História A Babá (Imagine Kim Taehyung - BTS) - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Comedia, Romance
Visualizações 553
Palavras 1.211
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello, meus anjinhos! 💙🙌
Aqui está mais um capítulo para vocês, não tenho muito o que falar antes, quero apenas que vocês... sintam.
Perdoem os errinhos e divirtam-se lendo!💙

Capítulo 29 - Chapter - XXVIII


Fanfic / Fanfiction A Babá (Imagine Kim Taehyung - BTS) - Capítulo 29 - Chapter - XXVIII

NARRADO POR TAEHYUNG. 

O trânsito das ruas de Seul não estavam ajudando nem um pouco hoje, se eu estava irritado antes, agora eu estava muito mais. Sinto uma lágrima escorrer pelo meu rosto, limpo-a agressivamente, desde que Mi-Cha abriu o jogo para mim, eu simplesmente só conseguia fazer isso, chorar. 

É doloroso saber que uma das pessoas que você ama com todas as forças, com cada célula do corpo, que ama incondicionalmente, está passando por uma fase tão difícil.

- Você é uma idiota Kim Mi-Cha! É a pessoa mais tola que eu já conheci. Uma adolescente burra, que se deixa levar tão facilmente pela fama! - Falei sozinho, apertando o volante do carro, em minhas mãos, com todas as minhas forças, enquanto sentia lágrimas rebeldes escorrendo por minha face. 

Eu realmente estava decepcionado, minha querida irmãzinha, indefesa, inocente, fazendo escolhas estúpidas, por motivos mais estúpidos ainda: a fama. 

Estava a mais de vinte minutos com o carro parado, em um engarrafamento, e isso me fazia só ter mais certeza de que chegaria atrasado hoje, e que nao sairia daqui tão cedo. 

Eu estava irritado, queria jogar a culpa no engarrafamento, porém eu estou pouco me fodendo para essa merda, eu sabia o porquê de estar assim. Queria poder jogar a culpa em _______, que me disse todas aquelas coisas antes de eu sair de casa, mas não podia, a real é que ela estava certa. Queria poder jogar a culpa em cima do indivíduo filho da puta que tirou a virgindade da minha irmã, mas ele não fez isso sozinho. Queria poder jogar a culpa em Mi-Cha, na verdade, eu joguei toda a culpa nela, agi feito um idiota, fui frio, grosso, estupido, apenas fodi mais ainda com seu psicológico. 

Era mais fácil pensar assim, não? Pensar que Mi-Cha havia errado porque era uma adolescente idiota, que fazia coisas sem pensar, se arrependia, chorava e pedia meu perdão por obrigação, e não porque queria. Porém esqueci de um fato: Mi-Cha admitiu seu erro, teve maturidade para isso, ultrapassou todos seus problemas psicologicos que adquiriu após o fato ocorrido e pediu perdão para todos os "envolvidos por trás", ela poderia muito bem ter apenas não contado nada, sim? Poderia simplesmente continuar com essa palhaçada toda e ainda achar certo seus atos, poderia apenas usar "mas eu sou uma adolescente, tenha pena de mim" como argumento para livrar sua pele de tantas confusões. Porém não fez, admitiu " eu, Kim Mi-Cha fiz isso. E a única coisa que quero é seu perdão, pois de certo modo você está envolvido nessa confusão toda."

Ok, tirei a conclusao de que eu estava sendo muito injusto com ela. Eu imagino quantas coisas horriveis devem estar acontecendo com sua mente neste exato momento, certamente lutar contra eles não seria nada fácil. 

- Quem eu estou querendo enganar? O único idiota aqui, é você, Kim Taehyung. Que ao invés de ajudar e aconselhar sua irmã que realmente precisa de apoio neste periodo, fez justamente tudo ao contrário, agiu feito um babaca só deixando a menor com a consciência mais pesada ainda. - Suspirei após falar. - Estúpido, é isso que você é, estupido. 

Refletindo sobre meus atos, pude ver que eu estava sendo um completo babaca. A última coisa que Mi-Cha precisava era de alguém a agredindo verbalmente, assim como fiz.

Confesso que eu estava decepcionado com ela, mas ainda mais decepcionado comigo, que mandei minha maturidade para a puta que pariu e apenas feri mais ainda seus sentimentos. Ela já estava machucada com tudo o que aconteceu, não duvido de que depois de tudo que eu falei, esteja mais machucada ainda. 

Eu não estava cumprindo com meu dever de irmão mais velho. Eu devia ajuda-la nessa situação, não coloca-la mais para baixo ainda. Parabéns Taehyung, você recebeu o troféu do homem mais babaca do mundo. 

Nesses momentos de reflexão que tive, dentro do carro enquanto ocorria o emgarrafamento, não vi o tempo passar e quando me dei conta ja estava em frente à empresa. 

- Ótimo... - Suspirei apoiando minha cabeça no volante e fechando os olhos. - Agora além de ter que lutar contra a culpa que está sentindo por ter deixado sua irmã sair naquele dia, terá também de lutar contra a culpa que esta sentindo agora por ter ferrado mais ainda com os sentimentos de sua irmã, Taehyung. 

Desci do carro e adentrei a empresa, indo direto a sala de prática de danças, encontrando meus amigos por lá. Conversavam animadamente sobre algo, que nao prestei muita atenção pois ainda estava ocupado refletindo sobre tudo o que aconteceu, e de como eu consegui ferrar tudo mais ainda sendo um babaca. 

- Qual é Tae! Você está tão chato hoje, brigou com a ________, é? - Brincou Hoseok, fazendo todos rirem, menos eu. Não, porém a magoei com minhas atitudes, não só ela, como Mi-Cha, e eu realmente preferia que elas ficassem bravas do que chateadas comigo. 

- Eu estou quieto aqui, continuem o que estavam fazendo antes e me deixem em paz. - Respondi grosso, realmente, paciência era algo que eu não estava tendo hoje. 

- Credo, que grosso! Pelo jeito a briga foi feia! - Exclamou Namjoon com os olhos arregalados. 

- Escuta aqui, eu já estou irritado e preocupado demais com meus problemas familiares, então por que vocês não deixam de encher meu saco e não vão tomar no cu, ein? - Enfatizei a palavra "familiares" e revirei os olhos ao final da frase. 

- Eita que esse menino está um poço de estupidez hoje! - Dita Jimin. - Não se preocupe que não vamos mais te incomodar não tá, ferinha brava

                        • • •

Sim, eu vou resolver essas merdas todas, e uma delas vai ser agora mesmo. 

Me encontrava nesse exato momento de frente para o quarto de Mi-Cha, que estava com a porta fechada, eu estava nervoso, estava com medo de fazer mais alguma coisa errada. 

Abri a porta e ao ver a cena de minha irmã sentada em um cantinho de sua cama, com os braços envolta das pernas e o rosto afundado nas mesmas, enquanto chorava compulsivamente, me partiu o coração, fazendo ter uma forte vontade de chorar, e foi exatamente isso que fiz, chorei. 

Seus olhinhos escuros me fitaram, estavam inchados e vermelhos, pelo choro, e ao vê-la nesse estado corri até a mesma a abraçando fortemente. Escutava ela chorar mais ainda, enquanto eu a acompanhava no mesmo tom. 

- Me desculpe por ter sido um babaca contigo, eu só não aguentava ter de lidar com o fato de que você passou por tudo isso. Me desculpe por nao te entender. Me desculpe por ter sido tão frio e grosso, eu te amo demais, minha irmã e quando você me deu está noticia, reagi da pior forma possível. - Confessei tudo as prantos, abraçando-a mais forte. 

- Eu te amo Tae, eu amo muito você, meu irmão. - Respondeu ela, e nessas poucas palavras senti que fui perdoado, e me senti amado. 

A realidade é que meus sentimentos sempre se bagunçam todos por Mi-Cha, eu a amo demais para tentar entender eles. 

Prometi a eu mesmo que protegeria minha irmãzinha a qualquer custo, quando ela nasceu, e essa era uma promessa, que farei questão de cumprir. 

De sempre, para sempre. 



Notas Finais


É isto, amores.💙
Espero não ter decepcionado vocês, haha!
Confesso que escorreu uma lagrimazinha aqui com esse lance todo de "irmãos" aí, iti.💙😍
Lembrete importantissimo: Amem seus irmãos kkkkkkk.💙

Comentem o que acharam!!
Eu amo vocês, nha. 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...