História A Bela e o Fera - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Draco Malfoy, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger
Visualizações 202
Palavras 959
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Capítulo Um - Notícia


Poin't Of View - Hermione Granger

Passo minhas mãos nos olhos secando uma lágrima solitária que desce pelo meu rosto, em seguida fecho o livro dando um longo suspiro. Amores lindos e trágicos, me enchem de sonhos e fantasias, e me fazem perguntar quando chegará o momento em que vou me deparar com a pessoa que vai mudar a minha vida. 

 Respiro fundo mais uma vez e me levanto da cadeira onde passei toda a tarde lendo Romeu e Julieta. É isso que da ter tempo livre depois de uma manhã completamente tediosa no Ministério da Magia, você fica sem nada pra fazer e acaba se iludindo com esses romances trouxas que nunca acontecerão na vida real. Dolorido mais sincero. 

Vou para o banheiro e me dispo totalmente. Entro em baixo do chuveiro que jorra uma água fria que aos poucos vai afastando toda melancolia do meu corpo, minutos depois, quando estava deitada embaixo das cobertas e todo meu corpo estava relaxado, ouço um barulho na sala de casa.

Não é como se eu fosse medrosa, moro sozinha a quatro anos que é o tempo exato em que terminei meu noivado com Ronald Weasley. Obviamente também não tenho medo de possíveis ladrões, minha casa é protegida contra isso e a menos que eu pessoalmente dê meu endereço a um trouxa qualquer, ele não vai ter como invadir minha casa. Então, a única alternativa possível é que tem um bruxo na minha casa.

Me levanto da cama rapidamente, visto uma capa preta que estava em cima de uma cadeira. Pego minha varinha em cima da cabeceira da cama e calmamente, assim como fui treinada, caminho pela casa a procura de quem ou o que está aqui. Devagar vou verificando cômodo por cômodo e selando-os com magia, quando ando para o único lugar que ainda não foi verificado, ouço um barulho e um xingo sendo proferido em seguida.

- Ministro Kingsley? - eu chamo, vendo o homem sentado no meu sofá com uma expressão serena enquanto olha um porta retrato com o vidro estilhaçado e uma foto minha e dos meus pais em meio aos cacos no chão.

- Senhorita Granger. - ele diz, sorrindo brevemente para mim. - Acho que quebrei seu, hum...

- Porta retratos, Sr. Kingsley. - eu digo, caminhando até ele e me sentando no sofá a sua frente. Tiro minha varinha por dentro das minhas vestes e murmuro um feitiço consertando o quadro e o colocando de volta na pequena mesa que fica entre os sofás. - Pronto, já está consertado.

Sorrio para ele que se recosta no meu sofá e fica em silêncio por longos minutos. Olho para o relógio em meu pulso, 22:40, relativamente tarde para uma simples visita de cortesia.

- Está tudo bem, Ministro? - pergunto, quando o silêncio começa a me preocupar.

- Na verdade não, Senhorita Granger. - ele diz, a voz soa profunda e eu volto minha total atenção a ele. - O que eu vou te dizer agora é uma das coisas mais graves com que o mundo da magia se depara desde que Voldemort foi morto, e é, para a segurança de todos, um segredo que só será partilhado entre nós dois.

- Senhor ministro... - murmuro, um arrepio de pavor toma conta do meu corpo e sinto meu coração bater descompassado. A última vez que tive um problema sério desde que me tornei uma Inominável foi três anos depois da Grande Guerra. Geralmente as coisas eram calmas, um ou outro artigo bruxo que saia do controle e que colocava em risco toda a comunidade mágica ou não mágica, mas naquele dia, quando entrei no Ministério da Magia percebi que tinha algo de diferente no ar, uma tensão que era tangível, e assim que pus meus pés no Departamento dos Inomináveis, soube o que havia acontecido: Três dos vira-tempos escondidos pelo ministério, haviam sido roubados, e pior, ao que tudo indicava, um de nós é que havia feito isso, o que era realmente alarmante, pois ser um inominável é como ser a elite de proteção para todos. Ninguém sabe quem somos nós, mas nós sabemos quem é cada um e do que é capaz. Podemos ser aurores, professores, jornalistas, simplesmente aquela pessoa comum que você vê todos os dias tomando café no mesmo horário e no seu café preferido e que intimamente você se pergunta se não tem nada de melhor a fazer. Nós somos o segredo, e a base de todo o segredo, e se um de nós é um traidor, então todos estamos em risco. - Acho que prefiro que o Senhor vá direto ao ponto, se não se importa.

O Ministro acente para mim e então suspira profundamente, como se estivesse tomando coragem.

- A algumas horas atrás recebi a notícia de que alguns dos prisioneiros mais perigosos de Azkaban fugiram.

- Mas como? - pergunto exasperada. - Azkaban é protegida pelos mais poderosos feitiços de todo o mundo bruxo. Há três meses eu mesma comandei um grupo de aurores e Inomináveis para fortalecer todas as proteções de lá. É literalmente um labirinto de feitiços.

- Deveria ser. - ele diz.

Suspiro ao mesmo tempo nervosa,  exasperada e confusa. Eu verifiquei pessoalmente cada um dos feitiços executados. Eu e mais ninguém. Como algo assim pode ter acontecido?

- Principais suspeitos?

- Verificamos a lista de fugitivos e associamos os nomes aos parentes mais próximos ainda vivos, ou que poderiam ter algo a ver com a fuga deles ou quem sabe pode estar dando abrigo. - o ministro me passa uma lista de papéis com os nomes dos bruxos que até ontem estavam presos atrás das grades até então intransponíveis de Azkaban. Meus olhos se fixam em um nome circulado logo abaixo dos demais. - O principal suspeito é Draco Malfoy.


Notas Finais


Hello ♥
Como vão? Aqui está o capítulo, como prometido!
Espero que gostem, esse é mesmo um capítulo pequeno, é introdução e introduções são pequenas.
Outra coisa que gostaria de falar, é sobre betagem, algumas meninas me mandaram mensagem porque queriam ser beta da história, e eu tô pensando em uma forma de escolher uma só. Obrigada ❤

Comentem e não se esqueçam de votar!!
 


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...