História A Bailarina - Capítulo 3


Escrita por: ~

Visualizações 17
Palavras 497
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Obrigada ...e...


Fanfic / Fanfiction A Bailarina - Capítulo 3 - Obrigada ...e...

Maria

Bem... Já se passou um ano e amanhã seria os meus anos, e também o campeonato, tu o que mais sonhei, estava a aproximar se cada vez mais, eu estava a treinar, a treinar, e estava tão destraida, que não ouvi a porta, quando parei, ouvi aplausos, virei me e vi 6 pessoas, eu corri até aos meus amigos, e começo a chorar. 

- Princesa finalmente estamos aqui ao teu lado! - Liam disse.

- E neh... - Eu disse. Nossa eu estava a morrer de saudades, eles tinham dito a um mes que viriam mas não sabia que era hoje.

- Toma! - Eles deram me um ramo de flores enorme.

- Obrigada. - Eu disse, e abraço eles outra vez. 

Fomos para a minha casa, o meu pai chegou e ficou surpreendido com eles, mas não disse nada. 

- Filha vou sair outra vez! - Ele disse.

- Outra vez? Tu nao descansas? - Eu disse, e todos olharam para mim.

- Desculpa filha, mas tem que ser! Cuida da tua irmã! - Ele disse, eu suspiro, e eles me abraçaram, Liam olha para mim, e ficou a abraçar me. Ele era meu melhor amigo, sempre foi desde pequeno. Pedimos pizza, eu comi sopa e salada, e uma ou duas fatias, eu foi dormir, antes de adormecer a minha irmã. 

Acordo no dia seguinte

É hoje o grande dia... Meu deus... Ouvi baterem a porta.

- Parábens  a Maria uma salva de palmas.... - Eles cantarem eu sorri, eles sujaram me tida com bolo, eles deram me prendas, depois de eu me limpar. Desci, levo a minha irma a escola, saímos para ficar um pouco, amostro a cidade, e a tarde quando chegou o hora foi para o pavilhão, eles foram anos tarde, arrumei me, toda e eu estava tão feliz que não parfava de sorrir, mestres dias e que a Matilda tem andado estranha tão estranha, ela afastou se completamente de mim já não falamos nada, não falávamos ... Ela até disse que já nao éramos amigas, fiquei mal, mas depois vi que ela só queria o meu poder, porque sei lá.... Nao sei... Eu estava num canto... A espera, mas foi a casa de banho, quando estava a sair, vi a Matilda a sair do palco. Eu nao disse nada, e depois chamaram me, e nossa ai sim eu entrei em estado de pânico, entro, apresento me, e eles sorriram, para mim, foi para o meu lugar, e vi cada passo, revirei os olhos, para ver se estava tudo no sitio, então a música começou, e eu começo. Começo a coreografia, fiz tudo no chão, mas depois foi para os fios, eu olho e então subo a trave, e faço, subo os fios, Até o alto, fiz os troques, e vi que o meu corpo desceu, descendo aos poucos, mas parou e eu cai no chão, a música então parou, quando eu Bato a cabeça na trave, e cai perto de um prego que estava solto, ai eu vi preto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...