História A Bruxa e o Lobo (TaeHyung) - Capítulo 37


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), G-Friend, Got7
Personagens Eunha, Jackson, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, SinB, Sowon, Umji, Yerin, Yuju
Tags Amor, Imagine Kim Taehyung, Revelaçoes, Romance, Suspense
Visualizações 76
Palavras 4.773
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Como eu disse aqui vai a surpresa da Sophia gente... Calma que ela vai gostar muito... Nao me matem por estar endoidando a historia ok ? Obrigado gente
Bye

Capítulo 37 - Surpresa (segunda temporada)


Fanfic / Fanfiction A Bruxa e o Lobo (TaeHyung) - Capítulo 37 - Surpresa (segunda temporada)

Coreia do sul, Seul

23 de dezembro de 2018

18:59 PM

Casa da familia Kim

Sophia

– Tenho certeza que é alguem que não ta nada feliz por eu esta viva.– Falei.

– Calma... Vamos esperar o YoonGi chegar junto com a EunHa.– Ele terminou de falar e EunHa, Hobi, YoonGi e UmJi entraram pela porta.

– Oque aconteceu ?– EunHa perguntou.

– Sophia estava la fora e apareceu alguem atrás dela e sussurrou no ouvido dela que quer matar ela... Ela disse que ele tava de preto e tinha presas.– TaeHyung disse com a testa escorada na minha cabeça.

– Presas ?– EunHa disse pensando.

– Não costumamos mostrar nossas presas.– YoonGi disse pensando tambem.

– Ah... Só pode ser os de Busan.– EunHa disse olhando pro YoonGi.

– Verdade... Eles que costumam mostrar as presas.– YoonGi disse.

– Mas... Oque eles querem com a Sophia ?– Jin perguntou.

– Se a Beth não sabe que ela esta viva... Não sabemos.

– Eu sei.– Todos olharam pra mim.

– Por que ?

– Tudo oque acontece comigo é culpa do meu avô... Meu avô tem uma rixa de milênios com os vampiros de Busan. Ele tem rixa com todos.

– Mas do que foi essa rixa ?– YoonGi perguntou.

– Meu avô tentou invadir a propriedade deles. Ele tentou alistar eles pro nosso lado, mas eles não quiseram, entao meu avô matou a metade. Depois dai eles ficaram perceguindo meu avô. Eles não conseguiram matar meu avô entao eles ameaçaram a familia toda. Ate a Sohyun.

– Mas... Gente... Esses caras são loucos.– Jin disse.– A única coisa que não podemos deixar é eles descobrirem a Beth... Por que senao eles vão se juntar a ela pra matar voces duas.

– Tenho certeza que ela já sabe.– Senti alguem atrás de mimas ninguem via.

– Eu sei que pode me ouvir Sophia.– Comecei a chorar.– Eu vou fazer todos souberem que voce é uma bruxa. Que tal voltarmos aos tempos antigo huh ? Vai ser muito bom ver voce queimando junto com sua irma naquela fogueira, do mesmo jeito que fizeram com minha mae.– Ela saiu detrás de mim, eu abracei o Tae e comecei a chorar.

– Meu amor... Oque aconteceu ?– TaeHyung perguntou fazendo carinho em meu ouvido.

– Era a Beth... Ela disse que ia ser muito bom ver eu e minha irma queimando naquela fogueira, do mesmo jeito que fizeram com a mae dela.– Parei de chorar.

– Oque foi ?– Fiquei olhando pro nada.– Meu amor ?

– Oque ela tem ?

TaeHyung

Sophia ficou olhando pro nada sem nenhuma reação. Fiquei passando a mao em frente ao seu rosto mas ela não tinha reação nenhuma. Comecei a ficar preocupado.

– Por que ela parou de chorar do nada ?– Perguntei.

– Sei la.– Jin disse.

– Ela ta parada olhando pro nada apenas. Será que a Beth ta falando com ela de novo ?– YoonGi perguntou.

– Espera... Se a Sophia não tem mais poderes nenhum.. Como a Beth esta falando com ela ?– Nós nos entreolhamos.

– Não sei... Como isso pode ser possível ?– EunHa disse se abaixando e ficando na frente da Sophia.

– Ela vai me queimar na fogueira.– Sophia sussurrou.

– Não meu amor... Eu não vou deixar.

– Ela vai... Me queimar... Na fogueira.– Ela se levantou do sofá e foi ate a porta, segui ela. Ela abriu a porta e olhou pra fora, lagrimas começaram a cair dos olhos dela.– Papai.– Ela correu pro lado de fora, eu olhei pra onde ela ia e vi o pai dela.

– Gente... Que ressuscite minha mae tambem. Todos vivem menos meus pais.– SinB disse atrás de mim. Fui ate a Sophia e o pai dela, segurei seu braço e puxei ela.

– Jin... Ver se é ele.

Sophia

Jin colocou a mao na cabeça de papai e fechou os olhos. Começou a sair uma fumaça rosa da sua mao, ele abriu os olhos e olhou pra nós. Segurei forte na mao do Tae.

– É ele.– Sorri abertamente e abracei papai de novo. Ele me abraçou fortemente.

– Como assim ? O senhor estava morto, eu vi seu corpo jogado no chao papai.– Ele sorriu pra mim.

– Posso entrar ? Estou cansado. Dentro da sua casa eu explico.– Fomos pra dentro de casa, nos sentamos no sofá e SinB trouxe agua pro papai.– Nem acredito que voce esta viva minha filha.

– Se o senhor não acredita imagine eu... E mamae ? Ela tambem esta viva ?– Seu olhar baixou.

– Não... Bom, vou explicar do inicio.– Ele deixou o copo na mesa de centro e segurou na minha mao.– Forjaram a minha morte, James me levou ate uma casa abandonada na floresta e me deixou la por décadas, ele sempre ia me ver e medar comida, ele disse que queria me guardar pra uma coisa maior. Eu não entedi, só sei que ele matou sua mae...– Seus olhos marejaram.

– Eu sei...– Apertei sua mao fortemente.

– Enfim... Ele matou sua mae e seus avós e fez um feitiço em um humano pra ele se parecer comigo. Ele o matou e jogou ele no chao pra pensarem que era eu. Tudo oque acontecia com voce ele me falava, eu soube da Sohyun, eu soube da Lana, soube da Samantha, soube do Seung e soube da Beth. Aquela vadia nunca se aquieta, ela sempre quis matar nossa familia minha filha.

– Ela continua querendo.– Ele acenou.

– Sim... Mas eu não vou deixar, nem eu e nem seu marido.– Ele sorriu pro Tae.– Onde esta sua irma ? Eu soube que a perdoou e que ela tambem casou.

– Sim.– Dei uma risadinha, vi os meninos descendo as escadas.– Papai... Esses são seus netos, Woo e Wan.

– “Papai” ? Nosso avô não morreu ?– Woo perguntou.

– Seu avô esta velho minha neta... Mais ainda tem muitos inimigos parar enfrentar.– Ele abriu os braços e os meninos o abraçaram. Ouvimos a porta abrindo.

– Sophia voce não vai acredita....– Sohyun parou de falar quando viu papai. Ela ficou estatua.

– Não vai dar um abraço nos seu pai rebeldinha ?– Ela sorriu e correu pra abraçar ele. Ela abraçou ele tao forte que papai quase ficou sem ar, mas retribuiu do mesmo jeito.

– Mas como ? O senhor estava no chao cheio de sangue.– Ele sorriu. Ele explicou tudo pra nós duas, ficamos de boca aberta, entao era por isso que James sempre saia do castelo.

– Papai... Eu não acredito que o senhor esta vivo... Queria que o senhor soubesse que vai ser vovô pela quarta vez.– Ele me olhou sem entender.– Estou gravida.

– Oh céus... São tantos netos de uma vez só. Seus poderes filha... Continua a “bruxa mais poderosa de todas” ?– Eu olhei pra baixo triste.

– Perdi meus poderes papai.– Ele me olhou sem entender.

– Não me diz que a Beth pegou seus poderes.– Acenei com a cabeça.

– Sim papai... Ela pegou meus poderes, tentou me matar. Fez um arruaceiro na minha vida.

– Espera... Ela tentou matar voce ?

– Sim papai... Ela fez uma macumba doida la e me fez ir ate o penhasco mais alto da mata de Seul... Começou a chover, o Tae tinha me convencido a não pular mas... Eu escorreguei e cai do penhasco, eu já estava sem meus poderes entao eu quase morri. Os meninos tentaram de tudo, fizeram massagem cardíaca, eu tive um parada cardíaca. Os meninos fizeram de tudo e não conseguiram me ressuscitar, entao o TaeHyung num ato de desespero ele foi colocando tudo quanto é remédio na minha boca, só que eu não ressuscite na hora, eles pensavam que eu estava morta, entao eles me enterraram viva, eu consegui sair do caixão, eu tava mais morta do que viva. A Marta me achou e me levou pra casa dela e cuidou de mim durante essas décadas, agora em 2018 que eu achei os meninos de novo.

– Nossa filha... Quanta coisa aconteceu com voce.– Ele disse segurando minha mao, ele estava chorando.

– Agradeço aos céus pelo desespero do Tae... Se não fosse por isso, eu não estaria Aqui hoje.– Ele chorou mais ainda, oque fez eu e a Sohyun chorar tambem.

– Eu não queria que voce passasse por isso minha filha. Agora os vampiros de Busan estao procurando voces duas... E eu.– Olhei pra ele.

– Como assim voce ?

– Eles souberam que eu estava vivo, não sei como mas souberam. Eles apareceram pra mim duas vezes.

– Pra mim tambem.– Falei.

– Pra mim também.– Sohyun disse.– Eu estava fazendo a janta quando eles apareceram, eles tentaram me matar la mesmo. Eu fui mais forte na ocasião.

– Erick, podemos deixar voce no quarto que ia ser do bebe. Colocamos as coisas do bebe no quarto do Wan já que o quarto dele é grande.

– É... Vou adorar ter o neném no meu quarto.– Wan disse sorrindo.

– Não quero causar incomodo pra voces.– Papai disse.

– Incomodo nenhum meu pai... Arrimo seu quarto hoje mesmo.

– Arruma nada... Quem vai arrumar é os homens por que voce tem que repousar. Já passou por muito estresse.– TaeHyung disse pra mim.

– Quero falar com meu genro um pouco.– Papai disse.

– Ok papai... Vou tomar banho e me arrumar pra nós comermos.– Subi as escadas e fui me arrumar.

TaeHyung

Eu e Erick fomos ate a parte detrás da casa e sentamos no banco que tinha la. Ele ficou olhando pra céu por um tempo.

– Temos que arranjar um plano pra proteger Sophia TaeHyung...– Erick disse me fazendo olhar pra ele.

– Sinceramente... Eu tenho medo disso tudo, posso não demonstrar a ela isso mas eu tenho medo... Tenho medo de fracassar de novo e matar ela de verdade.– Ele me olhou e sorriu.

– Não é só voce que tem esse medo TaeHyung... Tenho esse medo desde que a Sohyun nasceu... Admiro voce, voce protegeu minha filha durante todos esses anos, tirou ela das maos do Seung, reinou com ela e o melhor de tudo... É que voce ama ela. E isso é o que eu mais admiro em um homem.

– Sim... Eu amo muito ela... Amo tanto que quando ela “morreu” era como se eu tivesse perdido o chao... Fiquei anos chorando por ela, meu lobo dormiu ate esse ano, quando ela voltou que ele acordou. Meu lobo é muito apegado a ela.

– Eu percebi... Ele é doido por ela na verdade... Sempre se preocupando com ela neh ?

– Sim... Isso mesmo.

– Continue assim TaeHyung... Eu percebi no olhar da minha filha que ela te ama... Eu me sinto mal por estar longe dela por todos esses anos.

– Não se preocupe... Quando nossas crianças eram pequenas, ela contava historias que voce e sua esposa contavam pra ela quando era pequena.

– Sim... Contamos muitas historias pra ela. Vivemos muitas historias tambem, pena que essas historias a Sohyun não estava.

– Se sente culpado ?

– Muito... Ela quase morreu naquela fogueira e eu não fiz nada pra salvar ela... Quero minha filha de volta. Quero que sejamos felizes de novo. Queria que a mae delas estivesse Aqui tambem.

– Voces serão felizes de novo.

– Seremos... Bom, vamos la pra dentro que Sophia deve esta preocupada.– Fomos pra dentro da casa e os meninos já estavam se servindo. Nós começamos a comer, conversamos muito, esse natal esta legal.

3 meses

A Sophia já estava com três meses e hoje nós íamos comprar as roupinhas do neném. A Sophia já esta ficando uma bolinha, ela ta comendo um pouco demais pra falar a verdade, mas eu agradeço por isso por que ela esta comendo e nao deixando de comer. Ela já estava arrumada e eu estava terminando de pentear o cabelo, fui ate ela e dei um selinho nela fazendo ela desertar do transe.

– No que tanto pensa ?– Perguntei passando perfume.

– No meu pai... O James o escondeu por tanto tempo pra quê ? Eu não entendi bem.

– Eu tambem não... Mas Oque importa é que ele esta vivo.

– E se ele estivesse escondendo meu pai pra isso ?– Sentei na cama ao lado dela.

– Isso oque amor ?

– A Beth... Vai que ele tenha falado com a Beth antes mesmo de eu saber quem era ela e antes mesmo de meus pais e meus avós morrerem ?– Pensei na hipótese.

– Bem pensado. Talvez ela esteja preparando algo pra voces três.– Ela deu de ombros.

– Não sei... Bom, Vamos comprar as coisas do nosso bebe ?

– Vamos.– Nós saímos de casa e fomos comprar as coisas do neném.

Sophia

Estávamos na lojinha de bebe, eu estava vendo algumas roupinhas enquanto o Tae via o bercinho pro neném. Todas as roupas que eu pegava eu mostrava pro Tae, ele adorava todas, mesmo eu não gostando, Acho que ele queria me agradar. Senti uma pessoa ao meu lado, olhei pra ela e vi Beth me olhando, arregalei os olhos e ela sorriu.

– Comprando roupinhas pro seu filho Sophia ?– Ela deu uma risadinha.

– Oque esta fazendo aqui ?

– Nada... Só vim fazer uma visitinha a voce.– Ela chegou mais perto e eu me afastei.

– Não encosta em mim.

– Acha mesmo que vou desistir de matar voce ?

– Não Acho .

– Ah... Entao voce esta ciente que vou matar voce, sua irma e seu papai neh ?

– ....

– Ah.. Ficou sem palavras ? Cadê aquela menina brava que voce era ?

– Morreu quando voce tirou meus poderes e me transformou em humana.

– Adorei ter feito isso com voce.

– Me deixa em paz.

– Vou deixar em paz ate voce ter esse filho. Não gosto de matar crianças. Mas depois, pode crer que eu irei cumprir oque prometi.– Ela deu um sorriso e foi embora. TaeHyung veio ate mim sorrindo, disfarcei e sorri pra ele tambem.

– Achei um berço ótimo amor.– Peguei as roupas e fui pro caixa.

– Ola... Só isso mesmo ?

– Não.. É... Vou levar aquele berço ali tambem.– Apontei pro berço que o Tae tava me mostrando. Ele veio ate mim e me abraçou por trás.

– Primeiro filho ?– A moça do caixa perguntou sorrindo.

– Não... Terceiro.– Ela arregalou os olhos.

– Nossa... Mas... Voces são tao novos.

– É... Mas os outros já estao adultos. São maduros já.– Ela estranhou oque eu disse. Ela empacotou tudo e me deu as sacolas, eu peguei e o Tae pegou as outras.

– Deixaremos o berço daqui a algumas horas. Coloquem o endereço de Voces aqui por favor.– O Tae colocou o endereço da nossa casa. Nós pagamos e saímos da loja.

– Quer ir em outro lugar neném ?

– Não amor... Quero ir pra casa, to cansada.– Ele assentiu e segurou minha mao me levando ate o carro. Fomos pra casa e no meio do caminho eu ficava pensando no que a Beth disse, TaeHyung percebeu que eu estava incomodada.

– Aconteceu alguma coisa amor ?

– Sim...

– Oque ?

– A Beth apareceu la na loja dizendo que não iria me matar agora por que não gosta de matar crianças. Mas quando eu tiver meu filho ela vai me procurar.– Ele parou o carro na frente da cafeteria.

– Por que voce não me chamou ?

– Voce estava tao feliz vendo o bercinho que eu não queria te incomodar amor.

– Mas era pra ter me chamado Sophia.– Ele disse com raiva.

– Desculpa.– Abaixei minha cabeça e comecei a entortar os dedos. Ele me olhou e suspirou.

– Não meu anjo... Me desculpa voce por ter gritado, é que... Quando acontecer isso de novo por favor me chama. Eu venho aqui rapidinho com voce ta ?– Eu assenti e ele me deu um beijinho.

– Ta... Desculpa não ter chamado. É que voce estava tao feliz que eu fiquei com pena de estragar sua felicidade.– Ele sorriu e me deu mais um beijinho

– Tudo bem... Quer um bolo ?

– Quero.– Ele saiu do carro e foi ate a cafeteria comprar o bolo. Fiquei olhando ele pelo vidro, ele fez o pedido e vi uma menina se aproximar dele, ela começou a passar a mao pelo ombro dele, arqueei a sobrancelha e sai do carro. Entrei na cafeteria e fui ate o Tae.– Amorzinho... Vai demorar muito ?

– Não minha neném.– Ele me deu um beijinho. A menina suspirou e saiu de perto da gente.

– Da próxima vez vê se empurra ela.– Ele riu alto e beijou minha bochecha. Os pedidos chegaram, o Tae pagou e nós fomos pro carro de novo.

Chegamos em casa depois de alguns minutos, eu estava exausta. Eu fui pro quarto do Wan e vi que já tinham deixado o berço la, Wan já tinha ate colocado perto da parede, ele estava deitado na cama mexendo no celular quando ele me viu. Ele sorriu quando viu as coisa do neném na minha mao.

– Chegou as coisas do neném. Ta aqui o bercinho e a estante pra colocar as roupinhas dele.– Eu sorri pra ele.

– Sabe que ele vai chorar durante a noite neh ?

– Sei... Eu aguento.– Dei uma gargalhada.

– Ok...– Coloquei as roupinhas do neném na cama dele e nós começamos a dobrar. Ele me ajudou a tirar o plastico do berço e da estante e me ajudou a guardar as coisas do neném nas gavetinhas.

– Oh amor ?– TaeHyung entrou no quarto me chamando.– La no porão tem um quarto neh ?

– Sim... Por que ?

– Seu pai quer ir pra la... Ele disse que era pra dar o quartinho pro neném.

– Mas eu já arrumei as coisas.– Eu falei apontando pras coisas do neném.

– Amor... Voce sabe que seu pai é teimoso. Eu e o Wan ajudamos voce ta princesa ?– Sorri pra ele, ele me abraçou e me deu um selinho.

– Ta... Vamos filho. Mudar de quarto de novo.– Ele sorriu e começou primeiro pelo berço, eles levaram o berço pro quarto do neném e depois levaram a comoda. Eu levei as roupinhas do neném pra la. O quarto do neném já estava pintado entao facilitou mais as coisas pra mim, eles colocaram o berço encostado na parede e as estantes encostada na outra parede.– Tae ?

– Oi ?– Ele me olhou.

– Acha uma boa ideia comprar uma cama pra quando ele crescer já não termos o trabalho de comprar depois ?– Ele pensou um pouco.

– Acho uma ótima ideia amor.

– Entao ta... WOO, VEM AQUI POR FAVOR.– Ouvi passos apressados ate o Quero do neném.

– Senhora mamae ?

– Filhinha... Voce e a Chul podem ir comprar uma caminha que combine com o berço pra quando o neném crescer um pouquinho eu não ter que comprar depois ?

– Claro mamae... Vou la agora.– Eu assenti e ela foi comprar a caminha do nenem. Fiquei arrumando as coisas do nenem ate chegar a caminha dele. De noite a caminha dele chegou, os meninos colocaram perto da janela, eles me deixaram sozinha no quarto e entao eu comecei a arrumar tudo, coloquei a couxa da cama, era verde e branco, coloquei a couxa do berço e os travesseiros, arrumei as roupinhas dele nas gavetas, os sapatinhos, o perfume, o shampoo, condicionador. Coloquei cortina na janela e tapetes no chao, depois de varrer o quarto eu desliguei a luz e fui ate meu quarto, tomei banho e coloquei meu pijama, desliguei a luz e dormi.

4 meses

– Estou ansioso.– TaeHyung disse dirigindo o carro.

– Por que ?

– Ora por que... Vamos ver como nosso bebe esta, vamos ouvir o coraçãozinho dele, vamos ver o sexo mesmo já sabendo.– Eu ri alto.

– A culpa não foi minha... O Jin que é um estraga prazeres.– Ele riu.

– Verdade... Temos que aceitar que não somos um casal normal.– Assenti.

– Verdade.– Chegamos no hospital, TaeHyung saiu do carto e foi abrir a porta pra mim. Nós fomos pra dentro do hospital e fomos ate a recepção.

– Bom dia... Ela tem uma consulta agora com o Dr: Chon.

– Ele esta esperando voce na sala dele.

– Obrigado.– Eu disse e TaeHyung me puxou ate a sala do doutor. Chegamos na sala dele e demos algumas batidinhas na porta e entramos, eu me sentei em uma cadeira e TaeHyung sentou em outra.

– Bom dia Sophia.

– Bom dia.

– Bom dia TaeHyung.

– Bom dia doutor.

– Entao... Como está esse bebe ?– Eu olhei pro Tae.

– Esta bem... Pra mim esta bem.

– Ótimo... Vamos pra sala de ultrassom.– Saímos da sala dele e fomos ate a sala de ultrassom. El mandou eu deitar na cama e assim eu fiz, levantei minha blusa e o doutor passou o gel na minha barriga, ele colocou o aparelho na minha barriga e olhou pra telinha.– Hum... Esta tomando todas as vitaminas que mandei ?

– Sim... Por que doutor ? Alguma coisa de errado ?– Ele franziu a testa.

– Não... Ele esta bem saudável.

– Ele ?– Me fiz de desintendida.

– Sim... É um menino.– Olhei pro Tae e sorri, eu sabia o sexo mas era uma alegria pra mim do mesmo jeito.– Ele esta bem saudável, esta forte, escute o coração.

– O coração ?– TaeHyung perguntou.

– Sim... Escute.– Começamos a ouvir batidinhas fortes vindo da maquina. Comecei a chorar de felicidade, TaeHyung tambem estava chorando e sorrindo ao mesmo tempo. Ele me deu um selinho e sorriu perto dos meus labios.

– É o nosso filho amor... É o coraçãozinho dele.– Eu assenti e lhe dei um selinho.

– Ele já esta formado, mas não esta do tamanho correto. Continue tomando as vitaminas, coma legumes, tome bastante caudo por causa do leite, descans bastante mas não durma em exceção por que senao o bebe irá ficar com preguiça de sair de sua barriga.– Eu assenti.

– A gravidez ainda é de risco doutor ?– TaeHyung perguntou.

– Creio que o risco não é tanto quanto era. Mas sim, ainda é de risco, mas o bebe esta saudável, creio eu que se voce continuar do jeito que esta, a gravidez não correrá mais risco.

– Ok... Obrigado doutor.– Abaixei minha blusa e peguei a ultrassom. Fomos para casa mas antes TaeHyung fez um ranchinho comprando coisas pra me manter saudável junto com meu filho. Chegamos em casa e eu entrei logo me sentando no sofá, TaeHyung trouxe as coisas pra dentro e guardou tudo na geladeira.

– Toma amor... Comprei maçã pra você, eu sei que você gosta.– Ele me deu a maçã e eu comecei a comer. Vimos a porta abrir e vimos SinB entrar junto com JiMin e Hoon.

– Oi gente.– Comprimentou SinB se sentando ao meu lado.

– Tia... A Woo esta ?

– Ela esta no quarto Hoon... Pode ir la...

– Iai.. Como foi a ultrassom ?– SinB me perguntou.

– Foi maravilhoso... Ouvimos o coraçãozinho dele e tudo.

– A minha esta perfeita.

– Já escolheu o nome ?

– Bom... Eu sei que essa conversa é só pra mulheres entao... Eu e JiMin vamos la com meu sogro.– TaeHyung me deu um selinho e foi pro porão. A porta abriu de novo e Chul apareceu.

– Oi tias... O Wan esta ?

– Ta no quarto.– Ela subiu e eu olhei pra SinB.– Entao ?

– Já escolhi o nome.

– Qual ?

– Bom... O Hoon escolheu o primeiro nome e eu escolhi o segundo.

– Vai ser dois nomes ?

– Sim...

– Qual o nome ?

– Alexia Hadassa.

– Ai que nome lindo.

– É.... Park Alexia Hadassa.

– É lindo amiga... Eu já pensei em um nome mas vou falar com o Tae primeiro.

– Qual ?

– Kim Dae Hee

– O nome é lindo. Tenho certeza que o Tae vai adorar.

– Tambem acho... Ele adora tudo oque eu faço.– Ela riu alto.

– Isso é verdade.

– Entao... Voce já esta com cinco meses, ta nervosa ?

– Ai nossa. Eu to muito nervosa, mesmo eu já tendo essa experiência.

– E eu ? Duas experiências, mas foi no mesmo tempo entao... Eu senti mais dor.

– Nem imagino.– Rimos alto.

5 meses

Eu já estava com cinco meses e já sentia o nenem mexer, o Tae não perdia um chute que ele dava. Toda noite eu ia no quartinho do nenem, eu adorava sentir o cheirinho gostoso de nenem. Eu fui para cozinha fazer a comida, comecei a colocar os ingredientes na panela e coloquei no fogo. Fui ate a geladeira e peguei o pote de sorvete, coloquei um pouco no copo e guardei de novo, peguei uma colher e fui pra sala, liguei a televisao e fiquei vendo desenhos. Olhei pro relógio e vi que TaeHyung estava quase pra chegar, peguei o lençou que estava no sofá e me embrulhei, estava frio em Seul, entao é claro que eu estava com meu conjunto moletom. TaeHyung chamou papai para trabalhar com ele la na empresa, papai aceitou pois queria um emprego e tambem por que queria alguma distração. Ouvi a porta abrindo, olhei pra ela e vi meu pai e TaeHyung entrando em casa, TaeHyung veio ate mim e me deu um selinho, ele colocou a mao na minha barriga.

– Como esta meu nenem e minha nenem ?– Ele perguntou sorrindo.

– Estao os dois bem. Como foi no trabalho papai ?– Meu pai sentou no sofá.

– Cansativo... Mas foi muito bom.

– Ele trabalhou bem... Ate me ajudou a cuidar de alguns negócios da empresa.– Sorri pro papai.

– Muito bem papai... Continue assim e vai virar gerente.– Ele sorriu.

– Não... Esse papel é do TaeHyung.

– Sim... Ele é um bom chefe, e um bom papai.– TaeHyung sorriu orgulhoso.

– Sou mesmo.

– Abusado.– Ele sorriu e me deu um beijo na bochecha.

– Vou tomar banho... Te amo.

– Te amo.– Fiquei sozinha na sala de novo.

6 meses

Ontem eu fui no hospital de novo e o medico disse que a gravidez ainda era de risco, mas era pouquíssimo, mas eu tinha que tomar cuidado com tudo oque eu fazia, eu não podia fazer quase nada, entao eu só ficava sentada no sofá assistindo televisao.

– Mamae ? Acha que esse vestido combina para um jantar romântico ?– Woo perguntou me mostrando um vestido vermelho curto rodado.

– Combina filha... Usa esse vestido com um salto fino preto. Vai ficar linda.– Ela sorriu abertamente.

– Ok mamae.– Ela saiu da sala e foi pro quarto de novo.

– Mamae ? Me da um conselho ?– Wan perguntou, eu dei duas batidinhas no sofá ao meu lado, ele se sentou e me olhou.

– Que conselho ?

– Sabe... É que... Eu não sei como chegar na Chul e dizer que não quero casar agora.

– Ela já tocou no assunto ?

– Sim... Ela já estava ate fazendo planos.– Eu olhei pra frente por alguns segundos.

– Bom... Quando ela falar sobre isso é só voce chegar com ela e falar que não quer casar agora. Ainda é cedo demais pra voces casarem eu tambem acho isso.

– Poiser... Eu quero terminar minha faculdade, arranjar um trabalho... Ai sim quero pensar em casar.

– Fale isso pra ela.

– Acha que ela vai ficar com raiva ?

– Sim... Mas logo passa, não se preocupe.

– Obrigado mamae.– Ele me deu um beijo na bochecha e foi pro quarto dele.

7 meses

Eu estava preocupada, pois eu estava sentindo muita dor e as únicas vezes que eu senti essa dor foi quando meus filhos iam nascer. Eu estava na sala lendo um livro pra tentar distrair a dor um pouco, mas não tava dando muito certo, a dor não passava de jeito nenhum, estou com medo.

8 meses

Eu já havia colocado as roupinhas do nenem na bolsa, arrumei ela toda já que eu estava perto de ter. Eu estava sentada na cama quando sinto uma dor muito forte, olhei pra baixo e vi uma agua escorrendo por minhas pernas, comecei a me desesperar.

– TAE... TAAAE.– Gritei alto já que ele estava la enbaixo. Ouvi ele correndo ate nosso quarto, ele me olhou e arregalou os olhos.– Vamos pro hospital... Pega a bolsa.

– Calma amor.– Ele pegou a bolsa e gritou pro Wan. Wan veio correndo ate nós e pegou a bolsa, TaeHyung me pegou no colo me levando pro hospital. Eu estava sentindo muita dor e estava com medo de perder meu filho. Ele me colocou no corro e entrou com tudo no carro tambem, Wan ficou me ajudando a respirar já que eu já estava ficando com falta de ar, a dor não diminuía e eu gritava cada vez mais. Chegamos no hospital em poucos minutos e TaeHyung me pegou no colo e saiu desparado pro hospital, ele começou a gritar pelos enfermeiros que apareceram rapido e me levaram pra sala de parto.– Calma amor... Ta tudo bem.

– Estou com falta de ar... Não consigo respirar.

– Não.. Olha pra mim, me imita.– Ele começou a expirar e inspirar. Eu fiz oque ele estava fazendo e melhores um pouco mas a dor voltou. Os médicos vieram logo ate mim e mandaram eu fazer força, eu comecei a fazer força mas eu estava muito fraca, mas eu não ia parar pois meu filho já estava perto. Fiz força mais uma vez e o medico disse que faltava mais um pouco, fiz força de novo e ouvi o nenem chorar, eu tambem comecei a chorar mas minha visão ficou turva. Olhei pro Tae e ele estava sorrindo, não auentei e desmaiei.


Notas Finais


Gente... Desculpem os erros ok ? Eu nao revisei e eu nao estou muito bem... Quero que saibam de uma coisa... Esse nome "Alexia Hadassa" é o nome da filha da minha amiga. Ela tinha 6 meses e faleceu ontem de madrugada, estou muito triste e nem sei como consegui escrever esse capitulo. Entao eu fiz essa homenagem a nenem da minha amiga, espero que ela esteja feliz la no céu brincando com as outras crianças. Tao nova e ja faleceu, mas eu sei que ela esta em um lugar melhor. Espero que voces me entendam ok ? Esta ai a homenagem da nenem e o nome da filha da SinB vai ser (Alexia Hadassa) bjs
Bye❤️⚫️🖤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...