História A Big Plan - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Tags Armas, Assassinato, Naruto
Visualizações 44
Palavras 1.296
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Survival, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Segundo capitulo, personagens começam a se entrelaçar, boa leitura.

Capítulo 2 - The Second Act


Fanfic / Fanfiction A Big Plan - Capítulo 2 - The Second Act

--------------------------------- DIA 12/04/2018---------- SEDE INTERPOL---------------------------------------

- O senhor me chamou?

- Sente-se.

- Senhor Jiraya, raramente o senhor me chama, o que esta acontecendo?

Jiraya – toda minha vida passei procurando meu neto, você já sabe a historia.- fala o senhor de que estava sentado a todo momento de costa para o jovem.- Mas eu acho que estamos prestes a ter um colapso.

- Como assim?, o senhor me parece muito estranho hoje.

Nesse momento o senhor se vira e joga uma carta na mesa, o jovem pega a mesma e começa a ler o conteúdo. Não demorou  muito tempo para o mesmo o olhar com cara de incrédulo.

- Que tipo de brincadeira é essa?

Jiraya – Não sei, mas estou pronto para desafiar quem quer que seja.

- o Senhor não pode fazer, se isso for verdade, você esta correndo um grande risco.

Jiraya – não posso correr, mas preste atenção.

Nesse momento o senhor aponta um objeto que esta em cima da mesa (grampo) , e aponta para a sala.

- Eles realmente tem essa coragem?

Jiraya – Quero que você busque um almoço para nós, hoje irei comer no escritório junto com o melhor espião que temos, não é Sasuke.

Após dito isso o mesmo escreve um endereço que estava localizado em uma estação do metro, exatamente em um armário 57ª.

Sasuke entende o que foi lhe instruído e sem perder tempo vai atrás daquilo que foi pedido, ao chegar ao local o mesmo abre o armário, e encontra um pen drive, ele o pega e o leva para seu apartamento em um dos melhores condomínios que ha em New York, em meio a pensamentos perdido decide tomar um banho pensando se devia ver ou não o conteúdo daquele pen drive , até por que toda sua crença em justiça, pelo menos aquela que foi lhe ensinada poderia ser uma mentira.

Ao decidir ver o conteúdo do mesmo, ele se depara com diversos documentos e um vídeo de Jiraya, o mesmo havia feito o vídeo a poucos dias.

VIDEO

‘’ Bem, não sei como começar a contar isso, mas quem esta assistindo esse vídeo, eu o escolhi para acabar com essa organização, até então chamada de Akatsuki, ela esta controlando a Interpol de modo excêntrico que não vejo seu fim, a não ser pelas mãos daqueles que a construíram.

Irei ser breve, pois estou sendo observado, grampearam minha sala, colocaram pessoas para me seguir. Apenas espero que isso acabe, mas tenho certeza que não irei ver.

Em pesquisas que fiz para tentar acha o assassino em serie que esta aterrorizando o mundo, descobri que ele esta sendo pago, pois ele não tem um determinado tipo de pessoa, ele não segue o padrão, mas o que eu acho estranho é que ele sabe de tudo sobre suas vitimas, inclusive de pessoas  dentro do nosso escritório. Recentemente recebi uma carta, alguém esta me ameaçando, isso aconteceu logo após eu ser contra uma ideia imposta pelo conselho,  nenhum deles me apoiou e disseram que eu devia me aposentar, apenas ignorei.

Mas depois de receber essa maldita carta, cheguei a uma conclusão, tem alguém dentro daquela sala que esta fazendo o assassino matar todos nós. Ele estava cometendo crimes pequenos para nos despistar, mas quem realmente é o alvo dele somos nós seis.

Sim, a alguém que esta tentando matar todos nós para ter o poder só para ele.

Como não posso dar muitas instruções deixei vários documentos salvos, para você descobrir quem é que esta fazendo isso.   

BOA SORTE !!!!! ‘’

Sasuke totalmente desestabilizado com o que acabou de assistir, a todo momento tentando pensar que aquela mensagem era algum tipo de brincadeira, ou até mesmo alguma charada de treinamento, se assusta ao receber  uma ligação de sua namorada.

- Boa Noite amor....

Sasuke - Boa noite, o que você precisa?

- o que há com você, parece sério demais, quer sair para dar uma volta mais tarde, eu você a Hina e o Kiba, o que acha?.

- Você que sabe, mas você sabe que não gosto daquele cara de cachorro, neh?

- Eu sei, mas eles estão tentando se reconcilia, e a Hina quer muito voltar com ele, não sei porque.

- Esta bem, as 20:00 pode ser?

- Pode , beijos e tchau.

- Tchau.

Sasuke desliga o telefone, vai até sua cozinha tomar um copo de agua e fica perdido em seus pensamentos.

“ se o mestre Jiraya falou isso, deve realmente ter notado algo estranho, terei que analisar todos os documentos daquele pen drive, mas é muito arriscado mexer com isso aqui em casa, terei que inventar uma viagem.”

----------------------------------------- 1 dia após a morte de Jiraya-----------------------------------------------

Sasuke sai da sua casa bem cedo como de costume para encontrar com seu tio Madara Uchiha, um dos mais renomados nomes dentro da Interpol. Desde o dia que ele assistiu o vídeo, ele não consegue conversar com ninguém daquela sala, como se alguém o tivesse evitando, como se alguém soube se que ele havia recebido aquele vídeo.

Chegando ao prédio, foi direto para a sala de reunião aonde encontrou seu tio, sentado na cadeira do meio  na imensa mesa de reunião.

- Você sempre pontual, por isso é um dos melhores agentes que temos, se não O melhor.

Sasuke – Obrigado pelo elogio, mais tenho certeza que não foi por isso que fui chamado.

- Perspicaz como sempre.- fala o senhor se levantando da cadeira e dando a Sasuke um documento.- Ai esta seu serviço, encontramos o assassino, e você ira pega-lo.

Sasuke- Como assim encontraram o assassino ?, por que só me dizem isso agora?.

- Ontem foi um dia bem triste para nós, meu amigo e seu tio morreu, e por isso decidimos encurralar logo esse desgraçado, e mata-lo.

Sasuke – Quem morreu?

- Jiraya.

Nesse momento Sasuke quase perde o controle, mas decidi fiz calmo pois deveria sempre agir de acordo com o melhor meio de um agente, a tranquilidade.

Sasuke – Quando isso ocorreu?

- Ontem a noite, ele estava em sua cobertura, e foi assassinado, acredite ou não, com uma arma exclusiva no exercito norte-americano.

Sasuke- então estamos lidando com um americano, mas qual seria a relação dele com o tio Jiraya.

-  Também me pergunto sobre isso, mas você sabe, todos nós temos inimigos que não conhecemos. Apenas precisamos que você chegue lá e capture o criminoso, para interrogarmos ele, até ele falar tudo.

Sasuke – Irei para o Qatar?

- Você partira essa noite, algum problema.

Sasuke PENSAMENTO -“ Poderei Verificar todos aqueles arquivos, isso é uma oportunidade, mas tenho que disfarçar isso, como posso............já sei.”

Sasuke – Posso levar três pessoas comigo?

- Você esta pedindo para levar alguém? Sério isso.......... nunca pensei que você iria levar alguém para esse tipo de missão.

Sasuke - estamos lidando com alguém de grandes habilidades intelectuais, ele já deve saber quem eu sou ou até mesmo o senhor, preciso fazer com que ele pense que estou la para essa festa, não para pega-lo.

- Entendo, prepararei as passagens, você pode levar.

Sasuke – até minha mais tio. – fala Sasuke se dirigindo a porta da sala.

Ao sair da sala Sasuke pega seu telefone e liga para sua namorada.

- Fala Sasuke.

 - Sakura, prepare algumas roupas, ligue para Hinata e Ino, vamos para o Qatar hoje a noite.

- COMO ASSIM HOJE A NOITE?

- Apenas faça o que pedi, iremos a uma grande FESTA.

- ok, até mais.

Sasuke desliga seu celular e sai do prédio, e em nenhum momento percebe que há alguém o observando a cada passo, no segundo andar do prédio.

Sombra – você tem certeza que ele viu aquele vídeo?

- claro senhor, você quer que eu mande mata-lo?

Sombra – não, ele é inofensivo, vamos ver até onde essa brincadeira vai chegar,  háhaha.


Notas Finais


Proximo capitulo dia 20, até mais pessoa vlw.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...