História A Calmaria das Ondas - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Sting Eucliffe
Tags Grevy
Visualizações 10
Palavras 4.346
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sorry pelo atraso denovo, mas tá ai, ficou um pouco grande mas espero que gostem, boa leitura o/

Capítulo 3 - Bem Vindos


Fanfic / Fanfiction A Calmaria das Ondas - Capítulo 3 - Bem Vindos

~~ Gray POV ~~ ON ~~

Estava sentado na mesa do refeitório conversando com Erza, Natsu e Levy, vendo Natsu comendo o café da manhã horroroso dessa escola, não sei como as pessoas conseguem comer isso tão de boa, dá vontade de vomitar só de ver essa comida. Mas Natsu não gosta de tomar café da manhã em casa, então todos os dias nós ficamos no refeitório esperando ele comer, conversando sobre qualquer coisa que der na nossa telha.

Levy: O que derão de gororoba pra você hoje Natsu? - perguntou entediada

Natsu: Leite ninho e umas bolachas - disse com comida na boca, acabou escapando algumas migalhas de bolacha em cima da Erza, Natsu arregalou os olhos, e Erza começava a ficar vermelha.

Natsu: Meu deus Erza me... - parou de falar vendo que caiu ainda mais migalhas na Erza, eu e Levy rimos muito, o que fez Erza ficar ainda mais brava.

Erza: NAAAATSUUUU!!! - o rosado saiu correndo pelos corredores da escola, pra fugir da Erza, Levy já perdia o ar de tanto rir.

Natsu: Ei ei Erzaa foi sem quereer desculpaa!! - disse o Natsu, com medo da ruiva, que estava com fogo nos olhos, correndo atrás de Natsu.

Erza: EU VOU TE MATAAR!! - disse a ruiva, o rosado gritava enquanto corria, e os dois saíram correndo pela escola, até que os perdermos de vista.

Levy: Eles conseguem ser bem engraçados ás vezes - disse respirando, se recompondo.

Gray: Sim, como conseguimos conhecer duas pessoas tão idiotas, hobbit? - Levy olhou feio para mim, que apenas dei um sorriso de canto.

Levy: Não me lembro, mas adoro eles, geladeira - foi a vez dela de sorrir de canto pra mim, mas ela sabe que eu não caio nas provocações dela, acho que é por isso que ela faz.

Gray: Eu também, tenho saudade do tempo que a gente era menor, era tudo tão simples - Levy, colocou o cotovelo apoiado na mesa do refeitório, e colocou a mão na bochecha, e passou a me ouvir atentamente - lembro quando meu pai ensinou Erza a surfar, e eu ensinei o Natsu, foi uma coisa tão engraçada, eles correndo me lembrou aquele dia.

Levy: Sim eu me lembro - disse nostálgica

Natsu e Erza são melhores amigos desde a infância, o pai de Natsu, Igneel, é e sempre foi muito amigo da mãe de Erza, Irene, o que fez os dois se aproximarem muito. Sempre nas reuniões de finais de ano, ou datas comemorativas, as famílias se reúnem, o que fez os dois ter uma relação de irmãos, brigam e se dão conselhos, semelhante a eu e Levy.

~~ Flashback ~~ ON ~~

Silver: Yoo Levyy! - disse ao horizonte - Rema forte pra nos alcançar! - Levy fez um sinal de positivo com a cabeça e passou a remar forte.

Gray e Levy, de 12 anos, estavam surfando no mesmo lugar de sempre, e Silver estava lá com eles, para lhes passar segurança e os ensinar a surfar melhor no outside. A série (sequência de ondas um pouco maiores que o normal) estava chegando, e Levy não estava no Outside, tinha pegado uma onda que a levou até o raso, e estava remando em direção onde Gray e Silver se encontravam.

Silver: Ei Gray, essa onda é a primeira onda da série vamos passar por ela - disse chamando a atenção do moreno - Sempre tem ondas melhores que a primeira - o pequeno assentiu com a cabeça.

Levy remava forte, mas como era muito nova, ainda não tinha velocidade, Silver temia que ela seria engolida pela série por isso, mas passava confiança para a azulada a todo momento.

A primeira onda chegava, Silver e Gray passaram sem problemas, Levy tentava remar o mais rápido que conseguia, e a onda quase quebrou em cima dela, mas a azulada passou no último segundo.

Silver: Essa onda é boa Gray, rema - disse encarando a onda, que chegava cada vez mais perto, era bem maior que a primeira.

Gray começou a remar em direção a praia, para pegar a onda, e Levy remava na direção contrária, o tempo estava a favor de Levy, o vento a ajudava a chegar mais no fundo.

Quando a onda chegava em Levy, Gray já estava no topo da onda, pronto pra descer a parede, quando Levy passou por Gray, esticou o braço com a mão aberta para cumprimentá-lo.

Levy: Manda ver - o moreno, com um sorriso, cumprimentou-a e desceu a parede da onda.

Gray rapidamente ficou em pé, desceu a parede e fez a famosa curva na base, subiu e bateu no lip, jogando água pra cima. Ele subia e descia a parede, fazendo algumas curvas na base e jogava água pra cima, a azulada que o olhava, estava admirada, pois nunca tinha o visto surfar tão bem.

Levy: Uaaau - disse com brilhos nos olhos, quando Gray deu uma rasgada que jogou muita água pra cima.

Silver: "Esse garoto é um prodígio" - pensou Silver, orgulhoso, e logo alertou Levy - Eii Levy, de olho no maar!!

Levy assustada, virou em direção ao horizonte e via uma onda "enorme" na visão dela, já bem perto da mesma.

Levy: Merda - começou a remar em direção a onda, mas não daria tempo de passar por cima da onda, então tentou algo que Silver a ensinou alguns dias atrás, jogar todo o peso do corpo para o bico da prancha, e passar por baixo da onda (é seguro, pois embaixo da ondulação está a calmaria do mar, se você abrir os olhos neste momento consegue ver a onda por baixo).

Mas ela não conseguiu, pois é muito leve e a prancha não afundou o suficiente, então a onda a pegou, e ela foi girando e girando na onda, sem fim, ela tentava remar para cima, mas engolia água e mais água, e continuava no ciclo da onda.

~ Quebra de Tempo ~

???: Levy, Levyy! - a azulada abria os olhos e via um pequeno moreno, com um semblante de preocupação - Eii pai a Levy acordou - a azulada via um moreno alto correr em sua direção.

Levy: Onde eu to? - perguntou para os morenos, se levantando e olhando o seu redor, via algumas pranchas e lycras (roupa de borracha que serve para não sentir frio no mar).

Gray: Você tá na loja do meu pai Levy-san, se lembra o que aconteceu? - o pequeno parecia preocupado, a azulada franziu o cenho.

Levy: Sim eu acho - a olharam com dúvida - Eu ia passar por baixo da onda mas ela me pegou, eu me afoguei?

Silver: Sim infelizmente, pra sua sorte foi que Gray viu e te trouxe pra cá, você poderia ter morrido - a azulada o olhou assustada - Você teve sorte Levy-chan, fique de olho no mar da próxima vez okay?

Levy: Pode deixar Silver-sensei, desculpe por atrapalhar vocês - disse cabisbaixa

Gray: Eiei não precisa se desculpar, isso é normal acontecer, não foi sua culpa - disse consolando a azulada, que levantou a cabeça e ensaiava um sorriso.

Quando de repente, ouve-se o barulho da porta da loja abrindo, e alguns passos adentrando à loja.

Silver: Eu vou lá - disse se levantando.

~ Na loja ~

???: Eii tio, essa prancha é muito legal me deixa surfar com ela - uma menina pegava uma das pranchinhas da loja de Silver nas mãos.

???: Claro minha querida só preciso falar com o dono - disse olhando ao redor

???: Sai Erza eu já tinha visto essa primeiro - disse o menino, pegando a prancha das mãos de Erza.

Erza: E quem disse que só porque viu, ela é sua? Vaza Natsu - a ruiva agarrou a prancha, e ficou puxando, Natsu não queria soltar.

Natsu: Ela é minha - puxou

Erza: Não! Ela é minha - puxou de volta, o senhor só os olhava com uma gota na cabeça.

Silver chegou ao encontro dos clientes, ele estava com um shorts de surfista, a lycra no tronco, e descalço, com os cabelos bagunçados, quando Erza e Natsu o viram, brilharam os olhinhos.

Silver: Acalmem-se crianças, tem pranchas para todo mundo - sorriu, e andou em direção ao senhor que estava lá, e esticou o braço para cumprimentá-lo - Meu nome é Silver Fullbuster, sou o dono, no que posso ajudar vocês? - disse sorrindo ao senhor.

???: Muito prazer Sr. Silver, meu nome é Igneel, bom, eles querem aprender a surfar, estão super empolgados como você pode ver - disse com uma gota na cabeça, vendo que os dois ainda não tinham soltado a prancha.

Gray: Eu posso ensinar! - disse o pequeno, que se intrometia.

Erza: Pff, você? Não tem idade nem pra ser aluno, imagina professor - debochou, Natsu riu.

Silver: Você acha que consegue ensiná-lo? - olhou sério para o filho.

Gray: Sim! Com certeza ele vai surfar muito! - disse empolgado.

Natsu: Não acredito nisso - cochichou para Erza, a mesma fez um sinal de negativo com a cabeça.

Silver: Certo, os dois vão fazer aula não é Igneel? - o ruivo assentiu com a cabeça - Okay, darei aula para a ruiva e meu filho para o rosado, ele é muito capaz você verá.

Igneel: Certo, já que você diz, então, quanto fica? - disse tirando a carteira do bolso.

Silver: A gente acerta depois da aula tudo bem? - Igneel o olhou e assentiu com a cabeça.

Natsu e Erza escolheram as pranchas, no fim os dois desistiram daquela, pois Silver os disse que quanto menos experiência no surf, maior a prancha que você usará. Silver fez um breve aquecimento na areia, enquanto Levy e Igneel só assistiam, os quatro foram pra água.

Após muitas quedas e risadas dos alunos, Natsu surfou a primeira onda dele, o que deixou Erza enciumada e logo surfou a dela também, Igneel tirou várias fotos e gravou alguns vídeos, eram bons momentos.

~~ Flashback ~~ OFF ~~

Levy: Lá vai você perdido denovo - disse Levy me fazendo voltar ao presente.

Gray: Desculpe estava me recordando de algumas coisas - Levy me olhou com dúvida, mas logo virou a cabeça para observar os dois trapalhões que chegavam.

Levy: Nossa, aonde vocês foram? Parece que correram uma maratona - Erza e Natsu estavam pingando de suor.

Natsu: Essa doida me perseguiu pela escola inteira - Erza o olhou com raiva.

Erza: O que você disse? - pegou o colarinho de Natsu, que levantou as duas mãos para o alto.

Natsu: Nada nada Erza - disse se rendendo.

Erza: Rum - soltou o rosado.

Olhei para ao redor e as pessoas começavam a andar em direção as salas de aula, logo me levantei da mesa do refeitório e Levy fez o mesmo.

Gray: Vamos? Não to afim de chegar atrasado denovo.

Levy: Nem me fale - revirou os olhos.

???: Ei povo posso falar com vocês por um segundo? - uma albina parou na nossa frente.

Erza: Claro, o que foi? - se pôs a frente de nós.

???: Meu nome é Angel sou do grêmio da escola, estamos planejando vários eventos para esse ano e achamos que alguns de vocês poderiam nos ajudar - Erza e Levy se olharam curiosas.

Levy: Ajudar em que Angel-san? Quais são os eventos? - se pôs do lado de Erza, ficando eu e Natsu atrás.

Angel: Bom no mês que vem teremos uma competição de interclasse de um esporte masculino, e de um esporte feminino, se eu não me engano são basquete e vôlei, respectivamente.

Todos: Uuuuu!

Erza: E como funcionarão as competições? - perguntou intrigada.

Angel: Ambas irão ser no formato mata-mata, os times de Vôlei tem direito a sete jogadores, seis titulares e apenas um reserva. O de basquete serão seis jogadores, com apenas um reserva também.

Levy: E a premiação?! - empolgada.

Angel: Os vencedores irão enfrentar a (Escola de Gajeel e Juvia), serão um jogo apenas, e irão receber medalhas por isso - "Nossa eu e Natsu somos ótimos no basquete, as meninas são ótimas no vôlei, temos grandes chanches de ganhar" - No meio do ano terá o show de talentos, e no final de ano o baile de máscaras, se interessam em alguma?

Erza: Sim! Em todas! - disse com os olhos brilhando - Esse ano vamos ganhar o vôlei Levy! Temos que ganhar da (escola), aqueles idiotas ganharam o vôlei ano passado.

Levy: Sim Erza vamos dar tudo, dessa vez não vamos perder o interclasse! - empolgada.

Natsu: Ou polo norte, vamos ganhar o interclasse este ano, aquele azulado que entrou parece ser dos bons. - disse me olhando, determinado.

Gray: Sim fogueira, vamos treinar nosso time nas educações físicas, falar nisso acho que hoje tem uma - ouvi o Gildarts falar o nosso horário de hoje, a próxima aula é da Aquarius, de Ed. Física. Meu deus que professora chata, na sexta série, ela tomou um soco na boca do Elfman, ela tava provocando ele dizendo que ele era um fracote, depois ela bateu nele, os pais foram chamados, deu a maior confusão, então ela ganhou fama de pior professora da escola.

Natsu: Sim, vamos convidar aquele tal de Jellal para se juntar conosco - assenti com a cabeça, e voltei a prestar atenção nas meninas.

Angel: Okay meninas obrigado, para se inscrever no interclasse é só ir no Grêmio e deixar a sua sala e seu time, a inscrição é grátis, tchau tchau - deu um tchauzinho com mão e seguiu rumo para a sala dela.

Levy: Gente boa essa menina - disse pra nós.

Erza: É, mas sei lá não fui com a cara dela, parece uma puta - sempre sincera, eu e Natsu rimos.

Natsu: Vamos logo pra sala, a Aquarius vai nos comer vivos - disse nos apressando.

Passamos a ir subindo pra sala, na Fairy Tail tem duas rampas paralelas que dão nos corredores das salas, descendo tem o pátio, as quadras e etc. Fora a biblioteca, direção, sala de artes. Quando estávamos no final da segunda rampa, me deu uma puta vontade de usar o banheiro, meu deus acho que vou me mijar se eu não ir logo.

Gray: Ei pessoal vou no banheiro encontro com vocês na sala - assentiram com a cabeça e fui em direção ao banheiro, que era a direção contrária da minha sala, após a saída da rampa.

Essa escola é mesmo uma zona, passo pelos corredores e vejo o normal, pessoas conversando alto, outras gritando, correndo, discutindo, tacando coisas uns nos outros, um bando de animais diria a Erza, mas quando a espetora Mirajane ou o diretor Makarov passam, todos viram franguinhos com medo e vão para suas salas, também não é pra menos os dois são de dar medo.

~~ Gray POV ~~ OFF ~~

Na porta de uma sala, em frente ao banheiro masculino, estavam dois alunos conversando, observando um certo alguém passando pelo corredor.

???: Ora ora, olha só quem veio nos ver - disse o aluno com cicatriz no olho, observando um moreno passar por eles, e entrar no banheiro - Que rude! Passou e nem nos cumprimentou, quem ele pensa que é?!

???: Quanta arrogância, o que você acha que devemos fazer? - disse o de óculos, que sorriu malicioso para o de cicatriz.

???: Vamos lá dar uma lição nele, ainda não engoli o que ele fez com a gente na praia semana passada - disse com um olhar assasino, e andou em direção ao banheiro, acompanhado do amigo de óculos.

~~ Gray POV ~~ ON ~~

Entrei no banheiro - sujo como sempre - adentrei ao toalete, levantei a tampa e comecei a fazer minhas necessidades. Do nada ouvi passos e algumas vozes conversando, uma era grossa e a outra era sinistra, fiquei pensando em quem poderia ser.

???: Quem será que está aí dentro? - disse a grossa

???: Não sei, quer descobrir? - disse a sinistra, e então ouvi passos na direção do toalete que eu estava, não sou besta logo abri a porta antes deles.

Gray: Olha só, Racer e Cobra, o que fazem por aqui rapazes? - ver a cara de bosta que eles ficaram é a melhor coisa.

Racer: Não fique se achando seu babaca, viemos aqui acertar as contas que você ficou nos devendo - disse apertando os punhos, grande coisa.

Cobra: Hehe isso mesmo Racerr, sabe o que eu faço com gente que não paga? - Racer olhou curioso - Dou um belo presente, 2 meses no hospital hehe - estalou os dedos.

Gray: Vocês dois fedem a idiotas, acham que me dando uma surra vai mudar o resultado da competição? Se querem chorar tanto assim voltem para a casa da mamãe - empurrei o peito dos dois para abrir passagem para eu sair do banheiro, mas Cobra segurou minha mão.

Cobra: Vá a merda antes de falar comigo assim, Fullbosta - puxou meu braço e virava um soco em direção ao meu rosto, abaixei e deu um murro na boca do estômago dele, ele gemeu de dor.

Racer me deu um chute no peito, doeu mas nem tanto, segurei a perna dele e a joguei pra cima, ele perdeu o equilíbrio e caiu de costas no chão molhado de mijo - eu já disse que esse banheiro é imundo? - depois que ele caiu dei um pisão muito forte no rosto dele, por eu ser surfista minhas pernas são bem fortes, acho que quebrei seu nariz, porque ouvi um estalo e Racer gemer de dor, logo senti um impacto muito forte na minha nuca, caí de joelhos no chão, e vi uma quarta pessoa entrar no banheiro.

Gray: Natsu! Vaza essa briga não é sua - respirava muito rápido.

Cobra: Você o ouviu rosinha, deixe os homens resolverem - Natsu apenas fez um sinal de negativo com a cabeça, e parou na frente de Cobra.

Natsu: Nossa Gray, você tá acabado ein parceiro, mas infelizmente, dois contra um é muita sacanagem pra eu ficar só olhando - disse, logo depois dando um belo de um soco no queixo de Cobra, que caiu no chão, depois Natsu chutou a cara do Cobra e deu um pisão na boca de seu estômago, ele gemeu de dor.

Depois Natsu me deu a mão para eu levantar, eu peguei e logo fiquei em pé, cuspi no Racer e os olhei com raiva.

Gray: Da próxima vez, resolvam isso no Outside, seus otários, vamos dar o fora rosinha - disse saindo do banheiro junto de Natsu.

Racer: Da próxima vez você jaera Fullbosta - disse, Gray sorriu de canto e continuou seu caminho para a sala.

~~ Gray POV ~~ OFF ~~

ironia Onde eles estão Deus? Esses dois arrumaram encrenca com certeza, dois doidos, a Aquarius já está na sala e eles ainda não chegaram - a azulada conversava com Erza na sala.

Erza: Pois é, Natsu disse que iria ver o que acontecia com Gray, mas até agora nada dos dois - ouve-se três batidas na porta, Aquarius que estava sentada se preparando para fazer a chamada levantou e foi em direção a porta - São eles - a azulada assentiu.

Aquarius abriu a porta da sala, e deu de cara com Gray e Natsu.

Aquarius: O que foi senhor e senhora atrasados? - disse com ironia, a sala deu umas risadas.

Gray: Podemos entrar por favor? Esse é o primeiro dia de aula libera essa pra gente professora - disse o moreno pedindo piedade.

Aquarius: Escutem aqui seus pedaços de bosta, não fiquem achando que isso vai acontecer sempre, é ó hoje e acabou, entenderam? - assentiram com a cabeça - Certo agora vão por essas bundas quadradas nas cadeiras!

Gray e Natsu foram apressados a seus lugares, se sentaram e esperavam Aquarius fazer a chamada para descerem a quadra.

Erza: Onde caralhos vocês estavam? Querem me matar de preocupação? - deu um soco na cabeça de Natsu e Gray, gemeram de dor.

Gray: Aiai Erza calma aí, dois idiotas me encurralaram no banheiro, quase tomei uma surra - as meninas se assustaram com a explicação.

Levy: Como assim?! Quem eram?! - perguntou perplexa.

Gray: Eram os idiotas do Cobra e Racer, acho que não engoliram a derrota no local semana passada - Levy arregalhou os olhos, e Erza cruzou os braços tentando entender a situação.

Natsu: Pois é, quando eu cheguei o Racer tava sangrando no chão, Gray ajoelhado pronto pra ser surrado pelo Cobra, que estava em pé - explicou.

Erza: Imbecis, nossa Gray aí sim, você acabou com o Racer - disse dando uns tapinhas nas costas de Gray, com um sorriso de canto.

Gray: Não que isso eu só quebrei o nariz dele eu acho, se não fosse o rosinha eu estaria no estaleiro agora - os três amigos riram.

Aquarius: Vamos descer povo doido, hoje é livre, façam a merda que quiserem fazer - disse saindo da sala, indo em direção a quadra.

~~ Quebra de Tempo ~~ No Vôlei ~~

Na quadra de Vôlei, o time de vôlei feminino estava treinando, contra uma outra sala que estava dividindo a Ed. Física, o time de Levy e Erza estava passando dificuldades para a outra sala, que era um 1° ano, estavam perdendo de 4 pontos de diferença.

Uma certa loira, que estava observando o jogo, dava risada a cada ponto que faziam, Erza percebeu o deboche da loira, e como não é besta, logo foi confrontá-la, já estava ficando muito irritada a cada risada que ela dava, que na visão de Erza era aguda e irritante, e estava começando a descontar a raiva no time.

Erza: Tá rindo do que o loira de farmácia? - parou na frente da loira, com as duas mãos nos quadris, a olhando com uma cara de nojo, a mesma levantou uma sobrancelha.

Lucy: É Lucy se você não viu minha apresentação, e estou rindo dessa sua cara de bosta aí - Erza abriu a boca para responder mas Lucy interrompeu - Perdendo para um time do 1° ano, você quer ganhar qual campeonato jogando desse jeito? Pra sua sorte o da minha rua é bem facinho, qualquer dia vai lá fofa - disse, dando um sorriso de canto para a ruiva, a mesma já tinha veias saltadas na testa e estava bufando de ódio.

Erza: Escuta aqui, já que você se acha tanto, porque não joga no meu lugar?! - "O queeee?" pensou Levy.

Lucy: Com todo o prazer - deu um empurrãozinho e foi para o lugar que Erza ocupava, ponta direita, Levy, a levantadora, ficou olhando a ruiva sem entender nada, e o jogo recomeçou.

O primeiro ano sacou rasante, a bola iria cair no chão mas uma menina da sala salvou, a bola subiu e Levy levantou para Lucy, que cortou com muita força, a bola passou por todos os defensores e bateu na quadra, fazendo um ponto para a equipe, Lucy olhou para Erza e piscou, a ruiva fingiu que não viu.

Logo depois, Lucy foi sacar, levantou a bola e sacou forte, uma defensora tentou salvar mas a bola voou para fora da quadra, outro ponto. As meninas comemoraram com Lucy, e Erza assistia desacreditada. Lucy sacou denovo e foi para sua posição, mas dessa vez deu rebote, levantaram na posição da Lucy e a menina cortou, mas Lucy pulou e colocou as duas mãos lá no alto, fazendo um bloqueio e ponto para as meninas.

Lucy: O que tá achando ruivinha?! - sorriu, enquanto pegava a bola para sacar denovo.

Erza: Tsc - virou a cabeça não dando ouvidos para Lucy, Levy riu "Ela é muito boa mesmo, a Erza está com ciúmes mas acho que temos que chamá-la pro time" pensou a azulada.

Levy: Ei Erza, entra aqui no lugar da Lisanna - Lisanna é a ponta esquerda do time, é albina de cabelos curtos estilo chanel, e sempre usando roupas apertadas, curiosamente ela é irmã da espetora Mirajane. A ruiva olhou Levy com receio mas entrou no lugar da albina.

Erza: Ei loira, o que você acha em fazer parte do time? Tem o interclasse vindo aí - Lucy a olhou com desdém, e sorriu de canto.

Lucy: Certo, irei participar dessa merda, mas é só porque eu acho que sem mim vocês não tem chance alguma - Levy e Erza sorriram, e continuaram o jogo, com um ponto de Erza e um de Lucy, elas viraram e ganharam a partida, comemoraram e se abraçaram.

~~ Enquanto isso ~~

Gray: Natsu! Vai logo com essa bola, queremos treinar - disse ao rosado, que estava na sala dos materiais, depois que Gray disse isso, ele saiu da sala com a bola de basquete em mãos.

Natsu: Fica frio aí, Gray - os companheiros de time riram.

Gray: Vamos treinar logo, só temos duas aulas na semana temos que aproveitar - disse já posicionando o time para começar o treinamento.

Na pequena arquibancada da quadra, estava um azulado peculiar, que prestava muita atenção em cada movimento do time de basquete, os arremessos, enterradas, e Gray percebeu isso, andou até o ouvido de Natsu e cochichou alguma coisa que o azulado não conseguiu ouvir, depois percebeu que os dois andavam em sua direção, Gray estava com a bola em mãos.

Gray: Eaí, Jellal não é? - perguntou com um sorriso de canto.

Jellal: Sim, o que querem? - perguntou franzindo o cenho.

Natsu: Vimos que você tá observando cuidadosamente a gente treinar - Jellal se mantinha sério - Você joga?

Jellal: Sim, mas não me acho bom.

Gray: Sinceridade é tudo, bom, o que você acha de se juntar ao nosso time? O interclasse vem aí, e estamos faltando um jogador - perguntou, Natsu sorriu ao azulado, que olhou os dois com uma feição de muita surpresa.

Jellal: Vocês tem certeza?! - perguntou perplexo.

Gray: Sim, vai lá e nos mostre o que sabe fazer - ofereceu a bola ao azulado, que pegou-a, e levantou da arquibancada.

Jellal: Certo… - andou em direção da quadra, todos outros jogadores do time o olhavam.

Jellal bateu bola até a linha de três pontos, onde parou, respirou, olhou para a cesta e arremessou, a bola entrou sem ao menos bater no aro. "Nossa ele é bom" pensou Gray. Depois que ela caiu ele correu, pegou a bola que estava pingando bem perto da cesta, pulou, pegou a bola no ar enquanto dava um giro de 360°, quando o completou, enterrou com as duas mãos com raiva, e ficou pendurado no aro, todos ficaram boquiabertos.

Natsu: Tapoorra! Ele é bom demais - disse para Gray, que estava perplexo com a apresentação do azulado, que andava em direção dos dois.

Jellal: O que acharam? - estava com receio.

Gray: Cara, bem-vindo ao time, você foi muito bem mesmo! Meu nome é Gray, e o rosinha é o Natsu, com você vamos com certeza ganhar o interclasse - disse oferecendo a mão para o azulado cumprimentar, e ele o fez.


Notas Finais


Obg por lerem, até o prox cap minna /o


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...