História A Camareira! - Capítulo 30


Escrita por: ~

Visualizações 71
Palavras 5.023
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Esporte, Festa, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi Galeeeeeura, nem tenho mais coragem de pedir desculpas, mas estou cumprindo ordens médicas. As coisas vão melhorar, já recebi alta, só preciso achar tempo pra editar os capítulos.
Bom, o capítulo está simples, não do jeito que eu queria, mas foi só pra atualizar e dizer que amo vocês.
Obrigada pelos comentários, pelo apoio, por tudo!
Enfim, boa leitura e desculpem qualquer erro.

LEIAM AS NOTAS FINAIS, POR FAVOR!

Capítulo 30 - Legítima Rodríguez!


Fanfic / Fanfiction A Camareira! - Capítulo 30 - Legítima Rodríguez!

Nunca pensei que preparar um casamento dava tanto trabalho, ainda mais porque tenho que fazer tudo de longe. Victor está sendo meu braço direito em tudo, Laís não pode ajudar mais porque sua sobrinha finalmente chegou, depois de um mês de espera a pequena Maitê  chegou e minha amiga, tem uma casa, uma criança e mais Félix pra cuidar.

James está chateado com sua situação no Bayern, ele está bem amigo de alguns caras, Vidal, Rafinha e Thiago são amigos inseparáveis dele, fazendo Félix ficar até com um pouco de ciúme. Apesar de ter feito grandes amizades, ele está tendo poucos minutos em jogo, e nos últimos jogos nem saiu do banco.

Esse jogo pela DFB POKAL- contra o RB Leipizing - ele não entrou, ficou no banco. O Bayern ganhou com facilidade, placar magro 1x0, e eliminaram um de seus maiores rivais.

Salomé voltou da casa da mãe bem feliz, toda empolgada e cheia de novidades. Eu fiquei bem feliz por ter dado tudo certo. Por ordem judicial Daniela terá o direito de visita 1 vez a cada 15 dias, James fica apreensivo, mas qualquer coisa que sair errado, ela perde de vez o privilégio de ver Salomé.

O bom de se ficar em casa sem ter muito o que fazer é que a gente inventa, eu resolvi colocar o berço o Matteo no meu quarto, eu acordo de 2 em 2 horas então ficar indo e voltando pro quarto das crianças cansa demais.
Salomé ficou triste, mas ela vai se acostumar, será só enquanto Matteo fica nessa de acordar o tempo todo.

Já era noite, todos dormiam, menos Matteo e eu. Na realidade eu esperava james chegar vendo alguns episódios de minha série favorita. Fiquei empolgada porque fui ao médico e ele me tirou do resguardo - Os anjos dizem améeeeeem! - Matteo resmungava ao meu lado, deitado na cama, eu acariciava sua barriga e ele tentava segurar minha mão.
Ouço barulho do carro estacionando, e sei que é James, os cachorros dão sinal fazendo festa e eu deixo Matteo cercado de travesseiros e vou até meu amor.
Logo da escada eu ouço a bagunça que eles fazem do lado de fora, eu abro a porta e um frio toma conta de mim e lembro que estou apenas de camisola. Eu fico admirando a cena, James sentado no chão brincando com os monstrinhos dele, assim que me vê se levanta e me abraça.

- Que saudade de você - ele diz logo após me dá um beijo de tirar o fôlego

- Você faz muita falta aqui. - Eu o abraço forte

- Vamos entrar, você está apenas de roupa de dormir. - ele diz ciumento e eu sorrio pra ele e nós entramos - Onde estão as crianças? - ele pergunta

- Salomé está dormindo. Matteo está em nossa cama

- Colocou o berço dele mesmo no quarto?

- Ficou bem melhor amor, Eu sei que você disse que não era pra fazer isso, mas... - ele me interrompe

- Tá tudo bem, quando passar esses meses a gente tira. - ele disse subindo as escadas e indo para o quarto de sali e eu o sigo. - Eu não quero que ela se sinta desprezada porque Matteo chegou, eu não quero diferença entre eles. Os dois são meus filhos - ele diz um pouco rude e eu senti um pouco de acusação em sua voz

- Eu nunca faria isso, sali é minha vida, Eu a amo da mesma forma que amo Matteo, pra mim não tem diferença alguma. Se você acha tão ruim assim, eu volto o berço dele pro quarto. - Eu digo e saio indo até o meu quarto

James tem dessa mania, fala como quer e acha que tenho que ficar quieta. Eu nunca fiz diferença entre as crianças, acho até que cuido muito mais de Salomé do que do meu filho. Salomé é uma filha pra mim, James deveria agradecer a Deus por eu NUNCA cogitar descontar na pequena o que ele e Daniela aprontam comigo. Fiquei realmente chateada com as palavras dele.

- Amor... - ele diz se sentando na cama

- Oi - Eu não o olho e continuo amamentando Matteo

- Eu quero pegar ele um pouco.

- Ele já acabou de mamar. Coloca pra arrotar - entrego Matteo para ele e desço para cozinha

A primeira coisa que veio na minha cabeça foi tomar sorvete. Abri o freezer, peguei um pote e nem me dei o trabalho de pegar uma taça, peguei somente uma colher na gaveta e me sentei na ilha, e comecei a comer.
Não sei quanto tempo passei ali, só sei que comi o pote quase todo. Tomei um susto quando olhei para a porta e James estava encostado me queimando com seu olhar. Eu coloco a colher na pia e devolvo o pote quase vazio na geladeira.

- Ele dormiu - James diz e me segura por trás dando um cheiro em meu pescoço

- Hmm. Que bom - tento me fazer de forte, mas James agarra minha bunda com uma mão e meu peito com outra e morde minha orelha - O que você está fazendo? - Eu digo com um pouco de dificuldade

- Eu quero você! - ele se apressa e levanta minha camisola

- Estamos na cozinha - Eu o seguro

- Estamos na nossa casa - ele me beija forte e começa estimular minha intimidade

- Aaaaaain J... - Eu suspirava - Não me maltrata - James me pega no colo e me leva para o quarto, fecha a porta com os pés e me joga na cama.

- Vamos matar essa saudade de uma vez . - ele tira a roupa e eu fico apenas olhando meu noivo possuído de desejo - Sabe o que eu quero? - ele pergunta

- Não.. - respondo com ele vindo para cima de mim

- Quero te comer! Te foder! - ele introduz um dedo na minha vagina e eu não contenha meu gemido

- Aaaaaaain - respiro fundo - não me maltrata, amor

- Você está apertadinha! - ele passa a cabeça de seu membro fazendo leves carinhos de cima a baixo e bem devagar introduz seu membro

- Aaai, vai amor ... Vai... - Eu gemia descompassadamente e tinha pel a consciência que essa noite está apenas começando.








*



Acordei dolorida e com bastante marcas pelo corpo, resultado de uma noite agitada.
James saiu bem cedo para treinar, sábado tem um jogo importante e contra o mesmo adversário dessa semana o RB Leipizing.

Me levanto com muita preguiça, favo minhas higienes, coloco uma calça jeans, uma blusa de mangas preta e um tênis, arrumo o cabelo e nada e maquiagem. Pego Matteo no berço, dou um belíssimo banho e o troco.
Desço para tomar café e percebo que ainda está cedo, minha mãe lia algo no jornal e eu a beijo dando-lhe um susto.

- Ana Clara! Sossege.

- Bom dia mamãe - sorrio e lhe dou Matteo

- Tome seu café logo, temos muitas coisas para resolver hoje.

- Tipo?

- Tipo, coisas do seu casamento. Não sei que loucura é essa de casar em 2 meses, fogo no rabo. O que tinha que acontecer já aconteceu mesmo. - ela resmunga

- Ei, calma. Está de TPM? - ela me olha feio

- Me respeite! E ande logo com isso.

Tomei meu café bem rápido, minha mãe estava realmente com muita pressa. Hoje temos prova dos doces e algumas menus, essa empresa vai preparar o cardápio e mandar para sua filial em Madrid onde será nossa cerimônia e festa.

Eu ainda não estou dirigindo, então precisamos do motorista, minha mãe não se acostumava com todo esse "luxo" segundo ela.
Salomé teve que ir à escola, mas pretendo buscá-la. Matteo, estava em sua cadeirinha e sorria para as gracinhas que minha mãe fazia.

Chegamos no buffet e de cara eu já achei lindo, sim eu sou dessas que julga o livro pela capa. Fomos recepcionados por uma ruiva, peituda bem bonita - 'ainda bem que James não veio' penso - Ela nos levou para a sala de degustação e começamos pelo prato principal por escolha da minha mãe e não me pergunte porque.

Minha mãe que escolheu tudo, eu achava tudo ótimo então ela que teve que escolher. Matteo pareceu adotar o passeio, sorria pra todo mundo, meu pingo tão pequenino e tão esperto, não me deu nenhum trabalho, ficou super quieto em seu carrinho.

- Então ficamos assim? - A funcionária do buffet pergunta

- Sim, acho que acertamos tudo! - respondo

- Nós vamos mandar o cardápio pra lá agora mesmo. - ela olha alguns papéis - Garçons a senhorita vai querer quantos?

- Olha, Eu não sei. Nunca fiz uma festa assim desse porte.

- A festa será pra quantas pessoas? - A funcionária pergunta

- Eu acho que em média umas 300 pessoas. Na verdade não passa disso

- A gente faz assim, 1 garçom pra cada 10 pessoas, então 30 garçons para servir é suficiente. - ela faz uma pausa - ai por fora tem as cozinheiras que já arrumam os pratos e tudo, e também tem os barman, segurança, entre outros. Totalizando uns 60 funcionários. - ela me olha

- Se você está dizendo, ok. - Eu respondo - E qual o valor total?

- Esse aqui - ela me mostra o papel e eu quase infarto

- Nossa! Ok! - Respiro fundo - Transferência bancária, certo? - digo

- Como a senhorita preferir. - ela me passa o cartão da empresa

- Vou fazer agora mesmo. - pego meu celular e mando uma mensagem pra James porque ele precisa autorizar - Meu noivo vai resolver isso - Digo e ela assente e meu telefone toca - Mãe, segura Matteo aqui - entrego meu filho a ela - Oi amor

- Ana Clara, que valor é esse? - ele diz assustado

- Do buffet e os funcionários - respondo

- Essa transferência só pode ser feita em agência física. Acerta tudo que eu vou mandar meu agente resolver essa burocracia.

- Vai demorar? - pergunto

- Não, hoje mesmo ele passa aí.

- Então tá . Quando quando sairmos daqui eu te ligo.

- Tá bom. Beijo. - ele se despede

- beijo - respondo e desligo, começo a explicar tudo para a funcionária e ela entende e faz o contrato. Óbvio que sendo no nome de um dos mais famosos jogadores de futebol tudo é resolvido.

Saímos do buffet bem satisfeitas com tudo e vamos direto á escola de Salomé. Matteo mama o caminho todo e acaba fazendo coco, minha mãe o troca e eu fico impressionada com a rapidez em que ela fez o trabalho duro dentro de um carro em movimento.

- Titiaaaa - Salomé corre em minha direção ao me ver no portão da escola - Você veio me buscar - ela me abraça

- Eu vim ué, Estava com saudade de fazer isso. - a abraço forte

- Eu tô feliz - ela diz sincera e entramos no carro - Oi vovó Tânia - ela abraça minha mãe - Oi neném - ela beija

- Sali, coloca o cinto. - eu digo logo após colocá-la em sua cadeirinha - Eu vou na frente, Não me cabe ai . - digo e entro no banco do carona.

- Como foi a aula, sali? - minha mãe pergunta

- Foi boa vovó. Tem uma menina nova, o nome dela é muito engraçado e eu não sei falar. - ela diz e nós rimos

- Por falar em menina nova, hoje vamos a casa do Feio pra você brincar com a Aurora. - Eu digo e ela bate palminhas

- Aaaaaeeee. Ela é tão fofinha - Salomé diz e minha mãe sorri

- Uma fofa falando da outra

- Advinha onde vamos agora - Eu digo e ela me olha curiosa - Buscar o papai

- Vamos lá no clube? - ela pergunta

- Vamos! - respondo e ela fica empolgada

O caminho até o CT é bem curto, então logo chegamos. Como nosso motorista é contratado pelo Bayern fomos liberados muito rápido, quando chegamos no estacionamento, pego Matteo e solto Salomé da cadeirinha, ela estava bem empolgada e saiu correndo.

- Não corre Salomé. - Eu grito e ela não para e acaba esbarrando em alguém que eu desconheço no primeiro momento e cai no chão

- Aí meu Deus - minha mãe exclama - Me dá o Matteo e vai ver se ela se machucou - ela pega o pequeno e eu vou até Salomé que chora

- calma! Para de chorar. - Eu a levanto e vejo que machucou um pouco o joelho - Eu te disse pra não correr. - tento limpar ao máximo

- Vamos a enfermaria, lá eles dão um jeito nisso rápido - o moço diz e eu o olho envergonhada

- Me desculpe, ela perde o controle quando se refere ao pai. - Eu digo e estendo minha mão - Ana Clara

- Niklas Süle - ele estende a mão - Vamos até a enfermaria?

- Ah vamos sim! - Salomé chora e minha mãe se aproxima - para de chorar! - digo firme - Eu te disse pra não correr, mas você insiste em não me respeitar - ela continuava chorando e alto

- Para de escândalo, Salomé - minha mãe diz e ela não parava

- TÁ DOENDO - ela grita e chora muito

- Se você respeitasse o que eu digo não teria se machucado - Eu digo e ela levanta os braços pra eu pega-la no colo - Eu não posso te pegar! - digo e ela grita mais ainda - Para Salomé

- Deixa que eu a levo - Süle a pega no colo - Não chora não, a moça vai colocar um remédio aí e vai parar de doer. - ela faz um carinho em sua bochecha, mas ela não para de chorar

- Vai lá minha filha, eu fico aqui com Matteo - minha mãe diz e eu vou

Chegamos na enfermaria e foi aquele drama, ela não parava de chorar um minuto, e eu percebi que ela havia se falado bastante, no cotovelo, os dois joelhos e a palma da mão. O choro de Salomé foi longe ao ponto de algumas pessoas irem olhar o que estava acontecendo ali, Eu não sabia onde enfiar minha cara, nem mais o que fazer até que James entra com uma cara nada boa. Mesmo depois que eu expliquei tudo ele não desfez aquela cara feia.

- obrigado cara - ele fala com Süle - Pode deixar que daqui eu resolvo

- Nada, estou as ordens . - ele abraça James - fica bem em pequena - ele beija Salomé e sai

- Pra que esse escândalo todo? - James fala firme com Salomé

- Tá doendo papa - ela diz chorosa

- Não importa! Você me vê fazendo esse escândalo quando me machuco?

- Não... - ela responde de cabeça baixa e reclama um pouco quando a enfermeira passa a gase com remédio - Aí

- Sem reclamar! Você deu muito show por hoje. - ele diz e vem até mim - ela está sem controle - ele diz me abraçando e depositando um beijo em minha cabeça

- Eu fiquei com a cara no chão. - digo - Já pensou alguém diz isso a Daniela

- ela não tem moral alguma pra falar de você. - James diz - Eu preciso ser mais firme com Salomé, ela tem dessas coisas agora. Foi só começar ir pra casa da mãe.

- Impressão sua - tento amenizar

- Não me engana, Ana. Eu ouvi esses dias ela falando que você não era mãe dela - Eu a baixo a cabeça

- Eu não quero te levar problemas, por isso não te contei

- Você não pode acobertar. Depois eu me resolvo com ela

- Prontinho! - a enfermeira diz e nós agradecemos e saímos da sala

- Eu queria te fazer uma surpresa, mas não deu certo - digo e ele sorri

- Eu fiquei feliz que vieram - ele me beija rápido - Cadê Matteo?

- Tá com a minha mãe, lá fora.

- Vamos lá então.

Encontramos minha mãe e James fez uma festa com Matteo. No estacionamento alguns caras do time ficaram encantados com o pequeno e parabenizam a mim e James.
Depois de algum tempo de conversa fomos para casa.

Mariá levou Salomé para um banho e eu fui dar banho em Matteo, James se jogou no sofá do quarto e ficou batendo papo em algum grupo de Whatsapp.

- James, me ajuda aqui. Pega a toalha do Matteo pra mim - Falo do banheiro e ela grita um 'Já vou ' . Continuo o banho do pequeno e ele adora

- Toma - James me entrega a toalha e fica olhando para mim

- Que foi? - pergunto

- Nada! Só estou admirando vocês. - ele sorri

- Vai tomar seu banho logo. Temos que ir à casa da Laís.

- Ah pode crer. - ele parece se lembrar - vou me adiantar então - ele sai do banheiro e vai até o closet e volta com uma cueca e toalha em mãos - Já acabou com Matteo?

- Já - respondo secando o pequeno - Joga essa água fora pra mim por favor. - digo e ele pega a banheira - Obriagada amor - saio do banheiro e vou para o quarto arrumar Matteo.


Coloco sua fralda e em seguida um casaquinho que é body, coloco uma calça quentinha e por cima uma mini calça jeans preta e por cima um casaco bem quente com toca azul marinho. Nos pés coloco um tênis preto que é a coisa mais fofa da vida, e passo um pouco de perfume em sua roupa.

- Você está um gato! - Eu digo e o beijo - Mamãe tá orgulhosa do bebezão, bem cheiroso, quietinho... - Eu falava e ele sorria - Agora vamos ao closet para mamãe escolher uma roupa. - coloco Matteo no carrinho e vou até o cômodo, pego uma calça destroid jeans skiny, uma blusa branca de mangas longas colada, e um casaco long preto por cima. Pego uma lingerie e um tênis branco, meias e deparo alguns acessórios.

Como James está demorando muito no banheiro, vou até o quarto de Matteo para preparar sua bolsa. Pego tudo que irei precisar caso ele faça algo na rua e coloco em sua bolsa, empurrou seu carrinho até o meu quarto de volta e vejo James apenas de calça jeans em frente ao espelho penteando o cabelo.

- Olha o seu papa, filho. Que lindo que ele está - digo e beijo as costas de James

- Nem me arrumei ainda - ele diz e se vira para mim

- Por isso mesmo. Já te disse que te prefiro nu? - ele me olha surpreso

- Ana Clara, você está saidinha demais ein

- Ué amor, você é meu noivo se eu não te desejar, vou desejar quem?

- Ninguém, oras. - ele me beija - Vai se arrumar. Eu fico de olho nesse muleque - ele mexe com Matteo no carrinho que murmura alguma coisa

- Tá bom. - vou para o banheiro e tomo um banho rapido, Não lavo os cabelos porque já havia feito isso mais cedo e está muito frio. Me seco e passo creme em todo o corpo, me enrolo no roupão e já faço uma make básica de todo dia, saio do banheiro e vou para o closet colocar a roupa que separei, depois de me vestir, coloco apenas um brinco de ouro que ganhei de James e meu relógio também de ouro. Passo um perfume e estou pronta. Dou uma última olhada no espelho e volto para o quarto onde meus dois homens me esperam.

- Olha a mama filho, como está linda . - ele repete minha frase e eu sorrio

- Estou bem? - pergunto

- Está linda como sempre. - ele se levanta da cama já devidamente arrumado e me abraça

- Estou me sentindo gorda - confesso

- Que bobeira, Ana clara. - Ele diz e olha fundo em meus olhos - Você está muito gostosa, melhor do que quando te conheci, é sério amor. - ele diz sincero e eu o beijo - Ecaaaaa tô todo melecado de batom - ele diz se limpando

- Ah vai a merda então - Saio e ele sorri - Vamos filho! - pego Matteo - Vamos?

- Vamos gostosa! - ele bate na minha bunda

- Pega a bolsa do Matteo, está em cima da cama. - falo já no corredor e James pega . Desço as escadas e Salomé nos espera vendo algum desenho e minha mãe está sentada no sofá com notebook no colo bem concentrada por sinal

- minha sogra não acredito que não vai. - James diz

- Estou resolvendo a decoração, é revisando a lista de convidados do casamento de vocês - ela diz séria

- Mas eu já disse que temos muita gente pra fazer essas coisas. - James diz sem entender

- sua querida noiva quer tudo do jeito dela e não quer que ninguém além de mim e ela cuide dos detalhes.

- Mãe! Para de drama, a senhor está adorando.

- Sim, me sinto útil e fico ocupada.

- Isso foi uma loucura. - James diz

- Quer desistir? - pergunto

- Não foi isso que eu disse, Não começa Ana Clara. - ele diz

- Vamos logo. - respondo mudando de assunto - Vamos sali. - ela se levanta e vem até nós com os olhos vermelhos - Estava chorando porque?

- porque doeu o dodói na hora do banho. - ela diz de cabeça baixa

- Pra isso não acontecer mais você tem que obedecer a gente. - James diz

- desculpa tia. - Eu a abraço

- A tia já te desculpou. Agora desfaz essa cara e vamos brincar com a Aurora. - ela sorri e se despede da minha mãe

Saímos de casa e James abre o carro, coloco Salomé em sua cadeirinha e James põe Matteo no baby Confort, eu entro no carona e ele dá partida no carro.
Salomé via um desenho no iPad e Matteo por incrível que pareça dormiu .
Eu e James conversávamos sobre o jogo de amanhã e ele me diz que vai ser titular, com essa confusão da Salomé ele não teve tempo de me falar .
Chegamos no apartamento de Félix e Matteo ainda dormia, Salomé e Maitê brincavam no tapete da sala, Félix e James jogavam Fifa.

- Ela é uma fofura amiga - Eu digo encantada

- No primeiro dia foi uma loucura, amiga. Ela não parava de chorar, Félix que cuidou dela.

- Ele tem o maior jeito com criança, Salomé fala o dia inteiro do "feio" - Laís sorri

- Eu que não levo juro nenhum né?! Tô ficando preocupada de não dar conta dos meus

- Laís, você vai se sair muito bem. Eu tinha esse mesmo medo, de cara já tive Salomé pra cuidar, e Matteo nos primeiros dias, eu achei que iria enlouquecer, mas olha agora, estou aqui sã e me sentindo uma super mãe. - nós rimos

- Aí amiga, Eu te admiro muito viu.

- Que isso Laís, sou normal como você. Eu admiro o Félix, sabia? - ele se surpreende - Ele tem 19 anos, tá lutando no futebol, agora pai de família.

- Eu me surpreendo bastante com Félix também

- Ele é um menino de ouro.

- Titia - Salomé me chama - a Maitê pode dormir lá em casa?

- Até pode, mas hoje não dá. - ela faz cara de triste - Amanhã seu pai tem jogo e você tem que ir, deixa pra amanhã.

- Tá bom, mas a Maitê vai poder ir no jogo também? - ela pergunta

- Se a tia Laís for.. - eu respondo e ela se da por vencida

Laís preparou uma mesa linda, agora ela tem uma ajudante em casa que cozinha, lava, passa, faz de tudo um pouco. Depois de jantarmos, uma comida deliciosa por sinal, as crianças brincaram mais um pouco, já Matteo dormia calmamente no colo do pai.

- Tia... - Maitê falava com um pouco de dificuldade - Você é bonita

- Obrigada fofa, você também é linda! - a beijei

- Ela é muito carinhosa - Laís diz e desvia o olhar para Salomé que se pendurava em Félix e o abraçava

- Salomé não deixa Félix em paz - Digo

- Vamos, amor? - James me chama

- Vamos. Já está na hora mesmo - concordo me levantando

- Ah não... Eu quero ficar com o feio - Salomé diz

- Nem começa fazer pirraça ein. - Eu a advirto

- Tá bom. - ela diz chateada e se despede de Félix

Nos despedimos de todos e vamos para o carro, coloco Salomé em sua cadeirinha e James faz o mesmo com Matteo.
O caninho até em casa dura cerca de 15 minutos e as crianças estão exaustas então não demora muito para que Salomé durma.
Depois de estacionar, James pega sali e eu Matteo, levamos os dois direto para o quarto e os colocamos na cama.

Fomos para o nosso quarto, como amanhã tem jogo não podemos fazer nada, então apenas tomamos um banho juntos e dormimos de conchinha.



[...]



Hoje é dia de Bundesliga, a manhã foi agitada, cuidar de duas crianças e ainda dar conta de um marido que tem preguiça de acordar cedo não é nada fácil.
O café foi tranquilo, minha mãe mais dessa vez vai nos acompanhar, eu estou animada por estar levando Matteo pelo primeira vez num jogo importante do pai.

A área vip estava completamente cheia, encontrei Anna e ela se junto a nós, as crianças estavam concentradas no gramado ansiosas pela entrada dos pais. Matteo estava acordado e de olho e em tudo, o vesti com sua mini blusa do Bayern e foi uma explosão de fofura.

O time já havia aquecido, a escalação foi dada e James estava como titular, eu vibrei por dentro e imaginei o quanto meu amor estava feliz.
A Allianz Arena estava abarrotada, toda iluminada em vermelho por ser jogo do Bayern, os times entraram em campo e todos se levantam e começam a gritar e assobiar e cantar o hino, fizeram as honras em campo e ps juízes fizeram campo e bola com os capitães, o Bayern ficou com a saída de bola.

O jogo rolava e o Bayern dominava, Lewandovisk tinha dificuldades em tocar na bola porque estava sendo muito marcado então o trabalho duro ficava pra Thiago e James.
Vidal estava com a bola e fez um lançamento para o Rafinha que achou James fora da área que não pensou duas vezes e dominou e chutou para o fundo do gol sem chances para o goleiro.
GOL DO BAYERN! GOL DO MEU AMOR!

Eu vibrava e gritava com Matteo em meu colo, Salomé começou a piar e minha mãe apenas batia palmas. James beijou sua tatuagem com o nome de Salomé e fez sinal de minando neném e um coração, parou em frente a área vip e apontou para mim, as câmeras focaram em nós e todos do estádio vibravam.



[...]


Eu não sabia em que momento da vida pulei para a parte de casada e com 2 filhos, morando em München, e sendo dona de casa, mas só sei que essa é a melhor fase da vida.
Meu filho é a criança mais adorável e sorridente, nossas manhãs em casa tem sido vem agitadas, Mariá foi embora para seu país estudar, agora só tenho Berta para me ajudar e minha mãe por enquanto né.

James tem treinado bastante e tem jogado com muita frequência sempre na titularidade.
Victor pra Madrid ajeitar tudo para o nosso casamento, e pelas fotos que ele tem me mandado posso dizer que estou fascinada com tudo.
Fico bem mais tranquila em ter Victor como meus olhos e minha mente para fazer tudo porque com duas crianças essa tarefa fica complicadissima.


- Amor? - Ouço James me chamar de longe - Amoooor - Eu estava na cozinha e vou correndo para a sala

- Que é? Que pressa é essa? Porque está todo sujo? Não tomou banho no CT? - perguntei

- Não deu tempo, e eu estava com saudade - ele tentou me abraçar

- Nem ouse! - o impedi com a mão - Você está brincando né? Veio todo sujo assim no carro?

- amor, para de chatisse. - Ele recitou os olhos - deu um problema na água do CT e tiveram que fechar os registros, sei lá, só sei que não saia água de ligar nenhum. E quanto ao carro, eu coloquei uma toalha no banco. - ele explicou

- Ata. Achei que estava de greve de banho - brinquei

- Engraçadona! - ele debochou - Escuta, o time tem um jogo contra o PSG na quarta feira, porque você não aproveita e vai ver seu vestido naquela loja lá...- ele pareceu tentar o nome

- Kleynfield - o informei - Mas e a Salomé?

- Deixa com a berta. Por falar nisso, precisamos contratar outra pessoa.

- Não tem necessidade, eu e Berta damos conta. - Eu disse

- Amor, eu não quero que você se esforce

- pelo contrário amor, eu gosto. Só assim tenho uma ocupação. - o informei e lhe dei um selinho rápido - Vai tomar banho para a gente almoçar

- Tá bom - ele me rouba um beijo e sobe sorrindo


Voltei para a cozinha já mandando um email para a loja de vestidos para marcar a minha visita, fiquei super feliz em logo receber uma resposta com a confirmação.
Terminando o almoço e arrumando a mesa, eu pude refletir em o tanto que estava próximo o grande dia em que eu me tornaria uma Rodriguéz legítima!


Notas Finais


Gente, eu vou colocar o Matteo com mais idade após o casamento que está chegando talvez em dois capítulos, porém não vou adiantar a fic, então finjam que ele foi gerado a mais tempo. Quem não entendeu só falar que eu explico melhor.

Digam o que acharam do capítulo e se estou no caminho certo e se está agradando vocês, como já disse a prioridade são vocês, meus leitores.

COMENTEM CRIATURAS 😂😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...