1. Spirit Fanfics >
  2. A bailarina e o lutador de rua. >
  3. O começo do novo amor.

História A bailarina e o lutador de rua. - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Boa noite, meus amores
Espero que gostem .

Capítulo 9 - O começo do novo amor.


Marinette tinha que reconhecer que o seu chefe tinha um pouco de razão, ela tinha se apaixonado pelo lutador de rua, porém, tinha que reconhecer que o Chat Noir, que havia terminado um relacionamento tóxico com a Lila Rossi. 


 

Não queria apressar as coisas, porque não queria que o lutador de rua achasse, que ela era uma aproveitadora, que nem a atual ex -  namorada do lutador, então, voltou a se concentrar no que estava fazendo no momento presente. 



 

##


 

_  Marinette, está fazendo a mesma coisa de antes. Há um bom tempo. Já ajeitou a bandeja, diversas vezes. Não acha melhor, levar a bandeja aos nossos convidados?!  - Senhor Irlandi ao chamar a atenção da garçonete. 


 

_  Nem percebi. É que estava muito pensativa com algo mais. Bem, vou levar a bandeja para eles. - Marinette pegando a bandeja com as mãos, começando a levar a bandeja. 


 

_ Tenha cuidado com a bandeja, Marinette. Está muito pesada para que carregar sozinha. Vá com cuidado. - Senhor Irlandi aconselha a garçonete a ir com calma. 



 

_   Eu sou cuidadosa, senhor Irlandi. Trabalho com isso, há um bom tempo. Sei que é um trabalho complicado. Contudo, já que equilibrei mais bandejas pesadas . Eu sou muito forte, até mais do que o senhor imagina. - Marinette sendo cortês com o seu chefe, começando a levar a bandeja para a mesa dos irmãos , aproximando-se perto da porta.

 

 

_ Não duvido de nada, senhorita Cheng. Porém, um aviso bem dado é mais aceitável, do que esquecido. Não concorda ?! - Senhor Irlandi lavando a louça com atenção , olhando para o seu trabalho na sua frente.

 

 

_ Bem, vou indo. Até . - Marinette chegou na frente das cozinhas, empurrou a porta com o seu pé direito , deixando a cozinha para levar a cozinha.

 

 

 

_ Até . - Senhor Irlandi concertado em seu trabalho de lavar a louça ,pensando em ouvir música durante o seu trabalho.

 

 

(**)

 

 

Deixando as cozinhas para atrás , Marinette avistou os dois irmãos conversando, enquanto esperavam por sua comida , e então a jovem se endireitou com a bandeja nas mãos , levando-a para os dois convidados.

 

 

No meio da sua caminhada até a mesa , que não era muito distante dela, Marinette nem anotou que tinha uma pequena poça de cerveja, deixada por algum cliente descuidado e sem modos algum , ao pisar na poça , sem querer, a mestiça foi em frente com tudo, derrubando a comida e a bebida ao mesmo tempo, arregalando os olhos por segundos torturantes , e fechou os olhos para não ver a sua queda eminente.

 

 

Ao reabrir os olhos, Marinette percebeu que já estava nos braços do Chat Noir, que foi ligeiro ao ver a mestiça caindo com a comida e bebida , segurando com um só braço , e com o outro estava com a bandeja que permanecia como era antes .

 

 

Marinette ficou assombrada com a agilidade felina do Chat Noir, em salvar ela pela segunda vez , sem contar com a aquela do ator contratado pela madame Rossi , que tinha intenção de matar ela, para favorecer a filha injustamente .

 

 

(**)

 

 

_ Minha nossa, meu irmão. Estou impressionada com a sua agilidade em ver a Marinette caindo no chão com o nosso jantar. Ah, agora que vi que foi uma poça de cerveja, feita por algum cliente descuidado. Vou pegar um rodo para limpar isso. E vou falar com o senhor Irlamdi , para que ele dê uma boa bronca na moça da limpeza. Ela faz um serviço de deixar a desejar. - Chantelle elogiando os momentos rápidos do irmão e indo para as cozinhas .

 

 

 

- Ah, muito obrigada, Chat Noir. Pensei que desta vez, ia me machucar muito sério. Te devo mais uma vez. - Marinette corou ao olhar fixo para os olhos verde- esmeraldas do lutador .

 

 

_ Comigo, não vou deixar que se feria com gravidade. E também, deveria olhar mais para onde andar. Sei que é lindo , que os clientes te vê , desfilando que nem uma modelo mundial. - Chat Noir humilde com a mestiça e depositando a bandeja em mesa próxima .

 

 

 

_ Ah, aposto que diz isso para as outras mulheres. - Marinette brincou levemente com o lutador e olhando – o colocar a bandeja no lugar.

 

 

 

_ Bem, você é a primeira mulher, que falo, depois da minha separação com a Lila. No passado , ela nunca me deixava chegar perto de uma mulher. Lila era muito ciumenta. Nem podia chegar perto da minha mãe, porque a Lila tinha a mania de acreditar , que ia trair ela. Porém, no final das contas, Lila acabou me traindo e me magoado. - Chat Noir levou a Marinette com cuidadoso .

 

 

_ E como ela te traiu. - Marinette ficou em pé com a ajuda do gato.

 

 

 

_ Bem, tinha perdido para um dos meus principais oponentes , o Cupido Negro. Depois da minha derrota humilhante . Ela beijou o Cupido Negro, e terminou comigo sem piedade. Alegando que queria namorar apenas vencedores. O que a Lila gosta é de chamar a atenção. - Chat Noir deprimido em lembrar sobre o término do seu namoro.

 

 

_ Me desculpe, não queria te magoar. - Marinette arrependida por fazer o Chat Noir ter péssimas lembranças.

 

 

 

_ Tudo bem,Marinette. Isso já passou, agora, estou em uma nova fase da minha vida. Vou reconquistar o primeiro lugar, vou mostrar para a Lila, que não sou mais o bobo, com quem namorava. Se ela se aproximar de mim, vou rejeitar na frente de todos. E quem vai chorar , vai ser ela. - Chat Noir abriu um sorriso fraco e olhou calmo para a mestiça.

 

 

 

_ Concordo, ela não merece você. Você é muito melhor do que ela. - Marinette deu apoio moral ao gatuno e abriu o mais belo de todos os sorrisos.

 

 

- ‘’ Não me canso de olhar para o sorriso da Marinette. É tão verdadeiro, que acalma a minha vida . Quando a Lila sorria , sentia que não era de verdade. Ah, Chat . Se esqueça da Lila, ela faz parte do seu passado. ‘’ - Chat Noir pensou ao ver o sorriso sincero da mestiça.

 

 

 

_ ‘’ Ele é tão diferente dos homens , que conheço . Parece um príncipe das histórias , que os meus pais me contavam. Os olhos dele são como pedras preciosas de verdade. O cabelo dele , parece com os raios de sol da manhã ...- ‘’ Marinette pensou ao olhar fixo para os olhos do gato.

 

 

**

 

 

Os dois ficaram se entreolhando por um bom tempo, pensando em várias coisas ao mesmo tempo, indecisos sobre o que iam fazer depois , sentindo envergonhados em dar os próximos passos.

 

 

 

 

 

_ O seu chefe é muito legal, Marinette . Emprestou o rodo para que limpe aonde você pisou …. - Chantelle retornando para limpar a poça de cerveja e anotando o casal se entreolhando apaixonado.

 

 

_ Quer saber de uma coisa, volto depois. - Chantelle sentindo que a sua presença era desnecessária e voltando para a cozinha para dar privacidade aos dois .

 

 

 

**

 

 

_ ‘’ Será que devo beijar ela ?! Ah, não . Se ela tiver algum namorado. Posso arrumar uma grande confusão . Não quero que ela pense que sou um homem igual aos demais. E terminei um relacionamento tóxico com a Lila. Sei, que ela não vai desistir tão cedo de mim. Ah, essa insegurança que me domina. ‘’ - Chat Noir pensou para si mesmo ao entreolhar para a mestiça.

 

 

 

_ ‘’ Ele parece tão confuso. Deve ser por causa da Lila . Ele mal terminou o relacionamento com ela . Nem quero me rotular como uma oferecida. Mas, será que permito , que o Chat Noir veja que estou livre . Ele pode dar o primeiro passo. - Marinette pensou ao dar um passo em frente.

 

 

 

_ ‘’ Isso é um bom sinal. Marinette não tem namorado. Quer saber, nem ligo para que as pessoas vão falar ao meu respeito. Nem as dramas da Lila , na tentativa em me reconquistar pelos seus interesses sombrios. Quero ser feliz é com a Marinette. Foda- se , Lila . ‘’ - Chat Noir pensou ao jogar as coisas para o ar e inclinando-se para dar um beijo na mestiça.

 

 

**

 

 

Ao perceber que o Chat Noir estava se inclinando para dar um beijo nela, Marinette ficou na ponta dos pés , fechou os olhos para receber o beijo do lutador.

 

 

Em um curto tempo, os dois selaram em um beijo apaixonado e com amor , sentindo ligados pelo beijo apaixonado..

 

 

 

Vigiando o beijo do casal , Chantelle comemorou o fato, que o seu irmão tinha encontrado a mulher ideal para viver com ela, sorrindo abertamente, espionando o beijo nas janelas da porta das cozinhas.

 

 

Ao ver o entusiamo da Chantelle com o evento de lá fora, Senhor Irlandi parou de lavar a louça, pegou um pano seco para secar as mãos dele , indo na direção da Chantelle, que ainda estava comemorando o beijo do casal.

 

 

**

 

 

_ Parece que está muito animada com algo que aconteceu. Pode me contar o que aconteceu . - Senhor Irlandi chegou ao lado da Chantelle e secando as suas mãos com o pano.

 

 

_ Melhor, vou te deixar que o senhor veja pelos seus olhos. - Chantelle indo para a outra janela e cedendo espaço para o chefe da mestiça.

 

 

_ Hum, é uma boa ideia . - Senhor Irlandi concordou com a Chantelle e indo para a janela cedida pela irmã do lutador.

 

 

_ Ah, agora, tenho a minha resposta. - Senhor Irlandi assistindo o beijo do casal no meio do bar.

 

 

 

_ Não é ótimo   Finalmente, o meu irmão encontrou alguém de verdade para amar. Não, aquela tóxica da Lila Rossi. Quero ver a reação dela ao ver o meu irmão de mãos dadas com a Marinette. Vou filmar para que todos vejam a verdadeira face dela. - Chantelle comentou ao senhor Irlandi e vibrando ao se imaginar filmando a italiana tendo um ataque de nervosos.



 


 




_ Bem, vamos deixar os pombinhos em paz. E tenho que terminar com uma grande louça , que se acumulou muito , durante o dia de hoje. - Senhor Irlandi dedicindo dar um pouco de privacidade ao casal .

 

 

_ Quer a minha ajuda, senhor Irlandi ?! - Chantelle oferecendo ajuda com a louça e deu o seu melhor sorriso.

 

 

_ Ah, muito obrigada , minha jovem . Mas, já estou terminando. E já fez muito por hoje. E imagino que está com muita fome , depois do que aconteceu hoje . - Senhor Irlandi negou educadamente a oferta da atriz , voltando para o seu afazer .

 

 

_ Ah, não quero atrapalhar este momento tão lindo , que o meu irmão está tendo. Com a Lila , era tudo diferente. Quando ele queria atenção por parte dela. Ela ignorava completamente. Até perguntei sobre isso com o meu irmão. Ele apenas respondia que não se importava. E fazia tudo por ela, até mesmo, ir ao shopping , para carregar as compras dela. - Chantelle olhou meiga para o beijo do casal que ainda estava acontecendo e lembrando-se do namoro tóxico do irmão com a Lila.

 

 

 

_ Minha nossa , que pessoa mais fria , sem coração algum . Como o seu irmão, um rapaz tão bom , gentil e cavalheiro. Um homem, que toda a garota de hoje em dia , ia querer ter como marido.. - Senhor Irlandi ficou chocado com a frieza da italiana.

 

 

_ Sim, o meu irmão estava cego de amores por ela. Imagino, que o meu pai fez um acordo com ela , porque o meu pai ainda não aceitou , que o meu irmão abandonou a carreira de modelo dele, para competir nas lutas ilegais de rua. Onde os empresários, sem ter o melhor o que fazer, ficam apostando nos lutadores. - Chantelle confirmou ao chefe da mestiça ao contar sobre a profissão do irmão.

 

 

 

_ Bem, cada um cuida da sua vida. E o seu pai precisa não se meter mais na vida do seu irmão. Ele já é bem adulto. - Senhor Irlandi com o seu sábio conselho ao pai dos irmãos.

 

 

_ É sim, a minha mãe já até falou isso para o meu pai. Porém, o meu pai é muito teimoso . - Chantelle deu de ombros em pleno ar, mostrando o seu desinteresse com o assunto.

 

 

_ Bem, pode ir comer. Imagino, que está com muita fome mesmo. Pode ir , não precisa interromper o seu irmão e a minha garçonete. É somente ser sutil . - Senhor Irlandi incentivou a atriz ir comer , retornando a lavar louça na pia.

 

 

_ Ah, sim. Muito obrigada . Bem, até logo. - Chantelle aceitou o incentivo do senhor Irlandi, deu uma leve empurrada na porta, saindo devagar das cozinhas e caminhando lentamente para a mesa.

 

 

_ Por nada, minha querida. - Senhor Irlandi lavando a louça e voltando a ouvir música em seu pequeno rádio.

 

 

**

 

Depois de sair da cozinha , Chantelle caminhou lentamente na direção da mesa, onde o seu irmão tinha colocado a bandeja , que a Marinette tinha trazido com carinho com o jantar deles.

 

Assistindo feliz o beijo do casal, que durava por longos segundos , parecendo que ia durar para sempre , Chantelle se sentou na mesa com conforto , esticou a mão direita para pegar o seu prato , colocou perto dela , em seguida , pegou os talheres , fez o mesmo que tinha feito antes .

 

 

Chantelle começou a comer com gosto, assistindo alegremente o beijo do casal , ficou em silêncio para não atrapalhar o beijo do casal.

 

 

 

Por alguns instantes, desde começou o beijo , o casal não terminar aquilo tão cedo, contudo , o ar se fez presente, fazendo que os dois se separem , respirando ofegantes depois do beijo.

 

 

**

 

 

_ Que pena, eu estava gostando muito de assitir . Parecia beijo de novela. - Chantelle brincou com o casal, debruçando na mesa , apoiando a sua mão no ombro e sorriu abertamente.

 

 

_ Chantelle, há quanto tempo está aí ? - Chat Noir olhou surpreso a irmã sorrindo.

 

 

_ Ah,nem muito tempo mesmo. Eu não queria atrapalhar o beijo de vocês. - Chantelle respondeu simplicidade ao irmão.

 

 

_ Ah, obrigada , irmã. Bem, vou comer também. Tudo parece muito bom. E tem um cheiro tão bom . Foi você quem cozinhou , princesa ? - Chat Noir orgulhoso com a irmã e voltando a olhar para a mestiça ao perguntar sobre a comida na mesa.

 

 

_ Sim, fui eu. Espero que goste. Fiz com muito carinho. - Marinette com um sorriso meigo para o namorado.

 

 

 

_ Ah,a minha nova cunhada já ganhou um apelido fofo do meu irmão. Que felicidade. - Chantelle deixando escapar uma lágrima de felicidade no seu rosto.

 

 

_ Ah, Chantelle. Não chora não. - Chat Noir sentando-se na frente da irmã e esticando o seu braço musculoso para a irmã

 

 

_ Não é de tristeza, meu irmão . É de felicidade . Faz um bom tempo, que não te vejo assim. - Chantelle emotiva ao responder o irmão e deu uma leve empurrada no braço do irmão.

 

 

_ É mesmo, minha irmã. Me desculpe por não responder a sua pergunta, princesa . - Chat Noir sorriu simples e voltando com a sua atenção para a nova namorada.

 

 

_ Tudo bem, Chaton. - Marinette honesta para o novo namorado e gesticulando sem jeito para o namorado.

 

 

_ Ah, bem, vou comer agora. Tenho a certeza , que vai estar muito bom mesmo. - Chat Noir pegou o que era seu na mesa e deu um sorriso com gosto para amestiça.

 

 

_ Bem, vou ajudar o meu chefe com a louça . Depois , volto aqui. - Marinette decidiu deixar os irmãos jantando e retornando para as cozinhas.

 

 

_ Até mais, minha princesa. - Chat Noir despediu da namorada , vendo a mestiça retornando para as cozinhas e começando a comer o jantar.

 

 

 

_ Hum, isso aqui está uma delícia . Marinette sabe como caprichar na comida , o tempero está tão bom. Na medida. E como ela acertou em escolher um vinho bom . Adoro, essa marca. - Chantelle elogiou a comida da mestiça e sentindo-se no paraíso com a comida.

 

 

_ É mesmo. Está muito bom mesmo. Nem a Lila conseguia fazer um miojo para gente. Ou ela pedia por comida entregue. - Chat Noir concordou com o elogio da irmã e lembrando-se da ex- namorada.

 

 

_ É mesmo ?! Ah, meu irmão. Esqueça disto . Isso é coisa do passado. - Chantelle aconselhou o irmão a se esquecer da namorada tóxica.

 

 

_ É um bom conselho , minha irmã. Para mim, aquela mulher , que namorei há um bom tempo , morreu para mim. - Chat Noir concordou com a irmã e deletando as memórias com a Lila.

 

 

**

 

 

De volta para a mansão dos Rossi, uma das empregadas estava a caminho do quarto, para avisar sobre o término da festa de noivado da Lila Rossi , caminhou sozinha por alguns corredores da menção, chegando até o quarto da italiana, que as colegas estavam arrumando a Lila para a festa.

 

**

 

 

_ Com licença, amigas. Tenho um importante comunicado para vocês. - A empregada adentrou o quarto da filha do casal sem pedir licença para nínguem.

 

 

_ Ah, sim. Se for a senhora Rossi . Ainda estamos terminando de arrumar a Lila . Fale para ela , que vai demorar mais alguns minutos. - A governanta olhou para o reflexo da empregada e penteando os cabelos da Lila .

 

 

_ Não precisa mais arrumar a senhorita Rossi . A festa acabou a alguns minutos atrás . E o pai dela, quer falar com ela. Ele está no escritório , para uma conversa séria . - A empregada comunicou para a governanta e devolvendo o olhardela.

 

 

_ Mas, por que a festa acabou ? - A governanta parou de pentear os cabelos da italiana e voltando-se de frente para a empregada.

 

 

_ Bem, senhora Mia. É que o senhor Rossi descobriu todo o plano do casamento arranjado do senhor Noir com a Lila. E não gostou muito. E a senhora Rossi, perdeu uma valiosa amizade com a senhora Claire, que saiu da festa com muito ódio da nossa chefe. Imagino, que as duas vão ficar um bom tempo sem falar. - A empregada aproximando da governanta .

 

 

_ Ah, sabia que tinha algo errado escondido. A sua mãe precisa parar em fazer tudo pelas costas do seu pai. - Madame Mia deu uma boa bronca na italiana , voltando -se para terminar com o seu trabalho.

 

 

Eu sei. Já tentei dizer isso para ela. Porém, ela nunca quis me escutar. Tento ser uma boa filha, mas os meus esforços são em vão. - Lila fazendo um pequeno teatrinho de coitada para ganhar a piedade da governanta.

 

 

_ Ah, tudo bem. Vou fingir que acredito em você. E agora, vou terminar com o que comecei . E a senhorita irá de bom agrado ao escritório do seu pai, sem reclamar. A partir de agora, vai ter que ser uma adulta. - Madame Mia voltando a pentear os cabelos da italiana com ironia.

 

 

_ Ah, é claro. - Lila sorriu misteriosa para a governanta através do espelho e fechando os seus olhos.

 

 

_ '' Como essa menina é cínica. Ela é a cópia exata da mãe dela '' - pensou a Madame Mia ao pentear os cabelos da morena , passando a escova entre os fios de cabelo.

 

 


Notas Finais


me desculpe por algum erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...