História A Batalha Final - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Harry Potter, Hermione Granger, Lord Voldemort, Minerva Mcgonagall, Ronald Weasley, Severo Snape
Tags Sevmione, Snamione, Snanger, Snapemione
Visualizações 45
Palavras 1.448
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Magia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esta é uma das minhas fics favoritas, entre tantas sei... mas esta é muito especial, pois foi escrita quando lançaram o quarto filme e eu já previa uma batalha para terminar a saga, desde que o lado bom vencesse o mal! E claro, torcia para que a Hermione ficasse com Harry, já que pelos padrões da tia JKR, o SS (sexy Snape) é muito mais velho que a aluna para ficar com ela...). Em se tratando de fic tudo pode acontecer, então eu me dei como desafio aproximar os dois (professor e aluna) e amo o resultado das minhas fics, pq HG sempre fica com o gostoso Snape!🦁🐍 Tanto é que nesta fic eu também formo o par Alvo e Minerva (professor e aluna). Lembrando que nas fics a imaginação corre solta e não é pq a tia JKR determinou um destino para seu personagem que devemos aceitar! 😂
Ótima leitura a todos e espero que gostem!
Corujas são sempre bem-vindas! 🦉🦉🦉🦉

Capítulo 2 - O Plano


Fanfic / Fanfiction A Batalha Final - Capítulo 2 - O Plano

      O dia seguinte transcorreu maravilhosamente bem, exceto para Severo que mesmo durante seus períodos de aula se surpreendia pensando nela. Parecia tão frágil chorando... Por que teve que ser tão arrogante? Mentiu para si mesmo quando disse que não estava sensibilizado, é claro que estava, por que então não a abraçou naquele momento? Era um covarde, tinha que admitir... Tinha medo de mostrar o seu verdadeiro eu, um homem sensível que no fundo admirava aquela moça... Não só sua inteligência, mas ultimamente reparara em sua beleza, em seu corpo...  Um corpo perfeitamente delineado que lhe provocava certos arrepios e libertava seus desejos mais ocultos.

      Hermione sentiu-se bem durante todo o dia. Quando desceu para o salão principal para jantar é que lembrou da detenção. Lembrou-se do que disse a ele e agora estava bastante preocupada em encontrá-lo. Perdeu completamente a fome e depois que tomou seu suco saiu em direção a Masmorra.  

      Bateu na porta e aguardou alguns minutos. Severo não saiu do seu lugar, apenas lançou um feitiço para destrancar a porta e falou para ela entrar. Hermione entrou e disse-lhe “boa noite”, mas ele não respondeu. Ficou em pé aguardando ser chamada. Severo pediu para que se aproximasse até a mesa onde ele estava e mostrou uma cadeira para ela se sentar, próxima a ele.

- Srtª. Granger, falei com o diretor e ele achou ótima a idéia de lhe colocar a par do nosso plano confidencial... Trata-se de um plano bastante arriscado para derrotarmos o Voldemort... Estou preparando a poção da invisibilidade para todos os membros da Ordem da Fênix. Contamos com a Srtª. a partir de hoje para me auxiliar no preparo de grande quantidade desta poção. Ela é uma poção muito perigosa. Deve ser muito bem preparada, os componentes devem estar em perfeito equilíbrio para que seu efeito seja o desejado. Este assunto é extremamente confidencial, a Srtª. não poderá contar a ninguém, nem para seus amigos e nem mesmo para outros membros da Ordem, pois será tarefa do diretor. Alguma dúvida?

- Muitas... Primeiro, gostaria de saber se já há alguma data definida para executar este plano; segundo, quais são as nossas chances de vitória e, terceiro, de acordo com a profecia, é o Harry que deverá matá-lo, como ele fará isso?

      As dúvidas dela eram, com certeza, dúvidas dele também e do diretor. Severo levantou-se, andou um pouco pela sala, demonstrando uma certa preocupação em seu rosto. Depois aproximou-se dela e respondeu, procurando tranqüilizar-se mais a si mesmo do que a ela.

- A data ainda não está definida, mas com certeza será antes do final do ano letivo. Talvez quando as poções estiverem prontas... As chances da vitória são grandes, mas para isso a poção deverá estar perfeita e, respondendo a sua última pergunta, eu e o Prof. Dumbledore ainda estamos pensando como o Sr. Potter o matará... Talvez com a poção da morte, mas para isso vamos precisar da autorização do Ministro da Magia.

      Hermione também demonstrava preocupação quando perguntou:

- Os livros mencionam que a poção da invisibilidade poderá deixar graves seqüelas se não estiver corretamente equilibrada... E se eu não estiver enganada, ela está na lista das poções proibidas...

- Isso mesmo! A Srtª. realmente presta atenção em minhas aulas... Sabemos do risco, mas posso lhe assegurar que levei seis meses para equilibrar a poção e já testei em cobaias.

      Severo olhou no relógio e perguntou:    

- Podemos começar? Vamos para o outro laboratório?

- Existe outro laboratório?  Hermione perguntou surpresa.

- Oh, sim! A Srtª. vai gostar... É bem mais espaçoso do que este. Este é só para as aulas práticas.

      Severo caminhou em direção ao armário de ingredientes e ao lado existia uma porta pouco visível. Ele abriu e ambos desceram umas escadas de ferro, em forma de caracol. Estava muito escuro e Hermione teve que se segurar na capa dele para não cair.

- Desculpe professor...

      Severo estava acostumado a enxergar na escuridão por isso não se preocupou em iluminar o caminho.

- Tenha cuidado, Srtª... É melhor me dar a sua mão!  Hermione deu a mão para ele e ele a conduzia. Ela tinha que admitir era uma sensação muito estranha aquela... O contato da mão dele, grande e fria na sua mão quente e delicada.

      Quando chegaram no andar de baixo, Severo ascendeu todas as luzes. Hermione ficou impressionada com o laboratório. Era um local muito amplo, todo branco e muito bem equipado. Os armários e as estantes eram brancos com diversos vidros contendo poções de várias cores. Os caldeirões eram dispostos em duas filas, alternados em aço inoxidável e cobre. Ela reparou que somente os de aço inox estavam ocupados e cozinhavam lentamente as poções.

- Incrível! Este laboratório é um sonho...

- Sabia que a Srtª. iria gostar. Este foi o último investimento de Hogwarts. Convenhamos, o nosso diretor tem bom gosto! Eu ajudei a projetá-lo, mas não o faria todo branco... A vantagem é que facilita muito as pesagens e medidas precisas de poções complexas, a desvantagem é que os elfos tem que vir diariamente limpar...

    Severo alcançou um jaleco branco a ela e depois de tirar sua capa, também vestiu um. Depois falou para ela sentar-se num banco e foi até o quadro branco com sua varinha, as letras iam surgindo para formar a fórmula da poção e explicou cada etapa de como é feita a poção. Deixou o passo a passo disponível de forma bem didática.

- Veja, cada caldeirão de aço contém cinco litros de poção que deverá cozinhar lentamente por três dias até que se reduza ao volume de quinhentos mililitros. Sabemos que a poção atingiu seu ponto de equilíbrio quando o pH chegar a sete, mas todas as amostras retiradas para a análise devem retornar ao caldeirão. Se chegar ao ponto de equilíbrio com um mililitro a mais ou a menos, todo o conteúdo deverá ser desprezado para ninguém correr riscos de ficar parcialmente invisível ou invisível eternamente... Semana passada de cinco caldeirões eu consegui dois frascos de quinhentos mililitros, sendo que um eu já gastei no teste com as cobaias. Analisei o tempo de duração da poção e efeitos colaterais. Não houve problemas, agora falta testar em humanos.

- Muito interessante... Mas como poderei ajudar?

- De três formas: pesando os ingredientes, analisando o pH das poções e bebendo junto comigo uma amostra para testar tempo de duração e efeitos colaterais em humanos.... A Srtª se dispõem a testar a poção?

-   Claro, pode contar comigo!

     Enquanto ele pensava na coragem dela em aceitar prontamente beber o teste, ela pensava o quanto profissional ele era, pois nunca soube de nenhum problema em todas as poções que ele preparava.

- Professor, por que somente os caldeirões de aço inoxidável podem ser utilizados, é por causa da reação do metal?

- Isso mesmo! A poção deve evaporar lentamente, o aço não reage com os ingredientes; já o cobre, devido ao tempo exposto, reagiria.  Está vendo, são cinco caldeirões que preparo por vez. Estes eu comecei hoje, ficarão prontos depois de amanhã. Então, amanhã teremos tempo para testarmos a poção que sobrou da primeira partida. Depois de amanhã estaremos muito ocupados nas análises de pH, que deverão ser feitas de cinco em cinco minutos.

- O que faremos hoje?

- Podemos adiantar a próxima partida. Vamos deixar os ingredientes todos pesados. É a parte que dá mais trabalho, pois tem que estar tudo muito bem pesado.

      Severo foi até o armário e alcançou os ingredientes para ela. Depois separou os vidrinhos com tampas. Cada um ficou numa bancada com vinte e cinco vidrinhos e cinco ingredientes. 

- Cada frasco deverá conter só um ingrediente e cada ingrediente deverá ser pesado cinco vezes, não se esqueça de identificá-los. Alguma pergunta?

- Nenhuma, podemos começar!

     Levou quase uma hora para terminarem. Severo terminou alguns minutos antes e começou a guardar os frascos na prateleira vazia.

      Antes de saírem do laboratório, tiraram os jalecos, Severo pegou sua capa e apagou todas as luzes. Hermione subiu as escadas, Severo estava logo atrás para protegê-la, caso ela tropeçasse novamente.

      Ao chegarem na sala de aula, Severo agradeceu a ajuda e disse para ela ir. Ela ficou um tempinho parada, criou coragem, olhou para ele e disse:

- Me desculpe por ontem?

      A pergunta pegou Severo de surpresa e com meio sorriso respondeu:

- A Senhorita deve tomar muito cuidado, pois o amor e o ódio se confundem...

       Ela saiu em direção a torre da Grifinória tentando compreender o que ele disse. 

-"Ele me deixa tão confusa... Amor e ódio... Como ele pode mudar tanto? Quando está dando aula é um carrasco, quando está a sós comigo, comporta-se como um cavalheiro"..

 

Continua...


Notas Finais


Todos os personagens presentes na fic fazem parte do mundo de Harry Potter e pertencem a J.K.Rowling.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...