História A bordo no navio ouro verde - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Orgulho e Paixão
Personagens Afrânio Cavalcante, Aurélio Cavalcante, Barão de Ouro Verde, Camilo Sampaio Bittencourt, Ema Cavalcante, Ernesto Pricelli, Jane Benedito, Julieta Sampaio Bittencourt "Rainha do Café", Personagens Originais, Susana Adonato, Xavier Vida
Tags Aurélio, Aurieta, Julieta, Orgulhoepaixão
Visualizações 346
Palavras 2.290
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiê mais uma história espero que gostem lá vamos nós

Capítulo 1 - Briga e o reencontro


-EU TE ODEIO AURELIO - Julieta gritava com lágrimas nos olhos

- você sabe que eu nunca faria isso Julieta - Aurélio estava decepcionado com a noiva que tinha escolhido - não sei como fui capaz de te amar

- quem deveria estar falando isso sou eu , olha isso , olha as fotos aurelio- Julieta rebeu naquela tarde fotos de Aurélio na cama com ninguém mais ninguém menos que Susana

- eu não sei de nada dessas fotos nunca me deitaria com ela sabes disso - Aurélio olhava incrédulo como aquilo foi acontecer

- no fim das contas você é iqual a Osório - aquilo afetou Aurélio como uma facada em seu coração  não gosta de ser comparado aquele monstro

- não me compare a Osório - Aurélio ria indignado - parece que você nunca me amou mesmo

- Aurélio... - Julieta revira os olhos - eu não te amei? Você que não me amou e me enganou junto com essa cobra pensonhenta se juntou a ela contra mim

Eles já estava um frente ao outro griando para toda a casa ouvir e não ligavam para isso

Julieta levanta a mão para a certa no rosto de Aurélio e ele segura

- a coisa que eu mais fiz enquanto tive com você foi te amar , te querer , te desejei e principalmente te quis o melhor mas ... A senhora Bittencourt só ama a si mesmo e foi isso que fez você Julieta deixar de ser a minha Sampaio para ser a sua Bittencourt , de tudo de ruim que você falou aqui dizer que eu não te amei foi a pior de todas , por que eu te infelizmente pelo que sei atos dizem eu fui o único que amei e pelo visto amei por dois - Aurélio fala sem soltar a mão de Julieta que iria bater nele e que estava chorando - com licença dona Julieta eu vou ajeitar minhas coisas espero que um dia você consiga concertar tudo isso , por que eu queria te ajudar mais você foi orgulhosa e desconfiada da minha parte , fique bem senhora

Aurélio sai do escritório sem nem um semblante , seu sorriso que era marcante não existia , ele está pela primeira vez em alguns meses triste e não era pouco a decepção o deixou abatido


Julieta chorava no escritório com o coração partido

Susana não cansava de fazer mal a Julieta , Aurélio dormiu no cortiço para cuidar de ema que estava muito doente e Julieta sabia mais Susana aproveitou a madrugada para dar uma passadinha no quarto onde Aurélio dormia sozinho , e com a ajuda de petulia conseguiu tirar as fotos agarrada com Aurélio , e na manhã seguinte mandou para Julieta em um envelope mais ela só abriu de tarde e teve essa briga com Aurélio

                      Ema Cavalcante

       Querida filha lhe escrevo essa carta de Recife parto amanhã para Londres você sabe de meus planos , com o dinheiro juntado com Julieta e com o trabalho aqui em Recife ajudando naquela fazenda grande consegui comprar o meu grande sonho e em breve lhe mando a foto dele e as passagens para podermos fazer uma viagem

              Aurélio Cavalcante

Já se passava dois meses que Aurélio tinha saído de Recife realizou o sonho de estudar os animais marinhos e com isso no começo de seu segundo mês em Londres virou sócio de uma empresa de navios o de faziam viagens pelo mundo , ele amava como todas as viagens era iguais mais inesquecíveis

VALE DO CAFE (MANSAO BITTENCOURT)

Três longos meses , sem sua esperança , seu conforto , seu gás da felicidade , como ? Me responda como? , As pessoas dizem que nos acostumamos fácil e rápido com coisas boas então julieta estava viciada na presença de Aurélio em seu cheiro e em cheiro e não esquecemos dos cortejos com o maior respeito

Ela passou a ussar outras cores mais sempre escuras como vermelho ou azul escuros , Aurélio podia ter ido embora mais deixou a felicidade naquela mulher e também a saudade é a dor de sua partida

- mamãe - Camilo entra no escritório da mãe sem mesmo bater

- Oi meu filho - Camilo havia se mudado com Jane para a mansão Bittencourt

- mãe estava pensando em ir para uma viagem de navio - Camilo permanece em pé com as mãos sobre as cadeiras

- que bom , desejo boa viagem a você e Jane - julieta sorri para o filho

- não, não dona julieta - Camilo da a volta na mesa e fica de frente para Julieta - a senhora vem com nos

- não meu filho , tenho muito trabalho- Julieta balança a cabeça em negação e sorrindo

- não tem desculpas , ema e Ernesto também vão , não tem trabalho aqui Darcy vai ficar ele pode segurar tudo por uma semana - Camilo arquea a sombrancelha

- tá bem , eu vou - Julieta se dá por vencida e resolve ir com o filho

- uhulllllllllllll - Camilo sorri beijando a mae

Aquilo tudo não passava de um plano de ema e Camilo o navio que eles iriam viaja não era nada mais nada menos que o ouro verde sim o primeiro navio que Aurélio era dono absoluto e iria inaugurar Aurélio era o chefe e havia alguns sócios , mas Julieta não saberia de nada até chegar ao navio

Aurélio já estava nas costa brasileira com seu navio e muito ansioso para a inauguração , e ainda mais animado para ver ema e seu pai depois de tanto tempo

O dia D chegou enfim Aurélio estava do lado de fora do navio decepcionando alguns e conversando com outros sempre muito sorridente e de longe ele avista a filha , ema rapidamente solta a mala que segurava e corre para os braços do pai

Atrás de ema estava Camilo , Jane e ....julieta que na mesma hora que vê Aurélio o coração quase para e chega a errar as batidas como ele estava mais bonito , é um pouco mais grisalho com um jeito mais maduro lindo como sempre como ainda ela se adimirava com aquele homem

Depois de tantos abraçar ema a solta e vai cumprimentar os outros um por um da um abraço em Ernesto

- espero que tenha cuidado de minha filha carcamano- Aurélio fala antes de abraçar o genro

- fiz o que pude sograo fiz o que pude - todos riam com o reencontro Julieta apenas observava seria

- Jane seja bem vinda , linda como sempre - Aurélio beija a mão de loira

- eu? Olhe para o senhor continua novo é muito bonito - aquelas eram eufemismo perto do que julieta achava naquele momento , Aurélio apenas sorri para Jane

- Camilo - Aurélio sorri de orelha a orelha - quanto tempo - eles dão um grande abraço os dois haviam virado grandes amigos

- Aurélio , meus parabéns você conseguiu tudo isso é magnífico - Aurélio sorri para o mais novo e depois olha para o navio

Enfim ele viu ela todos perceberam o clima tenso mais preferiam ficar quietos apenas observando

- Julieta - Aurélio dá um pequeno sorriso e beija a mão de sua apenas sua rainha do café

- Aurélio , meus parabéns - Aurélio apenas acena

- Aurélio , ah ola a todos , - Catarina chegou depois de tanto procurar por eles - estava atrás de vocês , temos que ir já está Tudo ajeitado

Todos acompanharam Catarina e Aurélio que forma na frente conversa deixando para trás ema Jane e Julieta que iam em trio conversando , que dizer menos Julieta que tinha mais oq olhar como quem era aquela mulher que estava com Aurélio?e por que eles riam tanto

Catarina ventura uma linda mulher da mesma idade de Julieta com olhos verdes quase azuis não tão alta bem feita e muito bonita , ela vamos dizer cuidava de Aurélio ela era a mulher que ajeitava tudo para ele mais só isso durante esses meses juntos eles viraram amigos e confidentes sempre contando segredos um para o outro

Todos já estavam bem acomodados em seus devidos quartos

E no de Aurélio estava ele é Catarina

- você viu ela Catarina ela estava linda, meu Deus ela não mudou nada , e ussando outras cores isso é perfeito ela avançou mas ...elas continuava seria

- meu Deus aurelio você ainda ama mesmo essa mulher? - Catarina estava ajeitando o paletó de Aurélio

- sim , muito , não sei nem contar como amo ela mais o que ela fez a messes me magoou muito ela não confiava em mim então não tinha como continuarmos eu a amava mais ela , nao me amava

- ela falou pra você que não te amava? - Catarina era solteira melhor viúva mais nunca deixou a viuves lhe intristesser pois foi casada com o único amor de sua vida

- não , mas.... Ela demonstrava em ações

- isso não quer dizer que ela não te ama Aurélio , só acredite em coisas que disrespeitam aos outros se essa pessoa te falar na sua cara vá atrás dela e pergunte se ela ainda te ama

- nao não vou fazer isso , quem errou foi ela ela sabe o que faz e sabe que o que ela fez foi muito errado

- você que sabe mas...- Aurélio a fuzila antes de continuar - ta bem tá bem , ela é bonita - Catarina sorri e termina de ajeitar o paletó do patrão

- é sim

- e nova - ela fala antes de sair para não ser demitida

Julieta ficou em um quarto sozinha

TOC TOC

Batem no quarto de julieta

- Catariana vim ver se você está bem acomodada- Catarina tinha um jeitão de mãe sabe

- ah sim , pode entrar - Julieta estava apreciando a vista linda - Olá

- Olá , você gostou do quarto ?- Catarina sorria

- sim é maravilhoso - julieta fala olhando para todo quarto

- que bom tenho que cuidar de ... Todo o resto com licença - as duas ri

Antes de Catarina sair avista em cima de uma mesinha um livro e lembra

- é o preferido dele sabia? - Catarina aprendeu muito sobre Aurélio

- dele quem? - julieta estava curiosa

- de Aurélio - Catarina se vira

- a... Ah é? Eu não sabia

- você deve está imaginando que eu e ela somos....estamos amaziados mais não somos apenas muito amigos

Julieta solta todo o ar preso dentro de si

- eu... Eu não pensei isso - Julieta mentia como tentava mentir por todos esses meses longe dele que havia esquecido ele

- julieta ele me falou tanto mais tanto de você que eu acabei te conhecendo - Julieta senta a cama triste e Catarina senta do lado - e sei que você achou que algo acontecia entre eu e ele

- sim pensei - Julieta olha para baixo - nunca consegui esquecer ele

- e muito menos ele , pode ter certeza tive com ele todo esse tempo chegava mulheres mais atiradas em cima dele e ele? As lhe dava um belo fora - as duas ri - ele não parava de falar de você e ema nem por um dia

- como ele tá ?

- ele tá indo mal mais vai ele ficou longe durante meses das mulheres da vida dele você e ema São essas mulheres como ele estaria , eu sei o que aconteceu para ele ter vindo parar aqui , mais sei também que como conheço ele agora que ele seria incapaz de fazer tal coisa

- eu errei muito , ele nunca vai me perdoar

- se for falar com ele tenho certeza que ele não vai se negar a falar com você

- não sei posso pensar ?

- mais é claro que pode , mas não demore essa viajem é só uma semana e ele que você pra vida toda

- obrigada , você me ajudou muito e espero que ainda me ajude não quero perde-lo mais

- não vai mas depende de você e outra coisa você poderia não dizer a ele que eu estive aqui e que tivemos essa conversa?

- claro que posso - as duas sorri e s levantam

Catarina sai do quarto de Julieta a deixando só em seus pensamentos

Julieta resolveu sair para andar no enorme navio e acabou se perdendo no corredor

Ela estava perdida e muito confusa de para onde iria o quarto dela era o único longe dos outros gostava da solidão

E de longe ele sabia de co cada canto daquele navio que o lhe pertencia e respirava e preparava-se para ir até ela para ajudá-la

-posso te ajudar? - Julieta se vira e encara aqueles olhos , pareciam ter ficado mais claro com o tempo e depois encarou a boca que boca a respiração descompasso e precisava respondê-lo o mais rápido possível

- er... Eu adoraria se o senhor poder queria ir ao lado de fora observar o mar

- vou te levar até lá - ele não para de olha para a boca de Julieta , pode até parecer mentira para muitos mais nesse período longe dela ele nunca tirou da boca o gosto daquele beijo doce e amargo de café

- vamos claro

As postas do navio eram abertas e fechadas a penas por um lado eles iam juntos passando uma porta quando Catarina é mais rápida e fecha os dois juntos no corredor

- Catarina abra isso aqui - Aurélio batia inssistentimente na porta

- não abro se resolvam os dois

Depois de declarar aquilo Catarina sai e deixa o casal brigado sozinhos

Enfim chegou a hora deles conversar sem interrupções pois não sairiam dali tão cedo

CONTINUA


Notas Finais


COMENTEMMMMM ME ANIMA MUITOL


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...