1. Spirit Fanfics >
  2. A Bela e a Fera - Um novo conto, uma nova história >
  3. Capítulo 03 -

História A Bela e a Fera - Um novo conto, uma nova história - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura :)

Capítulo 4 - Capítulo 03 -


Fanfic / Fanfiction A Bela e a Fera - Um novo conto, uma nova história - Capítulo 4 - Capítulo 03 -

Como o esperado, depois daquele dia, o avermelhado tem evitado Katsuki, fazendo com que o loiro fique sem entender nada e ainda mais irritado. Mas ele não iria deixar barato, odiava quando alguém o evitava, independente do motivo.

Hoje ele iria encurralar o garoto, o aguardava na saída da sala onde Eijirou estudava, como não teriam aulas de teatro no dia, era o único lugar que Bakugou imaginou que o poderia encontra-lo. E estava certo, não demorou muito para que Kirishima saísse e se deparasse de cara com um certo loiro irritado. Tentou sair de fininho, mas falhou miseravelmente, e Bakugou o pegou pelo o braço e saiu o carregando antes que pudesse falar algo. Obviamente, assim que os dois saíram, Bakugou carregando Kirishima, por onde passavam eram possíveis escutar os cochichos do pessoal.

Ao chegarem em uma pequena sala onde guardavam materiais esportivos, o loiro o jogou contra a parede o encurralando, enquanto fechava a porta.

— Fala serio, ia fugir?

Katsuki o indagou, áspero enquanto apoiava o braço na parede ao lado de Kirishima, fazendo com que ficassem próximos o suficiente para se escutar a baixa rangida de dentes que o loiro dera.

— Nunca disse isso — Kirishima respondeu, enquanto cruzava os braços e apoiava a cabeça contra a parede. — Só estou-

Antes que terminasse de explicar, Bakugou gritou irritado o cortando no meio da frase.

— PORRA! ODEIO QUE MINTAM PARA MIM!

— O que você quer hein? Ou veio só pra gritar comigo mesmo? — O avermelhado respondeu no mesmo tom enquanto retirava o braço de Bakugou que estava apoiado ao seu lado. — Ah, esqueci mesmo que tudo o que você faz é gritar, porque você é apenas um garoto arrogante e que está acostumado a ter tudo o que quer, mas... — Por questões de segundos ele parou de gritar, hesitante e desviou o olhar cabisbaixo. — Não vai ser assim, não dessa vez, tenha um bom dia!

Caminhou até a porta, mas enquanto girava a maçaneta, sentiu em seu pulso, um toque, era Bakugou, que o segurava, impedindo que movesse a mão.

— Só me escuta... Tudo bem? — Diferente do que o de costume, sua voz estava baixa e tentava ao máximo a controla-la em um tom “calmo”.

Kirishima apenas suspirou em resposta e virou se para o loiro, enquanto apoiava-se na porta, esperando que Katsuki continuasse.

— Só quero saber o porquê de você não aparecer mais para os nossos ensaios, você prometeu!

— As coisas não funcionam assim, tive problemas, okay?

— Foda-se e por isso você não vai me ajudar? — Katsuki respondeu em seguida alterado, enquanto se aproximava de Eijirou, que não esboçava nenhuma reação.

— Céus, você é o que um cachorro raivoso é? — Kirishima indagou sarcástico, e acariciou os cabelos rebeldes do loiro a sua frente. — Não estou te evitando, nem tudo gira em torno de você sabe?

— E daí? Então por que tentou fugir?

— Você realmente é intrometido né? Já disse que são problema e para sua informação são pessoais — Eijirou respondeu e um pequeno sorriso surgiu em seu rosto. — Semana que vêm já estará tudo normal, e os ensaios também. Agora se me dá licença, tenho compromissos — O garoto fez uma última carícia em Bakugou e abriu a porta, saindo em direções aos corredores em seguida acenou para Katsuki e sem virar-se para ele, terminou por dizer. — Até segunda cachorrinho raivoso!

Katsuki rangeu de raiva em seguida, desse jeito realmente parecia um, mas mesmo que esboçasse raiva, por dentro estava feliz, que poderia encontrar o garoto de cabelos avermelhados novamente, gostava dele, queria ele. Foi ai que a ficha do loiro caiu, ele... Estava apaixonado?

Sabia muito bem que não era uma amizade que sentia por Kirishima, mas pelo o contrário, e por mais que negasse, parecia que esse sentimento não iria desaparecer tão rápido.

Puta merda

Foi tudo o que veio a mente de Bakugou, isso só podia ser brincadeira né? Para ele era impossível se apaixonar em si, muito menos em questão de um mês. Questionando-se como as coisas acabaram assim, mas para ele se lamentar não iria levar a nada, só havia uma coisa que ele poderia fazer.

Para ele as coisas funcionam simples assim, se ele quer ele tem, e não seria diferente dessa vez, imaginava que assim que conseguisse o que queria, tudo finalmente acabaria, e esse sentimento iria embora de uma vez por todas.





Colocaria seu plano em ação na próxima segunda mesmo, já tinha tudo projetado em sua mente, era impossível dar algo errado. Ah, pobre Bakugou.

 — O que você está fazendo?  

Kirishima o indagou quando Bakugou que se aproximava, com um sorriso presunçoso, quase a ponto de beijar Eijirou, e ambos se afastaram em seguida e Katsuki apenas bufou.

— Ensaiou em casa como eu pedi? — O avermelhado perguntou enquanto folheava as páginas rapidamente da pasta em suas mãos.

— Ah, tsc, isso não importa

— É claro que importa, como acha que vai decorar? — Kirishima respondeu em um tom de repreensão. — Não é como se você fosse morrer por ensaiar na sua casa...

— Talvez eu morra de tédio — Katsuki brincou sarcástico.

— E eu de tanto brigar com você — Eijirou respondeu sem hesitar no mesmo tom do loiro enquanto revirava os olhos. Alguns segundos depois o garoto dá um pulo ao parecer se lembrar de algo. — Hey, Katsuki eu por acaso deixei uma sacola aqui naquele dia? — Indagou encarando o loiro, ansioso por sua resposta.

— hm... Acho que sim, eu vou saber ? — Respondeu quase de imediato irritadiço como sempre enquanto revirava sua mochila.

— Eu hein só perguntei

— Tanto faz! — Vasculhou por mais um pouco sua mochila, em busca de algo e poucos segundos depois, retirou dela a pequena sacola que Kirishima havia esquecido, e levou o braço em direção ao mesmo, sem dizer uma palavra apenas o entregando.

Eijirou encarou a sacola, e lhe deu um sorriso de lado fechado, enquanto pegava o objeto do loiro, que apenas bufou em resposta, desviando o olhar.

Mas, não demorou muito para que os olhos carmesins de um certo loiro fossem ao de encontro com os de Eijirou, que tocava os cabelos rebeldes de Katsuki, o afagando. Ambos já estavam acostumados com tal carícia, que por volta, já havia virado um hábito dos dois

— Obrigado

Kirishima respondeu em seguida, sorridente, grato pelo o gesto gentil de Bakugou. O garoto sabia bem que Katsuki era alguém gentil, mesmo que todos dissessem o contrário, e ele mesmo pensava isso dele. Mas, após conhecer o loiro, viu que ele pode ser genioso, mas por dentro, era garoto gentil.

Isso fez com que chamasse a atenção de Eijirou, e em um tempo tão rápido ele criou uma grande afeição por Bakugou, e por esses dias tem até cogitado se realmente era apenas isso que sentia por tal.

— Vai mesmo ficar assim o ensaio inteiro? — Katsuki irritado, fazendo com que Kirishima desperte do seu transe.

— Não, vamos logo — Respondeu em seguida, enquanto se levantava enquanto pegava o roteiro, e caminhou ao meio do palco.

Não demorou muito para que Bakugou o acompanhasse até o meio do palco, e finalmente comecem a ensaiar.

“Então Bela começou a perceber que a Fera tinha um coração generoso, e até mesmo a grande Fera, poderia ter atitudes delicadas disposto a conversar. A essa altura, a Fera já estava apaixonada por Bela”




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...