História A bailarina e o lutador de rua. - Capítulo 122


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Hawk Moth, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Nooroo, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain, Wayzz
Tags Luta, Marichat, New York, Plakki
Visualizações 30
Palavras 2.259
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Estamos chegando aos 200 favoritos, muito obrigada mesmo.
Obrigada pelos comentários, espero que gostem do capítulo de hoje.
Uma boa leitura.

Capítulo 122 - O final de uma amizade sem valor.


Chat:  ___ Eu espero que fique bem claro em sua mente, que não deve mexer com a namorada dos outros, porque eu não gosto de nada disto!  - ele disse para o rapaz, dando um bom aviso para ele, olhando sério para ele.

 

Armando:  ___ Eu tenho direito, porque eu sou muito rico, o meu pai me disse que eu posso ter a mulher que eu quiser!  - ele disse para o lutador, olhando sério para o gato.

 

Chat: __  Mesmo assim, é errado cobiçar a mulher de outro, mas pelo visto, não entendeu nada do que eu disse!  - ele disse para o rapaz, compreendendo que o Armando não entendeu nada do que ele disse.

 

Karlos:  __ Bem, deixe ele, meu amigo, eu não vou mais perder o meu tempo em ficar explicando o que é certo ou errado, pelo menos, ele desistiu de paquerar a sua namorada, o que é um grande alívio!  - ele disse ao amigo, dando um sábio conselho para o amigo, olhando calmo para ele.

 

Chat: ___  Tem razão, meu amigo, eu não vou mais falar com ele,assim eu prejudico o trabalho da minha namorada!  - ele disse para o amigo, olhando calmo de volta, assentiu em acordo com a sua cabeça.

 

Chat: __   Princesa, se tiver algum problema com os clientes assanhados com este aí, não hesite em me avisar!  - ele disse para a namorada, olhando de lado com veemência para o Armando que deu um sorriso misterioso para o gato que ficou desconfiado com o gesto do adolescente.

 

Marinette:  ____ Claro, Chaton, bem, eu vou indo atender uma outra mesa, assim eu fico longe deles!  - ela disse ao namorado, aceitando o pedido de Chat, olhando sério para o Armando, decidindo que ia atender uma outra mesa.

 

Chat:  ___ Sim, é uma boa idéia, princesa, eu vou estar com o Karlos em uma outra mesa,quando vai sair do seu trabalho?  - ele disse para a azulada, olhando calmo para ela.

 

Marinette:  __ Eu vou sair aqui por volta das 22 horas, Chaton!  - ela respondeu para o gato, olhando sincero para ele.

 

Fernando: ______   Me desculpe pelo transtorno que o meu amigo causou com você, senhor Noir, mas o Armando foi criado para ter tudo na vida!  - ele disse para o casal, olhando sincero para eles.

 

Chris:  ___ Sim, eu concordo com o meu amigo, eu também sempre sou prejudicado pela tortura psicológica  dele! - ele disse para o lutador, contando sobre o que Armando fazia com ele.

 

Armando:  ___ Cala a sua boca, seu imbecil, ninguém é obrigado a escutar as suas asneiras, Chris!  - ele disse com raiva para o seu amigo, olhando com ódio para ele.

 

Chat:  ___ Quem deve calar a boca, é você, seu imprestável, já causou muitos problemas aqui, então somente abra a sua boca, para fazer o seu pedido, ou o meu amigo aqui vai dar uma boa lição em você!  - ele disse para o rapaz, mostrando o seu braço direito musculoso para ele.

 

 Senhor Sorte:  ____ Com licença, mas o que está acontecendo aqui?  - ele disse para todos os presentes, olhando com cautela para todos.

 

Armando:  ___ Quem é o senhor?  - ele respondeu para o senhor, olhando calmo para ele, esperando pela resposta dele.

 

Senhor Sorte:  _____ Eu sou o senhor Sorte, eu sou o dono do bar, então alguém sabe pode me dizer o que está acontecendo aqui?  - ela respondeu para o cliente, pedindo para que alguém explique a situação.

 

Armando:  __ Bem, eu posso te dizer tudo o que precisa…!   - ele disse para o dono do bar, acreditando que tinha encontrado a sua oportunidade de se vingar do lutador, sendo interrompido pelo Fernando.

 

Fernando: ___  É que o meu amigo aqui, causou muitos problemas aqui, ele paquerou indevidamente a sua garçonete aqui, mesmo sabendo que ela tinha namorado!  - ele disse para o dono do bar, olhando calmo para ele.

 

Senhor Sorte:  ____ Eu estou vendo,senhor, então poderia me dar os nomes dos envolvidos? - ele disse para o cliente, pedindo os nomes dos envolvidos, olhando calmo para todos.


 

Marinette: ___  Senhor Sorte, por favor, não me demita, eu tentei ser discreta, mas o Armando não me queria me deixar em paz!  - ela disse para o seu chefe, olhando aflita para o seu chefe.

 

Senhor Sorte:  ____ Eu não vou demitir a senhorita Dupain - Cheng, pode ir atender uma outra mesa!  - ele disse para a garçonete, aconselhando a azulada para ir atender uma mesa, olhando calmo para ele.

 

 Marinette:  ____ Obrigada, senhor Sorte, eu vou indo, até mais, Chaton!  - ela disse para o chefe, despediu-se do seu namorado, dando um selinho nele.

 

Chat:  ____ Até mais, princesa!  - ele disse para a namorada, olhando sincero para ela.

 

Marinette: ___   Com licença, senhor Sorte, eu vou indo!  - ela disse para o chefe, olhando para o chefe , depois indo embora para atender uma nova mesa.

 

Senhor Sorte:  ___ Até mais, senhorita Dupain Cheng!  - ele despediu-se da funcionária, vendo a sua retirada.

 

Armando:  ______ Você estragou tudo , Fernando, eu ia usar isso ao meu favor, era a minha oportunidade de ouro para me vingar do lutador!   - ele disse ao amigo, olhando com ódio para ele .



Fernando :  ___  Sim, eu estraguei mesmo, também nem me arrependo do que fiz , você passou dos limites com tudo isso !  -  disse para o amigo, olhando sério para ele.

 

 

Armando : __  Sabia que com isso , eu te odeio ainda mais ? -  perguntou ao amigo, olhando revoltado para ele, cruzando os seus braços.

 

 

  Fernando : __  Tudo bem, pode me odiar á vontade que eu estou ignorando tudo, porque você não passa de um rico mimado , também fica xingando eu e o Chris , quer saber de uma coisa ... ?! -  aceitando o ódio do seu amigo, olhando sério para ele , querendo terminar aquela amizade sem valor.

 

 

 

Armando :  ___  Quero sim, pode me dizer !  -  disse para o amigo, mantendo os seus braços cruzados , olhando feio para ele.

 

 

Fernando : __  A nossa amizade acabou , Armando , você é um mau exemplo, também eu estava querendo  a um bom tempo !  -  disse para o ex- amigo, ficando feliz em ter que desabafar tudo , olhando feio para ele.

 

Armando :  __  Ótimo, eu fico feliz , nem preciso da amizade boba de vocês , eu tenho muito dinheiro, eu posso ter amigos que quiser, é bem mais fácil do que fingir ser alguém que não é !  -  disse para o ex- amigo, olhando sério para ele, comentando que era mais fácil em comprar amigos com o seu dinheiro do que a moda antiga.

 

 

Fernando :  __  Tudo bem, vamos , Chris , vamos procurar uma outra mesa, assim vamos ficar bem longe deste chato !  -  disse para o amigo, levando -se do seu lugar , convidado o outro amigo á procurar uma nova mesa.

 

Chris :  __   Se eu for com você,  vai me xingar por isso ?  -  disse para o amigo, olhando ansioso para o amigo, torcendo para que o Fernando não o xingue.

 

Fernando :  __  Não, eu sou diferente deste rico mimado que foi o nosso amigo, ao contrário dele , eu sei dar o devido valor para as minhas amizades !  -  disse para o amigo, olhando feio para o ex- amigo que o mirava sério.

 

 

Chris :  __  Então, eu vou com você, eu cansei de sofrer com o Armando , ele não sabe cuidar dos amigos !  - disse ao amigo, confessando que estava cansado de sofrer com os xingamentos do rico, aceitando o convite do amigo verdadeiro.

 

Fernando :  __  Isso mesmo, não vai mais sofrer nas mãos , deste infeliz , vamos indo !  -  disse ao amigo, concordando com  a decisão dele , começando a se levantar para ir com o Fernando.

 

Armando :  __  Isso mesmo, vão embora, seus imbecis, não preciso mais da amizade de vocês, minha mãe vai ficar feliz , quando eu contar que eu terminei a minha amizade com você !  -  disse aos ex- amigos , olhando sério para eles.

 

 Fernando :  __  Vamos mesmo, a gente vai embora, porque você é uma péssima influência para a gente !  - disse ao ex- amigo, devolvendo o seu olhar sério , começando a ir embora com o Chris.

 

( ... )

 

 

  Então os dois amigos abandonaram o Armando que ficou sozinho na mesa, antes que os amigos sumam da sua vista, o rico mimado mandou um gesto obsceno para eles, olhando com mais pura raiva, recebendo o mesmo gesto do Fernando, que depois foi embora com o Chris.

 

Em seguida , o senhor Sorte terminou com a sua conversa com os lutadores , depois o dono do bar olhou sério para o cliente que causou aquela confusão em seu estabelecimento.

 

( ...)

 

 Sorte :  __  Então, você foi quem paquerou uma das minhas funcionárias , mesmo sabendo que ela tinha namorado, fez ela passar uma vergonha daquelas, aonde está com a cabeça , meu jovem ? -  disse para o cliente , olhando sério para ele, começando a conversar em um tom sério para o jovem.

 

 

Armando : __  Ah , nem sei sobre o que está falando , senhor ?  -  disse para o senhor, fazendo de desinteressado com a conversa, querendo passar uma imagem de inocente.

 

Chat :  __  Ah, não mente , seu moleque mimado, ou eu vou bater em você.... !   -  disse para o garoto mentindo, olhando feio para ele . querendo dar uma boa surra.

 

 Karlos :  __ Tenha calma, Chat, vamos deixar que o senhor Sorte resolva isso, se ele encontrar algum problema, ele te chama !  - disse para o amigo, olhando com calma para ele.

 

 

  Sorte :  __  Sim ,senhor Noir, eu sei lidar com este tipo de jovem , se eu tiver algum problema com ele , eu te chamo !  -  disse ao lutador gato, concordando com o colega dele, prometendo que ia chamar o gato para ajudar a resolver o problema.

 

 

  Chat : __ ... , Está bem, senhor , eu e o Karlos vamos estar naquela mesa lá , se tiver um novo problema com este chato, é só me chamar !  -  disse para os dois, apontando para a mesa que ele e o amigo iam estar, olhando sério para o Armando que virou o rosto para não ver o gato outra vez.

 

 

  Sorte :  __  Sim, sim, senhor Noir, agora, podem ir !  -  disse ao lutador, aceitando o pedido dele, dispensando os dois amigos.

 

 

 Chat :  ___  Ah, está bem, vamos indo, Karlos !  -  disse para o senhor , aceitando a dispensa dele , convidando o amigo para ir junto.

 

 

  Karlos : ___  Sim,  meu amigo , vamos indo ! -  disse para o amigo, aceitando o convite dele , começando a ir na frente do gato na direção da mesa.

 

( ... )

 

 

  Enquanto os dois lutadores estavam indo embora de perto do dono do bar e do garoto mimado, afastando-se deles, o gato deu uma última olhada para atrás , deu um olhar gélido para o rapaz , que nem respondeu .

 

  Então, o dono do bar se sentou no lugar do ex- amigo do rapaz , olhou com calma para ele, anotando que o rapaz estava virando o seu rosto para ver ele.

 

( ... )

 

Armando : __  Ele já foi embora, daquele gato de rua ? -  perguntou ao dono do bar, olhando para ele .

 

 

Sorte :  __  Sim, ele já foi embora !  -  respondeu para o garoto, olhando com cautela para ele.

 

 

 Armando :  __  Finalmente , eu não estava aguentando mais ele , ele é muito chato, ele ainda acredita que eu estava paquerando a namorada dele !  -  disse para o dono do bar, olhando sério para ele.

 

 

  Sorte :  __  Bem, eu tenho várias testemunhas que estão me dizendo ao contrário, meu jovem, também queria saber se o senhor não se cansa de ficar mentindo para os outros ?! -  disse com sabedoria para o jovem, olhando com cautela para ele.

 

 

  Armando : ___  Ah , eu nem sei sobre o que está falando, eu estava apenas querendo fazer uma boa amizade com aquela azulada !  -  disse ao senhor, continuando a mentir para o homem, querendo passar uma imagem de inocência para ele.

 

 

  Sorte :  __ Bem, não posso te julgar, mas eu sei que nenhum dos meus funcionários, clientes , mentiram para mim, também eu tenho várias camêras de segurança aqui, eu tenho a certeza que elas vão desmentir o que o senhor me disse ! -  disse para o garoto, olhando calmo para ele.

 

 

 Armando :  __  O meu pai é rico, eu posso comprar o advogado que eu quiser !  - disse para o homem, contando que tinha uma grande riqueza na família.

 

 

 Sorte :  __  Vamos resolver isso sem a polícia , meu jovem , eu sou mais de conversar com as pessoas, do que partir para a briga ! -  disse para o jovem, olhando calmo para ele.

 

 

 Armando :  __  Diga isso, para aquele gato de rua ! -  disse para o homem sério, querendo que ele fale sobre o assunto com o Chat.

 

 

Sorte :  __  Ele somente defendeu a namorada dele, é que uma das minhas melhores funcionárias , porque ele acreditou que estava paquerando ela !  -  disse para o jovem, defendendo o lutador.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Me desculpe por algum erro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...