o senhor fala como se estivesse emocionado

- é sim

Xxx: Sina? - fala com os olhos marejados

- sim, mas como sabe meu nome? - fico um pouco com medo

Xxx: eu sou seu pai - falo com lágrimas nos olhos

Fico em um pequeno transe, meu celular cai da minha mão e meus olhos se encher de lágrimas. Não podia acreditar que eu estava em frente ao meu pai. Em um impulso abraço ele.

- pai... É vc mesmo? - falo entre soluços

Pai: sou eu Sina - olha nos meus olhos e limpa minhas lágrimas - me perdoa

- é difícil pai... Eu nem sei direito por que vc abandonou a gente - saio do abraço

Pai: vc precisa de um tempo para pensar não é? - assinto - como vc cresceu, minha filha

- por que demorou tanto pai?

Pai: explicarei tudo, se sua mãe quiser falar comigo

- eu sei que ele não deixou de te amar nem por um segundo

Pai: me desculpa por isso - pega meu celular do chão - eu te dou outro

- não precisa - pego da sua mão - vamos, temos muito pra conversar

Pai: temos mesmo... E sua irmã Joalin?

- está enorme - rio - os olhos dela parece com os seus, são mais claros que os meus - começamos a andar

Pai: vem no meu carro, aproveito e estaciono ali na frente

- seu carro?

Pai: sim - vou até o carro dele e entro, como não estávamos logo de casa, logo ele para o carro

- eu não sei qual vai ser a reação da minha mãe, muito menos a da Joalin - seu rosto entristece - não fica assim, eu vou entrar, quando eu te chamar vc entra

Pai; está bem

Entro em casa um pouco confusa com tudo isso que tá acontecendo. Minha mãe que estava assistindo me olhou preocupada e eu não resisto e acabo chorando.

Ela vem até mim me abraçando sem saber o que eu tenho, não consigo falar nada.

Mãe: o que foi meu amor? Por que tá chorando Sina?

- mãe... - ela me abraça mais forte

Mãe: eu tô aqui meu anjo, me conta o que aconteceu...

- mãe - consigo falar - cadê a Joalin?

Mãe: ela está no quarto dela, mas agora me conta o que houve

- chama ela por favor... Eu estou te pedindo

Mãe: mas filha... - olho para ela - tudo bem, senta aqui enquanto vou chamar ela - ela sobe a escada

Vou até a porta e chamo o meu... Pai, ele entra na casa e eu peço para ele sentar no sofá. Ele senta e eu fico em pé.

Minha mãe e Joalin descem ainda não prestando atenção que tem um homem sentado no sofá.

Mãe: ela tá aqui filha, mas agora me... - ele fica em transe - Hall?

*Aurora: obs, não sei o nome verdadeiro do pai da Sina*

Pai: oi Alex - sorri

Joalin: alguém pode me explicar alguma coisa?

- ele é nosso pai Joalin

Joalin: pa-pai? - seus olhos se enchem de lágrimas - ele é... Nosso pai?

Mãe: é meu amor... É o pai de vcs

Pai: Joalin... Como vc ficou linda

Joalin: posso te abraçar?

Pai: claro que pode - Joalin dá um abraço bem forte nele

Mãe: filha... - me abraça

- vc quer um tempo pra conversar com ele?

Mãe: não sei se quero conversar com ele - fala no meu ouvido

- mãe... Eu sei que vc ainda ama ele - ela fica em silêncio

Joalin: não acredito que é vc mesmo - sorri

Mãe: meus amores, vcs poderiam nos deixar a sós?

Eu e Joalin: claro - subimos

- como é possível estarmos sonhando a mesma coisa? - falo ao entrar no quarto da Joalin

Joalin: também acho que seja um sonho - ela sorri - a minha vida toda eu achei que ele nunca ia volta

- mas ele voltou... Pelo menos achamos

Joalin: vc gostaria que a mamãe voltasse com ele?

- eu não sei... Vc viu como ele é bem...

Joalin: chique? - assinto - vc acha que ele seja rico?

- acho, mas não me importo com o dinheiro dele, só quero ter um pai...

Joalin: tem razão

- eu vou entender se ele querer voltar pra onde ele tava - entristeço - parece loucura mas eu... Sempre amei ele

Joalin: não é loucura - me abraça - mesmo sem eu saber como era seu rosto, eu já amava ele

- preciso te contar uma coisa - ela me encara - mamãe deixou vc ir com o Bailey

Joalin: sério mesmo? - assinto

- vai, vc precisa se distrair um pouco, mas é pra vc levar a Mélanie

Joalin: sem problema

- Bailey pediu pra vc ligar pra ele, pode ligar, eu já vou indo para o meu quarto


Notas Finais


•como o Capítulo ficou grande desde ontem, ainda tem mais coisas pra vir por aí.

•i love you❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...