1. Spirit Fanfics >
  2. A beleza nunca te abandona >
  3. Único.

História A beleza nunca te abandona - Capítulo 1


Escrita por: SoniBleine

Notas do Autor


Bem, queria deixar avisado, que tinha mencionado em outra fanfic a uma leitora, que postaria outra inspirada em alguma música de Kamaitachi, mas não é essa! Essa estava boiando no meu celular.
Essa é relativamente curta e não tem tantos detalhes, mas espero que ososentimentos que tentei passar seja compreendido, essa música me abalou na primeira vez que ouvi, me assustei, admito.

Capítulo 1 - Único.


Fanfic / Fanfiction A beleza nunca te abandona - Capítulo 1 - Único.

Levi conseguia sentir o calor do corpo do seu amado, mesmo esse já frio, talvez seja um reflexo do seu subconsciente, tentando lhe enganar, querendo fazer acreditar que ele estava vivo, que só bastava acordar daquele pesadelo e poderia vê seu amor dormindo ao seu lado, largado na cama que dividiam a anos.

Mas o corpo em seus braços era o suficiente para todas as esperanças sumirem.

- Você é tão lindo,  meu amor...- sussurrou Levi acariciando o rosto pálido. - continua tão belo... - juntou os lábios em um selinho lento. - seus olhos continuam apaixonantes. Brilhosos e vividos.- disse encarando os olhos opacos e sem vida. - Que tal uma dança? Você ama dançar comigo, vamos? - perguntou, esperando uma resposta, essa que não veio, não verdadeiramente. - Eu sei que você gosta, então vamos. - Levi se levantou e colocou para tocar a música preferida do seu amado, Tom Jobim, com esforço levantou o corpo inanimado do Moreno, sustentando o corpo mole, ajeitando a cabeça que pendeu para o lado, colocou os braços amolecidos em seus ombros.

- Vamos, meu amor. - começou a se mover de forma desarmoniosa. - Vamos querido, sei que você gosta dessa música. - Falou com a fala vacilante. - Vamos meu amor, vamos dançar, você ama dançar, não é? Você sempre diz o quanto gosta de dançar em qualquer momento do dia, eu estou aqui, vamos dançar, vamos até o dia acabar, vamos dançar para sempre. - apertou o corpo. - Por favor... pirralho, acorde, não me deixe sozinho aqui. - as lágrimas desceram. - Não me abandone desse mundo tão frio e solitário, quero seus abraços e carinho  quando chegar em casa, quero seus beijos pela manhã, quero o conforto que só encontro em teu peito, quero você. - um soluço. - Volta. Volta pra mim.

A música acabou, restando os sons do choro de Levi, quem escutasse aqueles sons, se compadeseria com tanto sofrimento.

- Por que te tirarem de mim? - Levi deitou o corpo no sofá. - O que eu fiz! - gritou na direção contrária do sofá. - Por que você me tirou ele! - andou a passos pesados até o corpo caído perto da porta. - Por que Erwin... você me tirou o que eu mais amava, me tirou a única pessoa que conseguiu me salvar, me curar da vida que tinha... me amou independente dos meus pecados. - lágrimas pingavam no rosto deformado pelos incontáveis socos que levou. - Foi inveja? Inveja de quê? Eu só tenho ele. Foi mágoa? Você era meu único amigo e sempre fiz de tudo por você. Tristeza? Eu não sei... - Levi se ergueu, apertando os punhos machucados. - Meu menino é um anjo, você só o devolveu pro céu, você livrou ele desse mundo sujo e imundo, você o livrou desse mundo cruel. Mas... Ainda machuca... meu peito está doendo tanto... - olhou uma última vez para o corpo perto da porta, pegando a arma que estava no chão  próximo ao corpo. - Mas não consigo te perdoar, não consigo viver nesse mundo sem meu menino, eu quero viver com ele, quero amar ele. - olhou para Eren, estirado no sofá, com os olhos abertos. - acho que já te disse isso. - caminhou até o sofá. - Seus olhos ficam lindos a noite, na verdade em qualquer momento do dia. - sorriu. - Eu me lembrei... me lembrei quando você me abraçou pela primeira vez, você disse: esse mundo é tão belo, tão formoso, mas a vida é tão dura e rigorosa com os desafortunados, mesmo assim muitos conseguem o bem mais precioso que Deus nos deixou, o amor. Depois... - respirou fundo. - depois você me beijou, mesmo eu não acreditando em deus, eu passei a agradecer, ter você em minha vida não era menos do que um milagre. E me recuso a viver sem teu sorriso e brincadeiras estúpidas. - se sentou no tórax do outro. - temos planos, lembra? Temos que conquistar nossa casa, ter um cachorro chamadado Virose e um gato chamado Tuntum, vamos ter dois filhos, mas eu quero mais, não acho que nosso amor vai suportar só dois filhos, vamos ter uns seis. - Levi acariciou o rosto de Eren, fechando os olhos. - Vamos fazer isso tudo, não se atreva a começar sem mim. - colocou a pistola na cabeça, o dedo no gatilho. - Isso não é um adeus. - um disparo.

Quando a polícia chegou, e invadiu a casa, estava um corpo próximo a porta, teriam trabalho para fazer o reconhecimento, porém o que chamou a atenção dos policiais foi os dois que estavam no sofá, o que estava por cima, com o corpo colado a outro, um tiro na cabeça e um sorriso no rosto, um dos braços caídos para fora do sofá. O que assustou os legistas foi confirmar que o terceiro cadáver foi o primeiro a morrer e mesmo assim não largou seu companheiro.

(...)

- Você está muito atordoado, aconteceu alguma coisa Jean? - perguntou Armin, amigo do policial.

- Eu estava lá... Eu era um dos policiais que invadiram a casa, onde  os três estavam mortos. - disse olhando o teto.

- O que foi? Sei que as mortes podem ter te abalado, mas não foi a primeira vez que você viu um cadáver.

- O caso que não se pode chame de incomum, um cara apaixonado pelo amigo, não tendo seus sentimentos correspondidos e resolveu acabar com a felicidade dele. Então se armou e matou o companheiro do amigo, o amigo chegou, provavelmente escutou o tiro, quando viu, matou o cara é depois se matou.

- O que tem de surpreendente? - pergunto Armin.

- Eren, o garoto que morreu primeiro, foi encontrado abraçado a Levi, o que matou o homem e depois de matou.

- Ele pode ter movido o morto. - disse Armin como se fosse óbvio.

- isso que assusta. - Jean encarou o loiro. - Era impossível ele mover um corpo daquela forma depois de morto, Armin, eles pareciam um casal dormindo tranquilo depois de um dia de trabalho, abraçados  e sorrindo, Armin, sorrindo! 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, se tudo der certo, vou postar uma que promete ser top das quebradas
👁👄👁👍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...