1. Spirit Fanfics >
  2. A cafeteria (XiuChen) >
  3. Capítulo 21

História A cafeteria (XiuChen) - Capítulo 21


Escrita por:


Notas do Autor


Bem, se repararem, estou corrigindo erros nos capítulos, e substituindo os títulos. Quantos erros, socorro! HAUAHAUAIAUSUAU
Vida que segue, né? O importante é que estou arrumando tudo tudo!
Bem, vamos para mais um capítulo?
Obs: fiz hoje, tive um tempinho para ver se tinha algo errado, portanto, me desculpem se houver uma gafe!
Boa leitura, jujubas!

Capítulo 21 - Capítulo 21


 -Por favor?


- Já estamos conversados.- repetiu, entrando no carro, mas, antes de colocar a cabeça para dentro e fechar a porta, voltou a dizer- Está tudo acabado.


Então, saiu com o carro, vagando quase sem rumo. O relógio apontava 22:39. Nada de seu interesse estaria aberto, mas a casa de seus pais seria o último local que iria.

Após adentrar o grande centro da cidade, passou em frente a um bar com movimento considerável. Como poderia ter tantas pessoas em plena quarta-feira? Bem, não importava.

Estacionou o automóvel e entrou no estabelecimento. Viu um banco no balcão livre, o que era ótimo. Não gostava de ocupar uma mesa para mais de uma pessoa sem companhia, tendo balcões como sua primeira opção.

Se acomodou ao lado de um homem, o qual passou a lhe encarar para sua vergonha, afinal, estava chorando furiosamente.


- Senhor, deseja algo? Um drink, bebida, suco?- disse o bar man.


- No momento nada. E-eu vou ver algo e já peço, obrigado.


- Ora, pois eu desejo. Me veja, hmm, duas batidas de morango, por favor.- pede o desconhecido que estava ao seu lado.- Pois bem, por que está chorando? Aposto que esse drink vai te animar. É meu favorito!


- Desculpe-me, qual seu nome?- então, Minseok limpou suas lágrimas e aguardou a resposta.


- Jae-beom. Lim Jae-beom. Meus amigos preferem dizer JB, mas, ah, a escolha é sua. Não me importo quanto a isso, afinal, sabe com o que me importo?- então olha para o outro, e recebe um olhar curioso como pergunta- Me importo com pessoas que chegam em bares, 23:00 e chorando. O que lhe decepcionou? Pode desabafar se quiser. Sou um mero estranho, não é como se eu fosse revelar isso pro mundo inteiro. Pessoas tem sentimentos e chorar é normal, e merece atenção e apoio.


- Você nem perguntou meu nome. Como está tão interessado em saber como estou?


- Conversas no sigilo não necessitam de nomes. Desabafos não necessitam. Mas se sente a vontade, que seja. Sou todo ouvidos. Ou então apenas tome o drink, já está para chegar. Sei que é mito, mas ele poderá te aquecer um pouco, por mais que seja só uma sensação o calor que ele nos proporciona. Está frio demais lá fora, e qualquer coisa é valida, até mesmo os placebos.- então recebe os dois drinks, e entrega a MinSeok um deles.


- MinSeok. Kim MinSeok. Sabe, não é todo dia que seu namorado passa a conversar mais com o ex e amigo dele do que com o próprio, segundo ele, amor de sua vida. E é nisso que dá se sentir humilhado e inferior: parar num bar tarde da noite, com o carro cheio de malas e sem um rumo em mente. Casa dos pais não seria uma boa opção a essas horas.- então bebe quase metade da taça de uma vez só.


- Olha, primeiro, calma aí na bebida, beber rápido demais só te deixa bêbado mais rápido! E bem, saiba que esse seu... Namorado, ou ex, não sei, obviamente está muito louco ou cego para fazer isso contigo.


- Fato. Há semanas que ele fode comigo. Joguei isso na cara dele. E sim, é meu ex.


- Bem, quer ir dançar? Não seria mal... Relaxar um pouquinho, o que acha?- então, pegou na mão do outro e acertou a conta. 


Foram para a pista de dança, Min cada vez mais entretido e leve.


Notas Finais


É isso! Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...