História A Bolsista - Capítulo 100


Escrita por:

Postado
Categorias Shawn Mendes
Tags Magcon, Shawn Mendes
Visualizações 45
Palavras 16.679
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, eu amo vocês <3. De início eu queria pedir que por favor leiam isso aqui, é importante pra mim, por favor!

Bom foram 142.944 palavras, 100 capítulos, 113 favoritos, 265 comentários, 25 lista de leituras, 18.033 visualizações até agora, tudo começou as 19:00 horas do dia 08/11/2017. Eu já cheguei metralhando dizendo que ia ter vários erros e zero organizações, e uns 20 capítulos e ia ser super normal e cá estou eu dando todo o possível que consigo dar, entregando de coração e me envolvendo para que essa história fique ao menos legível, e acho que consegui. Obrigada por todo apoio gente, pode parecer uma coisa boba, mas pra quem faz é uma coisa inacreditável, obrigada por cada comentário positivo, dica ou crítica,vocês me ajudaram bastante. E em vários sentidos afinal, como eu disse uma vez eu tive vários dias pesados esse ano, e eu chegava e tinha todo esse amor que vocês me dera, e a confiança, confiaram que eu podia dar uma boa história para vocês, vocês merecem o melhor. Eu tinha prints no celular dos comentários de vocês,então quando eu estava mal, eu lembrava que Deus tinha me dado a chance de ter vocês e todo esse amor que eu senti e sinto, obrigada de coração a todos, eu amo vocês verdadeiramente e para sempre <3, era somente isso que eu queria dizer para vocês, antes de começarem a ler.

ESPERA ESPERA AÍ, KKKKKKKKKK falta eu falar algumas coisas. Na verdade explicar, gente tem bastante negrito e itálico nesse capítulo por que negrito dá esse ar de ênfase e pra mim algumas falas mereciam ser destacadas assim,não vou fechar a história agora por que talvez eu traga uma nova hoje ainda ou não, aí eu deixo o link aqui pra divulgação, mas está aqui está concluída. Eu peço mil desculpas se decepcionei com esse final, peço mil desculpas pelos erros, e quero explicar que como eu mudei totalmente o rumo da história, vocês talvez achem que eu peguei leve com quem merecia mais, mas no penúltimo capítulo eu nomeei de Próximos a Felicidade, e eu foquei nisso na felicidade, que era tudo que a Melanie precisava. Então não ficou tão digamos que rancoroso o fim, e também não quis deixar as coisas tão ruins e meio que irreal também, eu coloquei meus dias e coração nesse capítulo, que já estava escrito a bastante tempo, e eu cumpri a promessa que seria um capítulo enorme e com surpresas, e bom foi o maior que eu já escrevi haha, eu espero do fundo do coração não ter decepcionado vocês, podem ser sinceros se eu decepcionei, enfim era isso e notas finais meus amores.

Boa leitura e eu amo vocês de verdade <3

Capítulo 100 - A Felicidade Faz Parte De Mim - Final


Fanfic / Fanfiction A Bolsista - Capítulo 100 - A Felicidade Faz Parte De Mim - Final

 

E se eu precisar, vou esperar pra sempre

Apenas diga e eu mudo meus planos

Sim, você sabe que nos encaixamos

Eu conheço seu coração como a palma da minha mão.

When You're Ready

Shawn Mendes.

 

 

(Stacy)

Honestamente, a cadeia parece melhor. A vagabunda, tem me maltratado mal á dias, ser sua empregada tem sido horrível, ela me fez cortar o meu cabelo na frente dela, ele está em um cumprimento pequeno agora, na verdade acima da orelha, eu me sinto feia, não por estar de cabelos curtos, mas por que eu amava meu cabelo, amava a forma como ele era em mim. Não tenho direito a jantar, apenas a um copo de água e uma caneca com cereal sem leite, ela diz que é para eu não cair dura e morrer, já que ela precisa dos meus serviços. Quando estou limpando o chão o qual ela quer que eu deixe brilhando como um lustre, ela me força a vomitar e limpar o chão que eu mesma sujei, eu realmente não aguento mas preciso estar aqui, ela me xinga e eu estou sempre a tratando como uma princesa, agora ela está dormindo, mas isso não significa que isso me dê uma folga por que agora mesmo estou cozinhando.

 

(Shawn)

Eu tinha contado por telefone que fui eu que paguei o advogado da Melanie quando ela precisou, e que eu acabei tirando a virgindade dela também, tudo isso ao pai dela. Soco a parede forte por tamanha burrice, eu não sei o que me deu, agora o pai dela vai vir para cá por que quer saber dessa história direito, cara a cara. Desço as escadas a procura da Melanie.

- Amor, fiz besteira. – Ela inclina a cabeça e me olha rindo deitada no sofá.

- Meu pai tá puto com você. Imagina quando você contar que me engravidou. - Melanie.

- E você fica lendo revista? Claro não vai foder pra você que é o bebê dele. - Digo.

- Eu quero saber quem teve a brilhante ideia de contar tudo isso a ele, e Shawn ele viria para cá de todo jeito um dia, aliás você... Ai! – Ela se contorce e eu corro para seu lado nervoso.

- O que houve? – Pergunto assustado, e ela coloca a minha mão sobre sua barriga e sinto um chute e logo meu sorriso se amplia, meu filho deu o primeiro chute e eu estava lá, ela sorri.

- É papai, pelo visto seu filho deu o primeiro sinal, engraçado tão cedo né? – Ela ri contente.

- É que ele é como o pai, um homem que faz todo mundo ficar extasiado com suas ações.

- Varia de boas pra ruins suas ações, mas eu já disse que é menina. – Gargalho da sua cara.

- Por favor Melanie, sabemos que. – Sou interrompido por mais um chute, dessa vez leve.

- Oi meu amor, papai já disse a mamãe, mas viu como ela é trouxa? – Ela dá um tapa em mim.

- Eu não sou trouxa, compra tudo azul pra você ver a mocinha chegar, eu sou mãe, eu sei.

- Quer apostar? – Pergunto e ela me olha sem entender.

- Não vamos saber o sexo do bebê, esperamos pra ver no que dá e compramos roupinhas neutras, tipo branco, amarelo. – Ela sorri sugestiva e acena com a cabeça que sim.

- E o que vale a aposta? – Ela me olha interessada.

- Já que estamos numa luta já que você quer a Itália, mas eu prefiro o Havaí, quem ganhar decide onde vai ser a lua de mel.

 – Fechado. – Ela sorri e apertamos as mãos.

– Fechado. – Sorri com pose de vencedor, afinal já ganhei essa.

 

(Sierra)

Escolhi dois conjuntinhos de grife maravilhosos para o meu lindinho ou lindinha que vem por aí. Estava voltando para Los Angeles essa noite, mas sem avisar nada a Melanie, quero fazer uma surpresa.

 

(Aaron)

Eu e Cameron estávamos andando tranquilos quando passaram duas garotas, que uau.

- E aí. – Ele dá um tapa fraco em meu peito enquanto olha uma.

– O que acha de irmos? –  Ele pergunta interessado.

- Não cara, ainda tô bolado com isso da Stacy. – Respondo.

– Sem querer te chamar de veado, por que sei o que é sofrer por mulher, afinal sofri pela Melanie, mas cara vamos viver, não podemos parar. – Ele me incentiva.

- Quer dizer que alguém ainda sofre pela Melanie é? – Ri e ele bufou frustrado.

- Não é bem digamos que fácil esquecer aquela garota, o Shawn tem muita sorte. Ela é muito além do que qualquer outra sabe, e toda vez que nos encontramos, e nossos olhares se batem, eu sei que sentimos algo, uma pura nostalgia. Mas ela está feliz, e pra mim isso que importa, mas cara eu também me importo comigo e com a minha felicidade, então vamos, por favor.

- Que meloso. – Gargalhei.

–  É só que sua vida vai mesmo parar por causa da Stacy? - Ele disse sério.

Uma raiva subiu em mim só de lembrar pelo o que eu ia estagnar a minha vida.

- Vai ficar sofrendo pela Melanie, ou vai nelas? – Andei em direção e ele sorriu.

- É esse o Aaron que eu conheço. – Rimos e nos aproximamos delas, que sorriram.

A conversa fluiu rapidamente, e pelo andar das coisas elas eram perfeitas para nós. Sabe quando você encontra uma pessoa que encaixa em tudo dentro de você? Mesmos gostos, mesmas coisas, mas não era só por isso, por compatibilidade, era mesmo uma química ali.

- Tchau, até mais. – Elas se despediram e Cameron me olhou e suspirou e começou a rir.

- Nós parecemos dois iniciantes nessa parada toda, mas a quem queremos enganar? Nós mandamos bem, e elas são incríveis, e eu acho que agora vai mesmo. –  Ele disse e gargalhei.

- A gente vai sossegar, será?  - Perguntei brincalhão.

– Dessa vez eu até quero Aaronzinho. – Falou e eu ri e ele também.

- É cedo pra falar que eu tô gamadinho nela?  - Cameron diz sorrindo.

– Não, por que eu também estou na minha garota. – Sorri.

- Aliás, hoje vamos jantar com elas, então partiu se arrumar? – Pergunto.

– Sim, bora. Mas sem ‘’partiu’’. – Ele diz e eu rio.

Levantamos do banco e fomos para a casa nos arrumar, hoje á noite promete mesmo.

(Shawn)

Abro a porta tremendo, mas era só a mãe da Melanie, quando ela dá espaço e revela o pai da Melanie atrás dela, fico sério e no silêncio dou espaço para os dois passarem e assim fazem.

- Oi Shawn. – A mãe da Melanie diz sorrindo e eu retribuo apenas o sorriso por nervosismo.

- Oi mãe, oi pai. – Melanie diz prestando atenção na revista e roendo as unhas.

- Então você tirou a inocência da minha filha? – Quando ele diz volto a tremer.

- Foi, mas eu assumi tudo depois, e não por obrigação e sim por amor mesmo.

- A gente pode conversar, a sós? – Ele fala rígido, assinto e subimos para a varanda da casa.

Ele se encosta e começa a olhar a vista e suspira, a tremedeira até passou agora.

- Sabe Shawn, eu não tenho mais tanto direito sobre minha filha. As decisões dela, são dela somente dela, e quando ela decidiu se entregar pra você, espero que tenha tido lucidez. – Riu.

– É só que hoje eu vejo que você faz muito bem a ela, mesmo que antes tenha sido seu pesadelo. Eu errei feio com a mãe dela filho, e eu não quero que erre assim com a minha filha, pois eu quero que os dois, sem exceção sejam felizes. Quando soube que foi você que pagou o advogado dela, não fiquei muito contente, era mais minha função que sua, mas entendo o desespero, ainda mais sabendo do que ela passava lá dentro. Obrigado, de verdade pelo o que fez por ela, soube que ficaram noivos e eu vi tudo por vídeo, espero ser convidado para o casamento, eu me mantenho longe agora, agora por favor cuide dela, eu sei que sabe. – Ele falou, e toda a tensão pelo meu corpo se esvaiu, ele realmente confia em mim pra isso.

- Obrigado por ter me dito todas essas palavras, com certeza servem como apoio, eu me orgulho do senhor, por que reconhecer que errou é muito importante, e eu vejo isso no homem que você se tornou, que você seja feliz de verdade, e não se preocupe eu sempre vou cuidar muito bem da sua filha, está convidado. – Falei e apertamos as mãos e descemos as escadas.

- Então resolveram? – A mãe da Melanie perguntou e assentimos e foi a vez das duas subirem.

(Melanie)

Sentei na cama, e minha mãe andava de um lado para o outro, quando começou a rir do nada.

- O que foi? – Pergunto.

- Acha que vai me esconder que tá grávida por quanto tempo? – Ela diz risonha.

- E-eu não sei do que está falando. – Gaguejo, droga Melanie.

- Não sei por que gaguejou, mas toda mãe sabe quando a filha está grávida. – Ela sorriu.

- Não foi por querer mãe. – Disse e meus olhos lacrimejam.

- Nunca é, quer dizer as vezes é. Tudo bem, eu só espero responsabilidade agora. – Falou calma.

- Desde quando a senhora ficou tão good vibes? – Pergunto e ela sorriu largo e eu me toquei.

- Qual o nome dele? – Ela se jogou na cama como uma adolescente apaixonada.

- Sulivan. – Ela diz e rimos, ela se esparrou pra perto de mim e do nada ficou séria.

- Mas não pense que isso tira o clima pesado que estamos, porra filha não tinha proteção?

- Ter tinha, mas eu lá lembrei e pior é o lugar onde foi feito, quer dizer pior pra você. Pra mim foi ótimo, independente das circunstâncias, foi no acampamento, por que quatro semanas já.

- No mato. – Ela diz e ri. - Vai ser um pouco difícil contar para os outros pais, mas estou com você. – Ela conclui.

- Ótimo mãe, o Shawn está só amor e cuidados. – Ela sorriu e me desejou boa sorte.

Nos despedimos dos meus pais, e fomos resolver o quarto do bebê e fomos ao shopping.

- Espera, vamos escolher juntos a primeira roupinha dele. – Digo e Shawn sorriu e escolhemos um macaquinho branco com pequenos detalhes azuis, e outro amarelo com rosa.

Escolhemos um berço branco, e continuamos a comprar tudo que ele precisava.

- Vocês não vão ser pais não né? – A atendente perguntou sorrindo.

- Sim. – Respondemos juntos.

- Vai ser lindo o bebê, olha como vocês formam um lindo casal. - Ela elogia.

- Obrigado. – Dissemos juntos e sorrimos.

Passamos na praça de alimentação e almoçamos, mais tarde eu iria escolher meu vestido do baile, e o Shawn chamou o Nash para ajudar ele a escolher o terno. Mas antes fomos dar uma olhada na escola, ver se estava tudo ok ou se precisava de mais alguma coisa na decoração. Entramos e faltavam poucos detalhes a serem resolvidos, passei no meu armário para pegar as chaves reservas de casa já que mais tarde eu sairia sozinha e não sabia que horas ia voltar. Faço a combinação e abro meu armário e vejo um bilhete vermelho, perfumado com um perfume masculino, muito bom por sinal. Tinha uma rosa ao lado, pego o bilhete e abro:

 

‘’ Eu sei que muitos caras podem te fazer esse convite, afinal não duvido de mais nada. Muitos teriam coragem de te roubar de mim, mas como sou esperto estou te convidando. Aceita ir ao baile comigo Melanie? Ass: Shawn Mendes, o amor da sua vida, eu te amo. ‘’

Rio e olho ao lado e ele estava encostado em outro armário sorrindo sorrio para ele e me aproximo.

- Aceito. – Digo e ele me puxa com delicadeza pela cintura e me beija.

Resolvemos o restante das coisas, e a decoração agora fica por conta dos outros que contratamos, me despedi de Shawn e entrei no uber, seria tão bom ter Sierra para me ajudar a escolher o vestido hoje, afinal o baile é amanhã, o motorista chega no shopping e eu pago a corrida, saio do carro om cuidado por causa da barriga, será que preciso de um vestido maior?

- Deve está pensando, que número de vestido vou precisar? – Uma voz fala, espera eu conheço essa voz, olho e Sierra está sorrindo e fazendo cara de pensativa, corro em sua direção e abraço sorrindo e ela começa a rir.

- Louca! Você veio! – Falo com toda felicidade possível.

- Eu já perdi muitos dias importantes da sua vida, agora mamãe vamos escolher o seu vestido.

- Eu te amo. – Digo e me solto de seus braços.

- Eu sei, eu sei. Eu sou Sierra baby. – Ela diz e  coloca os óculos escuros e entramos na loja.

- Tudo bem Sierra, você está descolada mas tira os óculos e me conta tudo. – Digo ela ri e tira.

- Eu bom, acampamento. – Corto sua vez de falar e ela arregala os olhos.

- NO MATO! – Ela grita e eu tampo sua boca e acabo rindo.

- Para de ser doida menina! – Grito com ela. - Falo por falar, eu considero lá mas foi na cama por que o doutor disse que tem quatro semnas e a última vez foi na casa dele - Commpleto

- Meu bem você vai ser mãe, para de vergonha, vergonha essa que tu perdeu á poucos dias.

- Já chega! –  Disse e tampei sua boca.

Escolhemos um vestido longo com brilho e um decote maravilhoso. Provei e ele deu em mim, só espero que dê até amanhã, afinal eu já dei uma engordada e minha barriga cresceu pouco.

- Sierra, não está entrando nos seios. – Puxo com dificuldade.

- Moça, um maior o quanto antes por favor. – Sierra pedindo por favor, tá aprendendo comigo mesmo.

– Educadinha. – Digo rindo e ela me mostra a língua.

– A que ponto chegamos, um maior. - Digo olhando pro vestido.

- Deixa de ser dramática, meu lindo bebê precisa de espaço. – Retruca.

- Não falo dele em si, é só que um maior, você podia ser mais sensível. – Faço bico.

- Olha, eu mudei mas continuo gordofóbica. – Gargalha. – Brincadeira, zero preconceitos.

- Bom saber, mas beleza esse coube, caramba uns dias e já estou assim, amanhã tem que caber. – Me viro de lado olhando o vestido.

– Vai caber meu bem, anda ficou bom? – Parou atrás de mim sorrindo e eu sorri.

- Você é linda amiga! – Ela disse e passei a mão em minha barriga, como eu te amo pequenino.

- Obrigada amiga, vai ser esse. Eu amei esse vestido e duvido que Shawn não vá gostar.

- Só se ele continuar louco. – Ela diz e rimos.

- Ei, meu noivo é um lindinho. – Defendo.

- Melosidade mil grau. – Ela  diz e faz careta e eu ri.

Voltei para casa e encontrei Shawn sentado no sofá e fiquei encarando ele dali sorrindo:

- Não me admire muito, vou comprar meu terno já já. – Ri e sentei no sofá e o abracei.

- Eu te amo tanto, mas tanto. – Digo e ele me olha e me beija.

- Sei que a libido aumenta, o desejo sexual também, mas não vamos transar com meu filho aí. – Ele diz sério, e eu bufo frustrada, qual é? Vão vamos meio que morrer todos por isso, penso.

- Não machuca Shawn, até ajuda eu li sobre. – Digo esperançosa.

- Querida, eu sou enorme pode deformar a cabeça dele. – Gargalho.

- Enorme. – Falo sozinha.

- E não é? – Ele diz revira os olhos.

- Só vou saber se... – Deixo a frase safada no ar mas ele continua nem aí, droga.

- Não Mel, aliás tá na hora do meu terno, e eu não estou te evitando. – Ele segura meu queixo. – Eu me controlo pra não te jogar naquela parede agora mesmo e te foder inteira até pedir por mais. – Ele diz com a voz rouca e fecho os olhos sorrindo só de imaginar ele fazendo tal ato.

- E com essas palavras tu quer que eu me controle? – Digo e ele acaricia meu rosto.

- Tô indo comprar meu terno. – Bufo e ele sai.

(Shawn)

Entro no meu carro e busco Cameron e Nash para irmos juntos.

- Então quer dizer que você se acha enorme pra isso? – Nash diz e eu assinto me gabando.

- Vai que é mesmo. – Cameron diz e Nash arregala seus olhos azuis.

- Já provou é? – Nash diz e riu.

- Não babaca, aliás eu conheci uma gata, eu tô apaixonado. – Cameron diz e sorri olhando pro nada, ri.

- Ainda bem, já tava pensando que... – Deixo a frase no ar, mas ele vê que tento chamar ele de veado.

- Você parece ser mais que eu Shawn. – Ele diz e gargalhamos e eu parei carro e entramos no shopping.

Encontramos nossos ternos, eu decidi por um preto e uma gravata vinho, mas tenho a preta e a azul também. Deixei eles em casa, e fui para a minha. Entrei no quarto e Mel já dormia, linda.

- Oi, meus amores. – Sussurrei baixo me deitando ao lado dela que ronronou algo.

- Shawn? – Perguntou sonolenta.

– Sim, docinho.

– Te amo. – Ri.

– Eu também bebê. – Digo e ela abraça meu pescoço.

Me aconcheguei ao seu lado e fechei os olhos, admirei ela por um tempo e depois dormi.

(Melanie)

Acordei, e vi Shawn ao meu lado, sorri. Levantei e fui me olhar no espelho, me virei de lado, até que minha barriga não está tão perceptiva assim, espera, HOJE É O BAILE DE FORMATURA!

-Bom dia. – Ele diz e  me abraçou por trás no e vi nosso reflexo no espelho e eu sorri nervosa.

- Sua barriga tá bem grandinha já. – Ele disse e riu.

- Acha que vou caber no vestido? – Pergunto nervosa.

- Se você for nua, vai estar linda digo que até mais. – Ele diz e dou um tapa em seu braço ele ri.

- Vou chamar a Sierra, hoje tem maquiagem, cabelo, ajustes no vestido. – Digo e ele revira os olhos.

- Ainda bem que só preciso de um gel, um bom perfume, e o resto eu deixo minha beleza falar por mim. – Ele diz ajeitando a gola da camisa.

– Está se achando muito. – Digo.

– Diz que eu sou feio então. – Ele diz provocando.

– Jamais. – Gargalhamos.

- Você vai estar linda, não se preocupe tanto. – Ele diz e beija o topo da minha cabeça e sai, sorrio.

(Shawn)

Decido fazer o café da manhã, já que hoje ela vai estar muito atarefada.

(Lox)

A vadia quase morreu ontem, quando mutilou um dos pulsos, se não fosse eu talvez ela tivesse se dado mal. Eu só a deixei a viver por que ela presta um pouco para limpar meu chão.

- Acorda! – Gritei e ela se levantou num pulo depois ficou tonta e caiu no chão, ri dela.

- O que deseja? - Ela pergunta.

- Cadelinha legal, age igual empregada. – Ela vomitou no chão.

- Limpa tudo isso agora, que nojo! - Grito estridente.

- Você me mandou comer comida estragada ontem, o que queria? - Stacy rebate.

- Viu o que fiz com a Mel mesmo sem os movimentos? Não duvide que eu ligue para a polícia agora. – Ela abaixou o olhar e foi pegar os produtos de limpeza e eu a segui com a cadeira.

- Ótimo, melhor assim mesmo. - Digo.

- Você é desprezível Lox, o Jacob te odeia com razão. – Foi como uma facada no peito.

- Não fale isso! Só limpe. – Segurei minhas lágrimas, qual é eu era apaixonada por ele.

- Ele nunca vai corresponder ao amor de um verme como você, ainda mais aleijada.

- Cala a boca! – Gritei e as lágrimas desceram pelo meu rosto, e ela sorriu satisfeita.

- Legal, agora eu ganhei o dia patroa.– Sorriu debochada e saiu.

Ela sabia que meu ponto fraco era esse, eu nunca vou me acostumar com a ideia que perdi o Jacob pra sempre, eu queria ter ele pelo menos como amigo, mas ele me odeia muito agora. Vi que ele assumiu um relacionamento com uma loira, claro que por outras redes, ele me bloqueou de todas, se tem uma coisa que me deixa triste todos os dias além dessa cadeira é saber que nunca poderemos ter nada, que a única vez que amei, eu perdi e para sempre.

 

(Karen)

Bati na porta da casa de Shawn algumas vezes, e depois de um tempo a Melanie me atendeu:

- Oi. – Ela diz e sorri, mas depois ficou um pouco desconfortável.

- Oi, posso entrar? – Pergunto e ela me deu passagem com seu sorriso simpático.

-Nunca conversamos, não é? Desde aquele dia, estou mantendo distância por vergonha do que fiz. – Digo e ela cerrou os dentes, e eu sentei no sofá, percebo que ela está sozinha em casa, sentou.

- Não temos muito o que conversar, você foi pivô de muitas coisas ruins, mas queria proteger o Shawn, eu não tenho você como uma amiga que eu confio, mas já te desculpei. Seu depoimento ajudou muito no andamento do caso, não foste a pior das pessoas nisso. - Ela dispara.

- Agradeço muito, eu jamais pude imaginar que você era tão boa. Mas como Shawn falou, você é incrível. – Digo e ela sorriu em forma de agradecimento e me abraçou e eu senti, eu não acredito! - Digo impressionada.

- Você está grávida?! – Pergunto e ela arregalou os olhos e se afastou de mim com as mãos na barriga.

- Não! Calma, eu não vou machucar você e seu bebê, tudo bem se sentam sustos não fazem bem. – Digo e aos poucos seus olhos foram voltando ao normal e ela se sentou, mas com distância.

- Como vão se virar? Agora tem uma criança aí, Manuel vai surtar, mas prometo contornar. - Digo calma.

- Por que vai fazer isso? O que quer em troca? Não vou tirar o bebê. – Ela diz e acabei rindo alto.

- Você ainda me vê como um monstro, mas é normal. Não quero que tire meu neto. - Digo cabisbaixa.

- Você está calma, minha mãe meio que ficoude boa mais bem mais maluca. – Ela diz e sorri e segurei sua mão.

- Tive Shawn e sua irmã nova como você também, ela vem hoje já que é o baile dele. - Digo e ela assente.

- Fico feliz. - Melanie finaliza.

- Melanie, precisamos conversar todos juntos, e sério. Aconteceu, mas não poder ser assim novamente ainda mais sem planejamento. – Digo e ela respirou e assentiu, parece estar mais calma.

- Não acha que foi golpe? – Ela pergunta e eu nego.

– Acontece, e se fosse golpe mesmo você já teria me procurado exigindo coisas, e em momento algum vi isso, pelo contrário você tentou esconder. - Digo e vejo seus ombros relaxando.

- Vamos devagar ok? É tudo muito novo pra mim, ainda não confio cem porcento em você, mas tu é a única que pode contornar o Manuel. – Ela diz e eu ri e ela me acompanhou.

- Já sabe o sexo? – Negou sorrindo.

 – Apostamos a lua de mel, eu acho que é menina e o Shawn menino. – Ri.

– Aposto que vai ganhar, se bem que quero um netinho mesmo. - Digo.

- Mas aposta em que? – Ela relaxou, e sorriu pra mim, é um bom começo Karen.

- Menino. – Ri e ela emburrou a cara.

– Af! Todo mundo aposta em menino. - Ela diz emburrada.

- Vai acabar sendo mesmo né? – Indago e ela confirmou rindo.

- Vou ligar para Manuel e seus pais, não trema, vai ficar tudo bem. – Ela assente.

(Shawn)

Minha mãe me liga e eu vou pra casa, Melanie me mandou uma mensagem explicando tudo, saio da casa de Cameron onde eu estava jogando vídeo – game. Ligo o carro e minutos depois estou em casa, abro a porta e vejo meus pais e os da Melanie sentados me aproximo dela, e a abraço de lado, ela aconchega sua cabeça no meu ombro e minha mãe sorri, pera ela sorriu pra isso?! Meu pai estava sério, a mãe da Melanie calma, e o pai da Mel sério, ok tremi.

- Shawn, foi uma irresponsabilidade sua, mas não temos como reverter, e sim aceitar que serei avô. – Ele sorriu, conhecendo minha mãe ela que ela contornou o papai, basta saber os outros.

- Você engravidou minha filha, eu só queria saber até quando ia esconder para aos pais aqui. – Se referiu ao meu pai.

– Olha, eu sempre quis ter um neto, não tão cedo mas né, aconteceu. - Meu pai disse.

- É, responsabilidade agora! – A minha mãe e a da Mel falaram ao mesmo tempo, nos assustamos e demos um meio pulinho o que fez eles rirem, nos acalmamos agora.

- Pensei que ia ser pior amor. – Digo e ela me encara.

- Eu também pensei, eles fizeram suspense até você chegar. – Rimos.

- Engraçado que ao tio, ninguém pede opinião ou se assusta. – Brad chegou e fez um toque com a mão comigo, suspirei.

– Desculpa cara.

– Relaxa, um dia acontece mesmo, vou ser tio.

- E eu que vou ser titia, aliás a melhor titia. – Ouço a voz da minha irmã e corro para abraçar ela, tiro ela do chão.

 – Que saudade porra! - Shawn grita.

– Eu também estava! – Ela riu e eu a soltei.

- Soube que é seu baile, e bom relaxa menina eu já gosto de você. Agora saiam, vou ajudar Sierra a arrumar nossa princesa mamãe aqui. – Todos rimos e ela subiu com a Melanie.

 

(Melanie)

Eu não esperava que seria assim, mas admito estou muito feliz com tudo. Subimos e ela sorriu simpática pra mim, e eu permiti abraçar ela que retribuiu e Sierra olhava tudo da cama.

- Me chamo Aaliyah. - Ela diz.

- Shawn fala muito de você, é um prazer. - Digo;

- Esquece a formalidade, a Aali é doida menina. – Sierra diz e rimos.

- Sierra está certa, pra pouca idade eu sou louca e sem frescuras, amei você, me trouxe até um sobrinho. - Ela diz e eu sorrio.

- Todo mundo pensa que é menino. – Bufo e elas riem.

- Vamos arrumar você. – Sierra diz e eu assenti e fui tomar banho.

Foi uma longa tarde decidindo tudo, precisei de outro banho já era por volta das seis da noite, quando a Sierra começou o cabelo e depois a Aaliyah fez a maquiagem em mim, coloquei o vestido e ainda bem que não precisou de ajustes, eu estava me sentindo linda de verdade.

- Obrigada meninas! – Digo e elas sorriam da cama cansadas, coloquei os saltos e levantei.

 

(Stacy)

Uma hora dessa já devem estar testando as músicas ou mesmo tocando no baile, enquanto eu limpo tudo isso sozinha e Lox me xinga, parabéns Stacy, você cagou na sua vida, que ódio.

(Lox)

Jacob deve estar indo buscar sua namorada, ele é o único que eu não prejudicaria. Parabéns Lox, perdeu o amor da sua vida, perdeu a chance de ter uma vida normal, eu me odeio agora.

 

(Shawn)

Estava em baixo esperando as meninas descerem junto com os pais da Melanie, até que Sierra e Aali descem rebolando e todos rimos, Sierra faz barulho de tambores e Aali a bater palmas:

- Shawn, sua princesa está pronta, toma tua gravata, manda ela botar. – Minha irmã se joga no sofá ao meu lado.

– Eu tô podre. - Ela diz.

– Percebi. – Rimos e eu subi as escadas ao encontro dela.

- Amor, já posso entrar? Acho que o suspense acabou... – Abro a porta e palavras me faltam, ela estava deslumbrante, ela sorria e eu estava lá feito um tonto olhando a minha mulher.

- Você e-está linda. – Ela ri e se aproxima de mim em passos lentos, e me dá um beijo lento, me agacho em seguida e dou um beijo em sua barriga, e faço carinho nela e ela sorri.

- Você também está lindo, deixa eu colocar sua gravata. – Entrego e ela dá o nó perfeito, ela sorri para a florzinha em meu terno, e eu pego a corsage, e coloco em seu punho.

- Você trouxe a prom. – Ela sorriu.

- Claro, não podia faltar essa florzinha em seu pulso, quero que todos saibam que está acompanhada, nosso primeiro encontro baby, seguimos a tradição sempre, te amo. - Digo e mais uma vez ela apenas sorri.

- Também te amo. – Ela diz coloca o braço e volta do meu e descemos as escadas.

Sierra tira uma foto nossa, e depois Aali tira de nós nos beijando. Quando estamos saindo de casa ela se surpreende em ver o seu pai e sua mãe os meus também estavam, ela sorri:

- Pensei que você já tivesse ido pai. – Eles se abraçam.

- É um dia importante pra você, e bom parabéns pelo carro. – Ele entrega as chaves e ela coloca a mão na boca sem acreditar e dá pulinhos e nós rimos.

- Então, no seu ou no meu? – Pergunto.

- No seu, vamos estrear o meu quando formos para a faculdade. - Ela diz e eu assinto.

- Certo então. - Finalizo.

- Obrigada, vocês são os melhores pais do mundo. – Se abraçam e nós saímos depois.

Abri a porta para ela, demos tchau e em seguida eu dei partida no carro. Ligamos uma música e fomos cantando o caminho inteiro, chegamos e abri a porta do carro pra ela envolvemos as mãos, e caminhamos para a frente da escola onde estavam todos os nossos amigos, sorrimos.

(Melanie)

Olho e vejo Cameron e Aaron acompanhados, mas elas não podiam entrar já que era para formandos, fico feliz que ele tenha seguido, eu realmente desejo felicidade à ele, de verdade.

- HUMMMMMMMMMMMMM! – Dissemos em uníssono fazendo caretas e rimos.

- Me chamo Lolie, você é linda Melanie. – Sorri em agradecimento.

- Você também é linda Lolie, cuida bem dele. – Ela sorriu e assentiu.

Shawn e Nash já estavam dançando só com o som que ecoava de dentro, rimos.

- VAMOS DANÇAR! – Shawn gritou e todos levantamos os braços.

- Oi Melanie, sou a Valerie. - Uma morena se aproximou e eu cumprimentei.

- Cuida bem do Aaron Valerie, vem vamos entrar todos ninguém vai perceber. - Digo e ela assente.

Dito e feito entramos, e eu não posso negar que fiz uma entrada digna de mim, tocava uma música maravilhosa, e eu entrei e todos me olhavam boquiabertos, quando desci as escadas Shawn desceu e entrelaçou nossas mãos e todos aplaudiram nossa chegada, sorrimos. Depois de uma chegada fatal, a banda começou a tocar Young Dumb & Broke e começamos a dançar, todos juntos, eu não podia beber nem mesmo ponche, Shawn achava que podiam ter álcool.

- Valeu Cameron. – Peguei o ponche e virei, e peguei três docinhos e comi.

- Gravidez já tá fazendo efeito? – Ele pergunta e rimos e eu afirmei.

- Hum, sabor morango. – Tomei mais um e Shawn chegou.

- Tem álcool? – Ele pergunta e Cameron nega.

- Então beleza, vou me preparar. – Shawn estrala os dedos.

- Pra o que meu amor? – Pergunto sem entender.

- Mais uma dança e uma coisa aí. – Me beijou e foi até J.

- Fico feliz por você e por Lolie. – Ele sorriu apaixonado.

- Obrigado, fico feliz em ser tio. – Sorri pra ele.

- Como a conheceu? - Pergunto interessada.

- Acredita que foi do nada? Tava eu e Aaron e aí elas passaram e fomos lá.- Ele explica.

- Grandes paixões começam assim, á primeira vista. – Rimos e ele concordou com o que eu disse.

- Você e o Shawn que o diga. – Ele diz e rimos.

- Ô, vamos dançar com eles? - Puxo sua mão e ele assente vindo comigo.

- Vamos. – Ele diz e entramos na pista e começamos a dançar cada um com seus pares.

Shawn me puxou para um canto e ficamos dando uns amassos, mas não passou disso, não passa disso tem dias já, mas eu entendo, voltamos pra pista e dançamos mais até ele dizer que precisava fazer uma coisa, não entendi mas ele disse que era muito importante para nós dois.

- Prometo que vai gostar. – Ele diz sorrindo e seus olhos brilharam.

- Eu sei que vou amar meu amor. – Digo e ele me beijou e sumiu na multidão.

Passados alguns minutos a banda sai do palco levando a atenção de todos, e Shawn entra no lugar e preparam um banquinho para Shawn e ele se sentou com seu violão e sorriu pra mim:

- Bom, eu fiz essa música pra o grande amor da minha vida. Nós voltávamos do acampamento e ela dormia encostada no meu ombro enquanto eu escrevia para ela, eu espero que goste. A música se chama Life Of The Party, eu queria dizer mais uma vez na frente de todos que eu te amo Melanie, eu amo você. Eu estou muito feliz que estamos noivos, você é a melhor, te amo. - Ele fala olhando no fundo dos meus olhos e eu sorrio para ele.

 

- I love it when you just don't care

I love it when you dance like there's nobody there

(Eu adoro quando você simplesmente não se importa

Eu adoro quando você dança como se não houvesse ninguém por perto) – Meu sorriso se ampliou.

- So when it gets hard, don't be afraid

We don't care what them people say

I love it when you don't take no

I love it when you do what you want cause you just said so

(Então, quando ficar difícil, não tenha medo

Não nos importamos com o que essas pessoas dizem

Eu adoro quando você não aceita um "não"

Eu adoro quando você faz o que quer só porque falou) – Ri e ele sorriu pra mim.

- Let them all go home, we out late

We don't care what them people say.

(Então, deixe todos irem para casa, ficamos fora até tarde

Não nos importamos com o que dizem) – Já estava chorando.

- We don’t have to be ordinary

Make your best mistakes

‘Cause we don’t have the time to be sorry

So, baby, be the life of the party

I’m telling you, to take your shot it might be scary

Hearts are gonna break

‘Cause we don’t have the time to be sorry

So, baby, be the life of the party

(Nós não temos que ser comuns

Cometa seus melhores erros

Porque não temos tempo para lamentar

Então, querida, seja o centro das atenções

Estou te dizendo para se arriscar, pode ser assustador

Corações vão ser partidos

Porque não temos tempo para lamentar

Então, querida, seja o centro das atenções)

- Together we can just let go

Pretend like there’s no one else here that we know

Slow dance, fall in love as the club track plays

We don’t care what them people say

(Juntos podemos apenas deixar para lá

Fingir que não há ninguém aqui que conhecemos

Dance lentamente, apaixone-se enquanto a música da balada toca

Não nos importamos com o que dizem) – Me aproximei mais do palco.

- We don’t have to be ordinary

Make your best mistakes

‘Cause we don’t have the time to be sorry

So, baby, be the life of the party

I’m telling you, to take your shot it might be scary

Hearts are gonna break

‘Cause we don’t have the time to be sorry

So, baby, be the life of the party

(Não temos que ser comuns

Cometa seus melhores erros

Porque não temos tempo para lamentar

Então, querida, seja o centro das atenções

Estou te dizendo para se arriscar, pode ser assustador

Corações vão ser partidos

Porque não temos tempo para lamentar

Então, querida, seja o centro das atenções)

- Come out tonight, come out tonight

There’s no one standing in your way

Come out tonight, come out tonight

We don’t care what them people say

We don’t care what them people say

(Saia hoje à noite, saia hoje à noite

Não há ninguém te impedindo

Saia hoje à noite, saia hoje à noite

Não nos importamos com o que dizem

Não nos importamos com o que dizem)

-We don’t have to be ordinary

Make your best mistakes

‘Cause we don’t have the time to be sorry

So, baby, be the life of the party

I’m telling you, to take your shot it might be scary

Hearts are gonna break

‘Cause we don’t have the time to be sorry

So, baby, be the life of the party

(Não temos que ser comuns

Cometa seus melhores erros

Porque não temos tempo para lamentar

Então, querida, seja o centro das atenções

Estou te dizendo para se arriscar, pode ser assustador

Corações vão ser partidos

Porque não temos tempo para lamentar

Então, querida, seja o centro das atenções)

- Yeah, yeah, yeah

Life of the party

So don’t let them keep you down

Oh, you know you can’t give up

‘Cause we don’t have the time to be sorry

So, baby, be the life of the party. – Ele cantou afinado como sempre e eu subi ao palco.

(Sim, sim, sim

Centro das atenções

Portanto, não os permita deixa-lá para baixo

Você sabe que não pode desistir

Porque não temos tempo para lamentar

Então, querida, seja o centro das atenções).

Ele tirou o violão e colocou de lado e me beijou, mesmo de olhos fechado pudemos sentir os flashs e todos aplaudindo, finalizamos o beijo selando os lábios e ele sorriu pra mim e retribui.

- Você é incrível. - Digo com lágrimas nos olhos.

- Você merece muito mais meu amor. - Ele seca minhas lágrimas e me beija.

Descemos do palco e nossos amigos elogiaram Shawn e a mim e disseram que eu tive sorte de ter ele como namorado, e eu concordo muito com isso. Fomos tirar fotos com o Logan o fotografo, Brad chegou com sua acompanhante que eu descobri que agora é sua namorada, espera eu conheço ela de algum lugar, é a Cecília. Nos abraçamos e ela olhou pra mim e me elogiou.

- Está linda e grávida. - Ela fala e eu assinto.

- Obrigada, é estou. – Rimos e ela me contou que conheceu ele no verão.

Todos tiramos fotos, muitas delas fizemos palhaçadas, Cameron e Shawn faziam as melhores caretas juntos comigo, depois tiramos fotos realmente lindas, e fomos comer e beber em seguida. Todos dançavam quando o diretor fez a banda parar, ele pigarreou e prestamos atenção, nele que agora sorriu para nós.

-É o seguinte, pedimos que fizessem uma votação relâmpago, com exceção de alguns que não encontramos na hora, e essa tradição no nosso colégio já tinha acabado mas voltamos com ela neste ano, e com os resultados mais que merecidos eu quero anunciar o rei e a rainha do baile. - Ele diz e a professora chega com as coroas.

Ok, o rei já sabemos de cara que vai ser Shawn ou Cameron, mas a rainha? A Stacy foi embora.

- O rei deste ano, é nada menos mais que Shawn Mendes, Cameron quase hein! – Ele fala e rimos e Cameron gritou em animação com o amigo, se amam e sempre ficam felizes pelo outro.

Shawn me deu um beijo e foi lá para cima, e sussurrou um ‘’Eu te espero lá princesa’’ e eu sussurrei de volta um ‘’Até parece’’, e ele piscou e subiu e colocaram a coroa nele, sorri.

- Unanime, primeira vez em anos, Melanie vem pra cá, você é a nossa rainha do baile de formatura! – O diretor falou e eu fiquei boquiaberta e todos aplaudiam felizes, lágrimas se formaram em meus olhos, e subi no palco, mas ainda desnorteada e colocaram a coroa em mim, e Shawn sorriu.

- Eu disse que seria você. - Ele sussura pra mim e segura meu rosto calmamente e me beija.

- Discurso! Discurso! – Todos gritavam e o diretor entregou o microfone a Shawn.

- Eu quero falar primeiro, por que vai ser lindo se todos finalizarmos com você. Você merece esse título não só por tudo que passou, mas por você ser você mesma. Eu me orgulho tanto de você, eu sou muito feliz em ser seu noivo, e agora nosso filho ou filha, virá aí para completar a nossa felicidade, agradeço aos votos, e agradeço mesmo por que vocês elegeram a pessoa certa, você é a mulher da minha vida e eu te amo muito, obrigado por tudo, apenas obrigado. - Shawn faz o seu discurso e eu já estou com lágrimas novamente no rosto.

Ele me entregou o microfone e eu respirei fundo e ri e todos me acompanharam rindo.

- É tudo muito novo, desde ser a noiva até a mãe, e agora rainha do baile, antes eu nem me imaginava vindo e ainda mais com você, mas eu jamais escolheria outra pessoa para passar o resto da minha vida, eu te amo muito. Agradeço os votos de todos vocês, aqui eu vivi, sofri e aprendi e hoje sei o que é felicidade, obrigada por me elegeram e ao meu noivo a qual eu tanto amo. – Faço o meu e todos aplaudiram e nós nos beijamos. Descemos do palco de mãos dadas.

- EU VOU SER TIO E SÓ DESCUBRO AGORA? GUENTA CORAÇÃO! – J grita e rimos afirmando.

- Vou ensinar o garoto a ser conquistador como eu. – G diz e sorri sedutor e rimos.

- Vou levar ele pra vibe mais positiva possível. – Matt diz e concordamos.

Todos me elogiaram e desejaram felicidades, e voltamos a curtir o baile.

- Todo mundo acha que vai ser menino. – Digo e todos riram.

- Eu ganho essa aposta fácil. – Shawn diz e na minha mente só passa um sonha Mendes, sonha.

Começou a tocar uma música lenta, e ele me olhou sorrindo:

- Aceita essa dança, princesa? – Sorri para ele e fomos para a pista.

Dançamos perfeitamente, as aulas de Shawn deram mais que certo.

- Eu faço tudo por você, eu dei meu melhor e sempre vou dar. - Ele diz e selo nosso lábios.

- Eu te amo Shawn. – Ele me beijou calmo, continuamos a dança e quando a música parou, aleguei estar cansada, e meus amigos também estavam, saímos do salão juntos e rindo.

Voltamos pra casa depois de uma noite ótima e amanhã seria o dia de pegar nossos diplomas.

(Shawn)

Acordamos e nos arrumamos com as roupas de formatura, pegamos o capelo e entramos no carro e seguimos até a escola, sentamos todos juntos, e esperamos anunciar os nossos nomes.

- Melanie Afonso! – O diretor chamou e todos gritamos para ela e ela pegou diploma e ergueu.

- RUMO A FACULDADE DE GASTRONOMIA! – Ela gritou feliz e nós gritamos felizes.

- Shawn Mendes! – Ela e todos gritam por mim, ergo o diploma, e sorrio para todos.

- FACULDADE DE MÚSICA AÍ VOU EU! –Gritei e todos gritaram felizes comigo.

Tiramos várias fotos, e depois tiramos a clássica foto de jogar os capelos pra cima, voltamos pra casa. E hoje à tarde teríamos consulta com o médico para saber se está tudo bem com o bebê, fomos e ele disse que teríamos uma surpresa muito boa, depois de lá voltamos pra casa.

- O que acha de casarmos amanhã? – Pergunto e ela me olha surpresa.

- Você não quer nenhuma festa de arromba? - Ela pergunta e eu nego sorrindo acariciando seu rosto.

- Não, somente nós, nossa família, nossos pais e irmãos e amigos, simples. - Digo e ela me abraça mais forte.

- Eu acho ótimo, prefiro assim, vamos casar amanhã. – Ela diz e eu  sorri.

- Não está bêbado, não é? – Ela pergunta e eu rio negando.

- De ponche? – Pergunto e rimos.

- Seus pés estão inchados. – Encaro seus pés.

 - Sim, faz uma massagem? – Assinto e ponho seus pés em meu colo.

Ela acabou adormecendo, sua barriga tem crescido muito rapidamente, levo ela para cama e ela se aconchega nos travesseiros, tadinha anda tão cansada, me deito ao seu lado e a abraço.

 

(Lox)

Cada dia que passa mais lembranças de quando fui abusada voltam a me atormentar, essa semana tomei uns vinte banhos, na verdade mandei Stacy dar, mas no terceiro ela desistiu e disse que eu merecia aquilo, então só fiquei no chuveiro horas e horas e depois sai de lá.

 

(Melanie)

Todos estavam prontos, e Cameron e Sierra eram meus padrinhos, enquanto Cecília e Nash eram padrinhos de Shawn e Aali trazia as alianças para nós. O casamento foi no civil, escolhemos assim, o juiz de paz disse as palavras e assinamos, em seguida fomos para uma igrejinha pequena, e o padre nos esperava, apenas nós e nossos amigos e família, troco o vestido com ajuda das meninas para um simples de noiva que escolhi, pego o buquê as meninas retocam a maquiagem, e meu pai vem me buscar, entramos no altar e ele me entrega a Shawn ambos sorrimos, meu pai diz que ele cuide de mim e Shawn assente seguro de si.

 

- É de livre e espontânea vontade que desejam se casar? – O padre pergunta e apenas sorrimos um para o outro.

- Sim. – Shawn diz e lágrimas descem pelo seu rosto.

- Sim. – Digo e acabo chorando também.

- Prometo estar contigo na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, amando-te, respeitando-te e sendo-te fiel em todos os dias de minha vida, até que a morte nos separe. – Shawn coloca a aliança em meu dedo e beija minha mão.

- Prometo estar contigo na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, amando-te, respeitando-te e sendo-te fiel em todos os dias de minha vida, até que a morte nos separe. – Coloco a aliança em seu dedo e beijo a sua mão.

- Eu os declaro marido e mulher, o noivo pode beijar a noiva. – Ele aproxima seu rosto lentamente do meu segura meu rosto com delicadeza e me beija, sorrimos entre o beijo.

- EU QUERO OS VOTOS, EU ESPEREI POR ESTE MOMENTO E ELE É TODO MEU! – Sierra grita e todos rimos, Shawn tira um papel de seu paletó e Aali me entrega o meu que deixei com ela.

 

- Eu não sei por onde começar... Mas eu quero adiantar que te amo. Obrigado Melanie, por me tirar daquela zona de conforto minha, eu chamo de zona de conforto, mas na verdade eu era um babaca. Eu era um cara sem escrúpulos e você me transformou em um homem melhor. Eu quero ser para você um verdadeiro homem, quero te tratar como a rainha que você é. Eu quero fazer por nós, eu quero me dedicar a você e a nossos filhos, sim por que virão mais. Eu quero ser teu porto seguro, eu nunca vou amar alguém como eu amo você, nunca nenhuma outra mulher vai ser igual a você, com tantas idas e vindas eu devo ser o cara mais sortudo no mundo, sem querer me gabar, eu sou mesmo. Eu não te merecia, mas você voltava, e cada vez que estou contigo eu me certifico que é você a mulher da minha vida, eu te amo. – Ele finaliza e  tem lágrimas em seus olhos e eu nos meus, todos aplaudem e eu respiro fundo para começar.

 

- Obrigada, você me salvou dos meus perigos, dos meus medos. Me ensinou a te amar, eu não me vejo com outra cara além de você, e sabe por que? Por que é com você que eu quero estar, é do seu lado que eu quero acordar, é do seu jeito brincalhão e idiota que eu gosto. É por você que eu me apaixono todos os dias, quando eu estava na cadeia eu sempre tinha medo do que podia acontecer, mas tinha a certeza que do outro lado você estava ali, me esperando. Você me protegeu como um anjo, me amou da maneira mais linda possível, aguentou as minhas crises, me ensinou a te amar e me amar e eu não poderia ter escolhido melhor, é Shawn Mendes parabéns, você conquistou a garota que te odiava, eu te amo. – Finalizo o meu e de ambos rostos descem lágrimas, e todos também estão emocionados com a gente, ele me puxa delicadamente e me beija, um beijo lento que me faz esquecer da existência de tudo ao meu redor, sorrimos entre o beijo e sussurramos um ‘’Eu te amo’’ um para o outro e sorrimos.

 

Todos nos aplaudem, na porta da igreja me preparo para jogar o buquê, e acaba que minha mãe pega, ela e Sulivan se olham apaixonados, e todos começam a jogar arroz em nós. Os meses se passaram e nós não fomos ainda para a lua de Mel, por que estou grávida. Shawn e eu concordamos que depois que o bebê nascer e puder ficar com os avós, nós iremos, até lá paciência, e posso dizer que temos paciência de sobra agora, tudo está acontecendo muito rápido, minha barriga já cresceu bastante e Shawn me ajuda em muitas coisas, deixamos a faculdade para segundo plano agora, mas ela garantiu que depois que o bebê sair do período de amamentação eu posso começar, Shawn no entanto começa depois de um tempo.

 

Meses Depois...

Nossos amigos faziam suas respectivas faculdades, no entanto sempre vinham nos visitar no final de semana, e nossos pais uma vez por semana, já estou no nono mês de gravidez, tem sido dores na coluna, barriga enorme, pés inchados e desejos, me lembra a noite que tive um.

Flashback On’

- Shawn acorda. – Balanço seu corpo e ele grunhi algo manhoso, dá até pena assim.

- Amor, quero comer pizza de chocolate com suco de amora. – Ele abre os olhos lentamente.

- Amor, são três da manhã, é Toronto não temos nada 24 horas por aqui. – Faço bico.

- Ok, se seu filho nascer com cara de pizza de chocolate com suco de amora mão me culpe.

Ele se levanta e calça seus chinelos veste uma bermuda e uma camisa abre a porta e sai.

 

(Shawn)

Onde eu vou arranjar pizza uma hora dessas? E suco de amora? Tá no tempo de amora por acaso? Melanie e seus desejos. Subo na moto e saio dirigindo por aí, até que vejo um cara fardado vindo de uma rua deserta, paro a moto perto dele e ele se assusta, tiro o capacete:

- Calma cara, não é um assalto, é só que minha mulher está grávida e tá com desejo de pizza. – Digo e ele para.

- Uma hora dessas cara? Sua mulher tem desejo muito tarde hein, e vocês devem ser novos. – Ele diz cômico.

- Pois é né, mas o assunto não é minha vida e sim a pizza de chocolate, e aí tem como? – Digo emburrado.

- De chocolate ainda. – Ele diz e  ri. – Cara, eu trampei até mais tarde hoje por causa que preciso das horas extras, mas sem condições, você mora em Toronto sabe como é. – Ele diz e eu suspiro pesado.

- Seguinte, eu pago seu salário do mês, a pizza e uma hora extra e você vai lá me ajudar e abrir. – Digo e ele parece pensar mas assente em seguida.

- Eu não sou pizzaiolo. – Ele diz e ri e estou quase dando um soco nele, ele percebe minha raiva e para de rir.

- Beleza amigão, não sei fazer pizza mas tem algumas lá vamos ver se tem de chocolate. – Ele diz sério.

- Sobe na moto aí. – Digo e dou o outro capacete a ele, ele coloca ligo a moto e acelero.

Chegamos, ele abriu e fui logo olhando as caixas e encontrei uma de chocolate, sorri:

- Aqui, três mil dólares. – Ele pega o dinheiro e me olha boquiaberto e eu ri.

- Que é? Você não recebe tudo isso? – Negou, e eu rodei as chaves nas mãos.

- Vamos, eu te levo em casa, você me ajudou hoje. – Ele assentiu nervoso e eu ri.

Ele mora perto do supermercado da cidade, ele desceu da moto e agradeceu.

- Vai lá, boa noite. – Ele saiu do meu campo de visão e eu olhei o mercado a minha frente.

Bati na porta do dono que morava a casa ao lado, um homem de idade atendeu:

- O que quer meu rapaz? - Ele pergunta gentil.

- Minha mulher está grávida, e só você vende amoras, por favor. – Olhei nervoso e ele riu.

- Vamos lá. – Ele me acompanhou e abriu o mercado e me entregou a sacola com amoras.

- Muito obrigado. – Dei cem dólares a ele, e ele agradeceu e fechou o mercado.

- Peça pra ela ter desejos em horas mais propícias. – Rimos e eu liguei a moto.

Chego em casa e Mel está no sofá com cara de tacho, entrego a pizza e ela sorri, e começa a comer feito louca, vou no liquidificador e faço o suco e trago para ela, e ela nega rindo.

- O que? – Pergunto.

- Não quero, tô enjoada. – Ela diz e fez careta.

- Você tá de brincadeira com a minha cara? Passei perigo, gastei grana a beça, e eu nem ligo pra isso. Aí agora, você vem e me diz, ‘’tô enjoada’’ agora você vai beber esse suco a força.

- Não Shawn, vai matar a sua mulher de enjoos? Por causa de uma ida besta ao... – Ela para e olha pra pizza e volta a comer e ela e a pizza parece até que sou eu ali pra tanto prazer.

- Obrigada, tá uma delícia... Agora esse suco me enjoa agora, demorou muito. – Rio sarcástico.

- Faço tudo por você, mas não abusa. – Ela ri e corre pro banheiro e eu vou atrás.

Seguro seu cabelo e ela vomita todo o trabalho que eu tive pra conseguir, ela lava a boca e sorri me abraçando, Melanie está muito sentimental então estamos muito grudados.

- Vamos dormir? – Assinto e pego ela no colo para subir as escadas.

- Quantos quilos meu filho tem? – Pergunto.

- Imagine pra mim que carrego ele pra cima e pra baixo? – Ela me responde e rimos e eu deito ela na cama.

Me aconchego a seu corpo, fecho os olhos e espero pegar no sono, até que consigo.’’

 

Flashback Off’’

 

(Melanie)

Nono mês, a qualquer momento ele pode nascer, ou ela. Estou arrumando a mesinha da sala, quando sinto uma contração, mas ok isso é normal de agora. Termino de arrumar e tento subir as escadas minha barriga está muito grande mesmo, mal consigo sozinha, piso no primeiro degrau e a dor aumenta, piso no segundo e aí tudo que eu menos imagino acontece, a bolsa estourou. Me desespero e quando ia caindo para trás sou segurada pelos braços de Shawn.

- Amor, já falei pra não tenta subir viu o que podia acontecer? Não seja irresponsável Mel! - Ele reclama comigo.

- Shawn... – Suspiro fundo e sinto outra dor aguda em seguida.

- Você se mijou de medo? Tá com medo de mim? – Perguntou surpreso, lerdo.

- A BOLSA ESTOUROU, ELE VAI NASCER AGORA PORRA! – Grito e ele olha pro chão assustado.

- MEU. FILHO. VAI. NASCER. – Ele diz estático.

- Faz alguma coisa! – Ele me puxa e me coloca no colo e eu urro de dor.

Ele abre a porta e como em um salto ele me coloca no carro, passa o cinto e vai para o motorista, ele coloca o cinto e sai cantando pneu e liga para a clínica avisando do parto.

- Amor, respira. Comigo vai, 1, 2, 3. – Começo a respirar e contar até que outra contração.

- CANSEI DE CONTAR CARALHO! BEBÊ, EU AMO VOCÊ MAS AJUDA SUA MÃE, POR FAAVOR! - Grito contra minha barriga.

- CALMA AMOR, JÁ ESTAMOS CHEGANDO, ESTAMOS QUASE LÁ. – Ele tenta me acalmar e assinto segurando sua mão.

 

(Shawn)

Meu filho vai nascer, eu não posso estar mais feliz e preocupado. Chegamos e eles estavam preparando a maca quando ligo para Nash, a fim de que ele avise aos outros do parto.

 

‘’ – Sim, meu filho vai nascer cara, manda todos para cá! – Grito.

- E o que você tá fazendo no telefone que não tá com a sua mulher?! – Diz nervoso.

- Estamos esperando a maca porra, ela tá com muita dor para andar, faz o que eu disse!

- Eu vou! – Ouço Melanie gemer de dor e olho ao lado e os enfermeiros não chegam.

- Amor, vem cá por favor. – Ela diz abrindo e fechando os olhos rapidamente.

- Qual endereço? – Nash pergunta do outro da linha.

- Tô indo amor, Nash se vira, rastreia faz algo aí!’’ Desligo o telefone e vou até ela.

 

- Promete que não vai deixar nada nos acontecer? – Me pede em lágrimas.

- Prometo, eu estou com vocês. –Beijo sua mão e ela desmaia e os enfermeiros chegam com a maca, fico nervoso, puto, amedrontado com o seu desmaio e começo a gritar coisas sem nexo.

Ela é colocada na maca e eu sigo do seu lado, quando chegamos em frente a porta uma moça, me pede para coloca a touca a máscara e uma bata verde, nervoso coloco tudo de uma vez.

- Ela aguentou bastante até, só precisamos que ela acorde. - A doutora diz me olhando.

- O que isso quer dizer doutora?! – Arregalo os olhos.

- Calma Shawn, só peço calma. – A doutora pede e sua equipe  aplicam injeções na Melanie e ela abre os olhos nervosa.

- Calma meu amor, eu tô aqui. – Ela me olha e eu seguro sua mão e ela aperta forte.

- AAAI! Me parte o coração ver ela assim mas é necessário para o nosso filho.

- Respira fundo, e conta até dez, precisamos que você esteja dez centímetros dilatada. – A doutora diz e ela assente e continua com a ajuda dos médicos, até que ela aperta mais forte a minha mão.

- Vamos usar a raquidiana, ela está sentindo muita dor. – O enfermeiro aplica a anestesia e Melanie não para de gritar, mas seu corpo parece relaxar numa quantidade mínima na cama.

 

(Melanie)

Estou sentindo uma dor absurda, mas depois da anestesia não parece que vou morrer mais.

-Melanie, precisamos que faça força. – O médico que sempre nos acompanhou pede.

- Não é drama, está doendo! – Respiro fundo.

- Sabemos querida, mas por favor.

- Eu estou com você. – Shawn diz e assinto e faço força e sinto dor.

- Não dá! Não dá! – Sinto tudo se contraindo.

- Melanie, você é forte! – Shawn diz e eu volto a fazer força.

Faço bastante força, e paro para respirar, e fico nessa por longos minutos, até que uma força que eu nem achei que tinha, me faz dar um berro mas começo a forçar para empurrar.

- ISSO! ESTAMOS QUASE LÁ, SÓ MAIS UM POUCO! – O doutor pede e assim faço.

- Só mais um pouquinho amor. - Shawn diz perto ao meu ouvido e continuo.

- JÁ PODEMOS VER A CABEÇA, MAIS MELANIE! – Dou tudo que ainda tenho e ouço um choro, é meu filho, lágrimas escorrem pelos meus olhos e pelos de Shawn, e o doutor sorri para nós.

- Uma linda menininha. – O doutor se aproxima de nós com ela em seus braços, nós sorrimos e ela chora alto, tão linda, ele aproxima o rosto dela perto do meu e dou um beijo em sua testa.

- Eu disse! Mãe nunca erra. – Digo e eu e Shawn rimos e o doutor entrega a nossa filha a enfermeira.

- Preparada pro próximo? – O doutor sorri e eu arregalo os olhos juntamente com o Shawn.

- COMO ASSIM PRÓXIMO?! AI! NÃO, EU NÃO ACREDITO! – Grito e sinto a contração vir.

- Eu disse que vocês iam ter uma grande surpresa, gêmeos. – Ele ri e volta a posição de antes.

- Vamos querida, já foi uma vamos lá, lá vem ele ou ela. – Faço força, mas meu corpo já está enfraquecido demais pra outro bebê, mas me mantenho forte, é por você meu próximo amor.

- Abre mais as pernas. – A doutora pede e eu coro arrancando uma risada de Shawn, rio junto.

Abro e começo a fazer força e respirar e não tão demorado com a pequenina ele já vem por aí.

- JÁ VEMOS A CABEÇA! Por favor mais força! – Shawn assiste todo o processo de perto.

Faço o respingo de fora que me sobrou e ouço outro choro, tão lindo o seu choro.

- O menininho de vocês chegou. – O doutor diz alegre e nos entreolhamos.

Ele traz o nosso menininho para perto de nós, que choramos feito duas crianças bobas, admirando o seu rostinho deixo um beijo no seu topo da cabeça e a enfermeira o leva.

- Você cumpriu sua promessa, não nos deixou. – Afrouxo o aperto na mão de Shawn.

- Eu amo todos vocês para sempre, obrigado meu amor. – Ele sorri e me beija.

- Vamos começar? – A doutora pergunta e eu assinto, e ela e as enfermeiras começam o trabalho após o parto, eu diria que uma ‘’limpeza’’ não sei explicar ao certo agora.

Sinto minha visão ficar turva e a última coisa que vejo é o sorriso de Shawn.

Eu vou sussurrar baixinho

Não te darei nada além da verdade

Você não está dentro de mim

Mas meu futuro será seu

 

Porque você é meu primeiro e único

Você pode pôr seus dedinhos em volta do meu polegar

E me segurar forte

Oh, você é meu primeiro e único

Você pode pôr seus dedinhos em volta do meu polegar

E me segurar forte

E você vai ficar bem

Small Bump

Ed Sheeran.

 

(Shawn)

Me pediram para sair do quarto, mas não sai, só sairia dali quando ela estivesse acordada e bem. O médico disse que era um pouco normal a Mel estar um pouco fraca afinal foram dois partos, sem muita pausa, e que o fato dela se alimentar se cuidar muito bem ajudou muito. Depois de quase uma hora, ela acordou e eu estava sentado segurando sua mão, ela sorri.

- Obrigada. – Ela diz com a voz fraca.

- Estou aqui para sempre, lembra?- Respondo e ela assente.

- Já foi ver nossos filhos? – Ela pergunta e eu nego.

- Todos estavam aqui quando você estava em trabalho de parto, mas nenhum deles viu nossos filhos ainda. Esperei você acordar para que pudéssemos olhar a obra do nosso amor, juntos. - Digo e ela sorri.

- Você não existe. – Ela sorri e eu sorrio, me levanto e solto sua mão e ela assente.

Vou até a enfermeira e peço para trazer nossos filhos, para a Melanie ver e ela assente.

- Voltei, eles já estão chegando. – Me sento ao seu lado e a enfermeira chega com eles.

- Bem que já estava na hora mesmo, eles precisam de amamentação. – A enfermeira diz.

- Vem, vamos ajudar você. – Ela sorri e quando a enfermeira pega a menina no colo a Mel sorri largo e eu também, e com cuidado a enfermeira me entrega o menino, seguro ele com cautela.

- Eles são lindos, Shawn. – Nós dois assentimos sorrindo e com lágrimas nos olhos.

- Vamos dar o nome? – Ela pergunta e eu assinto olhando carinhoso para nossos filhos.

- Eu pensei em Agatha, o que acha? Eu pesquisei e significa: Boa, perfeita, respeitável, virtuosa. – Sorrio e assinto.

- Agatha é maravilhoso, e para a nossa menina fica perfeito.

- Para o menino, eu pensei em Harry e eu também andei pesquisando e significa: senhor do lar, príncipe do lar, governante da casa ou comandante do exército.

- Pra mim Harry está perfeito, afinal você vai dar boas dicas ao nosso filho. – Rimos.

- Tá vendo meu amores, papai e mamãe apostaram e vieram vocês dois.

-Sendo que ninguém ganhou mesmo que a Agatha tenha nascido primeiro, vamos fazer nossa lua de mel alguns dias na Itália e outros dias no Havaí, fechado?

- Fechado. – Fizemos um toque com a mão, e a enfermeira voltou ao quarto.

- Vamos amamentar essas lindas crianças? – A enfermeira disse e a Melanie assentiu e a enfermeira a ajudou e os dois estavam mamando agora.

- Precisamos registrar isso! – Pego meu celular e tiro nossa primeira foto em família juntos, ambos sorrimos enquanto nossos pequenos estavam se alimentando.

- Vamos revelar essa. - Ela diz e eu confirmo.

- Vamos mesmo. – Sorrio.

- O que acha de chamar nossos familiares e amigos agora? – Ela pergunta.

- Acho ótimo, estou indo lá. – Dou um beijo na testa dela e na deles.

Caminho e todos estão na sala de espera, e quando me veem correm até mim.

- Como eles estão? – Perguntam em uníssono e eu rio.

- Ensaiaram? – Pergunto e eles relaxam mas parecem continuar nervosos.

-A hora mais radical já passou, vamos devagar e sem fazer barulho, ela está amamentando, e vocês terão uma surpresa. – E todos me acompanham até o quarto.

Abro a porta e vejo todos boquiabertos, e a Melanie sorri enquanto nossos pequenos mamam, fecho a porta atrás de mim e eles continuam calados só observando tudo.

- MENINA?! SÃO SEUS? SABIA QUE VOCÊ GOSTAVA DE SEXO MAS, GÊMEOS?! – Sierra grita e e eu Melanie gargalhamos e apenas assente sorrindo.

- Gêmeos, um casal de gêmeos quem diria né? Grandes apostas, mas nenhuma como essa. – Digo e ele assentem ainda estáticos.

- Cara você foi fundo dessa vez. – Cameron bate em meu ombro e eu gargalho.

- Meus netinhos. – Meus pais e o de Melanie dizem em uníssono.

- Eu vou começar a achar que vocês combinam as falas. – Digo e todos imos.

- Agora tanto ela quanto eles precisam descansar, por favor. – Todos sorriram.

- Eu vou ser uma tia muito babona. – Sierra diz saiu sendo arrastada por Cameron e ela chorava fazendo todos nós rimos e aos poucos só sobrou eu e minha família.

Fui buscar um copo de água para ela e encontro seu pai no caminho, sorrio.

- Você fez um bom trabalho filho, sinto orgulho do homem que é. – Ele aperta minha mão.

- Obrigado senhor Afonso. Aliás, como está em relação a sua ex mulher e o Sulivan? – Pergunto e ele ri e eu o acompanho rindo também, ele respira fundo e relaxa o corpo.

- Não faça como eu, conhecendo bem a Melanie ela pode muito bem ser igual a mãe.

- É verdade, estou indo levar a água dela. Melhoras pra você grande homem. – Afago seu ombro e ele sorri e saio do seu campo de visão.

 

(Melanie)

Passaram os dias e eu tive alta do hospital junto com os meus filhos. É muito surreal pra mim que eu tenha tido dois filhos, gêmeos a barriga era enorme e realmente desconfiável mas jamais poderíamos imaginar. O doutor ainda brincou com a gente depois, dizendo que realmente tivemos a surpresa, e bom eu amei a surpresa. Embora agora venha sendo o cuidado dobrado, noites sem dormir e o Shawn e sua missão de fazer a Agatha falar papai e eu o Harry mamãe, estamos quase lá, pertinho mesmo:

- Vamos filho, mamãe. – Ele dá seu sorriso banguelo pra mim e gargalha, claro que me derreto com ato mas meu foco é fazer ele me chamar de mamãe.

- Filha, é o papai. – Shawn está sentado com a Agatha em seu colo e ela gargalha.

Quando pensamos que nossos gêmeos não podem nos surpreender mais, essas duas coisinhas muito espertas começam a rir alto, e se entreolham e eu Shawn também.

- Papai. – Agatha diz e Shawn arregala os olhos.

- Você ouviu?! Ela falou papai, você ouviu o que eu ouvi?! – Ele grita e eu permaneço estática, mas meu sorriso se alarga, e Shawn abraça o corpinho da Agatha todo feliz.

- Mamãe? – O Harry diz tomando a minha atenção, e Shawn me olha abismado e eu fico paralisada, mas em seguida encho seu rosto de beijinhos toda feliz e ele ri.

Ok, mais uma missão cumprida pela família Mendes. Nossos pais vem ver os netos quando podem e ajudam bastante, mês passado foi o casamento da minha mãe com o Sulivan, estou muito feliz por ela, eu amo o meu pai mas não quero minha mãe em um relacionamento tóxico, e Sulivan faz muito bem a ela, e se ele a magoar já avisei pra acabar. Sierra vive mimando os meus filhos, a casa já está cheia de brinquedos.

 

(Shawn)

Passei meses sem sexo, e sinceramente pra mim que sou um maluco pela minha mulher, e sou um cara cheio das necessidades esse ‘’resguardo’’ da Melanie já estava afetando meus neurônios. Como não entrei na faculdade ainda, ando trabalhando nas finanças com meu pai, nos rende um bom sustento, é uma espécie de treinamento para quando eu ingressar na minha carreira musical de verdade, afinal não vão me bancar o resto da vida, então tem sido empresa, contas, stress e nada de sexo.

 

-Amor, sabia que a Sierra e o marido dela virão aqui hoje? – Perguntei como não quer nada, ela colocou o Harry no berço depois de fazer ele arrotar, se aproximou de mim.

- E por que eles virão? – Perguntou e amarrou seu hobbie, como eu quero desatar isso e fazer amor com ela durante semanas igual dois coelhos no cio, para Shawn.

- Gata, precisamos descansar não acha? – Pergunto e ela faz uma careta estranha.

- Esta enjoado dos nossos filhos? Por que eu não, e não que eu não confie em Sierra é só que meu instinto protetor fala mais alto sabe? – Assinto emburrado e ela sorri.

- Eu não estou enjoado de nossos filhos é só que.... Me dá um beijo? – Ela se senta ao meu lado e me dá um selinho, reviro os olhos sem que ela perceba, todos os dias é isso um selinho frouxo e fraudas para trocar, não quero toda atenção pra mim mas né.

Levanto e vou para a cozinha preparar o jantar e ela vejo ela ir rumo ao banheiro. Comemos e alimentamos e colocamos nossos filhos para dormir, quando ouço batidas na porta e vou atender e sorrio vendo Sierra e o marido dela e dou espaço para entrar:

- Boa noite Shawn. – Sorrio e eles entram e faço um toque com o Briant.

- Tadinho de você cara, está tão abatido. – Rio fingindo humor e ele gargalha quando Melanie entra na sala, ela está perfumada e com seu pijama de seda, caralho Shawn.

 

(Melanie)

Ok o que a Sierra e o Briant fazem aqui? Eles vão diretamente para o quarto dos pequenos e pegam suas respectivas bolsas arrumadas e voltam para a sala sorrindo.

 

- Boa noite amiga, boa visita, mas já vamos dormir. – Digo e ela sorri amigável.

- Ai Melanie para de ser tão mãe chata, não aguento. Viemos levar os pequenos.

- Sierra, não são brinquedos são meus filhos. – Briant se põe a frente dela.

- Calma Mel. – Pede e eu assinto e olho para Shawn sentado emburrado.

- Trazemos eles amanhã, cuidaremos bem amiga, e aqui tem seu leite materno. – Ela aponta para a bolsa sorrindo, relaxo os ombros e bufo impaciente com a situação.

- Tudo bem Sierra. – Cedo e eles sorriem e eles vão no quarto deles e trazem nossos filhos para a sala, Sierra com a Agatha e o Briant com o Harry, cautelosos com eles.

- Meu amigo aí vai me agradecer muito. – Sierra aponta a cabeça para Shawn.

- E por que vai? – Pergunto e Sierra e Briant riem.

-  Na minha vez vou querer ajuda hein. – Sierra diz rindo e Shawn assente, mas o que tá rolando aqui?  Abro a porta e eles saem, Shawn se despede e espero respostas.

- Dá pra me falar? – Pergunto com os braços fechados sobre meus seios.

- Eu tô cansado, é só uns selinhos frouxos. Seu resguardo já passou bebê, dá um crédito trabalho com matemática e queria toda esta tensão junto com você. – Ele diz.

- Me desculpa Shawn, nessa correria toda eu até esqueci o que é transar. – Digo um pouco envergonhada, como eu fui me esquecer de nós dois? Sexo não é tudo, mas.

- Eu posso te fazer lembrar. – Ele se aproxima e seu olhar está carregado de desejo, é como se toda sua libido estivesse acumulada, dava pra sentir o cheiro de tesão, quis rir mas achei melhor não, vai que ele entendesse como afronta, ou algo do tipo, sei lá.

Vou dando passos para trás, e ele me acompanha e acabo entrando na cozinha e ele fecha a porta atrás de si mesmo, sorrio e continuo a andar pra trás e ele com seu olhar malicioso, seu sorriso safado na cara, ok Shawn está me dando calafrios. Acabo que encosto no balão da cozinha e ele aproxima seu corpo do meu me prensando contra seu corpo, sinto seu membro ganhando vida e só de estar encostada a ele desse jeito e isso já me faz dar um leve gemido, ele agarra o meu cabelo e me faz olhar em seus olhos, mordo o lábio inferior e ele acaricia minha coxa, e novamente acabo gemendo.

 

- Eu gosto quando geme com um simples toque meu, fica tão excitante, submissa aos meus toques. – Ele me beija agressivamente e pede passagem com a língua, cedi.

Devagar ele desce a alça do meu pijama e beija meu ombro e começa a trilhar beijos até o meu pescoço onde ele deixa um chupão, arqueio minhas costas, e ele me pega pelas coxas e me senta no balcão, suas mãos grandes apertam forte a minha cintura.

 

- Tira essa roupa logo, porra. – Ele diz autoritário e eu subo a blusa e ele umedece os lábios olhando para os meus seios, e logo abocanha um enquanto massageia o outro.

- Você acaba comigo. – Falo com a voz fraca e ele morde o bico de um dos meus seios, e geme rouco reviro os olhos de tanto prazer, puxo seu corpo a fim de mais contato e nisso ele abaixa o short do meu pijama jogando longe, ataco seus lábios.

 

Sem quebrar o beijo ele rasga a peça fina da minha calcinha, tiro a sua camisa e olho para seu corpo definido e umedeço os lábios, ele abaixa a bermuda que estava ficando só de boxer, encosto minhas costas na parede e abro as pernas o dando o visão das minhas partes íntimas, ele morde o lábio inferior se aproxima da minha intimidade, e começa a chupar ela e começo a gemer alto por toda casa sem me importar com os vizinhos, começo a puxar os fios de sua nuca e quando estou perto de gozar ele para, encaro ele de cara feia e ele ri, e me beija e penetra um dedo em mim, ele começa a me estimular e rebolo entre seus dedos enquanto beijo sua boca.

 

- Baby, olha eu sei que você sabe que sei fazer ainda melhor que isso. – Ele tira seus dedos agéis de mim e eu gemo em reprovação, quando ele abaixa a boxer me dando visão do seu membro ereto ele puxa minhas pernas e adentra em mim sem aviso.

Ele dá a primeira estoca forte, e eu grito de prazer e ele começa a me estocar forte. Tanto eu quanto ele agora gememos alto, ele deixa vários chupões em meus seios e mordidas fortes enquanto me fode em cima daquele balcão, eu amo seu jeito bruto.

- Tem que falar quem tá te deixando assim, fala vai. – Ele diz rouco.

- Sh-awn. – Digo fraca entre gemidos.

- Mais alto e meu nome inteirinho. – Ele sorri sacana.

- Shawnn.... Mendes... – Grito e ele começa a se movimentar devagar dentro de mim.

- Me fode amor, rápido vai! – Peço e ele continua devagar, até que do nada me bombardeia forte, o barulho de nossos corpos colidindo ecoam na casa, os potes com temperos caem no chão fazendo barulho, as xícaras tremem em cima dos armários.

- Você é tão gostosa Melanie, senti saudades disso. – Ele diz me beijando.

- Também senti saudade amor, só você faz do jeito que eu gosto. – Falo e sinto que estou chegando perto do ápice ele me estoca mais forte e chegamos ao ápice juntos.

- Tome o anticoncepcional, já temos dois. – Ele diz e dou uma risada.

- Vamos terminar isso na cama, eu ainda não estou cansada. – Digo e ele sorri.

- Só se eu puder tentar uma coisa com você. – Ele sorri malicioso.

- Depois dessa você pode tentar. – Ele me pega no colo e nos leva ao quarto.

Ele me deita na cama e começa a me beijar carinhosamente, me delicio com seus lábios. Ele acaricia meu rosto e sorri como se estivesse me admirando, sorrio.

- Ainda me lembro de uma vez que transamos e eu sabia que nunca mais ia esquecer seu sorriso iluminado aquele dia. – Ele diz e eu sorrio e coro ao mesmo tempo.

- Prometo ser carinhoso com você. –  Diz rouco e arregalo os olhos, ele não está pensando em fazer o que eu estou pensando não é?  Ah não.

Fico na posição que ele pede e ele puxa meu cabelo e solto gemidos, ele puxa mais.

- Vou devagar, mas tenho certeza que vai gostar e vai me pedir mais. – Ele diz rouco e dá um tapa na minha bunda, isso vai ficar a marca, mas não me importo com isso.

Sinto seu membro entrando devagar no meu você sabe onde, nunca pensei que Shawn fosse tão safado assim, tá pensei mas testar coisas novas assim do nada, eu não pensei não. Sinto uma dor absurda, mas acabo me acostumando com a dorzinha, e ele começa a estocar forte e logos nossos gritos de prazer invadem o quarto, mordo o lençol e ele dá vários tapas na minha bunda e fala coisas obscenas me levando a loucura, depois de mais umas doze estocadas ele goza e eu caio na cama exausta.

 

- Vem, vamos tomar um banho. Você foi incrível hoje. – Ele me pega no colo, e entra comigo no banheiro a banheira estava cheia, ele pensou em tudo mesmo.

 

Ele me deita na banheira e entra em seguida, ele se coloca atrás de mim e começa a me estimular com os dedos novamente, isso é muita tortura para apenas uma noite.

 

- Desculpa gatinha, mas não sei quando teremos tempo de novo. – Gemo baixinho e ele tira seus dedos de mim, e me vira contra seu peito e me beija carinhoso.

- Eu te amo. – Ele diz entre o beijo.

- Eu também te amo. – Digo e ele morde meu lábio inferior.

Oh ela é apenas meu tipo

Sim, ela tem exatamente o que eu gosto

E ela é apenas o meu tipo.

Just My Type

The Vamps.

Acordo e seus braços me envolvem, seu rosto calmo enquanto dorme e suas bochechas rosas e boca entreaberta, sorrio e vejo que estou vestida com uma camisa sua, ele está de boxer, me aconchego no seu peito e faço carinho em seus braços.

- Bom dia. – Ele diz rouco.

- Bom dia meu amor. – Respondo sorrindo, mesmo que ele não possa ver.

- Eu te dei banho e te trouxe pra cama, estava muito cansada. – Ele diz calmo.

- Te amo, o que acha de irmos tomar café? Eu faço. - Digo e ele boceja.

- Fazemos juntos. – Ele diz e se espreguiça acabo fazendo o mesmo e levantamos.

Quando chego na cozinha veja a zona dos potes e a sujeira, e Shawn gargalha.

- Fizemos uma verdadeira zona aqui. – Ele diz e eu acabo rindo assentindo.

- Me desculpa por ontem, eu só queria testar aquilo com você. – Ele diz envergonhado.

- Relaxa, eu gostei muito. E Shawn você sempre foi safado, é só que sendo sua mulher eu sei que vamos acabar descobrindo várias outras formas de fazer isso. – Digo e ele gargalha assentindo.

- Você é perfeita, eu sempre vou estar aqui para você, em tudo. – Ele diz e eu sorrio.

- Te amo, agora vamos dá um jeito nisso aqui, para que tenhamos tempo para depois você sabe o que. – Digo e ele me olha sorrindo malicioso.

- Quando foi que... – Ele deixa a frase no ar.

- Não sabemos quando vamos ter tempo de novo. – Digo repetindo sua frase de ontem e pisco pra ele que ri assentindo.

Amanheço com você no meu peito

Não há cortinas no lugar onde moro

A alvorada abre seus olhos

Porque isso só deveria durar uma noite

Ainda assim, estamos mudando nossas mentes aqui

Ser seu, seja minha querida

 

Tão próximos com você em meus lábios

Os narizes se encostando, sentindo sua respiração

Seu coração se aproxima e se afasta, sim

Seja meu verão em um dia de inverno, amor

Eu não consigo ver nada errado

Entre nós dois

Seja minha, seja minha, sim

A qualquer momento, a qualquer hora

 

Ooh, você sabe que eu estive sozinho por um bom tempo

Não estive?

Eu pensei que sabia tudo

Que havia encontrado amor, mas estava errado

Mais vezes que o suficiente

Mas desde que você apareceu

Eu estou pensando

 

Amor, você está despertando um eu diferente

Não há rede de segurança, estou livre

Me apaixonando totalmente

Você se apaixonou por homens que não eram como pareciam, sim

Se prendeu em uma corda bamba e agora estamos aqui, livres

Me apaixonando totalmente por você

 

Avanço rápido alguns anos, sim

Até chegar ao lugar em que vivemos

Fazemos amor, depois brigamos

Rimos porque era para durar apenas uma noite, amor

Eu acho que não podemos controlar

O que está fora da nossa capacidade

Seja minha, seja minha, sim

A qualquer momento, a qualquer hora.

Fallin' All In You

Shawn Mendes.

 

 

 

 

Enquanto eu limpava Shawn preparava o café eu limpava com uma pazinha todos os temperos, e coloquei tudo na lixeira, subi e tomei um banho. Troquei de roupa optando por um shorts com rasgado e uma camiseta, desço as escadas e ele sobe para tomar um banho, arrumo a mesa e quando termino ele desce e tomamos nosso café juntos. Ficamos assistindo desenhos infantis e namorando quando depois de um tempo ouvimos batidas na porta, vou abrir e vejo meus filhos dormindo pego o Harry do Braint, e o Shawn vem buscar a Agatha e levamos eles para os berços. Voltamos para a sala e Briant e Sierra nos esperavam para se despedir, abraçamos eles que riram.

 

- Olha mais um casamento vivo por nossa causa Briant. –  Sierra diz e eles fizeram um toque com a mão, admiro o amor e parceria deles.

- Mas que estrago hein! – Briant gargalha olhando pro lixeiro cheio de temperos.

- Sim, e ela está toda marcada. – Sierra diz e eu Shawn coramos de vergonha.

- Tchau amigos, obrigada hein! – Empurro eles até a porta e eles saem rindo.

Olho para Shawn e ele me abraça, e começamos a rir feito duas hienas malucas.

- Não precisamos entregar nossos filhos para termos nossa rotina. – Ele diz calmo.

- Verdade, me desculpa por qualquer coisa. – Digo e ele nega sorrindo.

- Eu sempre vou estar disposto a te entender. – Ele diz e eu o beijo.

- Você começa a faculdade semana que vem, né? – Digo e ele assente.

- O período de amamentação acaba essa semana, mas não morra de saudades. - Ele diz e acaricia minhas costas.

- Tudo bem, nos primeiros dois aninhos deles eu começo a minha. – Digo e ele sorri.

{...}

- Cuidado, e nada de dar em cima das menininhas. – Digo da porta e ele ri me beijando.

- Só tenho olhos para você, não se preocupe. Farei muitos duetos para seu ciúme, ainda nem começou. – Ele brinca e dou um beijo nele, que se despede em seguida do Harry e da Agatha com um beijo na testa de cada um.

- Já já papai tá de volta. – Ele diz e eles sorriem, me derreto com a cena.

 

3 anos depois...

(Melanie)

Estou no segundo ano da faculdade, enquanto Shawn já está no último ano da sua, mas já assinou contrato com uma gravadora. Estou muito feliz e orgulhosa por ele, que batalhou tanto pelo seu espaço na música, tocava em bares quando era chamado, e ainda era um ótimo pai e um ótimo aluno na faculdade, e um ótimo marido para mim. Ele sempre esteve presente desde trocando fraudas ao ninar seus filhos, e me ajudar a educar nossos dois maiores amores, isso me lembra uma madrugada de fraudas.

 

Flashback On’

Levanto e Shawn está tentando trocar a frauda do Harry, rio com a cena.

 

- Escuta garotão, você vai me prometer que quando eu abrir essa frauda não vai feder tanto, ouviu? – Harry apenas ria e eu fiquei encostada na parede ouvindo esse diálogo entre pai e filho, ele calmamente deitou Harry e abriu a frauda e o cheiro foi horrível.

- Caramba! Você me prometeu cara! – Ele diz e eu gargalho e ele olha pra trás.

- O que um bebê pode prometer a você Shawn? – Pergunto e ele coloca Harry na banheira.

-Nem eu depois de um futebol fico fedendo tanto assim. – Ele diz e eu rio.

- Ele tem seus olhos. – Observo Harry e Shawn sorri.

- E a Agatha seu nariz. – Ele diz e eu sorrio, e ouço o choro dela do quarto.

- Bom, é a minha deixa. Boa sorte. – Digo e ele ri assentindo.

Vou até seu quarto e a trago para a sala e fico balançando e ela para de chorar. Vejo que Shawn está quase aprendendo a trocar a frauda do Harry, sorrio com a cena.

- Pra direita amor. – O direciono e ele fecha a frauda e sorri orgulhoso.

- Todo limpinho, com talco e feliz, isso é o Harry do papai! – Ele diz sorrindo.

Sinto cheiro de xixi vindo da frauda da Agatha, e resolvo trocar também.

- Ambos limpinhos e cheirosos, agora papai e mamãe vai dormir fiquem quietos. – Digo e levo Agatha para seu quarto e Shawn vem atrás com o Harry no colo.

Colocamos eles nos seus respectivos berços e fomos aproveitar o resto das seis da manhã que nos restava, acordamos as sete com choros estridentes de ambos, e levantamos feito duas múmias para ver eles que só queriam atenção e brincar.

Flashback Off’’

Ou mesmo quando nós levamos os dois para o hospital, essa coisa de gêmeos sentir a dor um do outro é a mais pura verdade, por que se Harry chora Agatha também no mesmo instante ou um pouco depois, essa coisa de criar filhos é mesmo difícil.

Flashback On’’

- Vamos, ele deve estar com resfriado. – Shawn diz abrindo a porta pra mim e coloca Harry na cadeirinha, e Agatha na outra cadeirinha e segue dirigindo para o hospital.

Dito e feito os dois estavam com resfriados, Shawn é um pai excelente e sempre acorda no meio da noite pra ver se está tudo bem, e me deixa descansar um pouco. Ele diz que eu já trabalho muito ficando com eles pela parte do dia em que ele trabalha, ele é sempre presente, seja uma cólica ou brincadeira de seus filhos.

Flashback Off’’

Já estou empregada para experiência em um restaurante na cidade, e Shawn já está perto de gravar seu primeiro disco. A vida de todos mudou muito dentro desses três anos, nossos filhos cresceram e agora já tem seus 3 aninhos de idade e são muito espertos, brigam de vez em quando, mas são inseparáveis, coisas de irmão. Quem fica com eles para eu ir para a faculdade é a namorada de Cameron que está em seu terceiro ano do ensino médio, Brad para a surpresa de vocês está noivo.

Matt estuda medicina, ele tem o sonho de ajudar as pessoas, esse menino é muito orgulho de todos nós, o nosso good vibes. Aaron está caminhando para seu noivado ele esqueceu Stacy completamente, tanto que nem sabe mas quem é, rimos muito com isso. Nash está namorando e morando na Florida Shawn e eles sempre conversam pela webcam, G e J estão no rumo do rap, mas ambos estudam biotecnologia na faculdade, Carter está namorando e fazendo faculdade de administração, Jacob casou e trabalha e já tem quatro filhos, sim quatro.

Eu sei, eu cresci

Mas mal posso esperar para ir pra casa.

Castle On The Hill

Ed Sheeran.

 

Taylor vive em Las Vegas e quase foi preso uma vez por estar em cassinos mas fugiu da prisão como sempre. Hayes está namorando e termina o ensino médio esse ano. Sammy e Nate estão estudando para terminar o ensino médio e estão longe das drogas e do álcool para nossa tranquilidade. Minha mãe está feliz e casada, morando em Los Angeles com Sulivan. Meu pai está frequentando o AAA, deste que se separou da minha mãe, só está bebendo cada vez mais, mas nunca chegou a nos incomodar com isso ou chegar bêbado e sempre visita e dar amor aos netos como minha mãe. Os pais de Shawn vivem felizes e agora Aaliyah mora com eles e estuda em Toronto e namorando, Shawn quase ferveu de ciúmes, mas com muita conversa cedeu depois

Sierra e eu estamos muito bem, nossa amizade virou uma irmandade mesmo, embora ela seja muito ciumenta com os meus novos amigos da faculdade, o que gera muitas risadas para nós, ela planeja engravidar ano que vem e eu já sou a madrinha dele ou dela que virá, enfim o grupo anda melhor do que nunca, estamos muito realizados.

Nós encontrávamos trabalhos de fim de semana, e quando recebíamos

E comprávamos drinks baratos e bebíamos tudo de uma vez

Eu e meus amigos não vomitamos há muito tempo, oh, como nós crescemos

Mal posso esperar para ir pra casa

 

Estou no meu caminho

Dirigindo a 140 km/h por aquelas estradas

Cantando Tiny Dancer

E eu sinto falta do jeito que vocês me fizeram sentir, é real

Quando nós assistimos ao pôr do sol sobre o castelo na colina

 

Sobre o castelo na colina.

Castle On The Hill

Ed Sheeran

 

 

 

 

 

Imagino que sintam falta de duas pessoas em toda essa história e em como elas vivem hoje. A única coisa que sei de Lox e Stacy desde que sai de Toronto para fazer faculdade, e a única verdade é que ambas depois de um tempo foram presas. A Stacy chegou a ser investigada seriamente, e encontraram seu paradeiro na casa da Lox, afinal aquele velho rico que ela deu o golpe, ela tentou matar ele mas não conseguiu, ela foi presa e respondeu quatro anos pelos seu crimes comigo e com ele, dando dois anos para cada um de pena. Lox também foi presa por acobertar ela, mas não passou mais que duas semanas na cadeia, afinal ela é deficiente. A Stacy segue sua vida fora da cadeia, mas volta e meia ela vai parar em uma clínica para ajuda com drogas, Lox não teve seus movimentos de volta e segue em prisão domiciliar, só sai para ir a consultas numa clínica para ajuda com depressão. Stacy perdeu o controle de sua vida, está irreconhecível e só uma tia que paga suas consultas, mas ela sai muito e dorme várias vezes na rua e esquece que tem a casa de sua tia devido as drogas, seus pais se mudaram mas mandam dinheiro para ajudar as despesas da casa da tia e não para pagar as consultas, eles não querem mais saber da própria filha. Lox vive os pesadelos de abusos sexuais que foi sua passagem na cadeia, sem movimentos e depressiva por tudo, e nunca esqueceu Jacob, que por sinal ainda a odeia. É ambas destruíram os psicológicos da outra, pagaram caro pelo que fizeram a todos nós.

 

Os portões da prisão não se abrirão para mim

Com estas mãos e joelhos eu estou rastejando

Eu alcanço você

Bem, eu estou aterrorizado com essas quatro paredes

Estas barras de ferro não podem aprisionar minha alma aqui

Tudo que eu preciso é você

Venha, por favor, estou chamando

Eu estou gritando por você

Apresse-se, estou caindo

Estou caindo

 

Mostre-me como é

Ser o último a ficar de pé

E ensine-me a diferença entre o certo e o errado

E eu te mostrarei o que posso ser

Diga isso para mim

Diga isso por mim

E eu deixarei essa vida para trás

Diga se vale a pena me salvar

Savin' Me

Nickelback.

 

 

Com o tempo e o amor de Shawn eu consegui esquecer todo o terror do abuso sexual na cadeia. Hoje isso é só mais uma cicatriz. O táxi para em frente a velha Toronto, e eu desço do táxi e pago a corrida e me direciono a porta da nossa casa que agora é pouco frequentada, pego a chave na bolsa e abro a porta tendo a visão mais linda, Shawn brincando com os filhos no sofá ele me olha sorrindo e eu me jogo em cima deles e beijo e abraço todos eles de uma vez só e dou um beijo na bochecha de todos.

 

- MAMÃE ESTÁ DE VOLTA! – Aperto eles contra mim e dou um selinho em Shawn.

- EBA! – Dizem juntos.

- Ai, mas mamãe você é pesada. – Agatha diz e Shawn ri com Harry e me faço de ofendida com a mão no peito.

- Voltei muito gorda? – Ela ri e me beija na bochecha e balança o rosto negativamente.

- Tá liunda mamãe. – Ela diz e eu me derreto toda.

- Olha pro papai, é linda não liunda. – Shawn diz e eu rio e ela mostra a língua pra ele.

- Olha lá, onde aprendeu isso?! Vou te tirar essa escola. – Shawn diz e eu gargalho.

- Non papai, o Mike vai fica tliste. – Ela diz fazendo bico.

- E quem é Mike filha? – Pergunto e Shawn fica sério.

- Meu namolado olas. – Rio e Shawn fica emburrado.

- Você não vai namorar meu amor, quem é o safadinho? – Ele diz e ri.

- Safadinho não papai, ele é liundo. – Ela retruca.

- É safadinho sim paupai, eu vejo os dois, agora a Marisa não é. – Harry diz.

- Não me diga que Marisa é sua namorada Harry. – Ri perguntando e ele assente.

- É papai e não paupai garotão, e legal que tenha namorada, mas sua irmã também pode namorar, mas tanto ela quanto você são novos demais pra isso. – Ele diz.

- Papai não sou nova não, sou grande já. – Agatha diz e Shawn ri cedendo a seus encantos.

- Eu sou ciumento demais meu bebê, e você vai ser sempre pequena para mim. – Ele diz e ela abraça ele acariciando seu cabelo.

- E o Harry é muito foloqueiro, não ouça ele não é safadinho igual a Marisa. – Ela diz.

- Cala a boca Agatha, você não conhece ela como eu conheço. – Harry diz e eu e Shawn gargalhamos e eles dois acabam rindo e se abraçando.

- Dois grandinhos vão arrumar os brinquedos no quarto de vocês pra já já tomar banho. – Digo e Harry emburra a cara e Agatha vai correndo, e ele sai.

- Puxou a você, sujo e desorganizado. – Digo e Shawn se faz de ofendido.

- Eu sou limpinho e gostoso. – Ele diz e eu rio e ele me beija.

- Que sua faculdade acabe logo, morro de saudade de nós. – Ele diz e sorrio.

- Falta só esse ano, e você já acaba mês que vem, tô orgulhosa. – Digo.

- Eca! Eu nunca vou fazer isso com o Mike. – Agatha diz e eu rio.

- Nem eu com a Marisa, beijo na boca, blerd! – Harry diz e eu rio.

- Vocês vão fazer pior! – Shawn diz e eu rio dando um tapa em seu ombro.

- Vamos tomar banho vamos, e a tia Lollie é legal com vocês? – Pergunto.

- Muito, mas do casal gostamos do tio Cam. – Harry diz e eu rio e saímos.

Shawn fez o jantar e todos comemos juntos e depois fomos colocar eles para dormir.

- Boa noite mamãe e papai. – Harry diz certinho e demos um beijo em sua bochecha.

- Boa noite meu amor. – Dissemos em uníssono.

- Boa noite mamãe e papai. – Agatha diz e demos um beijo em sua bochecha.

- Boa noite meu amor. – Repetimos em uníssono.

Enrolamos eles dois em suas cobertas nas caminhas, ainda dormem no mesmo quarto, pois eles alegam sentir medo do escuro, é esses dois fazem tudo juntos. Fechamos a porta e fomos para o nosso quarto, me deito e Shawn vem em seguida.

 

- Saudade dormir com você. – Ele diz e eu sorrio.

- Também senti, eu te amo Shawn. – Digo e ele sorri.

- Também te amo Melanie. – Ele me beija e me aconchego a seu corpo indo dormir.

         (Shawn)

Eu não podia estar mais feliz, eu tenho a mulher que eu amo comigo. Uma família maravilhosa, e todos nós estamos longe de tudo que já nos fez mal algum dia, minha vida e meus sonhos estão andando lado a lado. No fim do mês eu gravo o meu primeiro cd mas já tenho uma música pronta que acredito que vai dar uma guinada na minha carreira, e me ajudou muito quando estivemos separados por conta de todas as coisas ruins, Stitches. Eu sou o cara mais feliz desse mundo, e ainda bem que a Melanie entrou na minha vida e me ensinou a amar, e a ser um homem muito melhor.

 

(Melanie)

Acordo e vejo Shawn dormindo ao meu lado, levanto e faço minhas higienes matinais. Faço o café da manhã e acordo as crianças e dou banho nelas, em seguida acordo Shawn que faz suas higienes e depois ajuda as crianças com as roupas todos tomados banho e vestidos, eles se sentam a mesa e comemos nosso café da manhã, Shawn ia levar eles para passear a tarde, ele joga futebol com Harry e brinca de casinha com a Agatha, já disse que ele é o melhor marido do mundo? Shawn é.

- Amor, eu vou precisar fazer uma visita a um local aí. – Digo e calço minhas botas de cano médio, faço um rabo de cavalo e passo um batom vermelho, estou pronta.

- Onde vai bebê? Está linda. – Ele diz e me abraça por trás e o vejo no reflexo do espelho, sorrimos.

- Fechar aquele ciclo que te disse. – Ele alarga o sorriso e o acompanho.

- Vai lá mulherão da porra, te amo muito! – Ele diz e eu sorrio.

Shawn tem me apoiado em todas as coisas que eu desejo, eu amo esse homem.

- Obrigada homão da porra, te amo muito. – Dou um beijo de despedida nele.

 

 

Você é um vencedor durante uma vida

Se você aproveitar aquele instante no tempo,

Faça-o brilhar.

One Moment In Time

Whitney Houston

 

Abraço as crianças e saio de casa, tiro o alarme do carro e abro a porta, sento no banco, ligo o carro e dou partida, ligo o rádio e sigo rumo ao local onde tudo começou. Depois de uns vinte minutos desço do carro, e o único barulho é do farfalhar das árvores e o eco que o salto que tem a minha bota faz, caminho confiante, olhando para cada detalhe seu grande portão as bandeiras no teto, é bem – vinda onde tudo começou Melanie, bem – vinda a Helena High School. Abro o portão e começo a caminhar, cada lugar desse me traz uma recordação. Desde aonde eu conheci o grande amor da minha vida ao viver uma das maiores dores da minha vida, aqui eu sofri, aprendi, conheci diversas personalidades, ganhei amigos e possibilidades. Pra quem acordava gritando stressada com o despertador e se preparando mentalmente para aguentar todos os almofadinhas, e Shawn Mendes o maior almofadinha, rio de lembrar como nos odiávamos e hoje nos amamos. Hoje eu acordo feliz, passo perto do meu antigo armário e ainda tem meus adesivos colados na porta, sorrio e encosto minhas costas nele e desço lentamente como em cena de filme, dou um grande suspiro e fecho os olhos sorrindo lembrando de tudo que eu vivi aqui nesse lugar, e decido dizer para mim mesma as palavras que guardei durante toda essa história:

- Hoje você não é mais a Melanie a Bolsista, embora eu ame essa fase que passou, mas hoje eu sou uma mulher que cresceu e aprendeu, e hoje é feliz, eu sou Melanie.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Ufa! E aí, gostaram? E agora aqui eu estou chorando escrevendo essas notas finais, mas com o coração cheio de alegria e saudade de vocês, obrigada e parabéns a vocês que foram e são os melhores leitores do mundo <3, nos encontramos numa próxima história, obrigada por todas as risadas, lágrimas de alegria, apoio e amor, sorte na vida de vocês, e que Deus abençoe cada um! Sempre que precisarem me procurem eu estarei aqui para vocês, me chamem no chat daqui, ou deixem suas redes sociais aqui e eu vou procurar vocês,e conversaremos sobre tudo que quiserem <3! E sem exceção de nenhum, obrigada a TODOS, abaixo de Deus vocês fizeram meu sonho de ter uma fanfic reconhecida realidade <3!
Podem contar comigo e como o Shawn diz em uma música dele: You'll never be alone ❤
Até a próxima ❤.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...