História A beautiful disaster - (Sebaek) - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Big Bang, CrystaL Clear (CLC), EXO, Red Velvet
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, D-Lite (Daesung), Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Seunghee, Sorn, Suho, Tao, Xiumin, Yeeun, Yeri
Tags Baekhyun!top, Chansoo, Sebaek, Sehun!bottom
Visualizações 47
Palavras 2.474
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


* desviando das pedras * amas oi

Bom,nos vemos lá embaixo,boa leitura^^

Capítulo 6 - Seis


       A decisão foi uma loucura,mas libertadora. No dia seguinte,entrei na cafeteria da universidade e sem pensar direito andei até uma mesa,e me sentei na frente de Sehun. Estão ao seu redor era natural e fácil,apesar dele olhar com insistência a população estudantil em geral,e até alguns professores,ele também parecia gostar de me ter por perto.

       — Vamos estudar hoje,ou você vai andar pra trás? – Falei olhando diretamente para ele.

       — Sim. Vamos sim. – Ele falou simples e se levantou.

     O único ponto negativo de sair com ele,comi amigos,foi que quanto mais tempo passava com ele,mais eu gostava dele. O que fazia ser mais difícil esquecer a cor e a forma de seus olhos,quanto como seu perfume era suave. Notei também mais algumas coisas sobre ele,como o quão longas suas pernas eram,e as cores que ele mais gostava de usar no dia-a-dia. Tenho um bom conhecimento em que semana eu não deveria lhe encher,então eu enchia Chanyeol,e por sinal coincidiu por ser a mesma semana que ele não poderia ver Kyungsoo para darem uma rapidinha pelo menos. E quando um Park Chanyeol não tinha sua foda diária,ele  ficava insuportável!

       E mesmo quando ele estava passando por momentos estressantes,ele não era espalhafatoso como a maioria das pessoas. A única coisa que parecia o afetar eram as perguntas ocasionais sobre nosso relacionamento,mas enquanto eu cuidava dele, Sehun superou isso rapidamente.

       À medida que mais tempo passava,as pessoas especulavam menos. Almoçamos juntos na maioria dos dias e nas noites em que estudávamos,eu o levava para comer fora. Chanyeol e Kyungsoo até nos convidaram para ver um filme,ou alguma série uma vez. Nunca foi estranho,nunca houve uma questão de que nos fossemos mais do que simples amigos. Eu meio que não tinha certeza de como me sentia sobre isso, especialmente desde a minha decisão de não insistir,mas isso não me impedia de fantasiar sobre fazê-lo gemer no meu sofá. Até que uma noite,eu está a olhando para ele e Kyungsoo o puxou para lhe fazer cócegas e então eu imaginei Sehun na minha cama.

      Ele precisava sair da minha cabeça.

     A única  maneira  de parar de pensar nele era focar na minha próxima conquista. Poucos dias depois,um rosto familiar me chamou a atenção. Eu o tinha visto antes,com Shin Hoseok. Minhyuk era bem quente,nunca perdeu uma chance de me mostrar suas coisas favoráveis, se é que me entendem,e me falou bastante sobre odiar minha barriga,o porquê? Nem eu sei. Felizmente ele só me gastou 30 minutos e um convite preliminar de o acompanhar até em casa. Eu mal havia fechado a porta da frente quando ele se lançou em mim tirando minhas roupas. Lançou-se para o poço profundo do ódio que ele tinha abrigado em minha direção desde o ano passado. Ele saiu com um sorriso no rosto e uma decepção em seus olhos.

      Eu ainda tinha Sehun em minha cabeça.

     Nem mesmo o cansaço de um pré-orgasmo estava me ajudando,e eu senti algo novo: a culpa.

     No dia seguinte,corri para a aula de história e deslizei para a mesa ao lado de Sehun. Ele já tinha seu notebook e livro abertos,e nem percebeu eu ao seu lado.

     A sala de aula estava mais escura do que o habitual,as nuvens lá fora estavam roubando a luz natural da sala que geralmente é derramada pelas janelas. Cutuquei seu cotovelo como de costume e peguei o lápis de sua mão começando a rabiscar as margens de seu caderno. Comecei com esboços de minhas possíveis próximas tatuagens,mas depois comecei a escrever seu nome em letras frescas. E me olhou e sorriu. Me inclinei e sussurrei em seu ouvido

     "— Quer almoçar fora do campus hoje?"

     "— Não posso." – Ele sussuros de volta.

      Suspirei,e escrevi em seu caderno.

     "Por que?"

    "Por que eu tenho que fazer uso do meu plano de refeição Baekhyun."

     "Mentira."

      "É sério."

      Eu realmente queria discutir sobre isso,mas foi ficando sem espaço na página. Mas então eu rabisquei bem no topo vazio da página.

     "Boa sorte com sua refeição mistério então."

     Ele riu,e eu gostei disso,ouvir ele rindo estava no topo da minha lista de melhores sensações que já havia sentido. Depois de mais alguns rabiscos e um desenho legal,o professor dispensou a classe.

      Joguei o lápis de Sehun em sua mochila enquanto ele arrumava o resto de suas coisas,e então fomos até a lanchonete do campus. Não tivemos muitos olhares,como das outras vezes. A população de estudantes já havia se acostumado a nos ver juntos em uma base regular. Enquanto andavamos conversávamos sobre a aula de história. Sehun passou seu cartão de refeição e em seguida,fez seu caminha para a mesa.  Imediatamente notei algo faltando em sua bandeja: a lata de suco de morango,que ele pegava todos os dias.

      Olhei para o caixa,e vi meu "alvo",me levantei e andei até lá.

      —  Ei,senhorita....huh... Senhorita. – Chamei,e então a senhora se virou,e me avaliou antes de decidir se eu lhe causaria problemas como a maioria fazia antes. Reparei em uma verruga que havia em seu queixo,tinha um pequeno cabelinho saindo dela,ok,isso é nojento! Tentei não olhar muito e então dei meu melhor sorriso. — Eu estava passando por aqui,e notei que não tem suco de morango,e claramente a senhora parece ser a chefe aqui...

      — Tem alguns lá nos fundos,mas estive tão ocupada que nem os trouxe para a vitrine.

       Neguei. — Como uma senhora tão encantadora é feita de escrava assim? Eles deveriam te dar um aumento por ser tão prestativa. Ninguém trabalha tão duro como a senhora aqui,e nós percebemos isso.

      Vi ela abrir um enorme sorriso e se derreter. — Que atencioso você é. Precisa do que? Só de suco de morango querido?

      — Só um por favor....se não for importar para a senhora.

     Ela piscou pra mim. E eu tremi levemente por perceber que aquela maldita verruga me encarava.

      — Claro que não vai querido. Espere aqui que eu vou pegar uma lata para você.

     Assim que peguei a lata,andei até a mesa e coloquei-a na frente de Sehun.

      — Você não devia ter feito isso,eu já ia lá pedir. – Ele falou tirando sua jaqueta deixando seus ombros expostos pela regata. Sua pele ainda estava bronzeada por conta do verão,e estava um pouco brilhosas me implorando para toca-los.

       Uma dúzia de coisas sujas passou por minha mente como um foguete.

     — Bom,agora você não precisa mais. – Falei oferecendo meu melhor sorriso,dessa vez de uma maneira genuína. Esse foi mais um daqueles momentos felizes com Sehun,e eu meio que precisava desses momentos,e eu o desejava para isso.

       Ouvi Kihyun abafar uma risadinha de deboche. — Será que ele te transformou em um empregadinho pessoal, Baekhyun? Qual vai ser a próxima coisa? Você o abanando com uma folha de palmeira enquanto veste uma sunga?

     Estiquei meu pescoço,vendo Lee com um sorriso espertinho. Ele não quis dizer nada com isso,mas ele arruinou meu momento. Certo,eu parecia um pouco como um empregadinho por ter trazido suco para ele.

     Sehun se inclinou para frente. — Você não poderia nem encher uma sunga Kihyun,mesmo se quisesse fazer isso. – Oh falou com desdém. — Então cale a droga da sua boca.

    — Pega leve Sehun! Eu só tava brincando. – Lee falou erguendo as mãos.

       — Só... Só não fale dele assim. – Oh falou e logo franziu o cenho.

      O olhei por um momento,e vi que sua raiva diminuiu,antes dele voltar a atenção a mim.

      — Agora já vi de tudo. Eu realmente fui defendido por Oh Sehun? – Falei risonho olhando para ele. E então me levantei,descartando minha bandeja,já que não estava com fome.

         Andei até a porta de entrada/saída e caminhei para fora,tirando meu cigarro do bolso e o acendi,tentando assimilar tudo.

       Eu realmente fui feito de "empregadinho" de alguém? Ótimo,depois de dois anos nessa faculdade,eu estou dando motivo para meus irmãos de fraternidade tirarem uma com a minha cara.

        Percebi que não estava sozinho. Quando os outros(as) fumantes em minha volta riram para mim,fiz o mesmo,ainda que não tivesse a mínima ideia do que eles estavam falando. Por dentro eu estava chateado,humilhado,ou puto por estar humilhado. Tanto faz o que seja. Eles acenaram para mim,em especial as garotas,e se revezaram em tentar puxar assunto comigo. Eu apenas balancei a cabeça e sorri para parecer legal,mas eu realmente só queria sair dali e socar alguma coisa. Acesso de raiva em público iria mostrar fraqueza,e eu não estava a fim dessa merda.

       Sehun passou por mim,e eu cortei a garota que estava falando comigo no meio de sua frase,e corri para alcança-lo.

       — Espera aí,little. Eu vou com você até sua sala.

        — Não precisa Baekhyun,você não tem que andar comigo para todas as classes. Sei como chegar lá sozinho.

      Eu admito: Isso doeu um pouco. Ele nem sequer olhou pra mim quando falou isso completamente indiferente. Então um garoto,com um belo traseiro passou por nós. Olhei como ele rebolava enquanto andava. Foi quando a verdade se abateu sobre mim: Eu tinha que comer alguém aleatório,foi e vai ser a melhor coisa que irei fazer,já que Sehun não queria mais nada do que minha amizade. Eu pretendia fazer as coisas certas e manter as coisas de modo platônico,mas se eu não fizesse algo drástico,o plano de perderia na confusão de pensamentos e emoções conflitantes que rodavam dentro de mim.

     Era hora de finalmente desenhar uma linha. Eu não merecia Sehun,de qualquer maneira. Qual foi o ponto?

     Joguei meu cigarro no chão. — Falo com você mais tard, little.

        Coloquei no meu rosto o plano de jogo,mas não demoraria muito. O garoto fez questão de cruzar meu caminho,esperando que sua calça de couro extremamente apertada chamasse minha atenção. Fui até em frente dele é me virei empurrando as mãos nos bolsos.

       — Está com pressa?

      O garoto desconhecido sorriu. Já tinha conquistado.

      — Estou indo para a aula.

       — Sério? Qual classe?

       Ele parou,e eu dos lados de sua boca subiu,formando um meio sorriso.

      — Byun Baekhyun,certo?

       — Ok. Minha reputação me procede?

       — Com certeza.

       — Então... Culpado. – Falei e ri nasalmente.

      Ele balançou a cabeça. — Eu tenho que ir para a aula.

     Suspirei fingindo decepção. — Isso é uma vergonha. Eu ia te pedir um pouco de ajuda.

      — Com o que? – Seu tom era duvidoso,mas ele ainda estava sorrindo. Eu apenas poderia ter pedido para ele me seguir para casa e termos uma transa rápida,ele provavelmente teria aceitado,mas precisava de certa quantidade de charme,seria um longo caminho para mais tarde.

       — Para chegar ao meu apartamento. Tenho um terrível sendo de direção.

       — É mesmo? – Ele perguntou balançando a cabeça e franzindo a testa,e então sorriu. Ele estava tentando não ser lisonjeado.

         Dei uma rápida olhada em suas pernas,e senti aquele inchaço familiar em minhas calças jeans,e troquei meu peso para o outro pé.

      — Péssimo. – Sorri e o vi morder levemente seu lábio inferior.

        Ele encolheu os ombros,tentando manter a calma.

      — Mostre o caminho. Se eu ver que você esta desviando,eu te aviso.

       — Eu sou assim mesmo. – Falei acenando com a cabeça na direção do estacionamento.

          Ele já tinha a língua em minha boca antes de termos percorrido todo o caminho até às escadas do apartamento,e já estava tirando seu casaco antes que eu pudesse encontar a chave certa. Estávamos desajeitados,mas foi divertido. Eu tinha muita prática de abrir a porta com meus lábios em alguém. Ele me empurrou para dentro da sala,e como ele era menor que eu, o agarrei pelos quadris e o empurrei contra a porta,para fecha-la. Ele enrolou as pernas em volta de minha cintura,e eu o levantei,pressionando minha pélvis contra a dele.

       Ele me beijou comi se estivesse passando fome,e ele sabia que não havia comida na minha boca. Ele mordeu meu lábio inferior,e eu dei um passo para trás,perdendo meu equilíbrio e caindo entre a mesinha de centro da sala e o sofá. Algumas coisas que estavam sob a mesinha caíram no chão.

     – Oops. – Ele falou rindo.

         Eu sorri e vi como ele caminhou até o sofá e se inclinou sobre ele para que sua bunda ficasse totalmente visível para mim.

       Desfivelei meu cinto e dei um lado. Ele iria fazer isso fácil. Ele arqueou o pescoço e me olhou por cima dos ombros. Como ele era quente como o inferno,e eu daria o que ele queria. Meu zíper mal podia conter o que estava por baixo. Ele se virou para olhar pra mim e eu me inclinei,plantando meus lábios sob os seus.

      — Talvez... – ele falou entre o beijo,e separou os lábios dos meus. — Talvez eu devesse... Lhe dizer o meu nome? – Ele perguntou ofegante.

      — Por quê? – Respondi ofegante também. — Eu meio que gosto disso.

       Ele sorriu e enganchou os dedos nas laterais de sua calça,e a puxou para baixo,até que ficasse em seus tornozelos. Seus olhos conectaram com os meus,refrescantes e ímpios.

       Os olhos de desaprovação de Sehun passaram em minha mente.

      — O que você está esperando? – Ele perguntou animado e impaciente.

       — Absolutamente nada. – Falei,balançando a cabeça. Tentei me concentrar em sua bunda nua contra minhas coxas. Tendo de se concentrar para ficar duro foi definitivamente algo novo e diferente para mim,e isso é tudo culpa de Sehun.

        O garoto se virou e puxou minha camiseta para cima,e então terminou de tirar minha calça. Merda! Ou eu estava trabalhando em ritmo de tartaruga,ou esse garoto era uma versão de mim. Tirei meus tênis,e em seguida,sai jogando meu jeans para o lado.

      Ele passou uma de suas pernas para colocar do lado do meu quadril,fazendo o mesmo com a outra.

      — Eu sempre quis isso... – Ele sussurrou em meu ouvido. — Desde que te vi na orientação de calouros no ano passado.

        Passei a mão em sua coxa,tentando pensar se eu tinha falado com ele antes. No momento em que meus dedos alcançaram o fim da linha,foram melecados de pré gozo. Ele não estava brincando. O valor de um ano de preliminares fez o meu trabalho ficar muito mais fácil.

       Ele gemeu em alguns segundos pelo fato de minha mão estar em volta de seu membro, totalmente ereto. Ele estava tão necessitado... Senti minhas bolas começarem a doer. Eu só tinha pego duas pessoas na última semana.

      Esse garoto,uma garota qualquer. Ah espera. E Yeeun que completava três. Na manhã em que conheci de fato Sehun.

     A culpa tomou conta de mim,é isso teve um efeito bastante negativo em meu pau.

      — Não se mova. – Falei,antes de me levantar e correr apenas de boxer para meu quarto. Procurei por aquele pacote familiar em minha cabeçote,e depois corri de volta para a sala,vendi o garoto parado exatamente onde deixei. Ele pegou o pacote de minha mão,e em seguida ficou de joelhos. Depois de um pouco de criatividade e truques bastante surpreendentes com a língua,tive a luz verde para colocá-lo no sofá. E então eu o fiz. O coloquei de bruços,fiz o trabalho.

      E ele amou cada minuto.


Notas Finais


Então..... Demorei pra atualizar,mas tenho bons motivos,ou péssimos não sei... Bom como voltei pra escola essa semana,fiquei um pouco sem tempo pra escrever,e decidi que as atts serão todos os finais de semana,ok? (Perdoem a demora e não desistam de mim)

E sobre o capítulo,hmmmmmmm, Baekhyun estou decepcionada

Desculpa qualquer erro ortográfico

Obrigada por lerem até aqui ❤️

E até o próximo ❤️ (prometo atualizar a outra fic logo)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...