História A caçada em Dallos - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Debrah, Kentin, Lynn, Lysandre, Nathaniel, Personagens Originais, Rosalya, Viktor Chavalier
Tags Amor Doce, Caçadores, Castiel, Vampiros, Vingança
Visualizações 5
Palavras 923
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Mistério, Misticismo, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ai Meu Deus, essa fanfic eu juro que continuo e não excluo kakaka

Capítulo 1 - É sério, na altura do campeonato eu vou pro ensino médio?


Fanfic / Fanfiction A caçada em Dallos - Capítulo 1 - É sério, na altura do campeonato eu vou pro ensino médio?

-Tsc tsc, por quanto tempo você acha que vai conseguir se esconder?
A luz da lua atravessava a grade das janelas e iluminava o velho galvão da Schistus, uma loja de peças máquinarias que faliu à alguns anos.
-Um vampiro solitário, por quanto tempo você achou que ia durar? Vamos! Eu não tenho a noite inteira.
Escuto uma movimentação atrás de mim e me viro a tempo de segurar uma barra de ferro que concerteza não faria bem a minha cabeça. Droga, ele era forte, sem conseguir segurar por mais tempo eu salto para trás e a barra bate com força no chão.
-Seu erro foi achar que eu estava sozinho na cidade .
Retiro a estaca de dentro da minha jaqueta e a giro na minha mão.
-O que você quer dizer com isso?
-Eu sou apenas uma distração darling
-Me digam aonde eles estão e eu juro que te mato rapidinho
-Longe, eles estão longe
-Você sabe que não podem se esconder pra sempre, uma hora ou outra eles cometerão um erro e acabarão pegos.
Ele levanta a barra e corta o ar na transvessal tentando acertar minha cabeça, me abaixo e me movimento com sutileza para o lado, o qual estava com a guarda abaixada e enfio a estaca no seu coração, ele gruni de dor tentando arrancá-la e eu a torço antes de empurrá-lo.
Ele cambaleia até bater na parede e cair no chão, me aproximo dele devagar, eu precisava arrancar a cabeça do mesmo, senão ele retornaria a vida. O celular dele começa a tocar e eu o arranco do bolso do vampiro que me olha aterrorizado.
-Sua...Não ouse
-Ou o que? Vai me matar? Acho que você não está capacitado pra tal feito.
Atendo o telefone e a primeira coisa que ouço é a respiração descompassada de uma mulher.
-James...eu.., Você não é meu marido, quem é você?
-Oh, é sua esposa James, ela acabou de casar sua morte com essa ligação, não é querida?
-Sua...vadia, não faça isso.
-Shii James, não gaste seus últimos segundos de agonização me xingando, ah querida, desculpa a interrupção do seu futuro falecido marido, eu o matei, inclusive, e vou matar vocês, não me importa em qual buraco grotesco vocês se escondam .
-Minha ligação a atraiu?
-Ele estava se escondendo, como um gatinho covarde, e quando você ligou, bom, eu o achei e enfiei a estaca no coração dele, você quer uma foto? Ele está tão sexy no estado de quase morto
-Eu vou matar você, mas antes eu vou arrancar tudo que você ama e preza
-Bem, boa sorte em destruir o que não existe, mas voltando ao que importa, corra enquanto pode, eu adoro um joguinho
Desligo a ligação e piso no celular até destruí-lo
-Ela vai ma..tae você
-Ah cala boca, a culpa vai destrui-la e ela nem mesmo vai notar que eu não precisei mover um dedo para acabar com ela.
Pego um facão de dentro da bolsa que tinha trago e jogado no chão antes da perseguição começar e corto a cabeça dele sem exitar, retiro o cantil de dentro da minha calça e derramo um pouco de whiskey barato no corpo do vampiro e ateio fogo .
Me sento no chão mais afastada do corpo em chamas e tomo um gole da bebida e escuto meu celular vibrar no meu bolso.
-Senhorita Dianne Jackson?
-Totalmente viva e te escutando
-Ótimo, eu tenho um trabalho pra você
-Com quem tenho o prazer de falar?
-Renata Dallos, da escola de Dallos, popularmente conhecia como Sweet Amoris
-Diretora de uma escola de caçadores...Que interessante, não achou ninguém competente no seu instituto?
-Temo que a escolha de um aluno ou professor meu não seja adequada, acho que uma aluna foi transformada
-Você quer que eu a mate? Lobisomem, vampira?
-Sim, e em uma vampira, eu tive uma visão, não posso pedir pra ninguém daqui pois se a pessoa caçar alguém que é importante pra ela, pode não acabar o que começou
-Dallos, quem te viu e quem te vê, você se inclui nesse tipo fraco de caçadores?
-Aceita ou não o trabalho?
-Nunca recusaria um trabalho de tamanha importância
-Não vai ser fácil, ela vai saber como se esconder, voce está matriculada na Sweet Amoris, você começa na segunda.
-O que? Espera, eu não concordei em estudar ai
A ligação se encerra e eu bufo de raiva, a vadia nem acertou o valor comigo, se ela acha que vou ser tratada como uma aluna normal ela está muito enganada.
Suspiro de raiva, aquilo parecia que ia tomar mais tempo que o necessário, e eu não tinha todo o tempo do mundo, não até pegar os bastardos que arruinaram tudo que eu amo, se a esposa do querido James acha que pode tirar algo de mim, ela está muito enganada, não sobrou nada.
Após o fogo finalmente se extinguer do nosso querido drácula, eu tomo o último gole do meu Whiskey e vou embora pra minha casa, ou o que restou dela.
Eu tinha 2 horas antes do meu turno no bar Inky começar e pretendia passar essas horas em um sono profundo.
A vida de caçadora não era fácil, mas era necessária, pois nós salvamos pessoas ou queremos acreditar que sim. É dificil saber, não é glamuroso e nem bonito, todos ao seu redor pagam o preço disso e, eu paguei. O incêndio tomou conta desse lugar, mas ainda sim eu continuo vivendo aqui, como uma lembrança que eu não posso deixá-los sair impune. E, eu não vou.


Notas Finais


Obrigada por lerem <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...