1. Spirit Fanfics >
  2. A babá do meu filho - DahMo >
  3. Eu quero ver vc revirar os olhos de prazer

História A babá do meu filho - DahMo - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


🔥HOT🔥

Capítulo 6 - Eu quero ver vc revirar os olhos de prazer


Fanfic / Fanfiction A babá do meu filho - DahMo - Capítulo 6 - Eu quero ver vc revirar os olhos de prazer

03:45

O carro estava parado em frente a grande mansão de Momo . As luzes da casa ainda permaneciam desligadas. Momo e Dahyun estavam dentro do carro . Dahyun se encontrava em cima da japonesa , suas mãos esfavam na nuca da maior e a mão da japonesa estava na cintura de Dahyun .
O beijo estava quente e agressivo . Momo mordia os lábios de Dahyun com brutalidade , onde a mesma sempre soltava um baixo gemido entre o bejo , oq deixava Momo bem excitada. As línguas se tocavam e davam voltas uma pela outra , a mão de Momo foi até a bunda de Dahyun, onde a japonesa apertou e a coreana arfou. Em seguida veio um tapa estralado e foi onde o beijo foi separado .

-oq acha de terminamos isso no meu quarto ?- Momo olha nos olhos de Dahyun e sorri maliciosa

-hmmm... acho uma boa ideia - Dahyun abre a porta do carro saindo meia desajeitada .

Logo em seguida Momo desce do carro e o tranca . Ela corre até Dahyun que estava um pouco mais a frente e segura na mão da branquela .

Chegando na porta , Momo destranca a porta empurrando Dahyun devagar para dentro da casa . Momo fecha a porta novamente e puxa um dos pulsos de Dahyun a trazando pra mais perto dela. Foi onde se iniciou mais um beijo, esse já era mais calmo e suave . Onde daria para sentir o sabor e sentir a testura dos lábios de ambas.

Momo ainda beijando Dahyun, escorou a branquela na parede mais proxima , pegou a coxa da mesma e em seguida ergue Dahyun , fazendo a branquela ficar em seu colo.

Subiu as escadas com Dahyun no colo ,e empurrou a porta do seu quarto com o pé .

Entrando neste comodo da casa, Momo deita Dahyun suavemente na cama indo até a gaveta . Pegou uma venda preta , umas algemas e tirou outro objeto dali sem deixar Dahyun ver .

Momo sentou no colo de Dahyun , vendou seus olhos e prendeu seus pulsos . Dahyun mordeu seus lábios os maltratando . Momo beijou e mordicou o prescoço de Dahyun. E a parte branca de seu corpo já estava cheias de marcas avermelhadas.

Dahyun arfava a cada chupão ou mordida que ganhava . Sentir a boca da japonesa era tão boa.

Pegou o objeto secreto que logo foi revrlado como um vibrador . Ela ligou o objeto , oq fez o som e passou na barriga da baixinha que estava na sua frente .

-acho que vc já sabe oq e ,né?- Momo pergunta com uma voz arrastada mais excitante

-e claro que eu sei Hirai- Dahyun sorriu Maliciosa ao sentir o negócio vibrante descer até sua intimidade.

A japonesa tirou a calça preta de Dahyun e sua peça intima .

Momo passou o vibrador sobre a intimidade de Dahyun varias vezes ouvindo os gemidos baixos da pequena. Logo penetrou o vibrador na branquela e ligando-o logo em seguida .

Dahyun se contorcia e gemia , enquanto Momo assistia a sena com mt prazer. Momo beijou a branquela novamente abafando seus gemidos e tirou a venda da mesma .

-eu quero ver vc revirar os olhos de tanto prazer - Momo disse baixinho no ouvido de Dahyun

Momo tirou o vibrador de dentro de Dahyun

Desceu até intimidade da menor e lambeu a sua bucetinha . Que no momento se encontrava molhada .
Dahyun arfou novamente, tentando se soltar das algemas mais não conseguia. Ela gemia alto sendo escandalosa , enquanto Momo passava sua língua na sua intimidade inteira . Penetrou sua língua dentro da mais nova a fazendo gemer e gemer mais .

Antes que Dahyun gozasse , Momo afastou sua boca da intimidade de Kim e passou seus dedos na buceta rosadinha de Dahyun.

-já fez isso outras vezes né?- Momo pergunta meio preocupada

-uhum - Dahyun acente com a cabeça

-ótimo...- Momo sorri e penetrou seu dedo com força na intimidade da branquela.

Dahyun gemeu alto ao sentir o dedo da Japonesa adentrando sua intimidade com britalidade . Momo fazia movimentos de vai e vem com seus dedos enquanto oubia os prazerosos gemidos de Dahyun se espalharem pelo enorme quarto.

[...]


Depois de alguns minutos Dahyun goza , ainda tendo alguns esparmos , enquanto olhava para Momo tirando tirando sua calça preta rasgada .

Após tirar suas peças de roupas , Momo foi até Dahyun e soltou seus pulsos das algemas.

-agora e sua vez baixinha...- ela sussurrou no ouvido da branquela que logo deitou a Japonesa com brutalidade na cama .

Dahyun abriu as pernas da Japonesa com força e se enfiou no meio delas . Dahyun chupou o clitóris de Momo . Onde a japonesa agarrou os fios de cabelo de Dahyun e gemeu .

-ah, isso Da-dahyun - ela gemia apertando com força os cabelos da Dahyun.

Fazia mt tempo que ambas não sentiam oq era o prazer . Dahyun ainda continuava chupando a intimidade da Japonesa onde a mesma continuava gemendo .

[...]


Algumas horas depois Dahyun acordou assustada . Olhando para o teto do quarto percebeu que aquele não era o seu quarto e nem o quarto de Zeyu. Sentiu um peso em seu peito e olhou e viu os cabelos negros da japonesa e ela encolhida ao lado de Dahyun .

Dahyun olhou em baixo da cuberta e percebeu o corpo de ambas nu . Ela se assustou e levantou da cama com cuidado .

~eu não acredito que fiz isso ~ Dahyun falou pra sí mesma .

Ela levantou e foi para seu quarto tomar um banho . Ela não sabia como iria olhar para cara de sua chefe hoje , não sabia se seria demitida ou não , não sabia oq fazer ou que reação ter , só sabia que aquela noite tinha cido maravilhosa e repetiria dnv .

Depois de um longo banho pensativo , Dahyun colocou seu vestido amarelo , que ia até o joelho e com seus ombros de fora . Soltou seu cabelo e foi até a cozinha .

Desceu as escadas e antes que chegasse no último degrau viu Momo com um vestido vermelho que ia até o joelho tambem . Ela já estava preparada para ir ao trabalho e Dahyun não teve tempo de fazer o café.

Dahyun suspirou e espirou passando por Momo .

-bom dia sra.Hirai - Dahyun disse em um tom baixo sem receber una resposta da japonesa.

-quando eu voltar do trabalho a gente vai conversar sobre oq aconteceu ontem a noite - Momo disse deixando seu copo sobre a pia - vou trabalhar , não esqueça que Zeyu volta pra casa hoje , faça o almoço pra ele - ela sai da casa com sua bolsa .

14:10 PM

Zeyu tinha acabado de voltar da casa de sua tia . Jihyo havia deixando o pequeno na porta de casa .

Ele foi até Dahyun que estava no jardim regando algumas flores .

-cheguei Dahyun -Ele disse e no mesmo segundo Dahyun se virou pra ele .

-ah, Oi Zeyu zangadinho - ela sorriu pro menino - foi pra escola? Já almoçou ?

- sim e sim

-que ótimo

-vai lavar suas mãos e trocar de roupa , vc ta toda suja , preciso de ajuda com o dever de casa

- sim , sim , já to indo zangadinho - ela tirou suas luvas e jogou a mangueira no chão .

22:20 PM

Zeyu já estava dormindo a mt tempo . Dahyun estava esperando Momo chegar pra ter a tal converça .

Ela se sentou perto da porta que levava para o jardim e ficou olhando as estrelhas .

Logo ouviu a porta se abrir , sabia que era Momo que havia chegando , ela ficou nervosa e mordia os lábios para tentar se acalmar.

Depois de alguns minutos Momo estava em pé na frente de Dahyun , onde ambas ficaram caladas . Dahyun evitava olhar para a Momo e Momo encarava o lindo rosto branco da coreana.

-oq eu faço com vc Dahyun ?- Momo se agaichou em posição fetal e olhou nos olhos de Dahyun

-e-eu não sei -Dahyun desviou o olhar - só... não me demite pfavor ,esse emprego e minha vida

-eu não vou demitir vc , Zeyu gosta mt de vc e foi a única babá da qual eu não ouvi reclamações dele - Momo abaixou a cabeça - e eu já to acostumada com sua presença

-obg Momo - Dahyun diz em um tom baixo .

-olha... idependente doq aconteceu ontem , eu queria deixar claro que... eu nunca tive relação com nenhuma das minhas empregadas ou babá do meu filho , não quero que vc esqueça da noite passada , mais também não quero que fique pensando toda hora - ela suspira - oq eu quero dizer e que não quero que vc se machuque com isso , eu não vou esquecer doq aconteceu ontem - ela levantou - Boa noite Dahyun - ela sai do local

Dahyun continuou sentada no chão e sentiu uma lagrima escorrer pelo seu rosto . Ela segurou forte seu peito enquanto deixava as lagrimas sairem . Não sabia o pq estava sentindo aquilo mais não queria sair de perto da Momo.

07:35 AM

Momo tinha acordado . Ela foi até o quarto de Zeyu para ver o menino dormi. Ela segurava um copo com leite e quando abriu a porta viu Dahyun dormindo com o menino.

O menino estava agarrado em Dahyun , e o os braços da mesma dava volta por todo corpo do menino.

Momo não queria deixar Dahyun ir embora. Momo não quer demiti-la , pq se sente feliz ao lado da branquela .

Momo sorriu com a sena e fechou a porta dnv.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...