História A barraca do beijo.... continua... - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias A Nova Cinderela
Tags A Barraca Do Beijo
Visualizações 310
Palavras 1.429
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Demorou mais esta ai, mais um capitulo..
Espero que gostem...

Capítulo 7 - Dia de cão..


Fanfic / Fanfiction A barraca do beijo.... continua... - Capítulo 7 - Dia de cão..

Noah

Após Felicity e eu comermos alguns sanduiches na cantina do hospital, resolvemos voltar para a recepção para vermos se já havia alguma noticia do estado de saúde do Theo. Não havia ninguém na recepção, e como não tínhamos autorização para entrarmos em nenhum quarto, resolvemos esperar. Foi nesse momento que resolvi pedir o celular da Felicity emprestado. Precisava falar com a Shelly. Não havíamos conversado ontem e nem hoje, e sei que ela já deveria estar preocupada.

Liguei uma, duas vezes e nada. Chamou até cair . E resolvi deixar uma mensagem, para que ela soubesse que eu estava bem.

“Shelly, sou eu Noah! Estou tentando falar com você o dia todo. Aconteceu algo? Você está bem? Não estou na faculdade, e meu celular descarregou, pedi o celular de um amigo emprestado. Eu estou bem. Só estou com saudades! Quando eu chegar no meu quarto te ligo. Te amo!..”

Sei que menti sobre o celular do amigo, mas não poderia dizer a essas horas da noite que eu estava com uma amiga. Irei dizer a verdade a Elle. Mas quero conversar com tempo, contar tudo o que aconteceu. E nesse momento eu estava muito preocupado com o Theo. Precisava realmente saber como a saúde dele estava, e o que havia acontecido com ele. E estou cansado preciso dormir. Preciso da minha cama. Preciso da Shelly aqui comigo.

Entreguei o celular para Felicity e a agradeci. A perguntei se ela já tinha alguma notícia e ela simplesmente abaixou a cabeça e negou. Sei que ela também estava muito preocupa, afinal eles eram amigos a muito tempo. Tipo a Elle e o Lee.

_Felicity. O Theo irá ficar bem! _ pego em sua mão e tento conforta-la.

_Estamos rezando para isso meu rapaz. _Donna, mãe de Felicity estava chegando onde nós estávamos. _Estamos fazendo de tudo para que o garoto melhore. Mas já está na hora de vocês dois irem. Precisam descansar. E terão que ter muita disposição para a bateria de perguntas que irão enfrentar.

_Desculpe, mas não entendi! _digo confuso.

_Bom! Se realmente for comprovado que Theo teve uma overdose tanto por ingerir bebidas alcoólicas ou ter usado drogas, vocês dois serão intimados a prestar esclarecimentos para a direção da faculdade. Afinal vocês três estavam juntos e no dormitório da faculdade quando aconteceu. E pelo conhecimento que tenho posso afirmar que, o que Theo teve foi um baita de um trote de mal gosto. E ate onde sei esses trotes já estavam proibidos. E por vocês serem calouros podem querer esconder os organizadores desses eventos. Mas já adianto que será melhor vocês irem logo falando a verdade.

_Mas mãe!

_Nada de “mas” Felicity!

_Sempre falei pra você não se encantar com esses jogadores de futebol da faculdade. Que eles só eram encrenca, e o que você me arruma. _Donna cospe essas palavras e olha pra mim.

_Bom a senhora queira me desculpar. Mas sua filha e eu somos somente amigos. Eu tenho namorada. E não tenho a necessidade de trai-la. E ainda mais o que você acha que sabe sobre mim? Mal me conhece. Fico besta em saber que uma menina como Felicity tenha uma mãe tão mesquinha feito você. Sou amigo do Theo e realmente sou jogador. E quanto aos trotes não sei de nada que aconteceu. E o Theo já chegou no meu quarto sozinho e passando mal. E ficarei a disposição de qualquer pessoa para mais esclarecimentos. E se vocês me derem licença. _ Digo da forma mais educada possível, mas a minha vontade era socar a parede e gritar que eu não tenho nada haver com isso tudo. Que o que eu quero agora é ver meu amigo bem...

Saio dando passos largos e respirando fundo pra não voltar e falar umas verdades para aquela mulher. Quem ela acha que è?

_NOAH! NOAH! _Escuto Felicity me gritar e me viro, tomara que ela esteja sozinha, pois não sei se consigo olhar na cara da mãe dela. _ Noah, por favor me desculpe. Minha mãe acha que porque ela ser medica ela é a “dona” da verdade.

Felicity faz aspas quando fala Dona e nós dois rimos.

_Tudo bem Felicity! Estamos todos alterados. E sei que ela está preocupada com a situação e com você. Mas agora o que mais preciso é de um banho. Podemos nos encontrar aqui amanhã?

_Sim! Eu também preciso descansar.

Deixo Felicity ali sozinha e saio do hospital. Peguei um taxi e fui direto para o meu quarto no dormitório. Resolve ficar nos dormitórios, para evitar essas fraternidades chatas, que acham que podem nos dizer o que fazer e com quem andar. Mas infelizmente tem alguns problemas que não podemos evitar. Chego no quarto, exausto. A cabeça a mil. Só preciso de uma água caindo no meu corpo e uma boa noite de sono. Quando saio do banheiro, já são 02:00 da manhã, e não posso ligar pra Shelly. Ela deve estar dormindo e eu quero minha cama.

Acordei assustado, com o sol já clareando o meu quarto. Olho no relógio e são 09:00 da manhã. Resolvo sair para correr. Preciso colocar alguns pensamentos em ordem. E correr me faz bem. Ah! Como eu precisava da Shelly aqui comigo. Preciso resolver toda essa história com o Theo e a Felicity. Preciso realmente descobrir o que aconteceu com o Theo. E esclarecer as coisas com a Felicity. Se aconteceu algo entre nós foi um erro. Pois a pessoa que eu quero e sempre irei querer do meu lado é a Shelly. Preciso tanto ver a Shelly. E irei. Irei conversar com o diretor e solicitar uma semana de liberação para resolver problemas pessoais, e vou em casa, preciso ver a minha garota.

Confiro as horas. Meu Deus! Corri demais! Já são 11:00 horas. Volto para o meu quarto, tomo um banho , e ligo pra Shelly.

_Shelly! Shelly!

_OI Noah!!

_Oi amor! Como é bom ouvir sua voz.. Estou com tanta saudade..

 

Elle

Assim que chego em casa, não encontro ninguém. Meu pai e meu irmão devem ter saído. Pego alguma coisa para comer e subo para o meu quarto. Preciso de um banho.

Quando começo a tirar minhas roupas, meu celular toca. É o Noah! O que eu faço? Atendo ou não atendo? Resolvo atender, pois uma hora ou outra, teremos que conversar. Atendo, mas irei ser dura. Preciso saber o que está acontecendo.

_Shelly!!

Ai meu Deus! Como eu amo esse cara. Que saudade! Saudade de abraça-lo, de beija-lo, de fazer amor com ele. Para! Para Elle, seja firme.

_Oi Noah!

_Oi amor! Como é bom ouvir sua voz.. Estou com tanta saudade..

_Ah amor, eu também estou. Estou com saudade do seu cheiro, dos seus abraços, do seu beijo...

Que droga, Elle!!!!!!!!!!!!!!! Era pra você ficar brava com ele, que boca maldita.

_Também estou Shelly! Tenho que resolver alguns problemas na faculdade. Mas assim que der vou ver se consigo uns dias de folga, para ir te ver.

_Problemas? Que problemas, Noah? _pergunto já preocupada. Toda a raiva e medo de perde-ló, dão lugar a preocupação. Será que ele esta bem? E que problemas são esses? Tem a ver com sua nova “Amiga” Felicity? Minha boca formiga para perguntar. Mas me controlo. _Ah amor! Verifica se consegue resolver rápido, estou com muita saudade.

_Também estou Shelyy. E sobre os problemas, são coisas de faculdade: trabalhos, notas. Eles possuem alguns estágios em áreas especificas, e eu estava pensando em me escrever. Mas se eu fizer isso, não poderei jogar futebol. Pois o meu tempo livre, estarei ocupado nos estágios.

_Estágio? Mas já? Mas você já se decidiu sobre o curso? Achei que no primeiro ano seria ser somente matérias gerais.

_Mas é amor! Eu que estou ansioso. Shelly espera um pouquinho estão batendo na porta.

Noah me deixa na linha para atender a porta. Estágio?? Mas pra que estágio agora, estou com os pensamentos nas possíveis profissões que Noah pensa em fazer. Ele sempre mudava de conversa, quando eu o perguntava qual a profissão que ele iria seguir. Então ouço.

_Felicity! O que você faz aqui?

_É o Theo? Noah! Precisamos ir.

Mas que inferno, essa garota de novo.

_NOAH! NOAH! O QUE ESTÁ ACONTECENDO? _grito ao telefone.

_Elle, preciso desligar. Depois te explico tudo.

_NOAH FLYNN!!!!!!!!!!!!

Grito... Mas ele já havia desligado. FLYNN você tem muito o que explicar.

Ahhhhhhhhhhhhhh...

Jogo o celular na cama. Estava irada e precisava colocar isso pra fora.

Ligo pra única pessoa que sei que não vai me abandonar.

_Lee.. Dez minutos na minha casa. Não atrase. Quero dançar.

Que dia de cão...............


Notas Finais


E agora? Como Noah irá explicar pra Elle tudo o que esta acontecendo em sua vida. E Elle ira acreditar que Felicity é somente uma amiga???????
Comentem............. Deem sugestões que eu vou colocando ao longo da historia.....................
Amando escrever a historia


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...