História A bebê Camila - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ageplay, Baby, Babygirl, Camila Cabello, Camren, Headspace, Jauregui, Lauren
Visualizações 417
Palavras 2.263
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie pessoinhas lindas *-* deixo mais um capítulo pra vocês lerem com carinho. Espero que gostem rs'

Capítulo 13 - Uma Manhã Divertida


Fanfic / Fanfiction A bebê Camila - Capítulo 13 - Uma Manhã Divertida

Ally's POV 

 

Era fim de semana, o dia estava lindo pra passear com Camila. Eu já tinha acordado e Camila também. Eu fui pra pra sala e vi Normani estudando. 

 

— Cadê a bebê?

 

— Ela foi com a Lauren e a Dinah na casa da dona Rosa. 

 

— A dona Rosa adora a Camila — sorri.

 

A dona Rosa era a nossa vizinha, e Camila se apegou muito a ela.

 

— Ela foi ver os filhotes da Kitty.

 

— E você deixou ela ir? 

 

— Sim. Qual o problema?

 

— É capaz da Camila chegar com cachorrinho. 

 

— Deixa a Camila ter um cachorro Ally. É pra você lembrar, ela já teve um. 

 

— Eu sei, mas quem vai acabar cuidando vai ser eu.

 

— Nós todas vamos cuidar, Ally! Deixa por favor! — Normani me olhou.

 

— Tudo bem! Mas vou fazer uma surpresa pra Camila!

 

— Te amo! — Normani me jogou um beijo e eu sorri — a bebê vai ficar tão feliz!

 

— Não só a bebê né? — nós rimos — Eu vou lá na dona Rosa ver os cachorrinhos.

 

— Adota uma cachorrinha!

 

— Sim! Mas não conte pra elas. É surpresa!

 

— Pode deixar! 

 

Eu sai do apartamento e fui até o apartamento da dona Rosa que ficava um andar à cima do nosso. 

 

Cheguei no apartamento e bati na porta e logo abriram.

 

— Ally!

 

— Oi, Anna! Soube que as garotas estão vendo os filhotes da Kitty.

 

— Sim. A Camila tá encantada com os filhotes.

 

— Já foram todos adotados?

 

— Dos seis, três já foram adotados. Mas ainda estamos com os seis porque eles têm que completar 60 dias. Eles têm que conviver com a mãe deles. 

 

— Entendi.

 

— Vem ver os filhotes!

 

Eu entrei e vi Camila, Lauren e Dinah em volta dos filhotes junto com a dona Rosa.

 

— Olha quem está aqui! — falou Anna.

 

— MAMA! Olha os filhotes da Kitty!

 

— São uma gracinha — sorri — são tão pequenos!

 

— São poodle toy — dona Rosa comentou.

 

— E são todos pretinhos — eu estava encanta pelos cachorrinhos.

 

— Tamila té fica com essa tacholinha! Dexa mama, Po favo! — ela fez bico.

 

— Nós já conversamos sobre isso Camila! E você sabe a minha resposta.

 

Camila começou a chorar e todos olharam. Dinah pegou ela no colo.

 

— Pra que fazer a bebê chorar? — Lauren me olhou de cara feia.

 

— Mama é muito má i Tamila té i pla casa! — sua carinha estava triste.

 

— Vamos pra casa! — disse Dinah com Camila ainda no colo.

 

Respirei fundo. Mas sabia que isso iria passar porque logo logo ela teria seu cachorrinho.

 

— Ally, posso conversar com você? — dona Rosa me olhou.

 

— Claro! 

 

Dona Rosa me levou até ao corredor pra ninguém nos ouvir.

 

— Minha filha, pior que você deixa a Camila ter um cachorrinho?

 

— Na verdade, eu não queria um cachorro, porque é muita responsabilidade. Mas depois eu pensei bem e a Camila vai ter um cachorrinho.

 

— Então porque você disse aquilo? — ela me olhou sem entender.

 

— Eu quero fazer uma surpresa pra pra Camila e as garotas. Pra dar certo a surpresa elas têm que pensar que eu não quero ter cachorro.

 

— Entendi! — ela sorriu — a Camila adorou uma das cachorrinhas, aquela que você viu que estava em seu colo.

 

— Então a gente vai adotar a cachorrinha que a Camila gostou.

 

— Perfeito! 

 

— Posso ver a cachorrinha?

 

— Vamos lá ver!

 

Eu e dona Rosa voltamos pra sala e não vi mais nenhuma delas por aqui.

 

— Elas já foram embora? 

 

— Já. E a Camila foi bem tristinha. 

 

— Tadinha da minha bebê! 

 

— Não sei porque você não deixa ela ter um cachorro. 

 

— Anna, a Ally vai adotar um dos nossos filhotes!

 

— Verdade? 

 

— Sim! Mas vai ser surpresa! Então não conte pra ninguém!

 

— Você sabe que eu guardo todos os segredos! — ela riu.

 

— Sei muito bem! 

 

Voltamos pra sala e fui ver os cachorrinhos. Eles eram tão pequeninos é uma graça. Eu peguei a cachorrinha que eu ia adotar. Ela era tão pequenina. Camila e as garotas vão amar a surpresa. 

 

— Quando eu posso levar a cachorrinha? 

 

— Daqui a duas semanas, quando ela completar 2 meses.

 

— Ok. Daqui a duas semanas eu venho te buscar coisa linda — sorri ao olhar pro bichinho.

 

— Tenho certeza que a Camila vai amar! — falou Anna.

 

— Eu também!

 

Nós rimos e eu me despedi de dona Rosa e sua neta Anna. 

 

Fui pro meu apartamento. Ao entrar eu vejo Camila correndo de Ariana.

 

— O que está acontecendo aqui?

 

— A Camila e a Ariana estão brincando de pega-pega — Dinah falou.

 

— Então ela esqueceu a história do cachorro?

 

— Por enquanto sim.

 

— Que bom! 

 

— SAI DA FRENTI ALLY, TAMILA QUE PASSA! — ela me olhou. 

 

— Você me chamou do que?

 

— Ally! — ela me olhou séria.

 

A Camila quando está brava comigo tem a mania de me chamar de Ally. E ela sabe que eu não gosto.

 

— Te peguei! — Ariana braços Camila enchendo de beijos.

 

— AAAAAH! 

 

Todos nós rimos com o grito da Camila.

 

— Não ela pa Aliana pega Tamila — ela fez bico.

 

— Você não fugiu de mim!

 

— Foi cupa da Ally — ela fez cara feia.

 

— Ainda tá brava comigo? 

 

— Tamila tá! — ela se grudou na n

 

— Por que você tá brava com a Ally?

 

— Poque Ally não quis adota tacholinha.

 

— Own bebê! Não fica brava por isso!

 

— A gente já conversou sobre isso, né? — olhei pra Camila.

 

Camila não falou nada e saiu correndo e Ariana foi atrás.

 

Eu fui pro meu quarto e vi que Normani veio atrás de mim.

 

— Adotou o cachorrinho?

 

— Sim! Ela é tão bonitinha!

 

— Que raça é? 

 

— Poodle preta. Ela é bem pretinha — sorri — me apaixonei!

 

— A Camila vai ter um treco quando souber que vai ter uma cachorrinha.

 

— Mas ela não pode saber por enquanto, e nem a Lauren e a Dinah.

 

— Eu prometo que não conto pra elas! 

 

— Assim espero dona Normani! 

 

— Eu já disse que não vou contar!

 

— O que vocês estão fazendo aí? — Lauren apetece no quarto.

 

— Nada de mais! E a Camila?

 

— Tá desenhando com a Ariana e a Dinah.

 

— Ela ainda tá brava comigo.

 

— Claro, você não quis adotar o cachorro.

 

— Eu já disse que não. 

 

— Como você tá chata, Ally!

 

— Vocês acha que ter cachorro é fácil. Temos que cuidar dele, dar a mor e carinho.

 

— E quando você trouxe a Camila pra casa, você não pensou em nada disso.

 

— É diferente!

 

— Não é não, Ally! 

 

— E você já tá gostando da Camila, que eu sei!

 

— To sim! — ela sorriu — Tanto que eu falei pra ela que vou ajudar ela cuidar do cachorrinho.

 

— Mas não tem cachorro e pronto! 

 

Sai do quarto e fui pra sala. Vi Camila desenhando e sorri. 

 

— O que vamos fazer hoje à tarde? — perguntou Dinah.

 

— A gente podia sair pra respirar um ar — falou Lauren.

 

— Eu não vou poder ir porque tenho muita coisa pra fazer da faculdade.

 

— Eu também não vou poder ir.

 

— Então só vai eu e a Lauren — disse Dinah.

 

— MAMA!

 

— O que foi bebê?

 

— Tamila desenho mama!

 

— Você me desenhou? Deixa a mama ver! 

 

Fui até à mesa pra ver o desenho de Camila. Ela tinha desenhado eu e ela. Eu sorri ao ver seu desenho.

 

— Está muito lindo bebê! — enchi Camila de beijos.

 

— Tá mesmo mama?

 

— Sim, está muito lindo! — sorri.

 

— Aliana, blinca di boneca com Tamila?

 

— Claro bebê! 

 

Camila se levantou e foi correndo pra abrir seu baú. Ao abrir o baú ela jogou os brinquedos que não queria pra qualquer canto e pegou suas bonecas. 

 

— Alina vai ficar com a Fofoleti 1 e a Tamila com a Fofoleti 2. 

 

— Tá, mas o que eu faço agora?

 

— Ela é filha di Aliana e a outra é filha di Tamila! 

 

— Deixa eu entrar na brincadeira? — falou Dinah.

 

— Dexo!

 

— Eba!

 

Eu ri das três que começaram a brincar de boneca na sala. 

 

Eu peguei meu telefone e coloquei na câmera.

 

— Vou tirar foto de vocês três!

 

— EBAA! vamo tila foto Di i Aliana!

 

Camila foi pro colo de Ariana que sorriu e deu um beijo em seu rosto.

 

— Prontas?

 

— SIM! — todas falaram.

 

Tirei varias fotos das garotas que riram. 

 

— Quem quer pipoca? — perguntou Lauren.

 

— Quem mandou fazer pipoca? — falei.

 

— Deixa de ser chata Ally! O almoço é pipoca! — Normani falou.

 

— Tamila té pipoca! 

 

— Mas é pra dividir com a Ariana! — Lauren falou.

 

— Tá!

 

Camila pegou o pote de pipoca e começou a comer. 

 

— Camila, oferece pra Ariana! — falei.

 

— Tamila já vai dá pla Aliana.

 

— Deixa ela comer , Ally! — disse Ariana.

 

— A Camila tem que aprender que tem que dividir as coisas.

 

— Concordo! Ela tem que dividir a pipoca comigo também! — Lauren pega umas pipocas do pode de Camila,

 

— LAULEN! — Camila fez cara feia pra Lauren que riu.

 

— Só to brincando com você! —ela pegou outra pipoca e Camila empurra Lauren — para de me empurrar!

 

— Laulen chata! — Camila empurrou Lauren mais uma vez.

 

— Você vai ver! — Lauren começa a fazer cócegas em Camila.

 

— PALA LAULEN! — Camila gargalhava.

 

— Não vou parar não!

 

— Elas estão se dando bem, né? — Ariana falou.

 

— Sim, apesar decaindo ficarem brigando. Estão se dando bem. 

 

— OLHA O QUE VOCÊ FEZ, CAMILA! — gritou Lauren.

 

— Foi culpa de Laulen, que delubo Tamila!

 

— Não acredito que derrubaram pipoca não chão!

 

— A gente limpa isso num minuto, Ally!

 

— Discupa mama!

 

— Tudo bem bebê! — Camila veio me pedindo colo e a pego — vamos tomar banho ?

 

— VAMOOS!

 

— Essa sua fralda deve tá vencida — fechei o nariz com minha mão fazendo Camila rir.

 

— Flauda di Tamila não tá vencida — ela fez bico.

 

— Vou dar um banho na minha filha, pessoal!

 

— Pode ir, que eu limpo aqui a sujeira — disse Normani.

 

Concordei e levei Camila pro quarto. Fechei a porta e coloquei Camila na cama.

 

— Hoje vamos lavar a cabeça!

 

— Tamila ama lava a cabeça! — ela sorriu.

 

Tirei sua roupa e sua fralda.

 

— Você fez um monte de xixi — eu ri.

 

— Tamila faz xixi poque tem vontade!

 

— Eu sei! Que tal você começar a fazer xixi no vaso?

 

Camila apenas fez "não" com a cabeça e eu ri. Peguei sua fralda e enrolei bem pra colocar no lixo.

 

— Mama? 

 

— O que foi bebê?

 

— Tamila ama muito mama! — ela deu uma gargalhada gostosa.

 

— Eu também te amo muito! — enchi Camila de beijos — agora vamos pro banho!

 

— Tá!

 

Mas antes coloquei o roupão em Camila que levantou seus bracinhos pra mim pegar no colo. Eu sorri e peguei ela no colo e fui pro banheiro.Q

 

Cheguei no banheiro e a primeira coisa que fiz foi colocar a fralda no lixo. Depois coloquei Camila no chão.

 

— Mama, Tamila té tomar banho de chuvelo!

 

— Ok bebê! Pode entrar no chuveiro. 

 

Camila abriu o chuveiro e entrou.

 

— podi liga?

 

Fiz "sim" com a cabeça e Camila ligou o chuveiro. 

 

— Cuida pra não ficar muito quente!

 

— Tá bom? — Camila regula o chuveiro e eu coloco a mão pra ver a temperatura da água.

 

— Tá bom, bebê! Agora vamos lavar a cabeça!

 

— Tamila vai molha o cabelo! — ela se molha no chuveiro.

 

Pego o shampoo e abro. 

 

— Agora deixa a mama colocar o shampoo na sua cabeça.

 

— Tamila coloca sozinha!

 

— Não coloque muito tá? —dou o shampoo pra Camila.

 

— Assim? — ela coloca um pouco de shampoo na mão.

 

— Isso! Agora passe na sua cabeça, mas cuida pra não cair shampoo nos olhando olhos..

 

Camila começa a lavar sua cabeça sozinha. Eu tinha ensinado a lavar a cabeça. Na verdade estou ensinando varias coisas pra Camila. Como fazer as coisas sozinha, ela precisa ter sua autonomia e ser independente.

 

Camila ficou tomando banho por mais algum tempo e depois saiu do chuveiro. Ela fez tudo sozinha, eu apenas fiquei cuidando.

 

Fomos pro quarto e Camila se deitou na cama. Eu peguei suas fraldas e coloquei em Camila.

 

— Que roupa você vai vestir, bebê?

 

— Tamila té coloca vestido rosa e lacinho losa.

 

— Você vai ficar linda toda de rosa! 

 

— Tamila ama losa!

 

Peguei eu vestido rosa bebê e vesti Camila. Ela estava linda.

 

— Agora deixa mama secar mais um pouco seu cabelo.

 

Peguei a toalha e comecei a secar o cabelo da Camila. Depois de secar seu cabelo eu coloquei o laço rosa.

 

— Pronto, você está muito linda, bebê!

 

— Tamila vai si olha no espelho!

 

Camila foi até o espelho que ficava no corredor e se olhou.

 

— Tamila tá uma plincesa!

 

— Minha princesa linda! — beijei o rosto de Camila.

 

— Tamila vai mosta pelas galotas!

 

Sorri e Camila saiu correndo e foi pra sala.

 

— TAMILA ESTÁ LINDA!

 

— Olha! Que bebê mais linda, meu Deus! Vontade de te morder! — falou Dinah.

 

— Toda de rosa, awn! Quero essa bebê pra mim! — disse Ariana.

 

 — Essa bebê já é minha! —falei.

 

 — Tamila é só di mama!

 

Camila veio até mim e me abraçou.

 

— Coisa linda da Normani!

 

— Você está muito linda Camila —disse Lauren com um sorriso.

 

— A gente podia sair agora! — falou Dinah.

 

— Tamila té sai! — Camila saiu correndo pro colo de Dinah.

 

— Vocês nem comeram nada! —Normani falou.

 

— A gente come na rua! —disse Lauren.

 

— Tamila vai come fola?

 

— Sim! 

 

— Aliana vai junto?

 

— Não vou poder ir bebê!

 

— Poque?

 

— Tenho coisas pra fazer!

 

— Vai eu, você é a Lauren! — disse Dinah.

 

— I mama i Mani?

 

— A gente não vai poder sair, bebê! —Normani falou.

 

— Então Tamila vai com Di i Laulen!

 

— Vocês vão agora?

 

— Sim! Vamos garotas! —falou Lauren animada.

 

— Bebê, não solte a mão da Dinah ou da Lauren. Não desobedeça nenhuma das duas e não fale com estranho, ok?

 

— Tamila tendeu tudo mama! —ela me deu um beijo no rosto.

 

— Não deixem a Camila sozinha nenhum momento, ouviram?

 

— Pode deixar, Ally! Vamos cuidar muito bem da bebê Camila! — disse Lauren —Eu vou pegar minha câmera pra tirar fotos.

 

Lauren foi correndo pro quarto pegar sua câmera. 

 

As garotas se despediram da gente e logo saíram. Mas eu estava muito preocupada. Espero que tudo saia bem e essas duas tapas cuidem bem da minha bebê.


Notas Finais


O que acharam amores meus? E até o próximo capítulo que vai ser um pouquinho tenso rs'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...