1. Spirit Fanfics >
  2. A Bruxa >
  3. Decisão perigosa.

História A Bruxa - Capítulo 25


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, seja bem vindo (a) ao meu mundo, onde os pensamentos se tornam realidade. Espero que goste da minha história.

Capítulo 25 - Decisão perigosa.


Fanfic / Fanfiction A Bruxa - Capítulo 25 - Decisão perigosa.

Olhar o desespero de Amberly diante do cadáver do namorado, era triste, a garota soluçava e gritava, estava abraçada com o gêmeo, sua cabeça apoiada em seu ombro, enquanto ele passava a mão nas costas dela reconfortado-a. 

Era a primeira vez que Elly via alguma demonstração de carinho entre os dois, eles só vivam brigando, mas em partes, ela achava que a culpa do afastamento dos dois, era Matt, agora como ele está morto, isso está mudando, sem querer ela encarou o cadáver do garoto, seus olhos foram de encontro aos dele, que se encontravam brancos, como se a cor deles tivesse sido sugada, com rapidez desviou o olhar, mesmo que ele fosse um idiota, ela sentia algo por ele.

- Elly, vamos conversar rapidinho? - Eric colocou a mão em seu ombro. Os dois caminharam até uma das janelas. 

- O que foi? - Ela perguntou baixo encarando o rapaz. 

- Eu estava pensando, quando vocês abriram o... - Ele respirou fundo. - O Peter, disseram que tinha a possibilidade de ser um vírus, Matt e Tyler foram os únicos que entraram em contato com o corpo, quer dizer...Além de você e Greg. - Ele falou sério. 

- É, pode ser. O que vamos fazer? - Ela perguntou preocupada. 

- O melhor é esperar e não contar para os outros, desespero agora não vai ajudar em nada. - Ele respondeu. 

- Mas e se não for? Se for apenas outro motivo? - Ela perguntou encarando-o. 

- A única maneira de saber é abrindo - o! - Ele respondeu. Elly sentiu como se alguém esmagasse seu coração, abrir o cara que ela gostava lhe dava arrepios. 

- Eu não posso fazer isso, eu não consigo! - Ela falou balançando a cabeça, e ameaçando chorar.

- Tudo bem, tudo bem, tudo bem. - Eric a acalmou rapidamente, tudo que não queria agora era duas garotas chorando. - Não se preocupe, eu faço isso com o Greg. 

A garota concordou, depois eles se juntaram ao grupo, onde Tracy estava consolando Amberly, Tyler estava sentado em choque no sofá, Natalie estava na cozinha pegando água com açúcar para dar para Amberly e Greg estava sentado no sofá com as mão na cabeça. 

Elly sentou - se ao seu lado, Eric ao lado dela em silêncio, eles teriam que falar com ele sobre o procedimento que teriam que fazer em Matt, mas não queriam falar na frente de Amberly. 

- Tá aqui, água com aaaí.... - Natalie quase caiu atrás do sofá. 

- O que foi? - Elly perguntou se virando. A garota se abaixou e pegou algo, depois mostrou ao grupo, uma caixa de madeira aberta.

- O que é isso? - Amberly perguntou ainda soluçando. 

- É a caixa que eu e Matt encontramos no porão quando fomos pegar o corpo do Peter, eu lembro que o Matt ficou fascinado por ela e trouxe, mas nós não conseguimos abrir... Como ela está aberta? - Tyler perguntou com o cenho franzido. 

- Sei lá, eu não abri! - Natalie colocou a caixa em cima do sofá e entregou o copo para Amberly que tomou tudo rapidamente. 

- Elly, arranja um jeito de tirar as meninas daqui. - Eric falou no ouvido da garota, que logo acentiu. Assim que elas subiram, Eric se voltou para os dois rapazes. 

- Eu não quero falar sobre isso, mas acho que está na hora de ter certeza se isso é um vírus. - Ele falou. 

- Eu também estava pensando nisso, só estava pensando em como tirar as meninas daqui. - Tyler falou sério. 

- Tudo bem, mas vamos logo com isso antes que minha irmã queira descer aqui! - Greg falou olhando para o andar de cima.

[...]

A mesa da cozinha abrigou muito bem o corpo de Peter, o garoto era grande e os pés ficaram para fora, mas a largura da mesa abrigava todo seu corpo, infelizmente isso não pode ser dito de Matt, a mesa apoiava apenas sua costa, seus ombros ficaram para fora dela. 

Os rapazes prepararam o material cirúrgico improvisado, o mesmo que usaram em Peter. Na primeira incisão que fizeram no rapaz um cheiro horrível invadiu o ar, um cheiro de podre, o que era impossível de se acreditar, já que Matt havia morrido há poucas horas. 

- Que cheiro horrível, tem certeza que vem dele? - Tyler perguntou tapando o Nariz. 

- Tenho certeza absoluta! - Greg falou encarando os dois. 

Eles continuaram o procedimento, quando conseguiram abrir o peito do rapaz completamente, o horror tomou conta da face deles. 

O interior do tórax do garoto estava infestado de vermes que comiam sua carne e fervilhavam, no lugar onde deveria estar seu coração, tinha apenas um buraco.

- Que nojo! - Tyler se pregou em um dos armários para se afastar das criaturas. 

- Meu Deus, o que aconteceu? Como esses bichos entraram aí? - Eric também se afastou da mesa. 

- Eu tô começando a achar que Tom tem razão, tem alguma coisa maligna nessa casa. - Greg falou encarando o cadáver cheio de vermes na mesa. 

- O que vamos fazer? - Eric perguntou evitando olhar para o cadáver. 

- Temos que sair daqui! - Tyler falou desesperado. 

- E como vamos sair? - Greg perguntou olhando para ele. 

- Tem umas caixas no porão, talvez tenha alguma coisa lá que a gente consiga usar para sair. - Eric respondeu se lembrando.

- Mas não vamos descer lá, lembra o que aconteceu da última vez? - Greg olhou os amigos assustados. 

- Vamos todos juntos, pelo menos estaremos juntos. - Tyler falou. 

- Tá tudo bem, peguem as meninas que eu vou fechar essa podridão aqui! - Greg olhou para Matt.

Os meninos sairam da cozinha, estavam cansados, com fome, sede e medo, mais iriam fazer de tudo para escapar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...