História O Mundo Sombrio de Sabrina: A Bruxa e os Caçadores - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Ash vs Evil Dead, O Mundo Sombrio de Sabrina (Chilling Adventures of Sabrina), Supernatural
Personagens Agatha, Ambrose Spellman, Ashley "Ash" J. Williams, Brandy Barr, Castiel, Dean Winchester, Dorcas, Harvey Kinkle, Hilda Spellman, Kelly Maxwell, Mary Wardwell / Madame Satã, Nicholas Scratch, Pablo Simon Bolivar, Padre Faustus Blackwood, Prudence Night, Rosalind "Roz" Walker, Ruby Knowby, Sabrina Spellman, Sam Winchester, Susie Putnam, Zelda Spellman
Visualizações 9
Palavras 2.728
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Fantasia, Festa, LGBT, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Imaginem o encontro SOBRENATURAL mais inusitado do mundo??

Capítulo 1 - O Fim


Fanfic / Fanfiction O Mundo Sombrio de Sabrina: A Bruxa e os Caçadores - Capítulo 1 - O Fim

Ash, finalmente com a faca Kandariana, apunhala Samael na barriga, enquanto isso Sam Winchester, Dean e Sabrina, tentam quase que em vão impedir a vinda completa do demônio Kandariano. 

– Como está no processo pra fuder essa coisa menina - Disse Dean pra Sabrina, enquanto escolhia a sua melhor arma pra enfrentar o exercito de Diedites.

-– Você não tira o fode da boca , hein? - Recrutou Sabrina, enquanto foleava o Necronomicom e tentava entender-lo o máximo que podia. –  É muito complicado tentar decifrar letra por letra do mundo dos mortos. Se minha Tia Zelda estivesse aqui, seria bem mais fácil. 

– Acelera isso Sabrina! Porque temos visitas - Ecoou pela Igreja a voz de Ambrose, enquanto com Prudence, esquartejava e fatiava vários mortos vivos com espadas que mais pareciam eximias Katanas. Nicholas e Harvey, ficavam pelos lados, entre as janelas e a pequena abertura das portas da Igreja da Noite praticando tiros com as cabeças e o que podiam acertar dos mortos vivos do lado de fora, com a boa e velha winchester e um revolver colt, enquanto Rosalind e Theo colocavam cadeiras, bancos e o que mais podiam pra estocar barricadas nas portas da Igreja da Noite e diminuir a vontade dos mortos entrarem. 

 NOS IREMOS MATAR SEUS AMIGOS ASH!!! –  VAMOS COMER O CORAÇÃO DE CADA UM DELES!! – ​ Urrou um dos Mortos!! 

– Vai mais rápido Sabrinaaaaaaaaaa!! - ecoou Ash, arremessado para o outro lado do corredor da igreja!

– VOCÊS SÃO RIDÍCULOS!!! –  NÃO PODEM IMPEDIR O INEVITÁVEL!! TODO O ESFORÇO DE VOCÊS É BURRO E EM VÃO 
– Ria e se divertia com a situação, Samael, que pegou a faca Kandariana e a palitou entre os dentes como se fossem literalmente um palito e em seguida a arremessou com perfeição na perna de Ash, que gritou com a arma perfurada na carne da perna. 

Samael, deu um salto em direção de Ash, que recuou para trás e com um contra-ataque e  dando uma ferida larga com sua serra elétrica passando nas costas do Demônio.  

A serra podia causar danos ao demônio, mas não causar dor. Samael então mais uma vez riu de Ash –  Você com certeza é o pior e o mais burro de todos os que ousarão a me enfrentar, e com armas humanas. 

– Se eu estou te fazendo menstruar pelas costas com isso aqui, é porque minha arma humana te serve, seu corno!! –  Ridicularizou Ash a Samael e tentava retirar a faca kandariana presa na perna, que além de sangrar com a tentativa, parecia fazer parte de seu corpo. 

- Algum problema com sua perna Ash? - ironizou o demônio. 

 Os tetos da Igreja da noite começaram a ruir, fragmentos do teto começaram a cair. Sabrina percebeu ruinas da igreja quase caindo sobre ela, e desviou de alguns deles. Os mortos vivos então começaram a escalar um nos outros e tentar pular pela igreja, com o teto destruído. Pingos de chuva foram revelando-se e caindo aos poucos pelas camadas destruidas da igreja e assim já encharcando a todos. Sabrina sentiu ainda mais dificuldade de ler o Necronomicom com os pingos de chuva que se tornaram torrenciais no seu rosto. Jogou o cabelo para trás e limpou os pingos do rosto com a manga da blusa, e continuou a interpretar o necronomicom. 

Samael surpreendeu Ash com um novo salto, desta vez com um soco forte no estomago que retirou quase todo ar de Ash. andou até ele e arrancou a Serra elétrica com tanta força que quase levou o braço de Ash. destruindo a logo em seguida, pisando nela como se fosse um copo de plastico. Ash sentiu pela nostalgia do objeto. satã imobilizou o pescoço de Ash com força, erguendo-o e assim começou a sufoca-lo. 

– Vocês podem ter retirado minha magia. Mas eu ainda sou Samael! Um dos reis do inferno - disse o demônio enquanto encarava Ash nos olhos. 

Alguns dos mortos ja adentrara na igreja e já eram rapidamente eliminados por Ambrose e Prudence. Dead e Seam, perceberam o perigo sobre Ash, e atiravam pelas costas de Samael para distrail-lo. 

Dean, tem que ser a faca Kandariana. É A unica coisa que pode ferir um demônio de verdade além da Colt do papai! 

–  Você quer dizer aquela merda cravada na perna daquele palerma? –  apontou Dean para a perna de Ash, enquanto afastava os pingos de chuva do rosto. - Samael também era um anjo.  Aquele idiota do Castiel tinha que estar aqui pra enfrentar isso!!

Mesmo com as mãos de Samael sufocando seu pescoço e ele não o largava - Ash ousou insultar Dean para ele mesmo. Ash retirou forças onde não podia e finalmente retirou da perna ferida a faca Kandariana. Com a mesma força, rapidez e poucos dos sentidos, apunhalou Samael no peito diversas vezes. O demônio finalmente urrou de dor da arma Kandariana, mas ainda assim não largava  o pescoço de Ash. Samael podia facilmente quebrar o pescoço de Ash e assim finalizar de vez sua carreira, mas ele preferia sentir as dores da faca kandariana e se divertir com a falta de ar dele enquanto o estrangulava aos poucos. 

- Daqui poucos segundos você estará comigo no inferno Ash, você pode sentir isso? Pode? - provocou Samael - Vou fazer de você meu bicho de estimação. 

Mesmo com já a dormência nas pernas e quase já não sentia as mãos, o cerebro de Ash ainda funcionava. Esse então lembrou de um lugar onde nem mesmo um dos reis do inferno não contava de que poderia sentir a pior dor humana possível. 

- O que? Você quer dizer alguma coisa? Vamos, fale? - ridicularizou Samael

– SINTA ISSO!! –   Sussurrou Ash nos ouvidos do demônio.

– AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!! 

Samael deu grito tão alto que parecia que toda Greendale podia escutar.  Todos inclusive na igreja tomarão um susto enorme. Parecia que Ash tinha matado a criatura..

Soltou finalmente o pescoço de Ash, que encolheu no chão e pos as mãos abaixo, como se Ash tivesse matado um parente próximo ao demônio. 

Ash recuperou-se tão rápido da estrangulação, que não perdeu tempo pra abusar da situação. 

– Eu duvido agora você falar Eu sou STEWART, com a mesma voz de antes. Eu te desfio!! –  Disse Ash.dando um chute no demônio que ficou encolhido e deitado com as mãos na genitália. 

Sabrina quis rir, mas aquele momento era perigoso demais para desconcentrar do encantamento que ela ja tinha decorado do Necronomicom. 

Ash limpou a faca kandariana no terno vermelho do demônio, ainda encolhido. –  combina com sua cor –  Ousou ainda a ridicularia-lo. 

Trovões foram tomando os céus, e caiam em volta e alguns por dentro, quase caindo sobre todos da igreja. Os deadites, amontoavam-se cada vez mais em volta da Igreja da Noite.. Eram tantos que parecia que toda Greendale e mais os mortos do cemitério estavam ali presentes. Ambrose e Prudence já estavam cansados de tantos mortos eles fatiavam e decapitavam, a medida que tentavam e adentravam na igreja da noite. Dean, Sam, Nicholas e Harvey, estavam praticamente sem munição de balas de prata. Rosalind e Theo ja não tinham o que colocar entre as portas da igreja da noite, para usar como barricada, mas encontravam forças para deter algumas mãos e braços de mortos vivos, tentando entrar pelas janelas.  Já era quase meia noite – O demônio Kandarian, estava vindo! 

– Garota!! Não há nada que possamos mais fazer. Ruby está morta e não pode nos ajudar a decifrar o Necronomicom. Somente ela poderia nos ajudar se não fosse por aquele imbecil do Blackwood. Precisamos sair daqui, e encontrar com os outros, e suas tias. Vamos sumir daqui para Jacksonville –  Gritou Ash, para Sabrina. 

– ENLOUQUECEU?? Se Kanda vir, ele destruirá toda Greendale. Ele pode inclusive trazer o inferno pra terra. ele é tão poderoso quanto Samael. Uma arma viva do juízo final. ele vai acabar com tudo. Para de falar merda e acredite em min - rugiu Sabrina para Ash. 

                                                                                       --------------------------

Zelda e Hilda estavam nos porões da residência Spelman, quase criando as únicas armas de um bruxo para deter satã e talvez Kanda. Faltava muito pouco pra ficarem prontas. 

- Não fiquem ae parados, por Lilith. Peguem pra min naquele armário galhos petrificados. Não sabemos até quando eles podem segurar Samael sem poderes. Anda rápido - Disse Hilda pra Kelly

- Está bem, calma!! Eu tenho so duas mãos e nenhuma magia, estou fazendo o máximo que posso.

Brandy e Hilda, também faziam mesmo, jogando alguns ingredientes da arma, dentro de um caldeirão de fundição. 

Pablo der repente largou um frasco contendo metal de alquimia, e sentou na cadeira com olhar preocupado. 

- O que foi Pablo? Alguma coisa relacionado ao Necronomicom? - espantou kelly

 

                                                                                 --------------------------------------------------

Ash confiou emfim em Sabrina. –  Esta bem!! Vamos finalizar o apocalipse – 

 Sabrina devolveu para ele um sorriso positivo. Ash finalmente retirou a doze de cano duplo das costas e destruiu de uma só vez, um punhado de mortos vivos que entraram na igreja. 

–  Ei, e nós?? Somos nada pra vocês mesmo? Seu ladrão de frases motivacionais! –  Retrucou Dean para Ash, enquanto enfiava estacas de prata na cabeça dos mortos vivos em volta. 

– Desculpa cara. eu ainda estou tentando me acostumar com o crossover, beleza? - Justificou Ash. 

–  Ta perdoado!!! –  disse Seam, sem folego,e desperfurando a cabeça de um Deadite. 

–  Onde aquele cretino do Castiel, se meteu Sam, quando mais precisamos dele? - Você não consegue senti-lo? Nada? eu não estou conseguindo envoca-lo!!

Eu ja disse que não sei, Dean. Você é mais próximos dos anjos do que eu. Alguma coisa aconteceu no reino dos céus que não sabemos. 

–  Até quando tenho uma unha encravada, ele vem batendo as asinhas pra gente! Dae quando a porra de um demônio está vindo pra acabar com a raça humana e quando um dos juizes do inferno está encolhido ali segurando as balas, ele não vem? –  resfolegou Dean

–  Deve ter sido algo realmente bem sério. Deve ser Deus acho - Disse Sam.

Ash parou de atirar, encarou por alguns segundos e cruzou os braços. –  Não, pera ae..Vocês estão falando de Deus? Vocês são amigos de um anjo?? Eu escutei isso?? –  Tirou satisfação Ash. 

–  Se o Capeta existe, você acha realmente que Deus não existe? –  Devolveu Dean

–  O Mal existe!! Ele sempre existiu!! e levou minha irmã, meus amigos e mais outros amigos. Nunca desceu nenhum anjinho pra me ajudar. Eu resolvi tudo sozinho –  reclamou Ash

–  Desculpa cara!! Isso deve ser uma coisinha que eles gostam de chamar de Plano de Deus. Deve ser por isso que você nunca precisou de ajuda. Ou simplesmente você é......Você é Ateu? –  Perguntou Sam  pra Ash enquanto atirava nos mortos. 

–  Não! Claro que não! Eu sou Agnóstico, e acredito em Buda! - Disse Ash enquanto arrancava a cabeça de um morto vivo com a faca Kandariana. 

–  Está explicado então seu ateu preguiçoso. E como pode ser Agnóstico se acredita em Buda? - Rugiu Dean pra Ash

-  Eu acredito em muitas coisas está bem!  Eu acredito em Buda, que as Spice Girls irão retornar, que o Presidente dos EUA é um Reptiliano , mas me desculpe por não acreditar em um homem de barba e túnica branca, que julga a humanidade la de cima e não faz nada quando temos merdas como essa - Ponderou Ash. 

- Trump não é um Repitiliano! Ja conferimos! E Buda é Deus..- confirmou Sam

- Como é que é??? - Reclamou Ash  -  Trump não é reptiliano??

–  Vocês são malucos ou retardados?? -  Gritou Nicholas  - Falam assim mesmo abertamente sobre suas vidas e coisas imprestáveis nessa horas? 

Ambos deram de ombros e continuaram. 

- Esta bem então. O que vocês tem a me dizer sobre Michael Jackssom? Ele morreu ou não? - Perguntou Ash

- Nos somos caçadores de demônios, criaturas das trevas, e monstros, igual a você. Não o Fox e a Scully - Rugiu Sam

- Você sabe que você é a Scully, não é mesmo Sam? - Brincou Dean, fazendo inclusive Ash gargalhar mesmo com tantos mortos vivos quase invadindo a Igreja, e deixando Sam furioso. 

Nicholas observou aquilo sem acreditar com cara de nojo –  Ah..vão a.....–  Deu de ombros pra eles e foi ao encontro de Sabrina. 

Faltava realmente bem pouco pra dar meia noite. Sabrina estava quase no final de decifrar o Necronomicom. 

–  Sabrina, pela amor de - recuou um pouco nas palavras e so então disse - Judas!!! Vamos acabar logo com isso que não aguento mais ficar perto desses imbecis, e esse velhote!! 

–  CONSEGUI!!! –  gritou Sabrina!! –  eu ja sei como impedir Kanda!!

Na mesma hora todos viraram se para Sabrina. Enquanto isso, Samael ja estava recuperado do golpe fatal de Ash. 

– KLATOO VARADA...NIKTO!!! – gritou Sabrina e mais três vezes ela disse e ainda mais alto – KLATOOO...VARADA NIKTOOOO!!

O relógio finalmente apontava para Meia Noite, com o seu som ecoando pela Igreja da Noite, enquanto mais e mais trovões invadiam os céus de Greendale. Sabrina mais uma vez disse. – KLATOO VARADA NIKTOO!!! 

O Necronomicon se arrancou das mãos de Sabrina e na mesma hora flutuou até o pupito da igreja, e despaginou-se em uma velocidade crescente. 

Sabrina!! diga novamente – Gritou Ash 

Sabrina andou até o pulpito, ainda fascinada pelo necronomicom. Andou até ficar em uma meia distancia do Necronomicon. Virou-se para Ash:

– Ja foi o Suficiente!! Desculpa grandão, mas se eu tivesse ainda meus poderes de bruxa, eu poderia ter ajudar mais. Mas não temos escolha!! 

Ash a encarou por alguns segundos sem entender. – O que aconteceu?? Não era apenas essas palavras?? – reclamou Dean? 

– Tarde demais pra vocês meus queridos!! – Disse Samael junto com um pequeno e enlouquecido sorriso – Venha Kanda!! venha e pegue sua terra e obedeça ao seu mestre. 

Samael estendeu suas mãos para o Pulpito então uma mão enorme, maior quase que o lugar, surgiu e arrebentou metade da igreja da noite. Levando completamente e pulpito e o centro abrindo uma enorme cratera, que  pegou Sabrina e a esmagou um pouco entre as mãos. 

– NÃO!!! – Lamentou e gritou Nicholas, que fora impedido de prosseguir por Ash, em vão de tentar salvar Sabrina, do destino certo nas mãos de Kanda.

Harvey, Ambrose, Prudence também olhavam pra Sabrina quase esmagada por entre as mãos de Kanda e não seguraram também suas vozes de desespero. Rosalinda amparava o desespero de Susie e também lamentavam o ocorrido com a amiga. Todos  se encurralaram e recuaram para o pouco que sobrou dos escombros da igreja da noite. Os poderes de Samael foram retornando pra desespero de todos, que começaram a sufocar Dean e Sam, presos em um pedaço de um escombro no teto, com os mortos vivos quase os devorando. Os mortos vivos emfim tomaram o que restou da igreja, e começaram a circular em volta de todos, e ao invés de ataca-los riam deles e do que estava por vir.  Eram tantos que alguns caiam nas crateras. Todos estavam completamente encurralados. 

 Uma outra enorme mão surgiu da cratera, que agarrou entre os escombros da igreja, e causando buracos enormes com suas garras no chão, e levando um monte de mortos vivos a medida que a coisa que estava por vir da cratera escalava. O que parecia para Sam e Dean, na frente da cratera, olhando imobilizados  pelo teto,  pareciam galhos de Cervo. Mas logo revelou ser os enormes chifres da criatura, que fora surgindo entre as ruinas, a poeira e a cratera. Um cheiro forte de enxofre tomou o lugar, e a chuva que tomava Greendale naquela hora tornou-se vermelha de sangue, e ainda mais torrencial. 

 Kanda quis revelar-se por inteiro e escalou ainda mais com o apoio em uma das mãos nas crateras, mas não largando o corpo quase falecido de Sabrina Spelman. Todos observaram chorosos a Sabrina  e então enfim apos uma nuvem negra, vinda da cratera, além do terrivel cheiro de enxofre,  uma face. Um rosto magro e pálido de um bode, bem parecido com a forma animalesca de Lucifer, mas muito magro. e um  grunhido assustador. 

Kanda então estava com o corpo ja completamente para fora da enorme cratera, Ash caiu de joelhos derrotado.

 – Me perdoa Brandy!! 

E so então Kanda olhou pra Sabrina, que depois a jogou nas profundezas da cratera de onde ele estava vindo e so então deu um enorme rugido que estremeceu tudo como um terremoto. Samael pos se a rir agora do jeito dele. Alto o bastante pra retirar toda a esperança, se que os ainda tinham. 

PROXIMO CAPITULO -  BEm Vindos a Greendale! 

 

 

 


Notas Finais


Não se preucupe, vou continuar!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...