História A Bailarina e O Pianista. - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Tags Naruhina, Nejiten, Romances, Saiino, Sasusaku, Shikatema
Visualizações 70
Palavras 1.112
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Segundo Capítulo - Primeiro Dia.


Por Uchiha Sasuke.

Sou acordado com meu irmão jogando um balde de água fria. Porra eu vou matar o Itachi, hoje. Me levanto com raiva, tiro o lençol molhado da minha cama. Que por sorte não molhou por causa do protetor.

Jogo a roupa de cama para lavar e vou tomar banho. Enrolo á toalha na cintura, enquanto escovo os dentes. Visto uma calça jeans preta e uma camiseta branca com um tênis normal. Desço para tomar café, hoje será meu primeiro dia de " castigo" no teatro, parece que irá ter alguma audição eu acho e terei que tocar as partituras enquanto as bailarinas dançam, assim foi falado.

– Bom dia mãe – dou um beijo em sua testa.

– Bom dia querido, dormiu bem ? – pergunta.

– O viado do seu filho, me acordou com um balde de água fria – bufo.

– Olha como você fala do seu irmão, o café está na mesa – aponta.

Em falar nesse infeliz cadê ele será ? Já que só moramos nos três aqui em casa fica melhor para minha mãe. Meu pai foi embora, quando minha mãe descobriu a traição  por parte dele. Aquilo acabou tanto comigo e com Itachi quanto para ela. Dona Mikoto sempre foi uma mulher guerreira, nunca deixou faltar nada dentro de casa para gente.

Itachi assumiu a empresa do meu avô, então ele ajuda nas despesas da casa enquanto eu ajudo á não bagunçar a casa e com algumas tarefas domésticas até eu terminar o ensino médio. Que nesse caso esse ano.

– Estou indo mãe – falo antes de sair.

– Vá com Deus meu filho, cuidado em qualquer coisa me avise – aparece antes de eu ir.

– Mãe eu não sou mais uma criancinha – reclamo.

– Você sempre será o meu eterno bebê , agora vai que se não você vai se atrasar – sorri.

Saio de casa, mesmo querendo está agora nesse momento dormindo. Não sei por quê eu sempre tenho fazer algo mais difícil, Naruto irá fazer trabalho comunitário no banco, ajudando as pessoas. Neji irá ajudar sua mãe em casa, á pedido dela. Shikamaru vai arrumar a biblioteca, uma vez por semana. E já eu terei que trabalhar no teatro até o fim do ano, isso tudo para eu não ser preso.

O teatro não ficava tão longe aqui de casa, então já fui direto para lá sem mais nem menos. Essa semana não precisarei ir para escola já que estou suspenso, fazer o que né ? Cada ação tem sua consequências essa frase ficou na minha cabeça por semanas.

– Sr Uchiha, que bom que veio – uma mulher morena de olhos escuros veio falar comigo.

– Hum.

– Me chamo Shizune, e serei sua supervisora. Você ficará responsável pelo piano como já sabe, hoje vai ser meio trabalhoso pois irá ter uma audição de Ballet aqui e precisaremos da sua ajuda – explica – Então depois que acabar a audição, você estará liberado.

– Tá – apenas digo isso.

Ela me guia até o local onde eu ficaria, era em cima do palco e já tinha várias pessoas na plateia. Tudo parecia ser uma loucura, várias garotas correndo desesperadas para se vestirem ,mães gritando. Aquilo realmente é uma loucura, ainda bem que meu trabalho aqui é apenas tocar e não organizar essa desordem.

– Bom, aqui está as partituras das músicas Sasuke – Shizune me entrega totalmente na ordem.

Faço um teste no piano, que realmente era enorme. As melodias das músicas é bastante agradável, cada apresentação deverá durar mais ou menos 3 minutos, eu acho. Então eu terei que pedir para Deus que eu não canse no meio das apresentações.

                               ***

Faltava apenas mais uma apresentação, graças á Deus . Meus dedos estão ardendo, por sorte á partitura dessa música era bem mais fácil do que as outras. Olhei para a garota entrando no palco, ela estava de top e short preto com umas sapatilhas que á maioria das meninas usaram. Seu corpo exposto já dava para ver que não era cheia de curvas, porém aquelas curvas eram únicas.

Quando ela começou á dançar, vi uma diferença de nível dela para as adversária. Suas pernas estavam realmente retas, que chegava doer em mim. Quando ela caiu em uma abertura, vi que essa garota realmente tinha um talento especial.

Quando achei que as surpresas haviam acabado, ela me surpreendeu com sua enorme elasticidade. Eu jamais iria conseguir colocar minha perna na acima da minha cabeça, sendo que sua perna estava em direção oposta. Seja lá quem for essa mina, eu com certeza se fosse um jurado iria dar uma chance para ela.

– Que bom que acabou – resmungo para mim.

Estalo minhas mãos, que nesse momento estavam cheias de veias e muito vermelha. Vou até um banheiro,lavar as mesmas já tinha me desacostumado á fazer esse tipo de coisa.

– Sr Uchiha, você realmente é um dos melhores pianistas que eu já conheci meus parabéns – Shizune aperta minha mão.

– Obrigada.

– Irei lhe apresentar os juízes – me puxa.

Eram duas mulheres e dois homens, que pareciam estar surpresos com minha atuação em cima do palco.

– Anko, Mei, Jon e Lucca esse aqui é o Sasuke, nosso pianista –  Shizune me apresenta.

– Filho, você arrasou naquele piano – disse a mulher que se chamava Mei.

– Obrigada.

– Você tem quantos anos ? – Lucca pergunta.

– 17.

– Você toca como se fosse profissional, e isso nos encantou – disse Anko.

–  Continue assim – fala Jon.

Agradeço e me despeço deles para ir fazer alguma coisa. Vou dar uma passada lá no banco para ver se o inútil do Naruto está lá ainda. Peço um Uber e vou para encontrar esse idiota.

– Teme – gritava.

– Cala a boca – dou um cascudo nele.

– Aiin não precisava disso – passa á mão no local atingido.

– Não vim aqui para ficar de gritaria não viado, bora dar um rolê ?

– Tenho medo dos seus rolês Sasuke, dá última vez olha o que deu – disse meio apreensivo.

– Deixa de ser idiota caralho, vamos chamar os caras para nós irmos naquela pizzaria nova que abriu.

– Ai sim – lambe os lábios.

– Faminto pra porra.

Mandamos mensagem para o povo nos encontrar na pizzaria nova, só o Lee disse que não poderia por que estava com a namorada dele. Então sobra mais para nós não ?

– Fala aí viados – faço um toque com o Neji.

– Eae Rapunzel.

– Não deixava Neji – Naruto botava pilha.

– Fala mais alguma coisa para você ver se eu não coloco esse prato na sua boca – ameaço.

– Cheguei seus putos – Gaara e Kankuro chegam.

Os outros caras chegam um pouco depois, pedimos uma pizza de frango com catupiry e quatro queijos. Pedimos duas tamanho família já que todo mundo aqui come mais que um trabalhador na roça principalmente o viado do Naruto, não sei como a tia Kushina aguenta ele, por quê puta que pariu, come o dobro de todo mundo nessa porra.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...