1. Spirit Fanfics >
  2. A banda >
  3. Segunda Temporada: A foto indecente e as marcas de cigarro.

História A banda - Capítulo 23


Escrita por:


Capítulo 23 - Segunda Temporada: A foto indecente e as marcas de cigarro.


Sakura

Estávamos ensaiando como nunca. O nosso rendimento estava melhor e todos pareciam estar se esforçando mais. Naruto tinha composto uma nova música que é, na minha opinião, melosa demais, mas parece que todo mundo adorou e a maioria sempre ganha.

- Galera! – Naruto gritou no meio do ensaio. – Lembra-se que eu tinha dito que um amigo do meu pai organizava aqueles eventos importantes?

- Sim. – Gaara responde.

- Pois então, consegui um show para gente!

- Como? – Berro e vou até ele. – Quando? Onde?

- Calma Sakura. – Ele fiz num tom de quem sabe tudo. – O pai aqui já organizou tudinho. – O loiro senta no sofá. – Será mês que vem.

- Mas não entendi direito. – Ino pergunta. – Vamos abrir o show de alguém?

- Não loirinha. – Ele diz se achando no mesmo tom que fez comigo. – Esse vai ser o nosso show.

- AI meu Deus eu não acredito. – Ino da gritinhos e começa a pular.

- Não quero ser estraga prazeres mas... – Sasuke começa falando em um tom baixo. – Mas quem vai querer ir no show de uma banda de adolescente? Quer dizer nem somos famosos.

- Na verdade fizemos muito sucesso quando abrimos o show antes do feriado. – Disse tentando ser positiva. – Finalmente o Baggy Culture vai ter um show próprio. Vamos brilhar galera.

- Uau ela está positiva até demais. – Escuto Hinata sussurrar.

- Está feliz demais. – Ino retruca.

- A calem a boca vadias. – Pego o microfone. – Vão continuar reclamando ai ou vão ensaiar?

A hora passou voando e logo era meia noite. Saímos do porão e fomos todos correndo para nossos dormitórios. Assim que chegamos no quarto, encontro papéis em cima da minha cama, olho para o lado e vejo que na de Ino e Hinata também tem um papel.

- Mas o que é isso? – A morena pergunta. Assim que ela pega o bilhete seus olhos ficam arregalados e ela leva a mão a boca.

Pego o que está em cima da minha cama. E levo um choque tão grande quanto o de Hinata.

Era na verdade um envelope que dentro tinha uma foto minha, quando tinha 13 anos beijando o meu antigo professor de matemática. Mas como alguém tinha uma foto dessas? Isso já faz tanto tempo.

- Foi alguma de vocês? – Hinata pergunta com a face corada de raiva e segurando o bilhete com raiva. – Estão tentando me ameaçar ou intimidar?

- Do que você está falando? – Grito. E logo levanto a minha foto. – Acha que eu estaria imprimindo fotos minhas que eu queria que tivessem sido apagadas?

- O que tem escrito no seu Hinata? – Ino pergunta.

- Alguém dizendo para eu tomar mais cuidado com o meu papai. – Ela ironiza o “papai”. – O que é essa merda toda?

- Não tenho ideia. – Ino fica nos olhando apreensiva.

- E o que tem no seu? – A morena pergunta raivosa.

- Só está dizendo para ter cuidado.

Enquanto elas estão falando eu vou até o armário e procuro nas gavetas o meu pequeno caderno laranja. Estou revirando a gaveta toda e não encontro nada. Merda, será que alguém pegou?

- O que você está procurando Saky? – Ino pergunta.

- Meu diário. – Resmungo. – Alguém roubou ele, provavelmente deve ter visto a foto nele e o seu segredo Hina.

- Escreveu sobre mim? – Ela parecia irritada. – Você não podia fazer isso Sakura, isso é algo sério que você não deveria nem ter escrito!

- Ei não começa a gritar comigo não fui eu quem fez isso! Também estou sendo ameaçada, valeu?

- Ameaçada do quê? De ter namorado seu professor? – Ela diz como se aquilo não fosse nada.

- De ter sido quase estuprada pelo meu professor. Você não sabe porra nenhuma então fica quieta! – Gritei tão alto a ultima parte que aposto que os quartos ao lado devem ter escutado. – Olha... – Digo respirando fundo. – Eu entendo que esteja irritada, também estou caramba, mas ficarmos brigando não adianta nada. Precisamos descobrir quem fez isso.

- Karin. – Ino diz.

- Como se ela nem entrou aqui? A única pessoa que entrou aqui foi a Tenten e o Sasuke.

- Tenten? Fala sério ela estava toda machucada e chorando, dormi bem depois dela e fui eu quem a acordei. – Ino diz.

- Então foi o Sasuke? – Hinata pergunta.

- Pra que ele faria isso? – Pergunto como se aquilo fosse absurdo. – É o Sasuke que estamos falando vocês deveriam ter vergonha de acusar ele!

- Uau pra quem ontem estava brigando com ele, você hoje está bem defendendo ela. – Hinata disse num tom malicioso.

- Hinata você viu como ela foi gentil com ele hoje? A todo minuto ficava corada e nem o chamou de bonequinho de plástico.

- Vocês são duas maliciosas. Deveriam ter vergonha. – Resmungo sentindo a face corar. – Ele acabou de perder a mãe estou sendo gentil porque sou amiga dele e ele precisa de um suporte e de um ombro amigo. Coisa que não estou vendo nenhuma de vocês fazerem. – Pego meu pijama da gaveta.

- Realmente... Tenho ficado tanto com Naruto que estou esquecendo do resto do mundo. – Hinata diz envergonhada.

- Eu não! Estou dando suporte para ele sim. A diferença que não estou apaixonada por ele.

- O quê? – Digo já vestindo o pijama. – O que quer dizer com isso?

- Qual é Sakura, vocês dois sempre vivem brigando, sempre estão se encarando. Eu vi como olhou para ele na quadra e eu vejo como ele te olha quando você está prestando atenção nas aulas.

- Ele me olha quando estou prestando atenção nas aulas? – Sinto minha face corar.

- Sim, quase em todas as aulas que você está focada. – Ela revira os olhos. – Sakura está nítido que vocês dois se gostam.

- Não sei do que está falando. Ele está namorando a Konan, caso você não esteja lembrada. E eu não sou uma pessoa de ficar correndo atrás de ninguém e não vai ser ele que vou correr. – Pulo na cama e me cubro. – Além disso, eu gosto de como estamos, da nossa amizade.

- Ino acho que ela está certa. – Hinata concorda comigo e começa a pegar sua camisola. – É melhor eles serem amigos e não é porque brigam que eles se amam. E outra, se eles começarem a namorar como vai ser? Eles vivem brigando podem terminar e acabar com a banda.

- Mas você e Naruto também namoram e não atrapalha em nada. – Ino diz.

- Mas eu não sou impulsiva que nem a Sakura e Naruto não é cabeça dura que nem Sasuke. – Ela me olha. – Sem ofensas amiga.

- Tudo bem. – Dou de ombros. – Ela está certa Ino.

- Ainda acho que vocês se amam.

Reviro os olhos e me deito de costas para elas.

Acordo com o despertador, levanto da  cama e não demora muito para que nós três estejamos vestidas e descermos para o refeitório.

- E sobre os bilhetes? – Ino resmunga.

- Vamos observar a Karin e todo mundo... – Paro de falar assim que vejo a minha foto pendurada no meio dos corredores, ao lado também tem um pequeno texto falando sobre as marcas de cigarro de Hinata. Merda merda.

Olho para o lado e vejo Hinata tremendo e segurando o choro. Ela corre para o quarto.

- Vai atrás dela, vou me livrar desse lixo. – Digo para Ino e ela corre até Hinata.

Começo a pegar os cartazes antes que o corredor fique lotado e jogo tudo no lixo. Vou até o refeitório e vejo o que eu mais temia. Os cartazes estão bem no alto do refeitório e todos estão olhando para minha foto de 13 anos beijando um velho de quase 60. Eu estava usando um sutiã de renda e ainda tinha cabelos ruivos. E Vários cartazes falando sobre a Hinata.

Minha respiração começa a ficar ofegante, olho para os lados e vejo Naruto e Gaara tentando tirar o cartaz. Vejo também Neji me encarando pasmo e Karin segurando o riso. Mas que merda, eu preciso sair daqui. Antes que eu saia correndo do refeitório sinto alguém segurar meu braço.

- Você não vai a lugar nenhum. – Ele quase sussurra.

- Sasuke me deixa ir embora. – Suplico. – Eu estou...- Começo a gaguejar.

- Seja lá quem fez isso quer que você reaja exatamente desse jeito. Quer ver você reprimida e humilhada. – Ele continua me olhando nos olhos e eu tento desviar por vergonha e tanta humilhação. – Você vai tomar seu café da manhã e vamos conversar como se nada estivesse acontecido, ok?

- Tá. – Concordo com a cabeça e logo vamos andando até a mesa de sempre. Durante o caminho vejo várias pessoas me encarando, parando de comer para me olhar. E escuto até comentários maldosos sobre mim e de que provavelmente estava me prostituindo para professores.

- Quer que eu pegue algo para você? – Naruto pergunta assim que chega perto de mim. Ele tinha tirado todos os cartazes do refeitório. Uma pena que não pudéssemos apagar a memória das pessoas.

- Quero um muffin de chocolate e um suco de maçã. – Murmuro tentando não olhar muito para ninguém.

- Cadê a Hinata e a Ino? – Kiba pergunta para mim. Ele me olha com pena.

- Hinata encontrou cartazes iguais a esses no corredor então acabou entrando em pânico. – Continuo olhando para mesa. – Ino foi ajudar ela. Devem estar ainda no quarto.

- Acha que devo ir até lá?

- Sinceramente? Não, acho que não deve. – Olho para ele que está desapontado e um pouco chateado. Acho que ele realmente queria ajudar mas não sabe como.

- Se encontrarmos mais algum cartaz vamos jogar no lixo. – Sasuke tenta me passar segurança.

- Obrigada. – Olho para ele e tento sorrir.

Sinto algo vibrar no meu bolso, pego meu celular e vejo uma mensagem da minha mãe. Meu coração dispara, será que o diretor tinha visto os cartazes e resolverá ligar para minha mãe?

- Ele não sabe. – Naruto diz chegando perto de mim com a minha comida e a dele. – Tirei antes que o Jiraya veja ou algum outro professor.

- Menos mal. – Resmungo.

Abro a conversa.

“Saky querida depois da sua aula hoje vamos nós encontrar? Preciso conversar com você sobre o ocorrido com o pai de Ino. Aproveite para chamar ela também.”

Ela logo em seguida manda outra mensagem.

“Se quiser chamar aquela  sua outra amiga, Hinata, pode chamar também. Até mais tarde filha.”

Respondo apenas confirmando que iria encontrar com ela. Ainda estava irritada com o fato dela estar namorando o pai de Ino e também com os cartazes, então acabei descontando na resposta que foi bem seca.

- Quem vocês acham que fez isso? – Pergunto para os meninos.

- Acho que foi a Karin. – Naruto diz.

- Só se ela invadiu meu quarto.

- Talvez tenha. – Sasuke diz dando de ombros e devorando seu pão com manteiga.

- De qualquer forma tenho aula de geografia, história e matemática e depois tenho que encontrar a minha mãe. – Tento mudar o assunto.

- Boa sorte. – Naruto diz e logo me abraça de lado enquanto eu devoro meu muffin. Sinto os olhos de Sasuke em mim enquanto mexo no celular.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...