História A boneca e seu coelho - Capítulo 14


Escrita por: e Mai_Martinez

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Balloon Boy, Ballora, Bidybab, Bonnie Hand Puppet (Bonbon), Bonnie the Bunny, Charlotte "Charlie", Chica the Chicken, Circus Baby, Endoskeleton, Ennard, Foxy the Pirate, Freddy Fazbear, Fritz Smith, Funtime Foxy, Funtime Freddy, Golden Freddy, Jeremy Fitzgerald, Mangle, Marionette, Michael, Mike Schmidt, Minireena 1, Minireena 2, Nightmare, Nightmare Balloon Boy, Nightmare Bonnie, Nightmare Chica, Nightmare Foxy, Nightmare Freddy, Personagens Originais, Phone Guy, Plushtrap, Purple Guy, Shadow Bonnie, Shadow Freddy, Springtrap, Toy Bonnie, Toy Chica, Toy Freddy
Tags Bonbonnie, Bonnie X Toy Bonnie, Ernari, Ernnard X Marionette, Explosões, Fnaf, Foxy X Chica, Muitas Mortes, Sprinari, Springle, Springtrap X Mangle, Springtrap X Marionette, Toy Freddica, Toy Freddy X Toy Chica, Treta
Visualizações 13
Palavras 1.273
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 14 - I'm Pregnant (PART 1)


Fanfic / Fanfiction A boneca e seu coelho - Capítulo 14 - I'm Pregnant (PART 1)


[Narradora on]   

 - Um mês após o último capítulo -  


 - Então Spring, Como você anda desde nossa última consulta?- pergunta Cherry. Ela era a psicológa de Spring há mais de 6 anos.  

- Foi mal estive ocupado nesses últimos meses. - Diz Spring, que estava deitado em um sofá, jogando uma pequena bola de tênis para cima. Como em uma brincadeira. 

- Ocupado com o que exatamente?  

- Vamos dizer que, conheci alguém.     

- hum, uma mulher eu especulo.   

- De fato. Mas eu sinto que ela é diferente. 

 - Diferente em que sentido?   

 - Ah, sei lá. Mas sei que ela é diferente. E um diferente bom.   

 - Não acha que está se precipitando?

-Por que estaria?   

 - Digo, não quero parecer rude ou qualquer coisa, mas meu trabalho aqui é te manter "na realidade". Mas, e se...    

 - Se?   

- Se está garota na qual você parece gostar for igual ou, no mínimo, parecida com suas ex's namoradas?    

 - O que?- Ele se senta e olha Cherry. Havia certa dúvida em seu olhar. 

 - Digo, deveria ter certeza de que ela não é como as outras. Vai que ela acaba te usando como sua mais recente ex.   

 - Ela não é nem um pouco parecida com a Mangle, isso te garanto.  

 - Se diz, mas, me diga mais sobre esta garota. Como se conheceram?   

 - Ah sim... Foi a alguns meses atrás...   


   [ - Enquanto isso, com Marionette - ]   

 

Mari estava em sua casa, mais específicamente, sozinha em seu quarto. Ela andava para lá e para cá, impaciente. Ela estava cansada, - devido a sua noite mal dormida, ou melhor, ela nem se quer dormiu - nervosa e assustada.

 Havia tido um sonho estranho, não chegava a ser um pesadelo horrível que a deixasse aterrorizada, mas também não era um mar de rosas.

Desde que soube da volta dele para Pallatus, Mari se sentia muito ansiosa, não consigo dormir direito e quando conseguía, acordava assustada e com falta de ar.

Não será sua culpa, afinal, ela o temia.   

Já impaciente,  Mari se deita em sua cama e encara o teto, tentando relaxar seu corpo e acalmar sua mente. Porém não conseguiu sucesso nesta segunda parte tão rapidamente.

- O que diabos tem de errado comigo?- Ela se questiona em voz alta. Obviamente, não esperando uma resposta, afinal, estava sozinha em seu quarto. 

- Que seja, não é como se eu me importasse.- Ela se levanta e anda até o banheiro. Se encarando no espelho. Ela se enclina próxima a pia e lava o rosto. 

Fechando a torneira, Mari puxa a toalha de mãos e seca seu rosto. De repente seu telefone toca, avisando uma ligação. 

 Mari vai até sua mesa e pega o telefone, rapidamente atendendo a ligação. Que era de Golden Freddy, o irmão mais velho de Spring. 


 - Olá 'Goldi - Disse Mari contente. 

 - Heya Mari, então, está melhor? - Questiona Golden. 

 - Bem melhor, finalmente aquele remédio que meu médico passou fez efeito. Aquelas ânsias e vômitos passaram, mas sei que esta alegria vai durar pouco. 

- Não se preocupe, tenho certeza que daqui a um tempo você ficará bem.  

 - Então, sinto que você quer me perguntar algo. Então iremos direto ao ponto. - Mari pega seu casaco moletom, desce as escadas e vai para a porta de entrada.

- Então, fez o teste? - Golden pergunta.

- Sim.

- E o que deu?

- Eu to grávida Golden.

Ambos comemoraram felizes, todavia, mais duas pessoas escutaram a conversa.

- Grávida?! - Duas vozes, uma masculina e outra feminina questionaram surpresos. Mari se virou para trás, para ver quem eram.

Era Ernnard e Charlotte.

- Charlie?

- Claro que sou eu!

- Charlie! - Mari correu até sua irmã e a abraçou forte, fazia dois anos que não a via. Charlie havia feito um intercâmbio por causa da faculdade. - Eu tava com saudade! 

- Eu também estava com saudades! Mas agora. - Ela separa o abraço e fica com as mãos nos ambros de Mari. - Me explique era história de gravidez.

- Eu ia falar a mesma coisa. - Ernnard menciona.

- Por favor! Não contém a ninguém sobre isso! - Mari suplica. - mas me dêem um instante. - Ela se afasta um pouco de sua irmã e de Ernnard e volta a falar com Golden.

- 'Goldi, a gente se encontra lá ok? Tenho que fazer uma coisa no caminho. Te explico depois.

- Tudo bem, te vejo daqui a? - Ele pergunta, questionando quanto tempo Mari demoraria para chegar. A garota olha as horas rapidamente.

- 15 minutos.

- Certo, até lá então. - A ligação é desligada e Mari volta para perto dos dois.

- Quem é Golden? - Charlie pergunta.

- O irmão do namorado dela. - Ernnard diz.

- Você tem um filho com o irmão do seu namorado? Você tem namorado?! - Charlie parecia extremamente surpresa.

- Calma Charlie! Posso explicar!

- Explicar o que exatamente? - Pergunta Danielly, ela chegou em um momento ruim para Mari dizer qualquer coisa.

- Nada! Nada não. - Diz Mari tentando desfaçar - Nossa, olhe a hora! Eu tenho que ir, até mais tarde! - Ela corre rapidamente para fora e tenta se afastar o máximo possível da casa.

- Deus, que constrangedor... - Diz Mari a si mesma.

Ela começa a caminhar, indo em direção ao encontro de Golden, já que eles haviam combinado de se encontrar na noite passada.

Eles iriam se encontar em uma cafeteria conhecida por ambos. Era Outono, a temperatura em Pallatus não ficava uma das melhores nesta época do ano, então um café sempre era bom.

Como dito por Mari, 15 minutos depois está estava na cafeteria. O ambiente tinha uma aparência rústica feito a base de madeira de carvalho escura envernizadas com detalhes em cores de vermelho e dourado, além de suas poltronas serem vermelhas, de fato havia certo charme no local.

Ao abrir a porta, um pequeno sino toca, avisando a entrada de alguém. O cheiro delicioso do café percorria o ar, e ali, sentado em uma das mesas estava Golden, tomando um café expresso.

Mari se aproximou de Golden e o comprimento. Logo se sentou a frente do rapaz.


- Ernnard e minha irmã estão sabendo sobre a gravidez. - Diz ela logo de cara.

- Droga, e eles vão contar a alguém? 

- Sei que não. Confio neles.

- Confiança não significa garantia.

- Sim, tenho certeza que eles não irão. Principalmente para Spring. Minha irmã não o conhece e para Ernnard, ele é a última pessoa que quer ver.

- Ótimo. Nossa o Spring vai surtar se descobrir.

- Nem quero pensar sobre isso. Ele odeia que escondam coisas dele. Imagina se ele descobre o que está acontecendo com a gente.

- Por isso espero. Mas é melhor pensar no pior e se surpreender do que pensar no melhor e se decepcionar.

- Exatamente.

- E agora? O que fazemos?

- Bem, é a primeira vez que isso me acontece. Hum... Vamos manter isto em segredo até onde conseguirmos. Não queremos causar mais drama do que está acontecendo, principalmente por causa do Purple Guy.

- Eu ainda não entendi uma coisa.

- O que? 

- O que esse Purple Guy fez para ser tão odiado? Digo, até entendo ele ser um assassino e tudo mais, mas, o que ele fez exatamente para TODOS o odiarem?

- Bem... - Ele respira fundo - É uma longa história e, acho melhor não a envolvermos nisso. Pelo menos por enquanto.

- Por que não querem me envolver?! Quero saber a verdade! 

- Mari, por favor. Eu prometo te contar tudo que sei sobre, mas agora não, por favor. Temos outras coisas com que nos preocupar.

- Tudo bem! Você ganhou...

- Olha, desculpa por estar com todo esse drama mas não posso contar.

- Não, tudo bem. Eu entendi.



Notas Finais


Nem tudo é ...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...