1. Spirit Fanfics >
  2. A cafeteria (XiuChen) >
  3. 20

História A cafeteria (XiuChen) - Capítulo 20


Escrita por:


Notas do Autor


Quanto tempo...
Sai do hiatus, e como está minha autoestima em relação a minha escrita? Isso mesmo, horrível, derrotada, morta...
Mas é isso! Desculpa a demora... Eu precisava desse tempo, eram minhas notas que estavam em jogo, meu psicológico estava Abalado, e estou aproveitando a quarentena para atualizar...

Estamos na reta final, ok?
Boa leitura, jujubas!

Capítulo 20 - 20



MinSeok finalmente havia se demitido. Agora poderia exercer livremente seu cargo de advogado, sem se preocupar em se atrasar para nada.

Pensando nisso, passou rapidamente em seu escritório, pediu reajuste na carga horária. Queria trabalhar algumas horas a mais naquilo que tanto gostava, tendo como resposta um rápido aviso de que sua proposta seria analisada.

Ao chegar em sua mais nova casa, não tendo nada para arrumar, cuidou de seu gatinho e foi tomar um banho. Aquele tinha sido um longo- e choroso- dia. Precisava se refrescar.

Porém, apesar de muitas coisas resolvidas, ele nem de longe estava contente. JongDae era a causa disso.

Por que do nada ele e seu ex haviam feito as pazes? E certo que já pensara e tinha arranjado respostas para essa e mais dezenas de perguntas, porém isso não era o bastante. 

Ele se sentiu nojento por desconfiar tanto de seu amado, mas era inevitável: há dias não conversavam direito, beijos apaixonados eram difíceis, sendo substituídos por rápidos selares de despedida. Sexo? Muito menos. JongDae simplesmente se deitava, lia alguma coisa, ou afirmava estar exausto. 

Doía demais toda essa situação, porém, essa dor não chegava nem perto daquilo que sentia só de pensar em um término. Mesmo sendo, pelo visto, algo bom, o correto.


Logo, seus pensamentos foram interrompidos por um barulho de porta se fechando. Era ele. Falava ao telefone. MinSeok nem se deu ao trabalho de questionar, tendo sua "teoria" confirmada ao escutar a despedida.


- Dae, precisamos conversar sobre...


- Só um momento, estou precisando de um banho, sim? Me desculpe, no jantar conversamos.


- Mas é algo meio urgente, caso se importe.- Diz Min, subindo a escada atrás do outro.

JongDae entrou no quarto, tirou seus sapatos, pegou uma toalha no armário e se dirigiu ao banheiro, deixando, como de costume, a porta aberta.


- Olha, pode falar comigo enquanto tomo banho? Você me deixou preocupado agora, está sério. Sequer veio me dar um beijinho, como de costume .-e fez um biquinho com a boca, expressando o beijo- Mas, como eu disse, preciso de um banho. Um aluno sem querer derrubou meu café sobre minha perna e barriga.- e riu levemente, enquanto entrava no box, já sem roupas.

MinSeok respirou fundo. Era hora.


- Está bem. Me preparei a tarde inteira para dizer isso, na realidade eu nem iria falar, mas estou mesmo sem escolhas. Bem, o que está acontecendo? JongDae, você mal da atenção para mim há semanas, e há alguns dias atrás piorou. Só fala daquele Mook, nem dá atenção para o Floquinho, muito menos para mim! Sério, eu te fiz algo? Pois além de estranho, isso está ridículo, fora dos limites!


- O quê?! Fora dos limites? Eu não posso ter amizades? O que quer dizer com tudo isso? Pois se acha que estou fazendo algo, diga logo, e resolvemos tudo isso de uma vez só.


-Pelo amor, isso beira o óbvio! Você pode sim ter amizades, mas meu Deus, você nem está conversando comigo, só fala dele, do trabalho! Você nem fode comigo mais! Cara, você sabe o que é isso? Seu namorado não receber mais a atenção de antes? Se sentir um otário?


- Ah, meu Deus, Minseok! Acordou virado hoje, né? Estou agindo normalmente com você, isso já está beirando a loucura, o auge do ciúmes- então, sai do box com a toalha envolvida em seu corpo, com uma expressão brava, mas não tão quando a de Min.


- Loucura? Ah, okay. Quer saber? Não se estresse assim como eu me estressei. Não, não precisa. Pontos finais são simples e curtos de falar, além de poupar saliva, poupa saúde mental.- e então deixou uma lágrima escapar.


Então, com Jong desesperado andando em passos rápidos atrás de si, pega suas grandes malas, nas quais achava que havia esvaziado completamente e mais algumas coisa soltas pelo armário, arrumou uma mala improvisada com tudo que era de seu pertence que viu pela frente, desceu as escadas após muitos gritos do outro, implorando para ele parar.

Ao descer as escadas e colocar tudo em seu carro, MinSeok abre o portão, mas antes de entrar, olha para o outro a fim de lhe escutar.


-Minnie, escuta, não faça nada de cabeça quente. Poxa, sair pegando suas coisas assim? Vamos conversar, por favor. 


- Primeiro, não estou de cabeça quente. Desde que começou a mudar comigo que penso nisso. Só não tinha coragem de agir, de tomar uma atitude. Mas hoje foi a gota d'água. Todas as vezes que te liguei você estava com o telefone ocupado, mal respondeu minhas mensagens! Não mereço esse tratamento. E segundo, conversar? Pra quê? Para começar a me chamar de louco? Já estamos conversados.


- Por favor? MinSeok, entre, me desculpe, olha, vamos conversar direito!


- Já estamos conversados.- repetiu, entrando no carro, mas, antes de colocar a cabeça para dentro e fechar a porta, voltou a dizer- Está tudo acabado.




Notas Finais


Reta final, hein??
Até a próxima, jujubas!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...