História A Barraca do Beijo - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink
Tags Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 17
Palavras 488
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


BOA LEITURA 😘

Capítulo 23 - Capítulo 22


Fanfic / Fanfiction A Barraca do Beijo - Capítulo 23 - Capítulo 22

— Tenho que ir para a minha aula.

— Certo. Bem, conversamos mais tarde, então.

— Está bem. Boa sorte — ele acrescentou com uma expressão grave. Ri, acenando quando ele ia embora, e sentei em uma das cadeiras. Alguém sentou na cadeira ao lado da minha — Jungkook. O vice-diretor e Thomas entraram direto no gabinete. A porta se fechou por trás deles com um estalido sinistro.

Depois de alguns segundos de silêncio, eu disse um “obrigada” discreto.

Pelo canto do olho, vi Jungkook se endireitar na cadeira. — Ninguém pode tratar uma garota daquele jeito. Especialmente se essa garota é você.

Olhei para ele de lado, sem virar a cabeça. — Bem, obrigada. Mas você não precisava interferir. Podia ter deixado que eu socasse ele.

— Seria um belo soco, tenho que admitir.

— Por que você me impediu? — Não consegui evitar a pergunta.

Ele deu de ombros. — Para falar a verdade... não sei.

— Na verdade, já que estamos falando sobre o que houve, por que você teve que se envolver? Tae, Jimin e Suga ficariam bem.

— Talvez — disse ele.

— Você está se esquivando da pergunta.

Jungkook sorriu. — Sim, estou. Eu acho... não queria vê-la se envolver em uma briga, e não gostei de ouvir aqueles caras falando com você daquele jeito... — ele deixou as palavras no ar, e passou a mão pelos cabelos, enquanto o meu coração batia cada vez mais rápido. E foi então que ele disse as palavras que acabaram com o último fragmento da esperança que vinha crescendo dentro de mim. A frase caiu como se rolasse por uma encosta: — Acho que você é como uma irmã mais nova para mim ou algo do tipo.

— Ah, sim — eu disse, concordando com a cabeça. — É claro.

Ele assentiu também, e em seguida balançou a cabeça como se estivesse tentando clarear as ideias.

Tentei manter a expressão neutra. — Você acha que vai ficar muito encrencado? — perguntei, fingindo examinar minhas unhas.

— Não. Nunca fico encrencado. Especialmente quando descobrirem que eu estava defendendo a sua honra — emendou, com um sorriso torto.

— Haha, muito engraçado — devolvi, revirando os olhos. — Eu estava falando sério.

Jungkook balançou negativamente a cabeça. — Nunca começo brigas, simplesmente as termino. Você sabe. Vou dizer isso para me defender.

— Não vejo motivos para que eu esteja aqui.

— Oh, eles vão querer uma testemunha, só para comparar as versões ou coisa do tipo. Adoram fazer isso.

Ri, olhando para Jungkook e negando com a cabeça. Ficamos sentados em silêncio por algum tempo, mas um silêncio agradável, confortável, o que realmente me surpreendeu. Percebi que, na realidade, aquele era o período de tempo mais longo que já havia passado a sós com Jungkook durante os últimos meses — a menos que se considerasse o tempo do qual eu não me lembrava porque estava bêbada.


Notas Finais


Oii... Como cês tão!? Espero que bem! Espero que estejam gostando da fic.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...