História A Bela Arte de (não) Conquistar o Crush-Imagine Hoseok - Capítulo 28


Escrita por: e stfulyla

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Hoseok, Imagine, Imaginehoseok, Jhope
Visualizações 123
Palavras 1.268
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não me matem, perdão por qualquer erro e boa leitura 💜💜💜💜

Se eu sumir, stfulyla me explodiu.

Capítulo 28 - Dois Anos Depois


S/N P.O.V.

 - Senhorita Kim!

 Levanto a cabeça ao ouvir o grito do meu professor fazendo meus colegas da faculdade rirem alto.

 - Sinto muito -Sorri. Fechei a cara quando ele continuou me olhando irritado. - Eu estou passando por um tempo difícil.

 - A mesma conversa? Quero um relatório da aula na minha mesa, amanhã.

 Mais risadas. A faculdade não era diferente do ensino médio, a não ser por eu poder cursar o que quisesse.

 Tratei de prestar atenção na aula, eu não estava passando por momento difícil coisa nenhuma por isso a risada dos meus colegas e também amigos. Nos últimos dois anos mudei drasticamente e isso era totalmente culpa de duas pessoas. Meus melhores amigos.

 Assim que a aula acabou saí apressada e dei de cara com uma certa pessoa que eu queria matar fazia uns três dias. Jungkook tinha me deixado numa festa sozinha, na verdade ele foi comigo e me abandonou, então desapareceu por um dia inteiro e não acabou por aí. Ontem ficamos jogando até cinco da madrugada mesmo que eu tivesse aula. Completamente sem consideraração.

 Eu não era a única que tinha mudado, Jungkook agora estava com um estilo meio motoqueiro badboy, até tinha deixado o cabelo crescer um pouco, e pegava tanta gente que eu nem conseguia decorar o nome, mas todas as festas era a mesma coisa "Vem, vou te apresentar minha namorada".

 - Que cara de sono -Ele abriu os braços.

 - Muito engraçado -Sorri e o empurrei.

 - Você só machuca meus sentimentos, s/n.

 As pessoas começaram a nos olhar, Jungkook falava alto para me irritar. Todo mundo achava que a gente tinha alguma coisa. Estava bem longe disso.

 - E você machuca meu sono, não me deixa dormir um segundo, ontem fomos até cinco da manhã!

 Mais olhares. Jungkook cruzou os braços e me olhou sugestivo. Eu o puxei pela mão para irmos logo almoçar.

 - Você fica falando de mim mas fala muita coisa de duplo sentido.

 - Eu não disse nada, essa gente é maluca... E eu estou brava com você.

 - Eu sei, por isso vou pagar seu almoço.

 Meu coração amoleceu com essa palavra. Pagar. Ultimamente eu andava fodida em dívidas, graças as roupas que consumiam meu salário. Eu ainda morava com meus pais, mesmo tendo vinte anos, infelizmente meu irmão tinha se mudado, ele finalmente encontrou uma garota que ele gostasse.

 O engraçado era que ela não cozinhava absolutamente nada, nem mesmo um ovo, ele parecia pagar a língua dele "eu me interessaria por alguém que cozinhasse tão bem quanto eu".

 Os dois estavam morando juntos há um ano e vendo no que isso ia dar. Para mim ia dar certo. Eu por outro lado estava bem solteira, não como Jungkook, já tinha namorado uns dois caras mas nada muito sério e também quando saía não ficava com ninguém, s/a e Yoongi (que provavelmente vão casar em breve) me faziam companhia.

 - Sendo assim...

 - Típico de uma Contadora.

 É, eu tinha seguido os passos do meu pai, eu adorava números e matemática de qualquer forma, e trabalhar com dinheiro também.

 - Quase Contadora... E você não deveria me induzir a comer porcaria.

 - Por isso vou pagar, você só vai comer salada -Jungkook abriu a porta do carro. - Senhorita.

 - Jungkook -Dei risada. - Valeu.

 Entrei e ele entrou do outro lado. Nossa rotina era assim, já que estudávamos na mesma faculdade porém em cursos diferentes. Jungkook estava quase formado.

 - Então sabe que dia é amanhã né?

 - Quarta-feira -Eu o provoquei.

 - Eu realmente não sei por que ainda falo com você.

 Comecei a rir, mas Jungkook ficou emburrado. Só tinha três coisas que Jungkook detestava que eu fizesse, não o escutar, me recusar a jogar e esquecer seu aniversário.

 - Amanhã pessoas idiotas estão de aniversário.

 - Bonitas também -Ele sorriu ao perceber que eu estava brincando.

 - Talvez, mas realmente todas as pessoas que nascem nesse dia são automaticamente loucas.

 Nós dois rimos. Jungkook ia fazer vinte e um, ele se gabava dizendo que ia beber nos Estados Unidos. Porém ia me esperar, ele não era nem louco de me deixar aqui pra ir encher a cara em outro país.

 - Como é meu aniversário, eu exijo uma festa surpresa.

 - Primeiro, não se pede uma festa surpresa, segundo, você só me fode Jungkook.

 - No que eu te fodi?

 - Dormi na aula sabia?

 - Quem olha assim acha que é nerd, que vergonha s/n -Ele balançou a cabeça.

 - Vergonha você não me deixando dormir, aliás nunca mais durmo na sua casa.

 - Quanto drama, faz logo minha festa. 

Claro que eu estava planejando uma festa para ele e obviamente não falaria nada.

 - Estou ocupada essa semana amigo, não vai dar.

 - Sério mesmo?

 - Sério mesmo.

 - Tudo bem -Ele fez uma cara triste.

 - Mas se quiser pode vir me buscar a noite na faculdade, vou estar fazendo um trabalho, podemos jantar juntos.

 - Vou ver isso.

 Jungkook estava muito triste, era de dar pena. Eu nunca fazia isso no seu aniversário, mas queria realmente uma festa surpresa. S/a e Yoon estavam me ajudando a organizar. Ia ser na casa do Jungkook por isso eu precisava distraí-lo.

 - Me desculpe -Pedi por mais que não fosse de verdade, não queria ver ele triste.

 - Desculpo se jogar comigo todo fim de semana -Ele me estendeu a mão.

 - Fechado -Apertamos as mãos.



 ***



 Cheguei em casa e fui até a cozinha ao ouvir a voz do meu irmão e dos meus pais. Minha cunhada não estava, infelizmente. Me pendurei nas costas do meu irmão, ele quase tombou para trás até eu descer.

 - Seokjin!

 - O que é isso? -Ele riu e se virou para mim, me abraçando.

 - Saudade -Dei risada e retribuí seu abraço. - Onde está sua namorada?

 - Ficou trabalhando até tarde.

 - Por isso decidiu jantar com a gente?

 - Você não disse isso!

 - Eu disse.

 Jin segurou meu pescoço e fingiu me enforcar. Nós rimos. Eu vivia acusando ele de trocar a gente pela sua namorada. Mas era só brincadeira, eu estava muito feliz por ele estar bem e apaixonado.

 Falei com meus pais e contei como foi meu dia, depois Jin começou a falar sobre seu plano de abrir um restaurante no fim do ano. Mais tarde arrumamos tudo e ele foi embora, queria que ele ficasse mas não podia pedir isso, meu irmão tinha uma vida agora. 

 Dei boa noite para os meus pais e fui para o meu quarto. Tomei banho e deitei na minha cama. Tinha uma coisa me incomodando, eu só tinha falado com s/a, ela disse que eu não precisava me preocupar que ela poderia fazer isso por mim mas eu não aceitei. A festa do Jungkook seria amanhã e eu tinha que ligar para seu primo, Hoseok.

 Eu não o via há tanto tempo, custou muito eu esquecê-lo mas acabei conseguindo. Eu sempre o evitava nos aniversários do Jungkook, na verdade ele que nunca podia ir, Jungkook passava alguns dias fora viajando, esse era o primeiro aniversário que ele estava em Seoul. 

 Por mais que s/a tivesse se oferecido para falar com ele, eu precisava fazer isso antes, não queria falar com ele pela primeira vez na festa e também eu estava encarregada de convidar os amigos do Jungkook, eu deveria fazer isso.

 Respirei fundo. Não precisava pensar nisso agora, antes de dormir, amanhã ia ligar para ele e ponto. Era apenas uma tarefa, eu tinha vinte anos, não precisava de tanto drama.     


Notas Finais


Obrigada por ler 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...